História Madness go join us - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Romance poesia
Exibições 13
Palavras 1.142
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente ,voltei com mas um capítulo só que ...vai ser de um ponto de vista diferente do habitual, em fim
Estou muito feliz com a fanfic e espero que as leitoras fantasmas aparecem logo e as pessoas que comentam muito obrigada

E olha já está chegando o natal e bom gostaria de perguntar se vocês querem um especial ou não

Tá agora já podem ler

Boa leitura

Capítulo 9 - Meu mundo


Fanfic / Fanfiction Madness go join us - Capítulo 9 - Meu mundo

          Pov Lysandre 

Flachebeck 

-o que você está sentindo nesse momento ?-

Me aproximo do homem à minha frente 

-sinceramente tenho ódio -

-por que?-ele levanta a cabeça em dúvida 

Volto a me sentar direito na poltrona e fecho meus olhos lentamente 

-olha , não sei me expressar como as outras pessoas sabem ,eu posso sentir alegria em um momento e tristeza no outro então não posso dizer porque estou com raiva - falava  fitando o homem de 55 anos a minha frente com cabelos brancos por conta do tempo 

-aconteceu alguma coisa antes de vir falar comigo ,por exemplo estava com mas alguém além do Max -

Ao ouvir esse nome meu ódio aumentou  mas ainda a ponto de derrubar a mesa do meu lado direito 

O senhor não pareceu se assustar ou algo parecido ,apenas me observou 

-não gosta dele ?-

-acha  mesmo que eu tenho como gostar de alguém que me quer mal -

-pelo que sei ele que cuida de sua saúde não é mesmo , todos os pacientes pensam que seu médico o quer mal -olhou para mim sem expressão 

Suspirei e me encolhi na cadeira onde estava  sentado 

-eu não sei parece que ele me odeia por algo -olhei para a janela aberta onde tinha um linda vista para um parque calmo onde te brincava quando pequeno 

-e apenas impressão meu jovem ,sua cabeça está confusa demais -ele se levanta indo até uma pequena pia que tinha ali ,pegando um copo da água 

-sei que não está sendo fácil para você mas entenda que para sair daqui e ter um vida feliz novamente precisa se ajudar Lysandre -ele caminhou até mim deixando a água em minhas mãos e me segurou pelos ombros olhando em meus olhos -então quero que esse final de semana converse com seus parentes e amigos ,faça coisas diferentes , sei como gosta se escrever -

Olhei para a água em movimento no copo 

-você precisa achar alguém para conversar além de mim ,alguém que você confie e que vá te escutar e ajudar quando necessário -

Ri de seu comentário

-desculpe mas prefiro conversar comigo mesmo -

-Lysandre você tem uma família lá fora que está esperando você melhorar ,tem um irmão -(um traidor) -tem sua mãe -(uma faz nada) - seu pai -(um machista)-e a namorada de seu irmão também -(...)-olha quantas pessoas para conversar ,bom pelo menos tente fazer isso -

Ele se levantou e suspirou 

-por hoje e só ,já pode voltar para seu quarto por favor -

        Flashback fim 

Como eu queria realmente ter alguém para conversar, mas claro que não ,eu só tenho a mim mesmo e só 

Ainda não consigo entender o que  eu sinto ,um hora alegria, outra tristeza e ódio 

-pronto já pode abaixar -

Uma das enfermeiras fala assim que termina de limpar meus machugados 

Ela era bonita até , cabelos roxos que batiam nos ombros ,pele clara ,seu corpo era pequeno e frágil mas com curvas 

-obrigada -minha voz saiu sem expressão alguma 

Abaixei minha camisa e me sentei na cama

-de nada ,bom eu já vou a enfermeira Vitória já deve estar chegando então apenas fique calmo até ela chegar -ela pegou as bandagens sujas e o kit de primeiros socorros e saiu do quarto fechando a porta 

Interessante como meu médico e enfermeira ainda não chegaram não ,que ironia 

Ontem percebi o quanto ele a olhava e se decepsionava quando ela não o correspondia 

