História Magia - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Drama, Magia, Psicológico
Exibições 5
Palavras 1.147
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 24 - Um dia apenas de reflexão


Leo está deitado em um lugar cheio e flores, o céu está azul, a única cor diferente do céu, é o branco das nuvens. Então do nada, quando ele pisca, ele agora está em um sofá, e tem uma psiquiatra do lado dele sentada, com um caderno de anotações, então ela diz, e Leo responde. A psiquiatra tinha um vestido roxo  que batia até a metade da coxas, ela usava óculos, e tinha cabelos pretos e estavam trançados.

- Muito bem, vamos começar?- Ela pergunta.

- Vamos.- Leo responde, então a então psicóloga começa a fazer perguntas.

- Por que você matou, desde o primário que nós aprendemos que a violência não resolve nada, não é?-

- Não pude fazer nada, ele manchou o orgulho da minha amiga.-

- O que é orgulho?- Leo fica em silêncio. A psicóloga respira funda e responde a pergunta que ela mesma havia feito para Leo.

- Orgulho é aquele sentimento de grande satisfação com próprio valor. Você não tem isso, não é.- A psicóloga pergunta. Leo se vira para a direita, que é o lado onde a psicóloga não está, ele fica em posição fetal e fala

- Isso te interessa?- Leo começa a fechar os lhos. Mais antes de fechá-los, ele pergunta.- Quem é você?- Quando ele termina de falar essa frase, a psicóloga levanta da cadeira onde estava sentada e fala.

- Eu sou a parte do seu cérebro responsável por te deixar calmo e sereno, eu só quero ajudar você a superar os seus problemas.- Quando a psiquiatra termina de falar, Leo dá um pequeno sorriso e fala.

- Hum...... Então no final eu estou falando comigo mesmo.- Leo faz uma pequena pausa.- Cara. Estou ficando doido.- Leo então fecha os olhos. 

Quando ele os abre, ele está em um lugar fofinho e agradável, esse lugar tem um lindo jardim, que onde é o estão pisando, o céu desse lugar é rosa, e de traz de uma arvore que ficava atrás de Leo, sai uma linda garota, que tem um vestido rosa, o vestido parecia um bolo, ela sai correndo em direção aonde Leo está e da um gigantesco abraço nele.

- OIIIIIIIIIIIIII!!!!!!!!!- A linda garota fala.- ESTOU AQUI PARA TE CONSERTA!- A menina para de abraçar Leo, ele se vira para ela, e pergunta.

- Quem é você?-  A menina dá uma pequena risada e fala.

- Eu sou aquela parte feminina sua, aquela parte que aceita as diferenças, eu sou Pink.- A menina revela.

- Ó, oi Pink, é tão bom conhecer a minha parte boa. Mais como é que você vai me consertar? Eu estou despedaçado, poluído, sujo.- A menina dá outra pequena risada, e fala.

- Não se pode conserta algo até saber que ponto ele está quebrado e tentá-lo para saber onde estão os erros. é como consertar um robô- Pink então vira Leo para frente, Leo pode ver todas as flores do jardim, eram flores rosas, vermelhas, pretas, roxas, brancas, amarelas, qualquer cor existia nas flores desse jardim,a garota então dá um boneco para Leo. - Pegue esse boneco.- Pink falou.

- O que devo fazer?- Leo perguntou.

- Bonecos são usados pelos seres humanos como objetos de, brincadeira, companhia, simulação e.......Desabafo. Desgaste toda a sua angústia nesse boneco, faça dele, a fusão de todas as pessoas que você odeia nesse mundo.

