História Madness Of Teens - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Deadpool, Demolidor (Daredevil), Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Flash Thompson, Gwen Stacy, James Buchanan "Bucky" Barnes, Loki, Mary Jane Watson, Matt Murdock, Natasha Romanoff, Personagens Originais, Peter Parker, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers, Tia May, Wade Willson (Deadpool)
Tags Spideypool
Exibições 229
Palavras 1.688
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Ficção, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Então... Eu disse que estava planejando uma coisa bem Spideypool pra esse capítulo mas não deu. Fica pro próximo
Quero agradecer pelos 80 FAVORITOS!!!!! MUITO OBRIGADA MESMO!!! PELOS FAAVORITOS, PELOS COMENTÁRIOS, PELO APOIO! VOCÊS SÃO MARAVILHOSOS!!! SÉRIO!!!
Pra quem tem dúvidas quanto a aparência do Ade, ele se parece com o personagem Noiz do anime Dramatical murders (me inspiro nele).
Em fim
Graças a Odin essa viagem deles acabou!! Puta que pariu! Capitulos por uma semana e essa porra não acabava nunca.
Mas sem mais blá blá blá
Boa leitura

Capítulo 19 - Capítulo 19


- Tem certeza que vocês não querem ir com a gente? - Mike perguntava abraçando pela vigésima vez seu irmão.
- Tenho sim. Nós vamos ficar bem - Ele dizia sorrindo calmo.
- Então nos estamos indo. Fiquem bem! - Ela diz indo pra van - Frank cuida do meu irmão!
- Pode deixar - Ele diz puxando Matt pela cintura pra mais próximo de si.
- Tão fofos! Até logo então - ela diz já dentro da van os outros acenam e ela fecha a porta.
- Então agora estamos sozinhos? - Frank perguntou com um sorriso malicioso.
- E o que parece - Matt diz com as mesmas intenções. Frank riu e o puxou para um beijo profundo e cheio de paixão e Matt retribuiu com carinho.
- Eeeeeehhh - Gritaram de dentro da van antes de sair.
- Mas que porra! Se mandem! - Frank gritou e Matt riu da sua irritação. Ama esse jeitinho irritado de Frank e de como ele tinha uma forma um pouco agressiva de ser carinhoso. E na noite anterior fez a maior demonstração de afeto possível " porque eu te amo porra!". Matt não parava de pensar naquelas palavras. E quando ele continuava a gritar Matt depositou um beijo na bochecha de Frank que o olhou surpreso.
- Eu também te amo - Disse baixinho. Frank sorriu largamente e voltou a beijar Matt sem ligar mais pra nada.
Enquanto isso dentro do carro todos estavam nos mesmos lugares de antes e Vincent não ficava quieto no colo de Wade e não parava de latir.
- Wade eu vou jogar esse bicho pela janela - Disse Tony irritado.
- Ele fez xixi antes de entrar? Comeu? - Sam perguntou tentando acalmar o cachorro.
- Sim e sim! Não sei o que deu nele - Wade dizia segurando o cachorro de todas as formas possíveis pra não deixar ele sair da poltrona.
- Quer parar e ver se ele não quer fazer alguma coisa? - Mike perguntou.
- Vamos ficar parando toda hora pro cachorro mijar? - Tony perguntou irritado.
- Se eu não parar pra ele eu nao paro pra você! Porra Stark para de reclamar - Ela diz também irritada.
Assim pararam e Vincent fez suas necessidades mas mesmo depois disso ele não ficava quieto, apenas parou de latir.
- Mas que porra Vincent! - Wade dizia novamente o segurando para não pular de seu colo.
- Deixa ele sair pra ver o que ele quer - Sugeriu Steve. E assim Wade fez.
Vincent andou por toda a van ate parar em frente à uma mochila cheirando-a e tentando alcançar o que havia dentro dela.
- O que você quer ai, em? - Peter diz se levantando e indo até ele o acariciando enquando abria sua mochila ( a que Vincent cheirava) - É isso? - diz balançando um saquinho de carne seca. Vincent avançava no saquinho enquanto Peter ria e o acariciava.
- Pega! É todo seu - Disse tirando as tiras de carne seca e entregando para Vincent.
(Ah o nosso Baby boy gosta de cães também)
[Quando casarmos com ele podemos ter muitos cachorrinhos]
( E vamos ter muitos filhos também)
[ Será que podemos pedir ele em casamento agora]
(Não vejo por que não )
' Ele ainda está na faculdade, deixa ele estudar e virar um cara brilhante que a gente casa com ele'
( Ele já é um cara brilhante)
- Wade - Peter o chamou tirando-o de seu transe - Posso levar o Vincent?
- Claro - Respondeu sorrindo bobo.
[Não quer me levar também?]
Adrian estava deitado na janela com seus fones de ouvido apenas olhando a estrada é Johnny estava do seu lado dormindo. Ade se assustou um pouco quando Johnny tombou para o lado e sua cabeça pousou no ombro de Ade.
Ade afastou a cabeça de Johnny mas ela de tempo em tempo pousava em seu ombro de novo então passou por deixa-lo ali e passou também a observar a face calma do loiro enquanto dormia e sorriu quando se lembrou do dia em que o conheceu:
Ele estava em seu quarto e já havia arrumado suas coisas na metade do quarto tendo o cuidado de deixar metade das prateleiras, metade das gavetas e metade do espaço no guarda roupas.
Estava simplesmente deitado em sua cama lendo quando entra um ser humano extremamente barulhento no quarto. Com malas em excesso e um tom de voz mais alto que o necessário.
