História Mad for you - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Suga, Taegi, Taehyung, Vhope, Yoongi
Exibições 70
Palavras 1.335
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Slash, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoinhas! Eu finalmente consegui postar esse capitulo e to feliz com isso.
Não pretendo enrolar aqui nas notas iniciais não, a gente se fala nas notas finais ^^


Enjoy ♡

Capítulo 8 - Chapter 8


– Hyung, por que está tão quieto assim? – Jeon disse ao lado de Kim e o mesmo o olhou. Suspirou cansado com milhares de pensamentos na mente e comeu mais um pouco de seu Kimchi.

Depois que saiu do quarto de Yoongi tudo parecia não fazer mais sentido. Kim ficou mais quieto que o normal e nem se importava com as coisas estranhas que Jungkook falava eventualmente. Sabia que tinha que tirar o amigo de lá o mais rápido possível. Na verdade, precisava tirar seus dois amigos de lá. Faria de tudo para conseguir isso.

– Hey Kim – ouviu dessa vez a voz de SeokJin, dirigiu seu olhar para o garoto que agora tinha seus fios tingidos de rosa. – Jeon tem razão, está mais quieto e pensativo hoje. Algo aconteceu?

Kim assentiu levemente e continuou comendo calado, não conseguia pensar em outra coisa a não ser o Yoongi fingindo estar em estado catatônico.

– Meus amigos estão aqui – ele disse finalmente depois de muito tempo e recebeu os olhares de todos em si.

– Ora, você está triste por isso? Eles vieram te visitar – Jimin comentou parecendo estar muito confuso. Kim negou e tomou o resto do suco de seu copo. Park pareceu se ligar na hora o que eles faziam lá. – Não me diga que... – ele se calou ao ver a expressão do garoto ficar ainda triste. – Isso é horrível Kim!

O castanho apenas assentiu novamente e observou seu copo vazio.

– Qual o motivo de eles estarem aqui? – Namjoon perguntou afastando seu prato agora vazio para longe e segurou a mão de SeokJin que estava em cima da mesa.

– Um é sociopata, o outro está em estado “catatônico” – fez aspas com os dedos quando mencionou sobre Yoongi e Jungkook o olhou confuso.

– Por que aspas? Ele não está assim de verdade? – ele perguntou como uma criança que não sabia de nada e o castanho apenas meneou com a cabeça negando.

– Ele está fingindo, disse que queria minha amizade de volta – Kim suspirou e passou a mão em seus cabelos castanhos os bagunçando. – Disse para eu me afastar do meu outro amigo.

– Algum motivo? – Jin estava curioso para saber tudo, a tristeza do castanho o fazia querer saber o motivo.

– Estou namorando com ele, o meu outro amigo no caso. E antes que vocês perguntem, algo nele me fez aceitar isso, eu o amava antes de vim, então ele veio com uma história de que me amava quando me visitou ontem e hoje me pediu em namoro. Nem sei se ainda o amo – o garoto explicou tentando pensar sobre o assunto melhor e pode perceber o mais velho de todos meneando com a cabeça negando.

– Você fez bosta – o Kim mais velho disse ainda balançando a cabeça. Logo o castanho recebeu um tapa em sua cabeça, olhou para o lado recebendo um olhar de reprovação de Jeon.

– Você é burro, esse seu amigo que é sociopata, já que o outro está fingindo para te ajudar. Ele sim gosta de você. Você é burro para caralho em? – Jungkook estava bravo com o garoto, nem ele que era muito lerdo tinha sido enganado assim.

– Jeon tem razão, você foi burro Kim – Jimin assentiu mexendo nos cabelos acobreados do garoto coelho e o mesmo deitou a cabeça na mesa apenas apreciando a caricia do alaranjado. – Termine com ele urgentemente.

– Saia daqui o mais rápido possível também, ele pode fazer coisas horríveis com você – Namjoon concordou e começou a brincar com os dedos do que estava ao seu lado.

– Não acredito que ele possa fazer algo contra mim ou contra o Yoongi – Kim respirou fundo e agarrou seus cabelos tentando tirar toda a raiva e frustração de seu corpo.

– Eu acredito que ele pode – Jeon disse embolado e bocejou, ele parecia ter um sono infinito. – Esse seu amigo pode te persuadir para conseguir o que quer e... – o castanho olhou para o lado confuso ao perceber que o mais novo não havia terminado de falar e logo viu que ele tinha dormido.

Kim quase riu se não estivesse tão preocupado. Olhou rapidamente para todos da mesa e acenou para que Cho viesse o levar.

