História Magcon - Secret Love - Capítulo 54


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon
Personagens Aaron Carpenter, Brandon Rowland, Brent Rivera, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Chris Miles, Christian Collins, Christian Delgrosso, Connor Franta, Crawford Collins, Daniel Skye, Dillon Rupp, Dylan Dauzat, Hayes Grier, Hunter Rowland, Jack and Jack, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Sartorius, Jacob Whitesides, JC Caylen, Kian Lawley, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Nick Tangorra, Personagens Originais, Ricky Dillon, Sam Pottorff, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff, Trevor Moran, Willie Jones
Tags Cameron Dallas, Magcon, Nash Grier
Visualizações 183
Palavras 1.528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ficou meio depre esse cap, maaaaassss espero que gostem!

Capítulo 54 - In love


~ANA ON~

Eu acordei e percebi que eu não estava em casa, me virei pro lado e vi que Nash estava dormindo:

-Nash, eu tô indo pra casa - eu levantei da cama

Peguei minha bolsa que estava na escrivaninha dele:

-O que você disse? - ele coçou os olhos

-Estou indo pra casa - eu disse mais alto

-Por que? - ele se sentou na cama e me olhou

Eu ignorei a pergunta e peguei meu celular pra pedir um uber:

-Como eu vim parar aqui? - eu perguntei enquanto mexia no celular

-Você dormiu ontem, então te trouxe pra cá - ele respirou fundo - você não quer conversar?

-E você quer que eu fale o que? O tanto que eu sou trouxa? Que eu não consigo me defender? - eu senti lágrimas serem formadas - O uber chega em três minutos - eu guardei meu celular e peguei meus saltos

Saí do quarto dele:

-Eu vou lá com você - Nash abriu a porta da casa

Eu dei de ombros e saí. Descemos pelo elevador e chegamos na portaria do prédio. Ficamos na portão esperando, senti um frio batendo em mim e encolhi os ombros:

-Pega - Nash tirou o moletom que ele estava vestido e estendeu pra mim

-Não precisa - eu nem olhei pra ele

-Você está com frio - ele insistiu

-Mas se eu pegar, você vai ficar com frio - eu o encarei

-Eu não tô com frio - ele riu

Peguei o moletom dele e vesti, senti o perfume dele. Peguei meu celular e vi que o uber estava chegando, fiquei batendo as unhas na tela do celular:

-Você vai acabar quebrando o celular se continuar com isso - Nash segurou minhas mãos na tentativa de fazer eu parar

-É mais fácil eu quebrar a unha - virei os olhos

Nessa hora o uber parou na nossa frente:

-Tchau Ana - Nash sorriu

-Tchau Hamilton - eu nem olhei pra ele

Entrei no carro, abri meu whatsapp:

Karol Mozão: Ana

Karol Mozão: Onde você estava no final da festa?

Karol Mozão: Você tinha que ter visto

Karol Mozão: Me liga assim que ver a mensagem

Karol Mozão: Preciso te contar de ontem

Eu nem liguei, só voltei pra tela das mensagens e vi a Lox:

My BabyGirl: Amigaaaaaaaaa

My BabyGirl: Cadê você?

My BabyGirl: Seu irmão criou a maior confusão aqui na festa

My BabyGirl: Eu preciso te contar

My BabyGirl: Acredita que o Nate foi preso?

My BabyGirl: Mas ninguém sabe o motivo

My BabyGirl: Acho que era por causa das drogas

My BabyGirl: Me liga

My BabyGirl: Eu preciso de notícias suas

Bloqueei a tela e fiquei olhando para a rua até receber uma chamada:

Shawn: Cadê você?

Me: Tô indo pra casa

Shawn: Onde você dormiu?

Me: Na casa do Nash

Shawn: Só liguei pra te falar que o Nate foi preso, ok?

Me: Aham

Shawn: Por que esse mau humor?

Me: Eu só não tô afim de conversa

Shawn: Beijos, te encontro em casa

Desliguei e quando me dei conta já estava em casa:

-Obrigada - desci do carro

Corri até meu apartamento, procurei alguém em casa:

-Onde você estava? - Karol me parou no meio do corredor - E que moletom é esse?

-É do Nash - eu tentei passar por ela

-Me explica melhor essa história - ela fez aquela carinha do emoji safado

-Karol, eu não tô no melhor dia da minha vida, muito pelo contrário! Está sendo o pior, então me deixa ir pro meu quarto - eu cruzei os braços

Ela abriu espaço e eu passei por ela indo direto pro meu quarto. Fechei a porta e deitei na cama. E só pensava na noite de ontem...

Por que? Por que logo comigo? Não adiantava já ter problemas com meus pais, com meu ex e agora eu tenho um problema com o Nate?

~CAMZ ON~

Já tinha se passado algumas semanas e Ana não saía do quarto dela nem oferecendo dinheiro. Ela só saiu uma vez, a duas semanas atrás, quando o Shawn obrigou ela a ir em um médico. O resultado já era de se esperar: depressão!

