História (MafiaTale) Uma paixão aprova de balas - Capítulo 14


Escrita por: ~ e ~Tiah_Fuinha

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Fuinha_fumadora_de_coxinha, Mafiatale, Sans X Frisk, Yuninha2004
Exibições 112
Palavras 836
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hoi, fuinha de volta espero que gostem
Espero que esteja longo o suficiente, aceitem como um pedido de desculpas por não postar durante esses tempo enfim

Desculpa os erros

Oi é a Yuninha invadi o cap da fuinha não contem pra ela
Bua leitura

Vão ler logo




Vai logo



Tchau



Até lá embaixo

Capítulo 14 - A pura verdade



Narrador on

o rosto da jovem encontrava-se em contato com o gramado do parque quase vazio, os cabelos brancos começavam a ganhar um ton de vermelho devido ao sangue que fluia na região que possua o corte profundo manchando também a roupa casual que Yuna vestia, os olhos semi-cerredos devido a dor que sentia; era algo frio, uma dor profunda e talvez sem explicação, ela tinha passado por situações parecidas em uma suposta luta com um integrante de outra máfia, mas dessa vez o que possivelmente doía mais, era o fato que agora ela não poderia dar a devida proteção a Frisk,a garotinha meiga já havia ganhado o coração de todos a sua volta, Yuna que dificilmente demostrava suas emoções tinha sentido-se mais feliz em finalmente, após anos reencontrar a sua suposta entiada e isso era evidente até mesmo nos seu modo de agir ele estava mudada, mas o pior de tudo era saber que se sua vida chegasse ao um ponto final ela não teria a oportunidade de contar a dolorosa verdade sobre ela e outras pessoas. Ela estava firme em sua decisão de contar a toda a verdade ao esqueleto aspirante a comediante, mesmo tendo suas diferenças e discussões ela sabia que poderia confiar nele. A expressão que Sans carregava era uma confusão de seus pensamentos e sentimentos, ele poderia muito bem matar ali mesmo quem havia feito isso, mas o marginal já havia ido a tempos, 


- Sans - a voz rouca da garota foi o necessário para tirar Sans de seus pensamentos, afinal  mesmo ele sendo de uma máfia e passar por experiência como essas frequentemente, não estava a acostumado por passar por situações em que a chefe de uma das mais importantes máfia e uma talvez amiga estava a beira da morte - seu... idiota me ajuda - mesmo ainda em estado de choque e surpreendido como até nesse tipo de ocasião ele esforçava-se para diminuir a auto estima do rapaz. em um ato ele posicionou a garota no banco que em momentos atrás ambos estavam sentados, em uma possível chance de ignorar que a jovem fluia sangue próximo de seu coração - ouça bem, não vou repetir novamente, até porque provavelmente não terei a chance, Frisk assim como aquela garota que morreu no dia do incidente, foram " cobaia"(não sei outra palavra para o termo que quero usar) de um experimento que envolvia magia, eu participei do experimento, não como cobaia, mas sim como uma das supervisoras do trabalho, após algum tempo o trabalho em que envolvia Asgore como um dos que mais aprovava, ele começou a ter um rumo indesejado por alguns que participavam do trabalho, mas Asgore instia que estava tudo bem, eu assim como outros de minha área de trabalho, já haviam desistido de fazer o experimento completo, os índices de magia que estavam sendo injetado no organismo das garotas era preocupante, então eu como não queria participar mais de algo que havia sr tornado repugnante, decidi levar ambas das garotas para longe daquele laboratório, como eu não tinha como oferecer segurança às pequena s escolhi por deixa-las em um orfanato era mais seguro, Asgore ficou irada contra mim e sempre esteve em busca das garotas, até que com a volta de Frisk, muitos mafiosos da máfia de asgore começaram a qualquer custo tentar tê-la de volta, para muito provavelmente terminar os estudos - mesmo que a morte estivesse a agarrar Yuna ela mantia a voz firme, e sem sombra de dúvida ele não estava nervoso ou apressada em falar ela falava com cautela e sua voz calorosa ainda se mantia, sei rosto tinha uma aparência cansada e com esse ela encarou Sans por alguns segundo até tirar alguns papéis do bolso de sua saia carmesim - Bem...- deu um suspiro prolongado mantendo o seu sorriso sádico- eu quero que você cuide de Frisk, capiche?, me prometa que cuidará dela mais do que sua própria vida.


- C-como?...-na maioria dos casos Sans apresentar-se de maneira firme, a não ser quando tratava-se de responsabilidades, ele era preguiçoso de mais para pensar em responsabilidades - eu não posso prometer algo assim, além do mais, eu odeio promessas, porra Yuna você está realmente achando que vai morrer só com um cortezinho, pensei que você realmente merecia ser lider, mas aparentemente me enganei - Sans sabia o quanto, provocar a superioridade de Yuna a invocava - apesar de você ser apenas um adolescentezinha revoltada 


Mesmo um tanto ferido aquilo foi o suficiente para realmente estressar Yuna 


- presta atenção comediante, é melhor você lavar a sua boca e me respeitar ou se não terás o mesmo final que estou tendo. Bem agora é hora de você chamar alguém para me ajudar.


mesmo em situações tensas quem os visses poderia gargalhar por horas, Sans era uma pessoa que não gostava  de receber ordens, ou ser ameaçado, mas de qualquer forma ele levou em consideração que Yuna parecia estar sempre de TPM em todos os momentos e sempre prefiria fazer o que era pedido por ela


Notas Finais


Oiii, beleza gostarem ? Comentem puque eu gosto de responder


Beijos de coxinha



Invadi as notas finais pra perguntar, ela morre ou não
E pra divulgar minhas outras fics
Vão no meu perfil ver!
Bom...
Não contem pra Fuinha
Kissus de Nutella


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...