História Mafia Souls - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Personagens Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Ryan Butler
Tags Aventura, Chaz Somers, Christian Beadles, Confusão, Criminal, Destaque, Drogas, Justin Bieber, Máfia, Melhores, Melhores Fanfics, Melhores Histórias, Possessão, Romance, Sexo
Exibições 49
Palavras 1.688
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Tradução do capítulo: Eu conheço você

Galerous, me desculpem pela demora. Eu tô com trilhões de trabalhos e seminarios pra fazer, então eu tô meio enrolada no momento.

LEIAM AS NOTAS FINAIS

Espero que gostem do capítulo.

Capítulo 10 - I know you


Com as mãos suadas, andando de um lado para o outro sem saber por onde começar. Eu tenho que escolher uma roupa provocante para me encontrar com o Alexander. Não é um encontro pra duas pessoas, até porque Lind também vai comigo. Alexander vai dar uma super festa no jardim de sua mansão e pelo o que Rachel me contou, quanto mais meninas na festa mais feliz Alexander ficará. A campainha tocou e eu já sabia que eram eles.

- Que gostosas! - Ryan disse quando Lind abriu a porta - Com todo respeito é claro. - Ri pelo nariz e entrei na van que os meninos trouxeram para colocar escuta e tudo mais em nós duas.

Justin estava dentro de uma Land Rover preta,  com Chaz ao seu lado com uma cara péssima. Ele não queria que Lindsay fosse comigo, nem queria envolve-la nessas coisas, nem eu queria. Mas do mesmo jeito que eu sou um insistente ela também é, então...

A van tinha alguns equipamentos e apenas Cait estava dentro pra nos passar todas as instruções necessárias. Eu escolhi um vestido azul escuro com um decote nas costas deixando-a completamente nua, um salto alto transparente com detalhes azul, jóias douradas, e é claro, um perfume muito cheiroso. Lindsay também estava uma gata, com seu vestido preto tubinho modelando seu corpo.

- Então, o microfone vai ser um meio de vocês manterem contato conosco. O fone vai ser usado pra gente passar as instruções e tal. Fiquem tranquilas, ajam naturalmente e no fim... Vai dar tudo certo! E Alexander nem vai perceber porque é tão pequenininho que passa batido. - Caitlin ajustou os fones e microfones antes de pedir pro motorista estacionar quatro quadras antes da festa.

- Vamos andando até lá? - perguntei indignada descendo da van

- Não, né. - ela fez um sinal com a mão - Vocês já vão chegar causando! - Uma linda Ferrari prata parou ao nosso lado fazendo meus olhos brilharem

- Ca-ra-lho! - Lind silabou - Eu dirijo! 

- Se não morrermos, eu dirijo na volta. - Lilly se benzeu depois do meu comentário


O carro dos meninos ficaram estacionados no final da rua, numa parte mais escura. Lindsay e eu fomos até lá já que ela queria falar com Chaz antes de ir e estava com receio de ele a tratar mal.

A rua foi ficando mais escura e logo vimos dois carros pretos estacionadas um deles piscou o farol e chegamos mais perto. Justin estava no volante e Chaz no passageiro, logo ao lado.

- Ainda está com raiva? - Lindsay começou e eu me afastei, não sou obrigada a presenciar DR de casal.

Estava mexendo no meu celular esperando Lilly terminar a discussão para irmos. Escutei o barulho da porta do caro se abrindo e vi Justin saindo de dentro do mesmo Lilly entrando.

- Não aguentou a DR do casal? - bloqueei o celular e depois de alguns segundos o rosto dele apareceu em meio a escuridão.

- Não. - ele respondeu breve - Não tenho saco pra isso... Então, tá nervosa pra sua primeira missão oficial? 

