História Magics Powers - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Yandere Simulator
Personagens Ayano Aishi, Budo Masuta, Flame Demon, Hanako Yamada, Info-chan, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kokona Haruka, Megami Saikou, Midori Gurin, Oka Ruto, Osana Najimi, Personagens Originais, Rap Monster, Rival-chan, Saki Miyu, Suga, V
Visualizações 25
Palavras 1.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeiro capítulo

Gostaria de deixar claro que isso tudo não passa de uma mera história diferenciada da que todos nós conhecemos, espero que gostem do fundo do meu coração.

사랑해!!

Capítulo 1 - Bli... Bl... Brigadeiro!


Fanfic / Fanfiction Magics Powers - Capítulo 1 - Bli... Bl... Brigadeiro!

{Ayano ON}

Acordei mais uma vez pela noite, estava me sentindo sufocada, algo me deixava sem ar, mas não tinha ninguém para fazer algo assim, bom... Agora eu não consigo mais dormir! Vou ter que ficar acordada até amanhecer, aliás, ainda são 4 da manhã... Que merda!

Eu sou a Ayano Aishi, estou com 16 anos e... Não sinto emoções, não sinto raiva, dor, alegria... Nada... Meus pais acharam estranho mas depois aceitaram isso numa boa, aliás, mamãe acha que essa coisa de não ter sentimentos é tradição de família, quem teve isso foi minha avó, o irmão da minha mãe... E agora eu... Às vezes acaba acontecendo isso que vocês acabaram de presenciar... Acordar no meio da noite se sentindo sufocada...

Às vezes eu vejo fantasmas, eles ficam me rodando como se eu fosse uma pessoa especial, mas acaba que toda a noite é isso, acordo com um desses fantasmas me sufocando... Como eu sei que são mais de um?? Dá para ver pelas sombras... Bom, às vezes eu fico pensando se eles querem algo de mim... Mas nunca vejo necessidade no que eles querem... Uma vez eu pensei que se eu me matasse, esse tormento iria acabar... Mas de todas as formas possíveis de se matar... O fantasma estava lá... É como se ele sentisse ódio de mim, mas quisesse me proteger... É estranho isso mas ok né...

Me levantei da minha cama e fui no banheiro fazer minhas necessidades, vou dar uma volta por aí, vou procurar fazer algo até de manhã cedo, o bom é que se eu chegar de manhã em casa, minha mãe nem irá falar nada, aliás, ela nunca me deu atenção... Meu pai se preocupa demais com o trabalho, então ele fica mais no dormitório da empresa... Falando nisso... Estou indo para uma escola nova esse ano... Estou sabendo que também terá dormitórios... Será melhor... Pelo menos eu não fico tão isolada.

Coloquei um moletom preto e uma calça de lycra também preto, mas com duas linhas azuis laterais, um tênis All Star também preto porque sou dessas de usar apenas preto.

Desci as escadas para a cozinha e peguei uma fruta e uma garrafa de água para comer no caminho, acho que já vou comprar meu material deste ano... E ainda preciso fazer uma canção nova... Que vida hein!

Eu tenho um emprego escondido que eu sou cantora, estou fazendo um pequeno sucesso já, mas ainda é pouco... Quanto mais pessoas ouvem minha música, mais dinheiro entra na minha conta, ou seja, ainda tenho pouco, mas o suficiente para comprar coisas boas.

Peguei meu cartão e sai de casa, fui em uma praça que tinha uns balanços, me sentei em um deles e fiquei pensando na vida, peguei meus fones de ouvido e coloquei uma música qualquer pra tocar no celular, fiquei alí respirando o ar sereno da noite, provavelmente vou ficar rouca mais tarde, mas sem problemas... Bom, me levantei do balanço e fiquei olhando para todos os lados, procurando que direção ir, até que me lembrei que na rua a esquerda tinha uma papelaria que vendia materiais bem baratos e eram bem bonitos, então fui lá.

Comprei tudo que era necessário, caneta, borracha, mochila, post-its, tesoura, blocos de anotações... O suficiente para compor as músicas e para os estudos, ainda comprei algumas coisas amais como pôsteres para enfeitar um pouco meu quarto, sei lá... É muito... Sem vida, sempre foi sem vida... Se eu mudar um pouco agora, acho que posso melhorar..

