História Magia Branca - Poder da Luz - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Magia, Original, Profecia, Romance
Exibições 14
Palavras 544
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, adivinhem? Voltei, esse capítulo foi feito com muito carinho, mas confesso que pensei muitooooooooooo antes de posta-lo, ele é tipo um bônus sabe? Por isso é pequenininho, mas eu espero que gostem, queria MUITO saber o que vocês acharam, beijooooooooooossssssssssssssss.
<3

Capítulo 12 - Capítulo 10: Erick Walker Protetor de Borboletas.


Fanfic / Fanfiction Magia Branca - Poder da Luz - Capítulo 12 - Capítulo 10: Erick Walker Protetor de Borboletas.

Eu estava andando pela beirada do rio quando senti uma forte energia, com toda certeza era magia, eu não consigo explicar como acontece, mas sempre surge naturalmente, e essas sensações estão ficando cada vez mais frequentes, mas, dessa vez, senti algo diferente, senti um aperto no meu coração, uma dor aguda que me fez pensar diretamente naquela garota, Irina Solana Bittencourt, uma vontade arrebatadora de estar com ela me invadiu, eu sábia que ela estava precisando de mim, mas não sábia o que fazer, como ajudá-la, estava quase entrando em desespero, foi quando ouvi uma voz me chamar:

 

*- Alguém me ajuda, por favor, Erick!

 

Eu não sei como explicar, mas eu tinha a certeza de que era ela, mesmo com as falhas na voz, ela precisava de mim, o seu nome veio fortemente em minha mente, não, ele foi gritado pelo meu coração, a vontade de estar com ela, tornou - se necessidade, e de algum modo, eu me senti, puxado para outro lugar, quando os meus olhos se abriram, pude ver Irina caída no chão, sua expressão era de pânico, terror, foi então que, quando olhei novamente para a cena, vi um mundo completamente diferente e mesmo sem saber como ou o por quê, eu já estava lhe segurando pelo braço, não me importei com o horror que presenciei, ou mesmo fiquei com medo do que vi, eu só, só pensava em protegê-la, em tira-la dali, eu não sei como essa coisa de profecia ou destino funcionam, mas eu sinto que já fui enlaçado por eles, porque ali, eu descobri o quanto ela era importante pra mim.

 

Não consegui solta-la, meus olhos se encontraram com os seus exuberantes olhos castanhos, o seu rosto, a sua energia, tudo me fascina nela, mesmo que eu estivesse ali contra a minha vontade, não pude controlar o impulso de tê-la perto, de tocá-la, eu a queria longe dali, segura, sem medo, queria protegê-la mais do que tudo, meu coração acelerou, minha respiração tornou-se escassa, mas eu ainda não me importava, presenciar o alívio em seus olhos ao me ver foi o suficiente para me tirar da superfície, se disse algo comprometedor, não me lembro, mesmo, mas estar ali com ela, é algo que eu nunca vou esquecer, a garota que dizem ser a minha alma gêmea tornou-se a minha necessidade. 

 

Sabe quando há palavras que nos deixam fora de nós mesmos? Quando são capazes de modificar nossas sensações extremamente? Palavras que só de serem pensadas já nos causam um tumulto de emoções? Pois é, tem uma palavra que é capaz de me fazer sentir isso, fazer alguém inabalável sentir: horror e amor ao mesmo tempo, ternura e prazer, algo tão melancólico que chega a ser cômico vindo de mim, Irina, essa é a minha palavra proibida, o meu ponto fraco, insano, uma palavra que parece ter o peso de um mundo, pois ela me remete à paixão, e à eternidade, ela me transforma em alguém que eu não sou, e sobre isso, eu não sei se gosto, ou melhor, se estou preparado para tal.

 

Erick Walker, se tornou um nada perto dessa pirralha, você se tornou um fraco perto de Irina Solana Bittencourt, se tornou um Protetor de Borboletas!

 

Romeu, Romeu, será que este sou eu?!

 


Notas Finais


E ai????? O que acharam, adoraria saber o que você tem pra dizer, sabe eu amei esse titulo, serio, em falar nisso escrevi uma musica que virou poema, porque não achei o ritmo rsrsrsrsrs, mas vocês logo vão vê-lo lendo, bye bye amores meus.
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...