História Magia. Um mundo de aventuras - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Visualizações 34
Palavras 1.075
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


não me matem por favor ...

Capítulo 5 - Desintendimento


Fanfic / Fanfiction Magia. Um mundo de aventuras - Capítulo 5 - Desintendimento

- Will querido, que livros todos são esses?

- Estamos estudando eles mãe. Na verdade eu estava estudando eles, depois que o prof Mastrard viu que eu não consigo usar magia do tipo luz ele tem me feito estudar todas as outras, como sempre ameaçando me expulsar.

Já estamos no terceiro dia na AH e eu não vejo a Xayah desde aquela vez na enfermaria, me pergunto se ela ainda esta na academia ou não já que o prof Mastrard não era o único com autorização para expulsar alguém.

Já na AH na hora do intervalo (sim eles tem intervalo).

- Sai da minha frente fracote. Depois de falar isso Jay me empurrou para o lado me fazendo tropeçar, mas para minha sorte alguém me segurou.

- Ele gosta mesmo de pegar no seu pé né? Estava feliz que a pessoa que me segurou foi a Xayah.

- Xayah á quanto tempo não vejo você, o que aconteceu?

- Bem como você já teve ter percebido os professores são bem exigentes aqui. Xayah parecia meio abatida.

- Nem me fala, eu já perdi a conta de quantas vezes fui ameaçado de expulsão. Serio perdi a conta mesmo.

- Haha, nesses dias em que a gente não se viu eu estava estudando e ou praticando magia ate mesmo em casa. Por isso ela parecia estar abatida.

- Bom tirando isso eu fico muito feliz em ver você outra vez Xayah. Era muito bom ter alguém para conversar, alguém que não estivesse querendo zuar você ou fazer você estudar ate morrer.

- Fiquei sabendo que o prof Mastrard gosta de pegar no seu pé também. Como ela ficou sabendo disso?

- Sim, mas não tem problema eu já estou acostumado com esse tipo de situação.

- Sem querer te assustar nem nada do tipo, mas parece que o Jay esta te fuzilando com os olhos, parece ate que ele não gosta que eu fique perto de você. Quem dera fosse um olhar bom, mas parecia que ele estava me ameaçando de morte.

- Deve ser impressão sua, e não deixe ele ouvir que você chamou ele de “Jay” ele odeia ser chamado assim. Ele ficava muito bravo mesmo.

- Oh! Então é por isso que você o chama assim? Só para irritar ele? (parece que vamos descobrir algumas coisas aqui, ou será que não?).

- Bem na verdade ele nunca se importou com o fato de eu chama-lo de “Jay” já que eu o chamo assim desde quando éramos crianças.

- Que coisa curiosa! Ele não gosta que ninguém o chame assim, mas não se importa que você o chame assim? Parece-me que ele gosta de você. Eu nunca tinha parado para pensar nisso já que eu tinha colocado esse apelido nele quando éramos pequenos.

- Naaaooo, não seja boba Xayah, esse é um apelido de infância que eu coloquei nele. Quando dei por mim ela estava indo em direção a mesa que o Jay estava sentado.

 

Dialogo entre Jay e Xayah.

 

- Olá Jayzinho. Ela parecia estar se divertido com a reação do Jay, ele por outro lado estava com a expressão de alguém que estava prestes a cometer um assassinato.

- Escuta garota me chame assim novamente e não me importa quem seja você, eu esfrego sua cara no chão. Xayah nem sequer deu bola para a ameaça dele, parecia que ela queria colocar mais lenha na fogueira.

- Ui que medo! Na verdade eu vim preguntar uma coisa, por que você não parava de olhar para o Will enquanto eu estava perto dele em? Ela estava com um sorriso sarcástico no rosto como se já soubesse da resposta.

- Não é da sua conta, eu para quem eu quiser nessa droga. Jay estava cada vez mais irritado.

- Oh, mas me parece que você estava com ciúmes dele por estar conversado com alguém que era você, parece até que você esta com medo de que alguém roube toda a atenção dele e ele não fale mais com você!

- Oque você disse vadia! Ele deu um soco na mesa e em seguida sua mão já estava em chamas, ela definitivamente conseguiu irritar ele, mas ela estava seria como se não ligasse para as ameaças dele.

- Escuta aqui “Jaydan”, eu vou te dar um conselho de amiga! Se você não tomar uma atitude alguém vai tomar, pode ser eu pode ser outro garoto ou garota desse lugar, mas se você continuar com seu jeito de tratar o Will você pode acabar perdendo o sentimento que ele sente por você, ou pior alguém pode roubar ele de você, e você não passara apenas de um passado a ser esquecido por ele. Eu nunca tinha visto ela tão seria daquele jeito, um silêncio se pós no lugar da conversa deles, as chamas que o Jay tinha nas mãos se apagaram parecia até que ela tinha falado algo que realmente mexeu com o Jay.

- Bom meu recado está dado, espero que você tire algo de bom de nossa conversa, agora eu vou voltar lá com ele já que parece que ele esta se borrando todo. Ela olhou para mim deu um sorriso e saia da frente do Jay, até que ele segurou no braço dela.

- Escuta aqui eu não sei o que você pensa que eu sinto por ele, mas eu não sinto nada eu não gosto e nunca gostei daquele fracote miserável, eu só ficava perto dele quando éramos pequenos por pena dele me entendeu? Eu não sinto nada por ele! E essas foram as únicas coisa que eu escutei da conversa, eu estava preocupado com a Xayah por cheguei mais perto dela e ouvi aquilo, Jay por outro lado não percebeu que eu estava perto.

- Não se preocupe Jaydan eu também não tenho sentimento nenhum por você, Xayah eu vou embora poderia dizer ao prof Mastrard que eu não estou muito bem por isso fui embora. Eu tive que me conter ao máximo para não chorar ali enquanto Jay me olhava com medo e arrependimento enquanto eu ia em direção a saída.

- É meu caro se ele tinha algum sentimento por você, você conseguiu destrui-los eu tentei te avisar mais agora é tarde se me der licença vou avisar o professor que o Will foi embora. Xayah tinha uma expressão triste no rosto, pois sabia que eu tinha ficado realmente abalado com aquilo.

- Ele nunca me chama de Jaydan...

Continua...


Notas Finais


esse ep vai ter uma parte 2 então calma não me matem tá.
e eu sei que disse que ia mostrar o jay nesse ep, mas vai ficar para o próximo que sai no domingo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...