História Luzes das Cidades - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Hayes Grier, Matthew Espinosa, Nash Grier
Tags Drama, Revelaçoes, Romance
Exibições 103
Palavras 922
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi oi gente, desculpa por não postar ontem, e estar postando agora, a essa hora.
E desculpem se ficar pequeno, prometo que o proximo vai ficar bem grande.

Capítulo 14 - Assistente


No dia seguinte

Estou indo para a escola, com Cam e Ash. Chegando lá, eles foram para um lado e eu fui procurar o Matt, e vi ele junto com uma menina, e eles não estavam se beijando, mas sim brigando....

- Eu não acredito que vc fez isso comigo!! - a menina disse furiosa.

- A gente não tinha mais nada!- Matt disse.- Vc me traiu e ainda pensa que temos alguma coisa!

- Vc vai se arrepender de suas palavras Espinosa! - ela disse ainda furiosa.

Me sentei no banco que tinha ali mesmo, e fiquei observando, os dois discutirem, até que tudo aquilo acabou, ele se virou e me viu, e veio em minha direção.

- Oi- ele disse se sentando do meu lado com a cabeça baixa.

- Oi....O que aconteceu?- perguntei.

- Vc viu tudo?

- Tudo não.... Cheguei a pouco tempo.- falei.- Quem era ela?

- Stacy, minha ex...- Matt disse levantando a cabeça.- Ela ficou sabendo que levei vc pra sair, e fez todo aquele show...

- Pera... Vc me levou para sair estando com ela?- perguntei.

- Não... Terminei com ela a um tempo, porque vi ela me traindo em uma festa..- respondeu.- Daí em diante ela não pode me ver com qualquer garota, que fala que eu trai ela, mesmo não estando juntos.

- Mas... Talvez ela gosta mesmo de vc.- falei e ele Me olhou- Vc já parou pra pensar, que ela poderia estar bêbada na festa?

- Sim, mas... Não foi só uma vez, ela me traia muito, mas ,sempre vinha com esse papo de que me amava.- ele disse,

- Então eu acho melhor... A gente se afastar!- falei.

- Nãooo- ela surtou- Isso é o que ela quer... Não vamos dar esse gostinho de vitória à ela.

- Mas se continuarmos assim, vc vai discutir com ela todos os dias.- disse.

- Que seja, mas, não quero te perder, por causa dela.- ele falou e isso me fez sorrir. Ele então se levantou.- Mas vamos deixar isso pra lá, Vamos pra sala?- ele perguntou e eu assenti.

Matthew parecia triste, mas sem demostrar ele sorria de vez em quando.

Minha rotina do dia, era, acordar sedo, ir para a escola, Lições infinitas, buscar a Nana na escolinha, cuidar dela até  mamãe chegar e ir dormir, e depois tudo isso se repetia. 

Depois da escola fui buscar a Nana, e lá estava ela, com Dylan e Matthew tomando sorvete.

- Assim vc vai acostumar ela!- falei para Matt.

- Não faz mal um sorvetinho, depois da escola.- Ele disse sorrindo.

- Vem Nana, dá Tchau para seu amiguinho!- falei.

- Porque tão cedo?- ela perguntou.

- Vamos visitar o trabalho da Mamãe!- respondi.

- Obaa!- ela gritou- Tchau Dylan, e Primo do Dylan.- ela disse acenando com a mão.

(D/M)- Tchau!!!

Coloquei Alice no banco de trás na cadeirinha, e fomos para o trabalho da mamãe cantando varias músicas infantis, que até mesma eu fiquei surpresa por saber de letra todas.

- Chegamos!- falei estacionando o carro.

- É aqui que a mamãe trabalha?- Nana perguntou, olhando pela janela a grande empresa.

- É o que parece, pelo menos é o que ta no GPS.- falei.

Sai do carro, e fui até a pista na Nana, peguei ela , e fomos até a entrada da empresa, Realmente era muito grande, fui até a recepcionista.

- Com licença- falei me aproximando do balcão- A senhorita pode me informar que andar a Sr. Sarah está?- perguntei.

- Ela é nova na empresa?- a moça do balcão perguntou, e eu assenti.- Ela está no 15 andar.

- Obrigada.

Fui até o Elevador, e apetei o botão do quinto andar, não demorou muito e as portas de abriram, tinha muita gente na quela empresa. Procurei a Sala da Mamãe, até que achei, bati na porta e ouvi um 'entra', então eu e Alice entramos.

- Com licença- falri entrando na sala e minha mae estava andando de um lado pro outro, com lapeladas nas mãos.

- Ah, oi Filhas, não dá pra eu falar agora.- ela disse- estou cheia de trabalhos.

- OK, OK , quer ajuda?- perguntei.

- Como eu queria mais vc não entenderia, é muita papelada- ela disse e se sentou em sua poltrona.

- Pelo menos deixa eu tentar.- falei.

- OK.- ela soltou.

- E eu?- Nana perguntou.

- Toma meu celular, Fica tirando fotos das coisas, até eu acabar tudo isso, senta ali naquele sofá.- falei apontando paa um sofá que minha mãe tinha na sala, e entregando meu celular a ela.

Mamãe me explicou tudo o que era pra fazer, e eu entendi tudo, depois de um tempo, fiz todas as coisas e mais um  pouco, era fácil.

- Acabei- falei.

- Uau... Não sei nem o que falar.- minha mae disse com um sorriso no rosto.- Já sei!

- O que ?- perguntei.

- Vc quer ser minha assistente?- ela perguntou.- Claro que eu teria que falar com meu chefe.... Mas, iai?

- Mas, mae.... Eu tenho 17 anos, e parece que para trabalhar em uma empresa tão grande como essa, requer pastante maturidade.

- Eu preciso muito da sua ajuda, vc viu como eu fiquei atrapalhada, com toda aquela papelada! E alias vc vai fazer 18 daqui uns dias.- ela falou e me olhou- Por favor Filha aceita!

- Tudo bem!- respondi à ela com um sorriso.

- Ótimo!- ela falou e me abraço.

No resto do dia ela me deu outras coisas para fazer. 


Notas Finais


talvez daqui a pouco posto outro, mas não é certeza.
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...