História Maga Classe S - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Alzack, Angel, Aquarius, Aries, Bisca Connell, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Carla (Charle), Elfman Strauss, Erik (Cobra), Erza Scarlet, Frosch, Gajeel Redfox, Gemini, Gildartz, Gray Fullbuster, Happy, Hibiki Lates, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Laxus Dreyar, Lector, Levy McGarden, Libra, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Mest, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Nikora "Plue", Pantherlily, Personagens Originais, Pisces, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Scorpio, Sting Eucliffe, Taurus, Ultear Milkovich, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Fairy Tail, Gale, Jerza, Nalu, Romance, Romendy
Visualizações 254
Palavras 2.910
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


HELLO HAPPY PEOPLES \O/

Voltei pessoal! Como estão?
Bom eu passei minhas férias lendo, então só postei um capítulo, que no caso foi o ultimo, mas pra minha felicidade e a de vcs eu consegui escrever um capítulo antes que as minhas provas de meio de ano comecem!
O que posso dizer? Tem muita treta vindo a partir desse capitulo, e vocês vão conseguir ver isso só lendo esse. Preparem os corações porque eu amo um suspense, e isso é o que não vai faltar ASHUASUHAS

Boom, já vou falar porque não sei se mencionei: Vou responder os comentários pendentes de vcs, porque eu sempre esqueço de fazer isso quando entro no site pra checar as fics (o que acontece de nunca em nunca asuhashuas)
E além disso, leiam as notas finais okay? Preciso da opinião de vcs em algo :3

Espero que gostem
^~^

Capítulo 43 - No reflexo dos seus olhos PARTE 1


Anteriormente:

    Fechando a porta atrás de si, a loira logo fecha os olhos e suspira fundo. Como será que estão todos? Ou Natsu? Até mesmo Gray partira a mais o menos um mês em missão por Zeref. Como será que estão todos?

    Ao recuperar sua compostura, Lucy passa a andar pelos corredores sinuosos do castelo. Um ano... Passara-se um ano desde que se separara de seus amigos. Com certeza sentia a falta deles, falta de Natsu. Sentia tanta falta que seu coração treinado para não sentir, doía frustrado.

    Porém isso significava mais uma coisa: os tempos de tribulação estavam próximos.

[...]

Agora:

Autora on

-Vai persistir com a ideia de não me contar no que se meteu desta vez, Zeref-sama? – uma voz suave paira sobre o silêncio da floresta.

-Creio que sim Kaelie – disse o moreno sorrindo em resposta.

    Kaelie sorri e olha para baixo ao colocar uma mecha de seu cabelo louro-prateado atrás de sua orelha.

-Como o conheço bem, tenho certeza que é algo que envolve o bem estar do futuro de muitas pessoas que não tem nada a ver com a questão... – disse Kaelie e sorri ao ver Zeref levantar o olhar da Chave do Zodíaco que entregara a ele momentos antes e olhar para ela – Acertei?

-Claro que não – disse Zeref tentando conter o riso – Que calúnia.

-É evidente que é isso – disse a loira sorrindo acusadora – você nunca foi bom em esconder a verdade.

    Zeref guarda a Chave a qual observava momentos antes e sorri para Kaelie.

-Você só sabe dizer quando estou mentindo porque me conhece há séculos – disse o moreno como se fosse óbvio – E muitas pessoas já me disseram que minto muito bem. – ou tentaram me matar pra ser mais preciso, completa Zeref em pensamento.

-Ah meu bem, elas estão mentindo para você – disse Kaelie e Zeref riu passando a mão no cabelo.

-Eu acho que não – disse o moreno se aproximando mais da fada.

-Eu acho que sim – diz Kaelie enquanto envolve os cabelos negros de Zeref com os dedos.

   Zeref revira os olhos e envolve a cintura de Kaelie se aproximando até que sobrassem poucos centímetros entre ambos.

-De todas as mulheres com quem cruzei em todos os meus anos de vida, você é a única com quem nunca tive dor de cabeça – disse o moreno mais para si mesmo do que para a fada.

    Kaelie sorri de canto observando o rosto do moreno.

-Alguém vem lhe trazendo muita dor de cabeça recentemente, Zeref-sama? – pergunta a loira afastando os fios de cabelo que caiam sob a testa do moreno.

