História Magia - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Drama, Magia, Psicológico
Exibições 5
Palavras 864
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OI galera. Me desculpe por passar uma semana inteira sem postar nada, quem leu o " Capítulo importante" sabe do que estou falando, eu excluir esse capítulo, e agora, finalmente, vou postar o capítulo 26, espero que gostem!!!!

Capítulo 26 - Inferno


O grupo atravessou o portão, e chegarão no Inferno, a dimensão dos deuses irmãos, Flamme e Flammón. O portão vermelho se abriu, esse portão tinha um dragão mandaíco  no centro, esse dragão era feito de ouro. Quando o portão se abriu ocorreu um pequeno clarão, fazendo o grupo fechar os seus olhos, quando abriram seus olhos, estavam em uma terra oriental, era lindo lá, arvore de Sakura por todo os lados, construções tradicionais e um céu escuro fazendo parecer que estava de noite. Uma pequena pétala de uma arvore Sakura foi empurrada pelo vento, e caiu no lago, onde em cima desse lago tinha uma ponte vermelha tradicional do oriente, luzes de casas de rámen iluminavam a noite escura, elas eram refletidas nos lagos cobertos por pétalas de Sakuras, o chão era praticamente feito dessas pétalas. Era um lugar magnifico, não era digno do nome  "Inferno", todos estavam maravilhados com esse lugar.

Então, todos se concentraram, e tiraram seus olhos desse lugar, o grupo começou a andar e explorar o lugar.

- Que lugar magnífico.- Stella falou com seus brilhando.

- Não sabia que a minha deusa morava em um lugar tão calmo e lindo.- Ariel falou.

- Realmente.- Sirihs afirmou.- Esse lugar é lindo. Nem parece que se chama Inferno.-

Todos observavam cada pétala de uma Sakura que caia delicadamente no lago enquanto caminhavam tranquilamente pela ponte vermelha como sangue, esse lago deveria ter o nome de " O lago das rosas" pois o lago tinha um cobertor de pétalas de Sakura. Esse lugar era lindo, magnífico, maravilhoso, calmo, sereno, essas eram algumas das palavras que poderiam descrever esse lugar.

Enquanto caminhavam calmamente pelas casas de ramén, e torres com os telhados cheios de pétalas, em uma da casas, onde tinha um jardim de flores de lycoris, havia uma dama, essa dama tinha um cabelo amarelo como o Sol, seu vestido era vermelho e tinha babados, era possível ver o seu sutiã preto porque o seu vestido estava muito folgado, ela tinha um cachimbo na boca, parecia que tinha duas caudas amarelas na sua retaguarda com pontas brancas, ela tinha o seu imenso cabelo solto, parecia que orelhas de raposa estavam crescendo, essa dama estava sentada em uma cadeira de madeira com as pernas esticadas. Leo encantado pela beleza acabou dando um passo, mais foi impedido por Ariel.

- Está doido?- Ariel sussurrou com raiva no ouvido de Leo - Não se pode entrar assim na casa dos outros, além do mais, flores de lycoris são venenosas.- Após Ariel falar isso, a dama com caudas de raposa dá um pequeno fumo no seu cachimbo, é escutado com muita clareza o seu fumo, é possível ver a fumaça saindo da sua boca. De repente a dama se vira para o grupo, os seus olhos pareciam os de uma raposa.

Sem nenhuma cautela ou preocupação, a dama atravessou calmamente no jardim de lycoris, uma pequena borboleta preta pousou em uma flor, imediatamente, a dama, com o seu dedo, pegou a borboleta negra e com um sorriso fechou os seus olhos devagarinho. Ela suspirou, a borboleta voou, a dama de novo abriu os seus olhos e continuo a caminhar pelo jardim venenoso, ela chegou na entrada da sua casa onde o grupo estava, e com um sorriso ela falou.

- Olá. Sejam bem-vindos!!- A  bela dama falou, todo mundo não entendeu o porquê dela os atende-los, mais mesmo assim ela atendeu. - Venham entram. Não se preocupem com as flores, elas não estão venenosas.- A mulher falou ainda com um sorriso, segurando o seu cachimbo. O grupo então um pouco desconfiado começou a atravessar o jardim de lycoris, Ariel não parecia muito confortável. A dama quando ver Stella ela nota. Um ponto roxo no seu olho direito, quando a dama ver isso o seu sorriso desaparece, e agora ela está em uma expressão de fúria e medo. Então das chamas que ela invocou, uma espada de ouro com um laço vermelho surge atacando Stella, Stella consegue desviar mais a dama ataca de novo e dessa vez com chamas surgindo da espada, então as duas iniciam uma batalha no jardim.

- KYAAAHHHHH. EU NÃO FALEI, NÃO DEVERIAMOS TER CONFIADO NESSA MULHER E AGORA VAMOS TODOS MORRER!!!!!!!!!- Ariel fala como se fosse o fim do mundo.

- Por quer você não usa sua magia de fogo, Ariel?- Leo fala um tanto que, confuso.

- EU ESTOU COM MEDO!! EU MORRO DE MEDO DE FLORES DE LYCORIS, ELAS PARECEM ARANHAS!!!!- Ariel está quase chorando de medo.

- Sério mesmo?-  Sirihs fala decepcionado.

Enquanto isso uma luta estava acontecendo na frente deles, Stella tenta usar a terra em que as flores estavam platadas só que ela é impedida pela mulher que a prende no chão e coloca uma espécie de injeção no pescoço de Stella, ela dá um grito quando a infeção é colocada no seu pescoço. Quando a mulher ia colocar a sua espada em chamas no pescoço de Stella Sirihs a impediu.

- Pare!- Sirihs fala de um jeito grosso e reto.- Calma, eu também não conseguir aceitar mais ela conseguiu, isso é um fato, então fique calma.- Nesse momento Sirihs revela o nome da mulher.- Kitsune.-

 

Continua......


Notas Finais


Obrigado por ler e volte sempre!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...