História Magia existe - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Argo Filch, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Cedrico Diggory, Cho Chang, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley II, Neville Longbottom, Pansy Parkinson, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid
Tags Harry Potter
Visualizações 24
Palavras 735
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que vocês gostem desse capitulo

Capítulo 2 - Capítulo 2


Minerva McGonagall.
Minerva pegou o berrador que chegara até sua mesa por sua coruja. Estava dizendo que viera do Ministério da Magia. Era alguma coisa realmente grave. Rapidamente, violou o lacre, e a carta começou a gritar por sí.
— Senhora Minerva! A senhora deve ser informada que sua aluna, , foi encontrada usando magia no Brasil. Felizmente, tal possui o rastreador. Sei que ela estava desaparecida, e agora podemos saber que ela apenas fugira. Deve ter algum motivo. P.S: Ela usou seis vezes as Maldições Imperdoáveis. Quando ela estiver nas seguranças do castelo Hogwarts, podemos achar uma punição devida. Atenciosamente, Filius Falinni, Ministro da Magia.
O berrador fechou-se, deixando Minerva intrigada em seu posto de diretora de Hogwarts, já que Dumbledore e Snape haviam sido mortos!era uma das alunas que mais davam trabalho da Sonserina!
Vá acreditar no que essa menina já fez! Escreveu "VOLDEMORT RULES" em todos os cadernos, e fez várias proclamações de que seria uma Comensal da Morte, se Tom Riddle ainda estivesse vivo... Era realmente um caso — quase — perdido.
Rapidamente, Minerva procurou um dos vários protóticos de berrador que guardava em sua gaveta, e começou a escrever as palavras.
Obrigada, Filius Falinne, por me avisar isso. Que a justiça se faça! Acharei , e a colocarei juízo na cabeça. Ela lançou Maldições Imperdoáveis, mesmo? Não me surpreende vindo dela. Obrigada pela atenção, Minerva McGonagall, diretora de Hogwarts. 
— Filedon! — chamou por sua coruja, que voou até ela. — Leve esse berrador para o senhor Filius Falinne, no Ministério da Magia. — ela entregou a carta à coruja, que segurou-a pelo bico e saiu voando. — Coruja linda — disse ela, gritando para a corujinha que voava para fora do castelo.
Ficou observando-a até sumir, e quanto não se passava de um pontinho castanho no céu, levantou avoada de sua mesa e saiu de sua sala, correndo para o Salão Principal.
No meio do caminho, encontrou Pomona Sprout conversando com Flitwick, o professor de feitiços, e pediu para que Sprout avisasse seus alunos da Lufa-Lufa e Flitwick avisasse seus alunos da Corvinal que uma reunião urgente estaria sendo realizada no Salão Principal.
— Por favor — ela disse — Peça para Slughorn para avisar aos seus alunos da Grifinória, já que ele é o novo Chefe da Casa, e se encontrarem com o Fantasma Barão Sangrento para chamar os Sonserinos!
Os dois assentiram, e saíram correndo para dentro de suas Casas, enquanto Minerva continuava correndo para o Salão Principal. Chegou lá, e sentou atrás de sua cadeira de Diretora, esperando por seus alunos. Alguma coisa dentro dela dizia que algum desastre estava para acontecer. E um dos grandes.
Os alunos começaram a aparecer, conversando alto e tornando tudo insuportávelmente barulhento. Ela ficou apenas observando, enquanto a Corvinal entrava, depois Lufa-Lufa, logo depois Grifinória e só finalmente a Sonserina.
Quando todos estavam sentados e quietos, ela gritou:
— Por favor, alunos! Preciso da atenção de vocês!
Alguns Sonserinos continuavam a conversar. Como diretora, não podia odiá-los, mas baniria toda a Sonserina se fosse possível. Eles eram insuportáveis.
— É algo importante! — ela continuou. Ela respirou fundo, e então disse: — foi encontrada!
Aplausos vieram da Sonserina, enquanto todas as outras Casas olhavam assustadas e perplexas para Minerva. Ela encarou cada rosto que estava naquela sala, e então continuou:
— Queremos que, por favor, tomem cuidado! Ela foi encontrada pelo rastreador, lançando seis Maldições Imperdoáveis! Vamos achá-la! 
Os alunos da Sonserina bufaram. Era óbvio que eles eram "fãs" de . A menina rebelde que fugiu de Hogwarts para começar a revolução "I heart Voldemort".
Bom, não literalmente.
Minerva olhou diretamente para seus antigos alunos. Grifinória estava assombrada por um terrível silêncio. Esses já eram uns que não gostavam de .
Até os professores entraram em choque. Nem os professores Sonserinos eram lá muito fãs dela.
— Ela deve estar muito longe daqui! Foi encontrada no Brasil!
O choque foi maior depois dessa afirmação.
— Com certeza deveria estar com os pais, ex-Comensais da Morte que sobreviveram à Guerra que tivemos aqui em Hogwarts! 
— Mas como?! — Harry Potter gritou da mesa de sua casa, Grifinória, pasmo olhando para Minerva. Claro que ele tinha acabado de matar Voldemort, há mais ou menos três meses, e já começara a atormentá-lo com seu amor esquisito pelo Riddle. 
Todos voltaram a atenção a Harry, que corou e baixou a cabeça.
— Não sabemos, Harry — disse Minerva, sendo honesta. — Mas acho que precisarei encontrá-la!
— Isso significa que... — Harry continuou.
— Sim. Eu vou ao Brasil.


Notas Finais


Espero vocês tenham gostado desse capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...