– Vá conversar com seu amigo, o que está em estado “catatônico” – SeokJin disse fazendo aspas com os dedos e o castanho assentiu levantando da mesa. – Até o jantar Kim.

– Até – o garoto acenou para os que ficavam e seguiu a enfermeira. – Cho, posso ficar com o Yoongi? – perguntou assim que saíram do refeitório e recebeu um olhar questionador da enfermeira. – Queria apenas passar mais tempo com o Yoongi.

Lee sorriu e assentiu levemente, achava interessante aquela amizade dos dois.

Seguiram para a ala que seu amigo estava e logo estavam novamente no quarto 3. Cho sabia que ele iria querer ficar sozinho com o amigo, por isso deixou o quarto assim que pediu para que ele não o perturbasse.

– Yoon, estou tão confuso – o garoto disse assim que ouviu o barulho da porta sendo trancada e os passos da mulher informando que ela já se distanciava do quarto.

– Por que Tae? – Yoongi perguntou e coçou os olhos antes de observar o castanho que estava sentado na ponta da cama.

– Minha enfermeira me disse que o Hobi é um sociopata. Deuses, isso é tão estranho de falar – Kim disse bufando de estresse. Sentiu a mão do mais velho em seu braço fazendo um leve carinho e isso apenas fez com que o garoto deixasse que todos seus sentimentos ruins saíssem de si em forma de choro.

– Não precisa ficar assim Tae – a voz do platinado estava baixa e calma, o maior fungou e limpou algumas lagrimas antes de deitar ao lado do outro e se aconchegar em seu peito. – Hoseok me enganou também.

Min começou a mexer nos cabelos do castanho tentando o acalmar, afinal ele não era de chorar. Não chorava nem quando ainda estudavam juntos.

– Yoon, o que aconteceu de verdade para você estar aqui? – o mais novo perguntou levantando um pouco a cabeça para poder encarar o outro.

– Minha mãe surtou quando descobriu que viemos para cá. Disse que iria mudar de cidade e tudo mais – o platinado riu levemente e abraçou o maior mais forte parando com o cafuné. – Eu briguei com ela e ouvi muitas coisas ruins do meu pai de bônus, até meu irmão entrou no meio da briga para falar merda. Apenas me estressei e tranquei eles lá dentro, consegui sair antes que o fogo se espalhasse pela casa e fiquei sentado no quintal fingindo estar paralisado, eles me trouxeram para cá dizendo que eu estava em estado catatônico. Já o Hoseok deve estar aqui por causa da avó dele, sabe como aquela velha é – ele riu sem humor e voltou a mexer nos cabelos do outro.

– Hoseok é mesmo assim? – Kim perguntou e recebeu um olhar confuso. – Digo, assim como as enfermeiras dizem, um sociopata.

– Acho provável que sim Kim – Min respondeu pesaroso e acariciou a bochecha do outro. – Se ele for assim você precisa terminar o que quer que vocês tenham. É perigoso demais.

– Yoongi... – o mais novo começou a choramingar, mas logo parou ao receber um singelo beijo na testa.

– Por mim Tae – o outro pediu ainda acariciando a bochecha do castanho e percebeu o mesmo assentir levemente.

– Vou fazer isso antes do jantar – a voz grossa e rouca do maior saiu baixa e cautelosa, talvez por não ter certeza do que falava.

– Eu te amo Tae – a língua levemente presa do mais velho fez a frase sair com mais significado ainda. Kim o olhou surpreso e estático, estava com um frio na barriga que apenas piorou quando seus lábios encostaram os do outro. A sensação era totalmente diferente de como se sentiu com Hoseok.

– Eu-eu te amo Yoon – sua voz falhou quando se separaram e ele tentou mostrar sua reciprocidade.

– Faça o que é certo – Min selou seus lábios mais uma vez e voltou a ficar parado enquanto o outro levantava da cama e ia chamar a enfermeira para o levar de lá novamente, agora com ainda mais pensamentos. 


Notas Finais


Então o capitulo é isso ai. Me esforcei muito pra sair uma coisa decente enquanto estou ocupada, acho que não acabou ficando um dos melhores capítulos que eu fiz, mas eu dei o meu melhor pra ter um capitulo bom por agora, espero que entendam isso.
Muito obrigada pelos favoritos e pelos comentários, vocês são uns amorzinhos
Lembrando que algum erro só avisar aqui nos comentários (vou revisar quando der, espero que consiga fazer isso logo). Se quiserem falar comigo é só me chamar no twitter ( @moonxnyl )
Não tendo nada mais a dizer vou apenas me despedir.
Bjin e até o próximo capitulo ♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...