História Mabill - Sentimentos proibidos. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Mabel Pines, Personagens Originais, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Wendy Corduroy
Tags Mabill
Visualizações 45
Palavras 860
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Put4 Merda.


Dia: 08/10

Puta

Merda.

Essas duas palavras ecoavam pela minha mente. Puta merda, puta merda... puta merda... fodeu.

Após os demônios terem fugido pela parte mais escura e perigosa da floresta, corri para meu quarto, me preparar para resgatar Bill.

Peguei uma mochila colocando meu arpão, uma adaga, uma pequena arma de airsoft, corda, lanterna e dois sanduiches! A fome poderia vir a qualquer hora...

Mandei mensagem para Dipper, avisando o que tinha acontecido mas ele apenas ignorou, como sempre faz quando está bravo com algo.

Mas eu não ligava muito para isso.

Sai da cabana o mais rápido que pude, e entrei na floresta percorrendo o mesmo caminho que os demônios fizeram. Eles eram grandes e pesados, então deixavam pegadas pela terra. A medida que entrava pela floresta, ela ia se escurecendo, podia se ouvir vários monstros andando pela escuridão, estava tão apavorada, que comecei a tremer de medo.

Andei por alguns minutos pelo caminho, ele possuía vários obstáculos, como pequenos barrancos, buracos e pedras espalhadas pela trilha cheias de musgos.

A trilha ficava estreia a cada passo, e a floresta ficava densa mais e mais. Estava difícil de avançar pelo caminho, até que uma luz se iluminou um pouco mais a frente. Vozes ecoavam pelo local da luz, não dava para indentificar de quem eram, mas quando me aproximei, pude notar que eram as vozes dos demônios, e de Bill. Ele estava desesperado demais com o que estava acontecendo.

Me escondi atrás de uma moita e olhei para eles. A luz era emitida de um portal que dava para outra dimensão.

-Por favor, não façam isso! - pediu Bill tentando se soltar.

-Estranho o Bill implorar por coisas... Calma amiguinho, vamos ajeitar você rapidinho!

Eles entraram no portal, esperei por alguns segundos, e os segui sem hesitar. Fiquei boquiaberta com o lugar. Monstros estavam por toda parte, os rios eram sangue em vez de água doce, o céu era de uma cor um pouco avermelhada e amarelada, com nuvens negras que descarregavam raios por alguns lugares.

Senti ficar mais fraca a cada segundo que passava naquele lugar frio, e horripilante. Olhei em volta procurando por Bill, e o avistei entrando em uma enorme caverna.

-Ei, uma humana! - Gritou um monstro apontando para mim com cara ameaçadora. Vários outros monstros se aproximaram, salivando de fome.

-Ela é minha! - Gritou um.

-Não...É minha! - o outro retrucou.

-Quem a pegar primeiro, ganha!

Ah, mas que PORRA.

Não costumava falar palavrões, mas quando se está em uma situação como essa, eu ligo o Foda-se e falo todo o tipo de palavrão.

Corri na expectativa de salvar minha vida. A caverna era um pouco distante, o que era um saco.

Alguns monstros arranhavam minha perna tentando me fazer cair, mas continuava a correr, mesmo com a ardência dos pequenos cortes.

-Vai Mabel, você consegue! - disse ofegante, me aproximando da caverna -Vai... só mais um pouco...

Estava com o coração acelerado, mas eu tive um pequeno infarto ao tropeçar em uma carcaça de... seja lá o que for aquilo.

Me levantei com certa dificuldade, e um monstro me agarrou pelo braço brutalmente.

-Peguei! Ela é minha! - Sorriu vitorioso.

Lhe dei um soco em seu rosto o fazendo me soltar, e voltei a correr.

Depois de cinco minutos, entrei na caverna escura, úmida e fria.

-AI, DESGRAÇA! CONSEGUI- Gritei um pouco agitada.

O estranho, é que os monstros não me seguiram depois que entrei na caverna.

Peguei a lanterna a acendendo, e segui adiante. Ela era escorregadia, então fui devagar.

Fiquei andando por mimutos, até eu ver uma luz no "fim do túnel", onde tinha um enorme buraco que dava para outro lugar.

-Ah, finalmente... - sussurrei para mim mesma me aproximando. Desliguei a lanterna a guardando na mochila, e saí pelo buraco me deparando com um lugar.

Ele era um tipo de arena, ou um lugar para fazer rituais, nas paredes, se viam celas que prendiam monstros, demônios e o próprio Bill.

-Ai Meu Deus - disse com o coração ascelerado. Corri até ele, e o olhei sentindo os olhos lacrimejarem.

-Bill...

Ele me olhou um pouco surpreso, e se agarrou na cela preocupado.

-Mabel, o que está fazendo aqui?

-Eu... vim te resgatar! - sorri um pouco fraca. Ele me olhou dos pés a cabeça, ficando boquiaberto.

-O que aconteceu? Como fizeram isso?

Olhei para minhas pernas arranhadas com alguns cortes profundos.

-Isso...não é nada. Alguns monstros queriam me comer... quase conseguiram. Mas eu estou bem, não se preocupe! Vou te tirar daqui...

-O que?! Não Mabel, você precisa sair daqui! Rápido!

-Eu não vou embora sem você, que droga! Não fiz tudo isso só pra você me mandar embora...

Bill me encarou por alguns segundos, e esboçou um pequeno sorriso achando graça.

-Então, o que pretende fazer?

-Eu não sei. Onde estamos?

-Na verdade, aqui é um lugar de invocação, rituais... essas coisas entende?

Olhei ao redor um pouco ofegante. Precisava de alguma chave para abrir sua cela, mas onde encontra-la?

Olhei para Bill.

-Por que trancaram você aqui?

-Dã, para eu não fugir, Mabel!

Corei de leve ficando envergonhada pela resposta ser tão óbvia assim.

-Bom, eu vou procurar a chave... -Prendi meu cabelo em um rabo de cavalo me preparando para o pior.

-Mabel, por favor. Não faça isso! Eles vão te matar! Por favor, Mabel... eu imploro.

Fiquei quieta por um tempo, e esbocei um longo sorriso.

-Eu já derrotei o grande Bill, criador do estranhagedon! Posso derrotar alguns monstros idiotas...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...