- Eu estava mas agora estou mais tranquila. - ele sorriu

- Você está tranquila mesmo sabendo que tudo pode dar errado? - Pensei alguns segundos antes de responder 

- Eu sei dos riscos que eu corro e é por isso que eu tô indo. Eu sou a pessoa que mais confia em mim mesma. - respondi serena

- Você é fraca, vai ficar nervosa e não vai conseguir. Todo esse papinho é pretexto para você se auto encorajar e tentar fazer um bom trabalho. - Eu estava começando a ficar irritada mas eu tinha que manter a pose e sair por cima.

- Você sabe que eu sou foda pra caralho. Você tá tentando me destabilizar mas não vai conseguir. Eu vou te provar mais uma vez o quão sinistra eu sou. - Dei um beijo no cantinho da boca dele.

Chamei Lind porque já estava na nossa hora de entrar em ação. Entrei na Ferrari e conferi minha aparência. Lind arrancou com o carro e em um minuto chegamos no local.

Assim que chegamos um segurança infiltrado de Justin nos colocou para dentro. Olhei ao redor para conhece melhor o local, que por acaso ou não, era uma super mansão.

- Vamos dançar, se você ver Alexander avisa. - Lilly assentiu e começamos a dançar e observar as pessoas a minha volta.

Me empolguei tanto com a dança que só percebi a chegada de Alexander quando Lind me cutucou.

- Olá. Será que eu poderia saber o nome das gatas? - Forte, loiro, olhos azul. Era essa a aparência de Alexander

Não sei se pra entrar na máfia é necessário algum requisito de beleza mas acontece que os mafiosos são lindos!

- Eu sou Katherin e ela é Lindsay, minha prima. - Lilly estava visivelmente nervosa então eu fui tentando acalma-la - Não liga não, ela é tímida.

- Daqui a pouco ela se solta... Notei que vocês dançam muito bem. Venham até aqui, hoje vocês seram minhas convidadas VIPs. - sorri para Alexander e belisquei Lind para ela sorrir também.

Alexander passou seus braços por nossas cintura e foi nos guiando até uma área mais vazia da festa. Lá só tinha alguns caras com garotas sentadas em seus colos.

- Eu vou buscar um drink pra vocês . Fiquem à vontade. - Sentei num sofá mais distante Lind me acompanhou


- Eu tô assustada e um pouco nervosa.. - segurei a mão de Lilly e olhei no fundo de seus olhos.

- Assutada com um homem maravilhoso desses? - Lilly gargalhou - Com todo respeito, Chaz... - disse próximo ao microfone - Você se quis vir agora aguenta! Respira e aja naturalmente porque ele tá vindo. - Lilly mudou de assunto para disfarçar.

Alexander nos serviu e começou a falar um monte de merda. Disse que era muito disputado pelas mulheres, que era uns dos caras mais temidos de Miami e outras merdas.  De gole em gole ele foi ficando bêbado. Então estava na hora partir pra segunda etapa.

- Que tal irmos pra um lugar mais reservado? - Disse que com a minha melhor voz de safada.

- Só se for agora! - ele disse meio embolado - Mas eu sou guloso, eu sou guloso... eu quero as duas! - Lind me olhou apavorada e eu balancei a cabeça positivamente.

Subimos um lance de escadas carregando, literalmente, Alexander. 

- Eu queria beber água antes. Onde fica a cozinha? - Lind disse quando chegamos no topo da escada.

- Procura ai porque agora eu vou me divertir! - ele disse embolado entregando, sem sucesso, uma mão na outra.


- Se você é o mais temido de Miami, certamente, tem muitos inimigos, né? - o empurrei na casa e sentei em cima dele.

- Ah, eu tenho alguns mas eles me temem por isso não batem de frente comigo. - os caras gargalharam através da escuta e eu me controlei pra não rir - E aposto que eles ficariam com inveja se soubessem que eu estou com uma super gata gostosa na cama.

- É, talvez eles fiquem mesmo. - e mais uma vez ouvi algumas risadinhas e Caitlin guiando Lindsay para algum lugar da 'casa'.

