História Mad Hatter-A carta - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Melanie Martinez, Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Suícidio
Visualizações 25
Palavras 371
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi seres, estava sem nada pra fazer e meio na bad,e surgiu essa ideia desse two shot, acabei de escrever ele agora,a musica que tem ali no meio é Mad Hatter da Melanie Martinez, senti que se encaixava muito no contesto da historia, espero que gostem, lembrando que:
-isso é uma carta de suicídio
-se não gosta, nem leia,ja sai daqui
-comentários ofensivos(sobre a fic) serão excluídos

deem carinho a esse two short, criticas (construtivas obviamente) serão sempre bem vindas
Bjs da autora
Park🍬🍬

Capítulo 1 - A Carta


Fanfic / Fanfiction Mad Hatter-A carta - Capítulo 1 - A Carta

"Para Gabrielle,minha irmã,minha Loucura em forma viva"

Sabe o que é fumar embebedar se auto mutilar por se sentir sozinha,apesar de você estar ao meu lado? Eu sou uma garota que tenho a vida para viver,sei que me cortando estou me matando sei ,que esse é um mundo sem volta o que posso fazer?? Pois quando a morte bater na minha porta vou perguntar "por que vc demorou tanto" com um sorriso falso estampado no rosto com mil aflições dentro do corpo que vontade de pegar o carregador para se enforcar de novo.Meu lado louco emfim se libertou assim me sinto mais feliz uma felicidade que só loucos como eu entendem, uma louca que ja foi uma "bebe chorão", agora, não tenho mais medo,nao tenho mais aflição, assim sou eu nada normal afogada nas angústias tentado resistir ao mal, o certo parece tão errado e o errado é tão certo.Pensamentos suicidas abitam em mim tentando realizar expectativas dos pais faça isso faça aquilo, a vida é minha ou deles! " menina mal,menina exagerada,não fique ao seu lado, é assim que começa pra entrar no mundo errado ".Eu sei ja morri mas ninguém percebeu sou mais uma irresponsável assim sou eu.Eu ainda vou jurar vou me matar,só assim,da dor vou me aliviar.É tanta dor ódio raiva solidão é loucura. É,precisei mudar,mudei por causa das rasteiras da vida e das pessoa.

''Sou doida, querido, sou maluca
A amiga mais louca que você já teve
Você acha que sou psicopata, você acha que vou embora
Diga ao psiquiatra que algo está errado
Sobre a banda, completamente biruta
Você gosta mais de mim quando enlouqueço
Te digo um segredo, não estou alarmada
E daí se sou louca? As melhores pessoas são''

Gabrielle,essa musica nos define,somos parecidas,loucuras separadas,mais iguais,dizem que sou seriamente problematica,mais eu não ligo,sinto que me afundo cada dia mais nessa solidão,"você veio finalmente,sinto que não poderia mais esperar"

essas seram minhas ultimas palavras ditas,ao ver o sorriso da morte a me levar,por favor,não chore,apesar de eu saber talvez mais ninguem vai se importar com a minha morte,você eu sei que vai sofrer,mais sorria,se lembre dos nossos momentos de loucura juntas,me supere,seja mais louca que eu,esse é meu ultimo pedido,

-Eliza Dillabriera,a louca suicida


Notas Finais


É isso, espero que tenham gostado, ainda não sei quando vou postar a parte 2,mais será em breve
Bjs da autora
Park🍬🍬


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...