- E ai cara! Você é o Adrian Campbell certo? - Disse largando a mala na sua metade do quarto.
- Sim, sou eu - Adrian respondeu com cara de poucos amigos - E você é?
- Sou Johnny Storm! Seu colega de quarto - Johnny disse animado.
Nesse momento Adrian pensou que era o fim. Aquele ser barulhento, desajustado, bagunceiro e inconsequente seria seu colega de quarto?! Não! Não mesmo!
Mas no fim acabaram se dando bem, Johnny sabia o quanto sua bagunça irritava o amigo então tentava deixar as coisas arrumadas e quando queria irrita-lo ele deixava um de seus livros do lado errado da prateleira e via Ade furioso gritando com ele e aquilo era uma cena muito engraçada.
Ade não sabia muito bem por que são amigos se são tão diferentes mas não importava, gostava bastante de Johnny.
O tempo passou, milhões de vezes eles desceram pra comer ou pra fazer necessidades do corpo humano. Dormiram praticamente a viajem inteira e nem se preocuparam em colocar música, pois estavam desanimados de mais pra cantar.
Quando eram por volta das seis da tarde eles finalmente chegaram na faculdade e levaram cerca de meia hora pra tirar as coisas da van e colocar no lugar e quando já eram umas sete horas eles foram para a república Omega e decidiram pedir comida chinesa.
- Cara eu estou morto - Comentou Wade se espreguiçando no sofá.
- Quem é o próximo no banho? - Loki perguntou de cima da escada ainda com a toalha na cintura e com seus longos cabelos molhados.
- Eu! - Sam disse num sobressalto e correu escada a cima.
- Não! - Mike grita também correndo para o banheiro conseguindo passar por Sam no corredor - Na sua cara! - Ela gritou passando dele, entrando no banheiro e fechando rapidamente a porta.
- Ah não Mike! - Sam dizia batendo na porta.
- Foi mal amorzinho mas eu quero muito esse banho - Disse colocando apenas a cabeça pra fora.
Sam em desistência voltou para o andar de baixo.
Peter cochilava a toda hora no sofá as vezes pendendo a cabeça pra cima e Gary mas logo acordava antes de pousar de vez a cabeça em seu ombro.
-Peter, porque não vai pra cama logo? - Harry disse despertando o amigo.
- Eu estou com fome - Peter respondeu bocejando.
- Gente eu tenho dever de casa! Socorro! - lembrou Johnny com certo desespero.
- Pera ai. Se você tem eu também tenho - Disse Peter - Que dever é esse?
- Aquela pesquisa pra levar pra excursão e fazer os relatórios - Johnny responde ainda um pouco desesperado.
- Puta que pariu! - Peter disse se levantando - Eu nem me lembrava mais.
- Eu não sei nem sobre o que temos que pesquisar - Johnny diz.
- Sobre algumas espécies e quais os efeitos da mutação que sofrem em laboratórios - Peter diz - Quer fazer agora?
- Por favor! - Disse puxando o moreno pelo braço pela escada.
- Otários - Tony diz rindo - Não tem nada pra amanhã não né Ade? - Perguntou baixo.
- Creio que não - Ade respondeu sem expressão.
- Como vai a Kyu, Gary? - Sam perguntou meio do nada. Gary tentou responder mas antes que qualquer palavra saísse da sua boca, lágrimas começaram a escorrer por seu rosto. Ele chorava desesperadamente e os outros que não estavam entendendo nada tentaram o acalmar.
- Ela terminou comigo. E disse que eu sou um fracote e ela estava ficando com outro cara - Ele dizia entre as lágrimas - Mike disse que ela não prestava, mas eu não quis escutar. Eu devia ter ouvido a Mike!
- Mas se acalme! Esqueça ela! - Steve dizia tentando acalmar Gary.
- Ela odiava todos vocês - Ele dizia ainda chorando - E me chamava de fracassado quando eu dizia que ia sair com vocês!
- Por que mesmo você estava com ela? - Tony diz e Steve lhe acerta uma cotovelada.
- Mas ele tem razão! - Loki diz.
- O que aconteceu? - Mike diz descendo as escadas.
- Kyu terminou com ele - Thor diz.
- Aquela vagabunda! Gary se ela te fez alguma coisa eu vou agora mesmo arrancar aquele peito de silicone dela! - Mike diz furiosa - Não! Eu vou agora arrastar aquela cara de K-idol no asfalto!
- Mike, por favor! Ninguém aqui quer arranjar briga - Sam diz segurando a morena.
- É bom ela não aparecer na minha frente - Mike dizia ainda muito irritada.
Ela se abaixou na frente de Gary e no mesmo instante o moreno se jogou nos braços de Mike a abraçando e ainda chorando.
- Gary eu já te disse que ela não te merece! Você é muito gentil, não é um fracote! Para de sofrer por gente que não vale a pena!
- Me desculpa - Ele dizia com a voz de choro.
- Nada foi culpa sua! Agora para de chorar vai - Mike disse desfazendo o abraço.
- Não vai bater nela! - Gary repreendeu Mike enquanto limpava as lágrimas.
- Não vou. Eu mato num tiro só, ela nem vai sentir - Ela diz num riso cínico.
Gary riu e voltou para o sofá, aonde estava sentado.
- Ah sim. O banheiro está livre - Mike diz e logo Sam foi em disparada para o banheiro.
Estava chegando na porta quando Harry sai do quarto e entra no banheiro o olhando com um sorriso de vitória estampado no rosto.
- Ah qual é!!!! - Sam gritou do corredor.


Notas Finais


Então é isso meus amores!
Comentem e favoritem se gostaram!
E bebam bastante água
Usem camisinha
E respeitem os idosos
Beijooos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...