História Ma Brésilienne - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Tisdale, Julian Draxler, Kevin Trapp, Marco Reus, Mario Götze
Personagens Ashley Tisdale, Julian Draxler, Kevin Trapp, Marco Reus, Mario Götze, Personagens Originais
Tags Ashley Tisdale, Die Nationalmannschaft, Futebol!, Julian Draxler, Kevin Trapp, Marco Reus, Mario Gotze
Visualizações 96
Palavras 727
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Quero muito agradecer os favoritos! Também os comentários! São muito importantes para mim!
Abraços!
E boa leitura!

Capítulo 13 - Mon Amour - Parte II


Fanfic / Fanfiction Ma Brésilienne - Capítulo 13 - Mon Amour - Parte II

Se pudesse escolher ser uma parte do seu corpo escolheria sem pensar duas vezes as suas lágrimas. Pois elas nascem em seus olhos, passeiam por sua face e deságuam em seus lábios. 

 

 

Julian acompanhou Dominique até a mesa do jantar, estava tudo perfeitamente arrumado e o jogador podia sentir o aroma delicioso da comida. 

-Preparei italiano hoje. Sou especialista em massas - disse a brasileira sorridente -espero que goste. 

-Só pelo cheiro já sei que vou amar.

Domi sorriu apreciando o elogio. Ela serviu os pratos e foi inevitável Draxler não suspirar. Enquanto comiam, em um silêncio maravilhosamente calmo, ele sentia cada vez mais que era isso que queria para sua vida sempre. E a comida? Estava melhor do que ele havia esperado. 

-Você é uma cozinheira de mão cheia. Realmente, estou impressionado. 

-Obrigada Ju. -respondeu Domi enquanto parava de comer e olhava o jogador. Ela estava levemente corada. -De verdade, por tudo. Sei que temos uma história meio embolada e cheia de idas e vindas com erros de ambas as partes. Mas queria que soubesse que sempre serei grata sobre tudo que fez por mim. Desde as ajudas ao projeto social em 2014 até agora por ser um amigo compreensivo. 

Jules olhou carinhosamente nos olhos da morena e pegou delicadamente sua mão depositando um beijo. 

-Eu fiz o que meu coração disse ser o certo e não me arrependo. Pode não acreditar, mas você foi o melhor que aconteceu na minha vida. 

Sem esperar a reação de Dominique, Julian a beijou. Era uma carícia amorosa, ao mesmo tempo carregada de desejo e saudade. A cada movimento apaixonado de seus corpos sincronizados com as batidas aceleradas dos corações tão sedentos por aquele amor, Julian tinha certeza absoluta que a brasileira era sua mulher, a Dama com quem gostaria de dividir toda a vida. 

Porém Domi, mesmo sentindo o mesmo não podia deixar de ter uma centelha de dúvida que percorria seu coração. E se o alemão fizesse o mesmo que fez com Lena? E se tudo acabasse com uma traição e dois corações partidos? Talvez por esses pensamentos ela acabou saindo do clima do beijo e terminando a carícia. Ambos estavam ofegantes e com os rostos a centímetros um do outro. 

-Drax eu...

O jogador a interrompeu com um selinho bom, fazendo a moça se arrepiar. 

-Não fala nada. Eu sei que ainda sente desconfiança e receio por mim. Mas eu quero que saiba que estou disposto a reconquistar seu coração. 

A morena o olhou nos olhos novamente sentindo o coração disparar. Nem ela aguentava tanta incerteza. O que deveria fazer? Se render aos sentimentos? Ou parar aquela história ali mesmo?

Draxler passou sua mão delicadamente pelo rosto de sua brasileira. Enquanto inebriado ele absorvia o perfume bom que Dominique sempre tinha. 

-Vou estar sempre contigo, mesmo que não queira. Vou estar sempre aqui por ti. Eu te amo Dominique Bordeaux. E não posso e nem quero viver longe de ti. Pois é uma tarefa impossível, não há como sobreviver longe. 

Domi o olhou sentindo lágrimas brotarem em seus olhos.

-Roubou meu coração minha brasileira. Desde o primeiro esbarrão naquela festa no Brasil. Me tem em suas mãos Dominique. Estou completamente rendido a ti, e não tenho intenção nenhuma de lutar contra isso. 

O alemão deu um selinho demorado nos lábios quentes de sua amada antes de prosseguir. 

-Tem meu coração, meus sentimentos, minha alma, minha vida em suas mãos. Pode fazer com eles o que quiser. Não me importo mais. Eu sou seu. E serei sempre. 

Domi sentiu o corpo bambo e a respiração descompassada. Enquanto isso Jules se aproximava cada vez mais de seu rosto. As lágrimas brotadas com a emoção agora circulavam livremente por seu rosto. A declaração de Julian era a coisa mais linda que alguém já lhe falara em toda sua vida. E ao olhar no fundo dos olhos do alemão ela sentiu que eram verdadeiras aquelas palavras. Antoine sempre teve razão. Chega de sofrer. Chega de negar o que ela sente constantemente dentro de seu peito. Chega de fugir do amor. 

E Draxler pareceu ler seus pensamentos. O alemão acabou de vez com a distância entre seus corpos e principalmente entre seus corações, e a beijou apaixonadamente de uma forma que nunca antes havia feito. Naquela noite ele faria Dominique Bordeaux a mulher mais amada e feliz de todo o mundo.


Notas Finais


Gostaram? Finamente o casal tá se acertando uhu kkkkkk
Lhes convido a ler minha nova OS com o Drax lindo https://spiritfanfics.com/historia/minha-bailarina-9887531
Abraços!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...