História Mãe, eu sou hétero! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Completamente Hétero, Namjin, Taekook, Yoonmin
Exibições 95
Palavras 738
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigadoooo pelos favoritos e comentários, isso me deixa mega feliz, é sério <3





TALVEZ BATATA VÁ SER O PARA SEMPRE DESSE CASALZINHO.
UM DIA VOCÊS VAO ENTENDER, EU JURO.

EU NEM DEMOREI PRA ATUALIZAR, ALELUIA.
ME DESCULPE PELOS ERROS, NUNCA DA PARA REVISAE

BOA LEITURA BATATINHAS <3

Capítulo 3 - Posso levar essas batatas?


Estava sentado ao lado do jeongguk assistindo uma aula insuportável de história. Aquele professor parece que fala em inglês, nunca entendo nada.

Bufei alto.

_ senhor Park, se você não está Interessado na aula se retire - levantei-me irritado e saí da sala.

Aquele professor tem uma certa implicância comigo, com certeza.

Andei quase a escola toda até ver o jin sentado perto da quadra.

_ Ta' bolado comigo ainda? - sentei ao seu lado

_ o que você acha? - suspirou - eu fiquei bastante chateado, jimin, você falou de uma forma bem... Rude. 

_ desculpa - o abracei de lado - eu fui bem estúpido mesmo, hyung 

_ Tudo bem, só não faça mais isso. - sorriu. 

_ fiquei com medo de você me odiar para sempre.

_ claro que não. Eu fiquei bolado sim, mas você é como se fosse um irmão mais novo, eu amo voce.

_ também te amo - sorri - quer ir em casa hoje?

_ sim - o sinal tocou - vou procurar o Nam, até depois.

_ até hyung.

Me levantei e fui para o refeitório.

Único horário que presta nessa escola chegou.

_💙_

Antes de irmos para minha casa, resolver ir no mercado e comprar os ingredientes pra fazer brigadeiro.

_ hyung! - peguei algumas batatas.

_ que foi?

_ posso levar? - apontei para o saco transparente em minhas mãos.

_ pra quê? Brigadeiro não precisa disso.

_ huh - passei as mãos nos cabelos - nada. - sorri

_ você é estranho - franziu cenho - coloca no carrinho.

Depois de pagar todos os produtos, finalmente fomos para minha casa.

O mercado não era tão longe então, logo chegamos.

_ guarda as compras Minnie

_ deixa aí, depois eu guardo - me joguei no sofá 

_ cadê o garoto?

_ o Yoongi? - assentiu - não sei.

_ chama ele, quero conhecer

_ Yoongi! - gritei logo ouvindo passos nas escadas.

_ o que foi?

_ Jinnie hyung quer conhece você.

_ Yoongi, né? - Ele acenou com a cabeça positivamente - prazer em te conhecer - apertou as mãos.

_ qual seu nome?

_ SeokJin, Kim SeokJin

_ prazer... - sorriu 

_💙_ 

Nós três ficamos jogando jogos de dança, tabuleiro, terror, tiro, a tarde toda até jin dizer que precisava ir embora - pra ir na casa do Nam, óbvio.

Fui até a cozinha beber água e percebi Yoongi me seguindo.

_ Você é hétero, né? - assenti - é por isso que você me maltrata?

_ eu não maltrato você - coloquei o copo em cima da mesa - você que vive falando coisas de duplos sentidos. Isso me assusta.

_ na real, quando eu comecei a "morar" aqui, jimin - fez aspas - eu achei você muito atraente, de verdade.

_ mas eu sou hétero

_ eu não acho isso. Muito pelo contrário, acho que você tem medo de se aceitar.

_ você não pode tirar conclusões sobre a sexualidade alheia.

_ e se eu provar que você é gay?

_ aish. - bufei - eu não sou gay! Mas que merda.

_ uma chance só, jimin

_ tá bom - você tem três meses pra fazer eu me apaixonar por você. Prepare-se para perder 

_ Digo o mesmo, jimin - sorriu 

_ vou subir

Mas que merda eu tenho na cabeça?

Agora que ele não vai me deixar em paz mesmo. Peguei meu celular na cômoda e disquei o número do Jeon.

_ alô?

_ alô, jeon preciso de você, fiz merda

_ o que você fez dessa vez?

_ sabe o Yoongi? - murmurou "sim" - então, ele pediu três meses pra fazer eu me apaixonar por ele.

_ você deu?! - gritou

_ sim...aish

_ caralho Jimin, não acredito

_ agora ele não vai me deixa em paz mesmo.

_ e se você se apaixonar mesmo?

_ isso não vai acontecer porque sou hétero

_ puta merda

_ era só isso mesmo. Me deseja sorte.

_ azar - e desligou

Filho da puta.

_💙_ 

Eram exatamente seis e trinta da manhã e eu não conseguia dormir porque meu querido parceiro de casa fazia um barulho insuportável.

Me levantei resmungando palavrões baixinho e fui até o quarto dele - na verdade, da minha mãe. - e bati na porta.

_ não consegue dormir? - abriu 

Ele usava uma roupa toda branca e estava suado. 

Não quero nem imaginar o que ele estava fazendo, puta merda.

_ claro que não, faz menos barulho - revirei os olhos

_ é impossível fazer menos barulho

_ vai se masturba outra hora então - bufei 

_ o que? - gargalhou - eu só estava dançando

_ que tipo de pessoa dança seis horas da manhã?

_ Eu, mas se quiser eu posso parar

_ faz esse favor.

Voltei para o meu quarto, deitei-me e adormeci 






Notas Finais


Laolaolaoalaolao foi isso.
jeongguk sempre ouvindo os problemas do Jimin, preciso de um amigo desse pls.

Minha outra fic deu flop, me ajudem pls ): ela é texting -> https://spiritfanfics.com/historia/florescer-7073556

Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...