Alexander me puxou para um beijo e mesmo bêbado, ele beijava super bem. Mas ainda não se compara ao Just... Ah, caralho! Até nos melhores momentos essa peste sisma em aparecer em meus pensamentos. 

" - Kath, a Lind já pegou oque tinha que pegar e já está fora da mansão. Arruma um jeito de sair daí." - Aos poucos eu fui parando o beijo e levantando da cama.

- Que tal um drink antes de começarmos? - disse animada e ele concordou

Me aproximei do bar que ficava no canto do quarto e enchi dois copos de vodca. Em um deles, eu coloquei sonífero. É, eu precisava sair de lá e não tinha outra alternativa a não ser essa

- Aqui, gato. - estendi minha mão e entreguei o copo para Alexander.

Virei a vodca, deixando o líquido queimar minha garganta. Ele me acompanhou e também virou a bebida goela abaixo. Não demorou muito tempo até o sonífero fazer efeito.

- Oque... Oque você colocou aqui, sua desgraçada?! - ele disse relutando para não fechar os olhos 

- Durma bem. - sorri maléfica 

- Tão bonita... mas tão desgraçada! - ele tentava se levantar me fazendo rir.

Assoprei um beijo e sai pela porta do quarto. Olhei parar os lados afim de encontrar a saída. Desci as escadas com certa rapidez. Apesar de ser madrugada de quinta-feira, tinha bastante gente na festa o que dificultou a minha passagem até a saída. Já do lado de fora, Lilly me aguardava sentada na Ferrari.



Faziam alguns dias desde a loucura na festa de Alexander e eu tinha voltado a minha rotina de secretária-espiã. Robert me promoveu de secretária da empresa para sua secretária particular. Agora eu tinha um escritório maior, arejado, mais bonito e ao lado da sala do meu chefinho. 

Peguei alguns papéis que precisavam ser assinados por Fild e entreguei para ele em sua sala. Fiquei aguardando Robert terminar de assinar os papéis quando alguém entrou na sala.

- Voltei, maninho! - A voz de Kendra tomou conta do ambiente

- Ken... - Robert levantou o olhar e logo depois voltou assinar os papéis

- Credo, até parece que não está feliz em rever sua irmã. - eu permaneci de costas pra Kendra e torcendo para ela ir embora sem ver meu rosto. - Ah! Você tá ocupado agora? - ela disse maliciosa - Não vai me apresentar sua funcionária? 

Mentalmente, eu orei e rezei todas as orações que eu conheço. Pedi ajuda para os Deuses de todas as religiões existentes e inexistentes para que Robert a ignorasse e me livrasse dessa barra.

- Katherin essa é Kendra minha irmã, Kendra essa é a Katherin minha secretária. - Me virei e olhei pra Kendra e o sorriso debochado dela simplesmente foi se desaparecendo.

- Eu conheço essa daí! - Ela me olhou com os olhos semicerrados - Ela estava com Bieber no dia do racha da Rota 52.

Alexander rapidamente levantou o olhar e me encarou. Eu não consiga falar nada, só queria fugir dali. E mais uma vez aquele olhar frio e sombrio de Bauer estava sobre mim. 



Notas Finais


E aí, oque vcs acham que vai acontecer? hahahah deixem seus palpites!

Eu tô tentando me organizar melhor pra postar os capítulos em dias exatos. Só tô esperando as provas/trabalhos finais acabarem pra eu me dedicar inteiramente a fanfic.

Ah! Eu não poderia encerrar sem antes agradecer vcs pelo carinho. Eu tô feliz demais com o número de favoritos e comentários que a fanfic vem tendo. Vcs são incríveis para um caralho!!!

Interajam! Não sejam fantasmas¡! Eu responderei todos vcs.

Beijos, até a próxima! (espero que tudo dê certo e essa semana ainda vcs tenham um novo capítulo)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...