Leo então começou a ver através do boneco, o rosto de Grotesco, os rostos dos delinquentes da sua escola, o rosto dos médico que ele frequentava, aquele rosto desprezível. Aquele pedófilo......... Leo então começa a dá uma risada, e com uma faca empunhada por ele, o mesmo começa a esfaquear o boneco,  ele esfaqueia a cabeça, o corpo, o o pescoço, o coração. Era um prazer Leo esfaquear aquele boneco. Saia sangue de verdade de dentro, Pink ficava observando Leo com o mesmo sorriso carinhoso e feliz que ela tinha, apesar de ver um ser humano com a mente quebrada ficar mutilando um ser inanimado, era como se ela já esperava aquilo de um ser sensítivel como um ser humano. As risadas de Leo eram completamente perturbadoras, ele até chorava de alegria.

- Muito bem!!!- Pink falou.- Isso realmente te faz ser uma pessoa melhor que todas elas!!!!!- Pink aplaudia Leo, ele se sentia livre, e controlado agora, Pink então continuou a parabenizar Leo.

- Bom Leo, você é melhor que todas essas pessoas que você odeia!!!!!! EM TERMOS DE INFERIORIDADE!!!!!!!!!- Então o sorriso de Leo desaparece por completo após essa frase.

Agora ele odeia Pink, ele quer matá-la, pois afinal ela é pior que ele. Pois ela está tentando ajudá-lo, ela está tentando controlar os sentimentos dele, só porque ela quer corrigi-lo, NINGUÉM DEVE CORRIGIR LEO!!!!!!! ELE É MUITO MELHOR QUE TODO MUNDO!!! LEO RESOLVERÁ TUDO!!! ELE NEM PRECISA DA PESSOA QUE ELE MAIS AMA NESSE MUNDO!!! ELE MESMO NÃO PRECISA DELE MESMO!!!     

Leo então esfaqueia Pink pela barriga, com um grito de irá e desespero, matando-a.

Pink ainda tem forças para falar, mesmo estando ofegante a sua respiração ela ainda fala, com o seu sorrido, ela parabenizar Leo.

- Meus parabéns.......-  A voz de Pink começa a ficar trêmula.- Você se matou.-

Então o mundo rosa onde Leo estava é rasgado, como estivesse sendo esfaqueado. Uma luz começa a surgir do mundo rosa destruído. Leo pisca os olhos e estar em uma cadeira agora, com uma luz branca na cabeça dele.

- Quem é você?-

Sou o narrador e criador dessa estória.

- Há. Então eu sou um personagem da estória.-

Exato

Sabe Leo. Tem uma pergunta te fazer há muito tempo, desde que eu criei essa estória........

Quem é você?

Leo então vira Arl e me dá a resposta errada.

- Eu sou o Arl o melhor amigo de Leo, eu estou morto então me desculpe se eu não puder falar.-

Você me deu a resposta errada Leo, a minha pergunta é......

Quem é você?

Leo então vira Grotesco e me dá de novo a resposta errada. 

- Eu sou Grotesco, eu sou o desgraçado que matou Sarah, eu estou morto, então desculpa se eu não puder falar.-

Essa é a resposta errada Leo.......

QUEM É VOCÊ?

- Eu sou Bill, sou um garoto tímido da escola de Leo, eu não estou participando da trama da estória então desculpa se eu não puder falar.

LEO........

QUEM É VOCÊ???!!!!!!!

Leo finalmente decide parar de se esconder nos outros personagens e tira a sua máscara.

- Eu........ Eu sou.............

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

- Eu sou Leo.- Então várias memórias começam a a aparecer na mente de Leo, Lágrimas escorrem da sua bochecha.

- Para narrador!!! Não me faça passar por isso!!!!- Não me prenda aqui.... NESSE MONTE DE PALAVRAS!!! NÃO ME PRENDA NAS INTERPRETAÇÕES DAS PESSOAS!!!! POIS EU SOU! EU SOU!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

UM SER HUMANO!!!!!!!!!!!!!!

 

Que pena. Mais para frente você vai entender o seu verdadeiro ser.... Adeus Leo. Até amanhã.

 

 

CONTINUA.....  


Notas Finais


Obrigado por ler e volte sempre!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...