   Zeref olha atentamente para Kaelie antes de responder e se pega pensando em Lucy. Inegavelmente, Lucy fora a pessoa mais irritante, problemática, sentimental, e estressante com quem o moreno já teve que lidar. Ela era desobediente, fazia perguntas invasivas, se importava demais – mesmo com ele, seu inimigo declarado – e bem, ela o irritava como ninguém para resumir. O plano de fazê-la ser submissa a si inicialmente fora algo que pensara ser fácil, algo que resolveria fácil, mas Lucy simplesmente levou todo o tempo que o moreno tinha; tudo para ser conquistada, para passar a confiar nele e para odiá-lo o suficiente para desligar seus sentimentos e trabalhar consigo. Agora ela era bem treinada, o obedecia – na maioria das vezes – e o odiava... Ela o odiava.

-Zeref-sama? – a voz de Kaelie desperta o moreno de seus pensamentos e ele percebe que passou tempo demais pensando em vez de responder.

-Hmm... Não. Tudo certo – diz ele por fim e Kaelie estreita os olhos.

-Vou deixa-lo pensar que eu acreditei nisso – disse a loira e beija o moreno com avidez e destreza. Assim que se separam, já ofegantes, a loira passa o indicador pelos lábios do mesmo, contornando-os.

-Meu livro... – diz a mesma e Zeref sorri revirando os olhos – O que, pensou que eu havia esquecido?

-Possivelmente – ele admite e ergue a mão sem desviar o olhar de Kaelie. Um instante depois, em sua mão, um livro grande e bem conservado surge e ele se afasta da mesma o entregando.

-Finalmente – diz Kaelie ao tocar o livro, percorrendo as páginas – Como sempre, cumpriu sua palavra.

    Zeref assente e passa a andar na direção oposta a Kaelie, despreocupado e ereto.

-Tem certeza que não pode ficar mais? – Kaelie pergunta ao moreno que devagar se distancia.

-Como eu disse antes... – disse o moreno e toca a Chave em seu bolso – Tenho assuntos urgentes a minha espera.

-Esse assunto urgente do qual fala, por um acaso, tem cabelos loiros? – pergunta a mesma esboçando um sorriso enquanto Zeref para no mesmo instante e se vira para a mesma.

-O que? – pergunta Zeref.

-Você sempre teve um fraco por loiras – diz Kaelie sorrindo – Primeiro Anna, depois aquela garota a Mavis e a mim. Quem será agora?

-Eu... – Zeref começa, mas Kaelie o interrompe.

-Ela está lhe dando muito trabalho? – pergunta Kaelie sorrindo como se soubesse todos os pecados do moreno, que desconfortável, se vira e volta a caminhar.

-Nos vemos depois Ellie – ele diz por fim e sorri antes de se teletransportar.

[...]

-Pela décima vez Gajeel – disse uma azulada razoavelmente irritada – Eu já estou bem.

-Porlyusica-san está cuidando dela Gajeel-san, se acalme um pouco – disse Jellal que repousava sentado abaixo de uma cerejeira, tentando, mesmo aos resmungos de Gajeel, recuperar suas forças.

-É bom que ela fique bem mesmo velha – disse o moreno e Porlyusica revira os olhos.

-Gajeel! – repreende Levy – Já chega! Cale a boca e espere ou saia daqui agora mesmo.

    Boquiaberto, Gajeel solta um palavrão e se encosta-se à mesma arvore em que Jellal está.

-Não vão me dizer onde estavam? – pergunta a rosada analisando seus rostos exaustos com desconfiança.

-Não podemos – disse Levy por fim, depois de os três se entreolharem incertos – É uma missão sigilosa.

    Jellal suspira ao ver pelo olhar de Porlyusica que ela estava prestes a lhes fazer bem mais perguntas. Então logo cortou:

-Alguém foi relatar a Primeira de vocês que retornamos? – pergunta Jellal.

-Hai – disse Gajeel cruzando os braços – Quando chegamos encontrei o Lily e lhe mandei ir avisar a Primeira, que está com os outros um pouco atrás de nós. Ela deve chegar logo.

-Ótimo – disse o azulado esboçando seu cansaço; perdera uma quantidade enorme de magia nas ultimas horas, mas ainda sim tinha que manter o Sinentai até que seu eu verdadeiro aparecesse – Erza e os outros estão com problemas...

-O que? – pergunta Levy – O que aconteceu? Encontraram Natsu? E a Lu-chan?