Conhecer Max a algum tempo me da algumas vantagens como saber quando ele desejava um coisa ou quando se apaixonava 

Já dá senhorita Oswald não posso dizer nada pois a conheci a pouco tempo mas em seus olhos tem um grande vazio mas a mesma disfarça muito bem ,não parece corresponder o sentimento de Max mais bem eu posso estar sendo rápido demais ao dizer que Max a ama e apenas um palpite 

O barulho da porta me fez voltar a realidade e perceber risos 

Os 2 haviam chegado e estavam rindo 

Mas o sorriso que Vitória estava dando me cativou 

Seu sorriso era doce e inocente ,expressava muita alegria e diversão 

Por um milésimo de segundos acho que fiquei encantado com ela ,mas se acabou quando vi ele a olhando novamente 

E de novo aquele sentimento de raiva me invadiu 

Os dois pararam de rir ao me ver 

Ela se aproximou e sorriu docemente 

-bom dia ,como estamos hoje ?-sua voz era fina mas não incomodava ,pelo contrário parecia um melodia 

A olhei e senti meus ombros relaxarem 

-bom dia ,estou bem obrigada -


-fico feliz com isso ,desculpe a demora mas é que ...-ela foi interrompida por um voz grossa

-acho que não é necessário explicar a ele o motivo do atraso -Max falava lentamente me olhando 

-ah bem então ,vejo que já trocaram seus curativos -ela olha para meu tronco 

-sim ,me avisaram que foi a enfermeira Viollete -como odeio a forma como ele se intromete nas conversas 

-a sério ?!-ela franziu um pouco as sobrancelhas -que bom - mas logo voltou a sorrir -desculpe por não estar aqui -

-não tem problema você deveria estar ocupada -me levanto e fico a sua frente 

Sua cabeça bate em meu peito ,realmente ela é baixa para sua idade 

-n-não era um coisa boba apenas -suas bochechas ganham um tom avermelhado 

Max que estava próximo  a nos segurou o braço dela e a puxou para longe de mim 

-por favor traga o café de Lysandre senhorita Vitória -

Ela parecia indecisa 

-sim-

Ela se retirou rapidamente 

Max a acompanhou pelos olhos até a porta se fechar 

-desista Max ela não quer você -falo andando até ele que era um pouco menor que eu 

-como tem certeza ?-se volta para mim me olhando torto

-se reparasse mas nas ações dela ao em vês do corpo dela saberia que seu olhar não demostrava nada por você -

-olha quem fala ,o menino que já transou com todas as enfermeiras -

-pelo menos não as forço a isso -

-a Lysandre não vai me dizer que não reparou nela também -

-isso não é de seu interesse, mas a questão é que ela não sente nada por você  nem mesmo desejo -eu caminho até a janela e me apoio no para peito 

O vento estaca suave e batia nos meus cabelos que estavam voando junto a ventania 

-e a você o que ela sente então ?-

-não sei dizer mas concerteza mas interesse -

-hora então acha que ela está interessada em você -

-claro que não ,apenas sente curiosidade -

-e pena -ele completa 

-eu não  preciso da pena dela nem de ninguém -meu tom de voz aumenta 

-todos tem pena de você, a coitadinho do menino ,ele  e totalmente louco  e não sai nem para ir tomar sol e até  parece um vampiros do que gente -ele diz com sarcasmo e ironia 

-me lembre de colocar mas um coisa em minha lista de objetivo :matar você -O olho cinicamente enquanto sorrio de canto


Notas Finais


Então gente foi isso ,não sei o que e me deu para escrever hoje mas tá ,então já podemos entender um pouco o que se passa na x avec a do lysandre

Mas me diz
O que será que o Max e a Vi estavam fazendo ?

E porque será que lysandre deu um apelido para cada membro da sua família menos a rosa?

Fixe até eu não sei mas o que tá acontecendo

Em fim
Desculpem qualquer erro e se o capítulo foi chato

Um beijo e

Fuiiiiiiiii


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...