Já tentamos conversar com ela várias vezes, mas ela manda a gente embora ou apenas fala que não quer tocar no assunto da festa dos Jack's. 


As únicas pessoas que ela já conversou foi com o Shawn e com o Nash. Nem a Karol e nem a Lox conseguiram tirar ela de lá. 

Mas a vida segue! Falta dois dias pro aniversário do Shawn e a gente está nos preparativos finais pra festa surpresa dele. Vai ser na minha casa, já entrei em contato com a família dele e os pais dele vão vir.

Os meninos já chamaram os amigos dele e Karol e Mahogany estão me ajudando na decoração. A ideia é fazer tudo voltado pra música, nem precisa explicar o motivo, né?

A única coisa que falta é convencer a Ana de ir... Mas isso eu vou deixar na responsabilidade do Nash.

~NASH ON~

Cinco semanas! Cinco malditas semanas que a Ana não sai daquele quarto. Eu conversei com ela uma vez, ela me disse que o maior problema era a vergonha de ter que olhar na cara do povo e não saber o que eles vão pensar dela.

Eu decidi ir hoje na casa dela pra tentar convencer ela de ir na festa do Shawn.

Subi as escadas do prédio dela, quando cheguei, Karol que me atendeu:

-Nash! - ela me abraçou - Tenta tirar aquela menina do quarto! - reparei que ela estava com os olhos inchados, talvez de tanto chorar

Concordei e fui até o quarto dela. Bati na porta:

-Sai daqui! - ela gritou

-Ana, é o Nash. Podemos conversar? Prometo que é rápido - eu encostei a testa na porta enquanto minha mão estava na maçaneta

Senti a maçaneta girar e logo ela abriu a porta. Ela estava vestida só com um moletom, que cobria até a metade das coxas dela. Ela estava muito magra, com os olhos inchados e o cabelo bagunçado... Ela estava péssima!

Ela se sentou na cama e fez um sinal pra eu fechar a porta. Eu me sentei do lado dela, eu não falei nada, só a abracei e foi o suficiente pra ela desmoronar:

-Eu não aguento mais Nash - ela disse entre os soluços - todo mundo agora me acha a menininha indefesa, que nunca conseguiu se defender de um muleque! Sempre precisou da ajuda do irmão - ela deu uma pausa e se olhou no espelho do armário - olha meu estado! Eu estou horrível! Corrigindo, eu sou horrível! Deve ser por isso que eu não consigo um cara que não brinque com o meu coração...

-Ana - eu levantei o queixo dela - você é linda, você é uma garota incrível! Não desiste! Você vai conhecer o cara perfeito... Aquele que você vai pensar nele sorrindo, mesmo sem perceber. Aquele cara que faz careta no espelho enquanto vocês escovam os dentes juntos, que canta a música de vocês enquanto toma banho, que te dá um beijo na testa quando se despede. Aquele cara que vai fechar a sombrinha no meio da chuva e vai te beijar, vai chegar em casa com você nos braços rindo igual um idiota e é um desastre na cozinha. Vai te fazer ciúmes só porque você fica linda quando tá brava. Aquele cara que gosta do jeito que você anda, do jeito que você fala e do jeito que vocês fazem as coisas. Aquele príncipe encantado, que você sonha todos os dias... O cara na medida certa!  Mas você também vai conhecer aquele cara que parece que te ama e depois te troca por outra, que vai te fazer chorar por uma noite inteira e que vai te jogar fora... Mas tudo isso é uma lição de vida, aprenda com eles. Mas não desista, você é incrível!

Ela enxugou as lágrimas:

-Eu vou te falar uma coisa... Ninguém sabe... - ela respirou fundo - olha isso daqui - ela puxou as mangas do moletom e eu vi cicatrizes nos pulsos dela - eu não aguento mais essa vida... Olha aquilo - ela apontou pra penteadeira dela que estava lotada de remédios - isso é vida? Eu tô vivendo a base de remédios!

-Você não precisa disso! Esquece tudo o que aconteceu! Começa sua história do começo... Escreve ela de novo... - eu tirei a mecha de cabelo que estava caindo sobre o rosto dela e coloquei atrás da orelha dela - E sobre isso daqui - peguei os pulsos dela e dei um beijo neles - estou feliz por você estar viva!

Ela sorriu e me abraçou:

-Obrigada - ela disse baixo

-Você quer sair? - arrisquei

-Pra onde? - ela arqueou uma sobrancelha

-Você escolhe - sorri de canto

-Ok - ela se levantou - só vou tomar um banho e me arrumar

Ela foi pro banheiro. Era tanta felicidade que mal cabia dentro de mim. Fui até a penteadeira dela e vi um bloquinho de post-its, peguei um e escrevi "you are important" colei no espelho dela e saí do quarto.


Notas Finais


Deixem os comentários! E obrigada pelos 162 favoritos!!!!!!!! Vocês são demais! De verdade! Amo vocês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...