-Encontraram Natsu e estão retornando para o nosso ponto de encontro – disse Jellal tentando evitar maior pânico com o resto das informações que vinham diretamente da linha de pensamento de seu eu verdadeiro – Precisamos estar logo todos juntos.

    Levy solta os ar dos pulmões, aliviada e decepcionada. Aliviada porque encontraram Natsu, e de algum modo conseguiram convencer o mesmo a retornar com eles e seguir o plano. Decepcionada porque, mesmo depois de tudo, realmente esperava que o rosado conseguisse resgatar Lucy antes que seus amigos o encontrassem.

-Então o mais sensato é que esperemos por Mavis e os outros aqui. Assim, quando estivermos juntos avançamos até o ponto de encontro e nos encontramos com Erza e os outros – disse Porlyusica terminando de medicar Levy.

-É o que faremos – disse Jellal e olhou para o céu. O sol estava no ápice e o dia quente, sem nuvens, o que, vagamente lhe lembrava de uma tarde com Erza após sair do parque aquático de Crocus.

[...]

    Um som estridente ecoara por todo o castelo, fazendo até mesmo, a sala de Zeref tremer. O que infelizmente foi a causa de dois de seus frascos de bebida fossem ao chão e se quebrassem.

    Suspirando, o mesmo se levanta de sua mesa repleta de papelada e tira sua capa, ficando apenas com sua camisa preta comum e sai da sala andando pacientemente até a sala de treinamento na qual uma certa loira ameaçava as colunas de seu castelo.

-Lucy... – disse o moreno se recostando no batente da porta da ala.

    A loira interrompendo sua sequencia de socos contra uma das rochas do local olha para Zeref na porta. Afastando os cabelos molhados pelo suor de seu rosto ela se aproxima do mesmo, que a olha de cima a baixo notando o modo como estava vestida: um top preto e um short vermelho; mas logo disfarçou, voltando a sua expressão neutra.

-Senhor? – pergunta Lucy sabendo que chama-lo assim o irrita.

-Você acabou de quebrar duas das minhas bebidas antigas favoritas – diz Zeref como se doesse dizer aquilo, de modo cansado – O que pretende fazer sobre isso?

-Eu pagaria duas novas para o senhor – diz Lucy sorrindo –, mas eu não posso sair desse maldito castelo.

-Então é uma conspiração contra meu castelo? – pergunta Zeref estreitando os olhos – Quebra minhas bebidas para me chantagear?

    Lucy da risada e Zeref sorri.

-Que calúnia! – diz Lucy não contendo o riso – Peço desculpas pelas bebidas, senhor, não foi minha intenção uma revolta contra a coroa.

    Zeref suspira quando Lucy vira de costas e ameaça voltar ao treino e a segura pelo cotovelo, fazendo-a olha-lo.

-Chega de treino para você por hoje – o moreno fala a puxando de volta a biblioteca a frente da ala de treinamento – E pare de me chamar de senhor, droga.

    Lucy sorri provocadora e se aproxima mais do moreno o olhando nos olhos – bom quase, já que o mesmo era pelo menos uns 10cm mais alto que a mesma – e Zeref fica desconfortável com a proximidade de ambos, se perguntando o porquê daquilo, mas fica imóvel a olhando nos olhos.

-Por que não posso chama-lo de “senhor”, senhor? – pergunta a loira sorrindo – O senhor não gosta do honorífico “senhor”, ou o senhor apenas fica desconfortável com ele?

    Zeref sorri e resolve entrar na brincadeira sem gosto de Lucy. Se aproxima mais ainda e a encurrala na parede colocando um de seus braços ao lado de sua cabeça.

-Não é bom me desafiar, Heartphilia – diz o moreno e pode ver a expressão de Lucy passar de desafiante para desconfortável e vermelha – Eu posso ficar inseguro das suas intenções ao me provocar desse jeito...

    Zeref sorri ainda mais ao ver Lucy engasgar como reação.

-E-e-eu... – Lucy procura as palavras ainda surpresa/incomodada com o que Zeref falara.

    O moreno se afasta e começa a gargalhar de um modo completamente inesperado. E a loira fica mais confusa ainda, já que nunca vira Zeref rir desse jeito, quanto mais depois de falar aquelas coisas embaraçosas. Então ele estava brincando?

-Sua cara foi impagável – o moreno fala ainda dando risada – Eu sabia que ia funcionar.

-Seu... Seu cretino miserável – a loira começa, mas acaba não resistindo e começa a rir também – Não faça mais isso!

