História M7- Miraculum Septem - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Aventura, Elba, Miraculum Sptem
Visualizações 137
Palavras 1.075
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Romance e Novela, Steampunk, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Bem espero que goste , é apenas um roteiro bem enxuto contado em 9 partes.Só muito legal a meu ver, ele ia virar um fanzine , outrora. Como não acho certo que essa história seja privada de ver a luz do dia vim postar aqui no Spirit e outros lugares da internet.

Meu nome é Elba Mara e é um prazer retornar ao Spirit!

Capítulo 1 - Ação 1


 

Introdução ao nome (pra mim tudo começa com o nome)

 

Obra: Miraculum 7 (lê-se septem em latim) (milagre em latim) resumindo o sétimo milagre ou milagre 7 . O número 7 é o numero da perfeição presente nas obras de deus os 7 dias da criação, 7 dias da semana , as 7 maravilhas do mundo. O 7 por si só é muito forte ! Miraculum 7 será o nome do remédio que Zaack criará.

 

Melissa- Seu nome significa abelha.

Talita- seu nome significa menina.

Zaack- Seu nome foi criação minha.

Welter- Digno guerreiro.

Dixie- escolhi por que soa bem.

 

Introdução ao mundo de M7

 

Se passa num Brasil alternativo onde a ciência química evolui a grande passos fazendo vários milagres , em contrapartida eletrônicos são menos evoluídos, tipo computador de tela preta, sem celulares, carros da época  (1981) cronologicamente seria o ano que eles estariam.

 

Personagens (como eu os vejo)

 

Zaack Salles – É um cara que virou cientista, criou muitas curas para diversas doenças. Ele tem os cabelos branco ou louco (bem claro), olhos claros (um roxo ia bem) usa óculos (sem serem os grandões), usa jaleco branco com seu nome quando trabalha, sem ela usa roupa social simples, blusa sempre mais clara e calça cinza. Ele tem 1,68 de altura, é magro, .

 

Melissa – A mulher de Salles, usa sempre vestidos, é chique, mas não ostenta grandes jóias , cabelos ondulados avermelhados soltos  , olhos cor de mel. Magra 1,58, rosto doce, redondo.È uma mulher boa e gentil.

 

Melissa-mostro – Ela vai aos poucos se tornando menos humana e crescendo , suas mãos se tornam grandes , desproporcionais, os braços longos, pernas curtas e fortes , cada vez mais curtas a medida que evolui. Os olhos não só muito evidentes e o cabelo deve ficar mais volumoso, pra ficar mais selvagem , a roupa o vestido pode ir ficando mais rasgado.

 

Talita- Roupas surradas simples, blusa e shorts soltos tênis, ou aquelas botina marrom (ficaria mais roceira). Ela tem 15, mas é pequena e mirrada, ainda um tanto infantil, tem só us limõezinhos de peito que mal aparecem com a camiseta. Cabelos lisos e pretos, na altura do rosto, franja e rosto de menina desprotegida.Ps: O lugar onde ela mora é tipo aquele punhado de casa no meio da estrada, pequena, mas ainda sim chamada de cidade.

 

Welter – Ele é forte tipo  como Amstrong de FMA, mas ele tem mais cara do marido da mestra do Edward. Uma blusa colada , muitos músculos e 1,90 tá pronto.

 

Dixie- cabelo rosa forte, olhos verdes roupa uniforme dos policiais especiais. Sem saias, e roupas sexy, porém ela tem bastante curvas e seios grandes, alta 1,78, alguma pinta no rosto (imaginei agora ela com uma da Sabrina Sato kkk). Rosto fino e olhar mais frio e calculista. Cabelo trançado do começo da cabeça até embaixo. Tipo assim sem a flor 

Pai de Zaack – Homem sofrido magro, cabelos da mesma cor do Zaack curtos , sinais de expressão , sorriso doído. Blusa social branca , calça preta.

