História Maçãs & Carmesim - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Caçadores, Romance, Sobrenatural, Vampiros, Vingança
Exibições 75
Palavras 183
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, essa é minha primeira história! Espero que gostem, por favor votem se aprovarem e comentem! Aceito críticas e sugestões, assim como também elogios... rs
Está história tbm está disponível no Wattpad, mas não é de BTS, o enredo é o mesmo só muda o nome dos personagens.
Boa leitura!

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Maçãs & Carmesim - Capítulo 1 - Prólogo

Em todos esses vinte anos de existência ela nunca pode ser só "mais uma garota da vila", não é mesmo Sue? Não, a mulher destemida sempre foi privada de sonhar.
Para a família ela era uma sobrevivente, para a Associação um excelente prodígio, para os vampiros a principal ameaça.
Uma junção de títulos, nunca somente filha, nunca somente mulher.
Sim, Park Sue, você só queria tomar decisões e determinar seu fim. O peso da expectativa de seus pais pesava em sua tentativa de desistência, entenda-os, eles igualmente tão pouco viam sua insatisfação.
Mas, agora, você já entende seu lugar. Uma arma nunca fez tanto sentido em sua vida, a dor era sua realidade, o algoz que incendeia seu coração lhe doa pesadelos nebulosos.
Porém, quando ninguém olhava, ela afrouxava os punhos e liberava as lágrimas antes contidas em uma máscara de orgulho cada vez mais pesada. Depois ela olhava para os arredores e percebia: ninguém apartaria sua dor.
Sempre terminaria da mesma forma.
Feche-se novamente, criança. Reponha a máscara e torne a sua rotina de matança, afinal, você não nasceu para a felicidade.


Notas Finais


Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...