-Não me chame mais de senhor – rebateu Zeref cruzando os braços a frente do peito.

-Você é completamente louco! – diz Lucy balançando a cabeça e empurrando o peito do moreno com o indicador.

-Eu sei – ele diz e Lucy revira os olhos quando o mesmo sorri.

    Ambos ficam se encarando por alguns instantes, ainda sorrindo, estranhando um pouco a situação, mas ainda sim sorrindo, pois apesar da situação ser incomum, era particularmente agradável e bem... Incomum.

-Hm... Senhor? – uma terceira voz paira pela biblioteca, retirando ambos de seu transe momentâneo.

    Zeref desvia seu olhar de Lucy e olha para trás, identificando a pessoa a quem pertencia a voz. Hiiro era essa pessoa. O moreno se afasta de Lucy e se vira para a subordinada, enquanto a loira apenas passa a mão pelo cabelo colocando-o para trás.

-Posso ajudar? – pergunta Zeref depois de limpar a garganta.

-Me perdoe a interrupção senhor... – diz Hiiro constrangida – Mas os Lordes Sprigann’s retornaram e esperam o senhor no grande salão principal.

-Avise a eles que estou indo – diz Zeref apenas e Hiiro assente, saindo.

    Ao olhar novamente para Lucy, encontra o olhar acusador e o sorriso presunçoso da loira sobre si.

-O que foi? – pergunta Zeref erguendo uma sobrancelha.

-Não “gosta” que lhe chamem de “senhor”, é? – pergunta a loira estreitando os olhos.

   Zeref sorri e começa a andar em direção a saída sendo acompanhado por Lucy.

-Cale a boca Heartphilia – diz ele por fim ouvindo a risada da mesma.

    Ambos em silêncio, vão calmamente até o salão principal e logo que chegam se deparam com os 12 Sprigann’s espalhados pelo local. Todos com a presença tão esmagadora que antigamente fariam a loira se esconder atrás de Zeref, encolhida e apreensiva. No entanto, a mesma apenas permaneceu ao lado do moreno, imóvel e inexpressiva, sentindo o olhar de todos sobre ela.

-Vejo que voltaram rapazes – Zeref chama a atenção para si, desviando o olhar de todos sobre a loira.

     No mesmo instante, todos se ajoelham perante Zeref e Dimaria, em nome de todos, se pronuncia:

-Retornamos de nossos treinamentos senhor, prontos para servi-lo como o senhor desejar – diz Dimaria com voz calma e firme.

-Certo – diz Zeref – August e Eileen, espero seus relatórios em minha sala em uma hora.

-Certamente Zeref-sama – ambos falam em uníssono.

    Assim que todos se levantam o olhar de Lucy vai diretamente para Jacob Lessio, o homem que ela e Natsu lutaram juntos na guerra contra Alvarez anos atrás, o que possuía o epíteto de “Gênio do Assassinato”. A loira rapidamente franziu o cenho quando memórias do mesmo e da luta lhe vieram à mente, e Jacob fez o mesmo, assim que reconheceu a loira.

-Algum problema Lucy? – pergunta Zeref tirando ambos daquele momento mórbido.

    Quando Lucy olha para Zeref, percebe que o moreno está na metade da escadaria, esperando-a, enquanto que os outros na sala a olham esperando sua reação. Olha novamente para Jacob com raiva e indiferença e se volta para Zeref.

-Não. – diz a loira por fim e normaliza sua expressão tensa – Nenhum.

    Zeref olha para Jacob e o mesmo se encolhe desviando o olhar, despertando a curiosidade do mago negro. Mas por fim, apenas diz:

-Então mexa-se – o moreno a encara e a mesma surpresa passa a subir a escadaria atrás dele, que apenas volta a andar quieto.

[...]

-COMO ASSIM VOCÊ ESTEVE EM DOIS LUGARES AO MESMO TEMPO JELLAL?! – a voz de uma ruiva furiosa faz todos no local se encolherem.

-Bem... – Jellal passa a mão no cabelo buscando explicação que aliviasse a carranca que Erza expunha em seu rosto.

    O azulado pretendia contar a ruiva o que fizera depois que resgatassem Lucy, já que essa era a reação que esperava da mesma desde o inicio. Infelizmente, quando Mavis, seu eu falso e os outros de ambas as guildas se encontraram com Erza, Gray e ele, não pudera desfazer a magia rápido o bastante para que a ruiva a sua frente não visse. E contar sobre ERA e o Conselho da Magia não ajudaram muito em sua posição.