 

Mãe de Zaack-  Resumindo uma mulher frágil , de cabelos castanhos-cinza. Branca , pálida e magra, mais pra morta do que pra viva.

 

Tio de Melissa – Alto 1,75, robusto, algum tipo de barba, nariz grande redondo. Terno marrom.Cabelo com gel .

 

 

 

Legenda : Z-> Zaack    PZ-> Pai de Zaack     [ ]-> caixa de de texto                                          ( )   – Explicação da cena mais detalhe    

 M-> Melissa      Ta-> Talita      

 D-> Dixie    H1-> homem 1     W-> Welter         T-> Tio de Elisa

 

Ação 1

 

Z -[Essas coisas a gente nunca sabe bem quando começa....]

Z -[Mas eu sei quando me surgiu a primeira idéia brilhante.]

Z- [Deixe me contar... ]

Z- [Minha mãe há muito tempo atrás, quando eu ainda era criança, adoeceu, de uma doença comum, porém incurável...]

Z-[Eu mal podia vê-la e de seu quarto todos os dias saiam mais e mais panos, cada dia mais manchados de sangue.]

Z- [Eu sabia que ela estava viva porque ela ainda tossia, e dia após dia era o que me consolava]

Z-[Eu não conhecia a morte, mas entendia a tristeza de meu pai. A impotência de um médico que não podia curar a própria esposa]

 

PZ->- Zaack você está aí meu filho? (Zaack estava olhando o pai por detrás da porta, da biblioteca escura)

Z->-Desculpe pai, eu devia estar no quarto estudando, só que...

PZ->-Tudo bem, não faz diferença. Sempre quis que você fosse um médico feito eu, mas olhe pra mim. Não passo de um homem patético! Sem o remédio certo meu filho, as doenças não podem ser curadas... ( pai de Zaack está desolado)

Z->-Papai, mamãe ainda tem uma chance! (o menino Zaack sorria com as mãozinhas na cocha do pai)

PZ->-Chance? ( ele sorri diante da inocência do filho de sete anos)

Z->-Mamãe me disse que se rezarmos muito, milagres podem acontecer! Ela disse que Deus sempre houve as crianças.

Z->-Deus irá me ouvir pai, você vai ver. (Zaack corre para fora da sala)

Z->-Vou para a capela, pedir um milagre a Deus. O senhor vai ver como vai dar certo.

Z-[eu rezei muito, durante tantas horas e dias que meus joelhos doíam, mal podia andar. No entanto nada era mais forte que minha fé, no que minha mãe me disse. Deus iria me ouvir, se eu rezasse muito ele saberia o quanto minha mãe era importante para meu pai e para mim.]

(era uma noite nublada quando uma figura chega a capela no jardim do casarão. Zaack dorme sentado no banco da igrejinha. Zaack sente a mão grande no seu ombro, ele desperta. Encontra seu pai , tentando manter um falso sorriso, com lagrimas nos olhos ele fala . E Zaack chora , o pai o pega no colo e o leva embora, tudo que o garoto vê é a imagem da santa no altar , pensando como pode Deus podia abandoná-lo!)

Cena seguinte:

(O garoto com o pai no cemitério, seu pai está em prantos e com as mãos na terra. Zaack está logo atrás, não chora, porque sente ódio. Rezou tanto e Deus não o ouviu... As pessoas já estão indo embora ao fundo)

Z-[Eu me lembro desse momento amargo, foi quando olhei para o céu de nuvens pesadas, e prometi a mim mesmo, que iria eu mesmo encontrar a cura dessa doença. Ninguém mais seria molestado pela vontade de Deus! Eu venceria esse destino!]

 

Eu vou fazer o meu próprio milagre!! (letras grandes, em destaque. Fim da primeira ação)

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado da história , me desculpem por ser apenas um roteiro pequeno. Prometo que as próximas histórias não são assim. E que venha a ação 2!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...