História Magic Mike - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias TazerCraft
Tags Cellps, Drama, Jvtista, L3ddy, Mitw, Romance
Visualizações 117
Palavras 1.062
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), FemmeSlash, Festa, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O ULTIMO CAPITULOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
AEEEEEEEEEEEEEE
FINALMENTE SAIU ESSA COISA
LEIAM NOS VEMOS NAS NF

Capítulo 29 - Happy Ever After


Cellbit Pov

 

Fomos para o salão, onde teria a festa e todas as comidas, eu não conseguia tirar o sorriso de meu rosto, minhas bochechas estavam dormentes, depois de todas as merdas passadas eu finalmente estava casado com o amor da minha vida.

Dei uma olhada rápida no salão, minha família não era tão longa, só minha mãe, meu irmão, alguns primos e tios. A de Felps também não era em peso, só sua mãe, seus avós maternos e alguns parentes próximos. De resto eram nossos amigos, Pac e Mike riam de Erick que experimentava todos os doces, Guaxinim conversava com Matheus e Thiago, seus namorados, e Alan os 4 eram estranhos demais, juntos então. Piorava tudo.

Fui acordado de meus pensamentos por um Luba sorridente.

-Cell, queremos de apresentar a alguém- o, agora loiro, diz e eu percebo alguém chegando junto a T3ddy- Esse é Well, nosso namorado- ele diz me apresentando o moreno de olhos claros, sorrio, finalmente entendo o porque de tanto mistério.

-É um prazer de conhecer Well- estendo a mão e o cumprimento

-O prazer é todo meu, seu casamento tá muito lindo. Chorei muito- ele ri e nós o acompanhamos

-Vou achar meu marido, se sintam à vontade, comam pra caralho- deixo os pombinhos sozinhos e vou atrás de Felps. Sinceramente, o relacionamento de Luba, T3ddy e Well não me impressionava, já tinha visto isso com Pklanxinim.

 

Acho Felps num canto brincando com Erick.

-Talvez devêssemos ter os nossos- me aproximo deles

-Seria meu sonho?- ele brinca

-Hey Erick, porque não vai procurar o Pac pro tio Cell? Tá quase na hora de jogar o buque- sorrio

A criança de olhos verdes sai correndo pelo salão gritando o nome de Pac

-Ta pronto pra nossa lua de mel?- meu marido me abraça e eu sorrio

-Muito- o beijo.

 

-----------------

Chegada a hora de jogar o buque, as meninas e os ukes se organizaram em um amontoado atrás de mim, sorri e joguei o buque, quando me virei pra ver, Pac estava segurando o buque e Mike ria.

-Bom... isso não tinha como ser planejado e eu pretendia pedir depois do casamento Cellps, mas já que acontecer. Tarik, quer se casar comigo?- Mike se ajoelha e minha boca se abre em um "O" completo, Mikhael Linnyker, o stripper mais aclamado do Brasil e maior galinha nacional estava pedindo Pac em casamento. Eu vou morrer

Meu melhor amigo não estava diferente de mim, seus olhos se encheram de lágrimas, os convidados estavam ansiosos pela resposta, mas todos sabíamos qual ia ser.

-Sim- Pac diz e o salão explode em palmas e gritos, eles se abraçam e beijam. O dia não podia ficar melhor, na verdade, podia sim.

-------------------------------

 

HAWAII BITCHES

 

Sim, escolhemos Havaí pra nossa lua de mel, é um lugar lindo, quente e cliché... mas o que interessa é o resto.

Com o dinheiro de Felps, conseguimos um hotel lindo, com visão para uma praia e acesso fácil até lá, fiquei puto quando ele disse que já estava pago, achei que deveríamos pagar juntos afinal é NOSSA lua de mel, porém não adiantava discutir com o moreno.

 

-Gostou?- Felps disse quando entramos na suíte

-Se eu gostei? Isso aqui é perfeito!- sorrio

-Só vai ficar melhor- ele me deita na cama e eu tenho minha confirmação de que a lua de mel começou

 

Iniciamos um beijo lento, quente, cheio de intenções nada ocultas, suas mãos exploravam meu corpo como se fosse a primeira vez que o tocava, e eu gostava disso, ele sabia bem, seus beijos abandonaram meus lábios e foram para meu maxilar logo depois pro meu pescoço, deixando marcas de chupões por minha pele branca, meus olhos estavam fechados e minhas mãos enterradas entre os cachos de Felps, eramos só nós dois, nosso ritmo, nossa música. Os beijos continuaram descendo, minha camisa e a dele se perderam pelo quarto, meu peitoral se encontrava roxo, a sensação da boquinha em formato de coração que eu tanto amo descendo cada vez mais em meu corpo era viciante. Meu membro já dava sinais de vida quando ele tirou minha calça, seus olhos se voltaram para os meus, azul no castanho, um brilho insano de luxuria brilhava, minha cueca foi parar em algum lugar, antes que eu pudesse processar a informação o moreno a minha frente abocanha meu membro com vigor, arqueio as costas e abro a boca, sem soltar um som certo, surpreso pelo ato da maior. Posso ouvir sua risadinha, seus olhos estavam cravados em meu rosto, observando cada reação.

Eu conseguia sentir meu coração batendo, acelerado, era quase poético.

Ele fazia movimentos ora lentos, ora rápidos. Me levando a um frenesi. Se estava assim em apenas um boquete, imagina quando ele estivesse dentro de mim.

Cheguei ao meu ápice com esse pensamento.

Eu precisava retribuir e o fiz.

Fiquei por cima dele e o beijei, permitindo-me sentir meu gosto. Desci os beijos, tentando passar todas as sensações que ele me passou, mesmo sabendo que nunca seria tão bom quanto ele. Beijei cada gominho daquela barriga, passei a língua por aquela entradinha que me deixava louco, só para chegar no meu premio, sua boxe preta com um volume consideravelmente grande quase rasgando aquele pano insignificante, o tirei, agora sim, o membro do meu moreno salta para fora, se tornando um poste, duro e rígido bem a minha frente, respiro fundo e lambo toda sua extensão, sorrindo ao ouvir o gemido de Felps e sua cara de prazer, não me demoro muito, o agradando da foma que pude

 

Mike POV

 

Eu estava noivo.

N-O-I-V-O.

Já posso morrer, pensando bem eu não quero morrer, não antes de casar com o amor da minha vida

To ficando mais gay do que o necessário.

Depois do casamento Cellps, eu e Pac fomos para meu apartamento, Erick não se aguentava em pé de tanto que correu, ele não precisava de crianças, nossos amigos eram retardados o suficiente para brincar com ele.

Pac estava sentando ao meu lado no sofá com a cabeça apoiada em meu peito, um filme qualquer passava na televisão, estávamos curtindo um silêncio que eu nunca apreciei antes.

Parando para pensar agora, nossa jornada foi bem louca, eu tive que engolir todo meu orgulho para tê-lo, ele precisou engolir tanto sofrimento para permanecer ao meu lado.

Mas depois de tudo isso nós nos amávamos e era isso que importava.  


Notas Finais


É isso
espero mesmo que tenham gostado
Muito obrigada a todos que vem me acompanhado por todo esse tempo
Eu amo muito vocês
Até o epilogo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...