-Erza – Mavis interviu em nome do azulado que simplesmente perdia os argumentos em qualquer discussão com a ruiva – Jellal foi até Gajeel e Levy a meu pedido e do mestre. Eu precisava de alguém que conhecesse o Conselho e o prédio dele, alguém que tivesse tido acesso total a ele durante anos para saber onde poderia estar escondido isto – Mavis levanta um objeto que irradiava um azul brilhante e que tinha o formato de um cristal e mostra a Erza – O controle do Etherion.

    Erza dá um passo para trás, como se o que o que Mavis tinha dito a tivesse atingido.

-Isso é o que?! – a ruiva pergunta completamente confusa – Algo assim existe? E que raios a senhora estava pensando quando os mandou roubar isso da droga do Conselho?!

    Após saberem que as tropas de Mavis, Sabertooth e Levy tinham se encontrado, Erza, Gray e Jellal retornaram imediatamente até o ponto de encontro marcado: A Grande Árvore de Lima, que se encontrava no centro da floresta que antecedia Alvarez. Não tiveram nem ao menos tempo de convencer Natsu a voltar com eles, então reforçaram as barreiras de Jellal que prendiam o mesmo e deixando os Exceeds e Wendy junto a ele, voltaram para encontrar todos. Estava com a cabeça a mil com o que Gray lhe contara, e ver uma réplica do namorado recostado numa arvore enquanto também o mesmo se encontrava ao seu lado acabou por duplicar essa condição. E ERA e o Conselho? Isso estava acabando com sua sanidade momentânea, pensava Erza com a cabeça fervilhando.

-Erza, se acalme – disse Mavis empática – O pior da situação pode ainda estar por vir... Zeref, Alvarez, resgatar Lucy, isso tudo não vai ter um preço barato.

-Sobre Lucy... – disse Erza, encarando Gray que se mantinha distanciado de todos, recostado em uma arvore qualquer, ignorando todos e suas perguntas, principalmente as invasivas de Juvia – Eu tenho que contar algo a vocês...

    Interrompendo Erza e chamando a atenção de Gray e dos outros, Charles e Happy surgem carregando uma Wendy desacordada. Ambos gritando e se desculpando.

-Erza! – disse Happy desesperado – Nos desculpe, me desculpa... Eu não achei que o N-natsu pudesse fazer algo assim...

-O que aconteceu Happy? – perguntou Gray se aproximando na mesma hora – Responda!

    Happy engoliu seco e olhou para Wendy chorando.

-O Natsu conseguiu de alguma forma romper a barreira do Jellal, e quando Wendy, Charles e eu tentamos impedi-lo de continuar ele nos desacordou no mesmo instante – disse Happy tentando contar tudo de que se lembrava – Ele deve ter chegado aos portões de Alvarez nesse momento...

-O Natsu... – disse Gray desacreditando das palavras do Exceed.

-Está em Alvarez? – completou Erza.

[...]

Continua...

LEIAM AS NOTAS FINAIS! LEIAM AS NOTAS FINAIS! LEIAM AS NOTAS FINAIS! LEIAM AS NOTAS FINAIS! 

 


Notas Finais


HELLO HELLO ASHUASUHAS
Sei que querem me matar sempre que eu acabo assim, mas sem autora, sem capitulo, não se esqueçam!

E aí pessoal, estão gostando? O que acham que vai acontecer se Natsu chegar a Alvarez antes dos outros? E será que a Lucy vai ficar sabendo se isso acontecer? Me deixem suas teorias pessoas, me deixem suas teorias!

Agora sobre o que eu falei que pediria opinião de vocês aqui... Preciso saber: quantos de vocês gostam de Naruto aqui???
Por que a pergunta? Bom, digamos que estou escrevendo uma fanfic de Naruto, e tenho pensado em posta-la, mas preciso saber de vocês: gostam ou já viram o anime Naruto? Quais casais shippam? Leriam se eu escrevesse uma? Me mandem as respostas nos comentários sobre a fic, ai sipa isso me ajude a postar essa fic nova!

Espero que tenham curtido o capítulo pessoal, logo mais eu volto com outro capítulo, eeeee quem sabe, outra fanfic XD
Bjss da Scarlet e até o próximo! ^~^ <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...