História Mad Resident - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida
Personagens Pamela Lillian Isley / Poison Ivy (Hera Venenosa), Selina Kyle (Mulher-Gato)
Exibições 63
Palavras 708
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segundo capituloooo! Vamo que vamo! Boa Leitura 😉

Capítulo 2 - Missão Confidencial


   Na manhã seguinte, após mais uma tentativa de fuga da prisioneira, Amanda achou que deveria tomar providências. O caso da Jennifer era restrito, apenas Amanda e o diretor geral de Belle Reveestavam cientes, mas ela precisava fazer alguma coisa antes que o conselho do presidio resolvesse manda-la para Arkham. Aproveitou a reunião geral, que ocorria 2 vezes ao mês, para buscar uma saída.
– Isso não é um hospício Waller! Acho que não podemos mais mante-la aqui. – Disse o diretor de Belle Reve, o Sr. Frost
– O senhor sabe que ela ira se tornar uma grande ameaça se não estiver em prisão máxima! – retrucou Amanda.
– E a senhora sabe que temos as maiores ameaças psicóticas de Gotham controladas em nosso asilo. – Disse o diretor geral de Arkham.
– Se o asilo mandasse mais três médicos talvez ela... – e foi interrompida
– Não podemos! Perdemos 5 em um ano por conta dessa garota, não posso arriscar mais funcionários e tenho certeza que nenhum deles aceitaria pegar o caso.
– Podemos então solta-lá – disse um dos bros do conselho, o detetive Richard.
– Não! – Gritou Waller
– Não podemos Richard, é confidencial nivel 1. É perigoso demais para ficar andando livremente em Gotham. – respondeu o Sr. Frost
     Depois de muito tempo de discussão, Amanda tomou uma decisão um tanto arriscada. Logo apresentou a proposta.
– Bom senhores, acho que tenho uma solução! Se não virão mais médicos de Arkham, não podemos mandar a garota para o mesmo e muito menos solta-la então podemos convocar alguem das forças armadas para acompanhar o caso. Eles não podem negar quando convocados.
– Desculpe Srt. Waller – respondeu o diretor de Arkham – mas essas pessoas são preparadas para combate e não pra servir de babá de garotinha rebelde. Sem contar que não são psiquiatras.
– O senhor pode evitar um dos seus para orientar o convocado.
– É uma ideia arriscada mas é relevante. Esses caras são preparados pra tudo, creio que são mais aptos para ameaças como ela e até mesmo a um combate direto. – disse o Sr. Frost
– Mas não pode ser qualquer um – adverteu Richard.
– Eu me encarrego de escolher o melhor – respondeu Amanda.
– Então esta decidido. Se der errado a garota vai direto para Arkham. Reunião encerrada.

                                                      ***

      Ao chegar em sua sala, Amanda olhou nos arquivos digitais todos os integrantes das Forças Armadas até que chegou a uma conclusão.

- Alo?!
Coronel West?!
Sim, pois não?!
Esteja no presidio Belle Reve amanhã às 10:30 da manhã. Aqui é Amanda Waller, você foi convocado para uma missão confidencial.
Sim senhora, desligando.

                            Coronel West - ON

    Eram 10:49 quando cheguei. Havia me atrasado um pouco por conta do trânsito. A Srt. Waller já estava a minha espera no portão de entrada do presidido.
– Esta atrasado Coronel!
– Sinto muito, foi o transito lento.
– Tanto faz, me acompanhe.
    Entramos na grande Belle Reve. Os corredores eram iluminados por luzes amarelas. Haviam varias portas de acesso para celas nível 10 no térreo. Os mais inofensivos. Subimos um lance de escadas, atravessamos mais um corredor e por fim chegamos a sua sala.
– Sente-se
   Logo obedeci. Ela abriu uma gaveta de arquivos, tirou uma pasta e me entregou.
– Há uma detenta nivel 1 aqui que esta nos dando muito trabalho.Ela tem distúrbios mentais mas não pode ser transferida para Arkham por motivos confidenciais. Médicos tentaram acompanhar o caso mas todos morreram – logo me assusto – cinco mortos em  ano.1 Então, Coronel West quero encarrega-lo da Residente 167.
– Mas porque eu? Não sou psiquiatra!
– Não é mas é preparado para ameaças como ela. E quanto a preparação não se preocupe, já foi enviado um medico de de Arkham para orienta-lo. Não irá começar hoje – ela me deu um papel – neste endereço fica o consultório particular do Dr. Michael Miller. Ele já esta a sua espera. Dispensado!
   Não posso negar a missão mas estou receoso, não sei com o que estou lhe dando.
– E coronel! – A olho da porta – Não se esqueça, a missão é CONFIDENCIAL.


Notas Finais


Será que o Coronel West vai dar conta da missão?! Ou sera que vai acabar como os outros 5 médicos?!
Enfim... Até a próxima! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...