Voltei para casa e já era seis horas da manhã, quando cheguei minha mãe já tinha saído, o carro dela não está mais na frente de casa, troquei os sapatos e entrei em casa, fui para o meu quarto e deixei tudo lá, desci e deixei a garrafinha enchendo, subi as escadas e comecei a arrumar as coisas... Se eu não me engano, semana que vem começa as aulas... QUE TÉDIO!

Troquei de roupa e tirei um caderno de anotações, parece uma agenda, prendi meu cabelo em um coque e peguei um lápis, comecei a passar boa parte das minhas músicas para aquele caderno, que são de cinco matérias... Sim, eu componho muitas músicas, então eu compro cadernos de matérias, só para não ter que sair de casa para ir comprar um caderno pequeno de uma matéria.

Após passar todas as músicas para o caderno, fui para uma folha limpa e comecei a compor uma música nova:


Eoduweojyo ga

Nae miraui bi

Chigieokrin sarangui arheun kkumui ril

Nae yangmingui dukgi

...     "

Está ficando escuro

A luz em meu futuro

Por causa do meu amor infantil, perdi minha maneira 

De sonhar


...


Eu gosto de fazer minhas músicas em coreano, sei lá, a escrita coreana é mais fácil que a japonesa, então eu faço elas assim.

Bati minha cabeça na mesa, tentando procurar mais palavras que possa por em uma música assim, pois essa aqui será uma para falar como eu me sinto nas noites que os fantasmas me atormentam.

Me levantei e desci as escadas a procura de algo para fazer, tomei uma xícara de café e peguei meu avental, vou fazer uma comida que eu adorava quando era menor, é um doce pra ser mais exata, um doce brasileiro... Blig.... Bl.... BRIGADEIRO!! CONSEGUI!! depois de um século mas ok.

Peguei leite condensado e manteiga, coloquei o leite condensado em uma panela e coloquei o Toddy® junto, misturei ele ainda sem estar no fogo, após misturar todo ele, liguei o fogo em chama baixa e coloquei a panela em cima, despejei uma colher de manteiga na panela e comecei a mexer, fiquei alí sem parar de mexer até o doce começar a desgrudar do fundo da panela, logo após isso, coloquei o doce em um prato fundo, virei a panela de boca pra baixo e derramei água gelada na mesma, para o doce que ficou na panela desgrudar e raspar.

Raspei toda a panela e deixei ela de molho com água morna, peguei o bligadeiro e deixei na geladeira, tirei meu avental e voltei lá para o meu quarto.

Tirei minha roupa e fui me jogar uma água, realmente estava já ficando cansada de apenas fazer coisas bobas, preciso relaxar às vezes, lavei meu cabelo e sequei com secador, fui para o meu quarto sem a toalha mesmo, aliás estou sozinha em casa mesmo.

Vesti uma roupa de ficar em casa, já que agora eu tenho que pensar em uma música nova...

Voltei para o meu caderno e deixei mais uma frase nele:


" ... Maeu kaleul kaladji

But chameul su eobnin nae yoksimui kaleun mudyeojyeo

Alko eeseo da

Ee sarangeun akmaui ddodareun eereum 

Soneul jabji ma

Oecheyodjiman jyeobeoryeodji nae yangsimuel

Naree kalsurok leukkineun nalkaroun hyeosildeul

Hyeonsirae jjikyeo bolkae muldeun pideul

Saengkak mod haedji

Keu yooksimi jiokeul bureuneun napari dwoeljineun

Breathe

Sumi chaoreuko

Biteulrin hyeonsirae nunklmneun maeil bam

Ulrineun bikeukui ureukol

But ee joe beodkiaen

Keukeol anneun kae dangchoe pokika andwae ... "

Afiei minha faca de ambição venenosa

Mas, para as ganâncias insustentáveis, a faca ficou sem corte

Eu sei de tudo

Esse amor é um outro nome para o mal

Não segure minha mão

Mesmo que eu grite, traí minha consciência

Enquanto os dias passam, sentindo a realidade aguda

Derramei sangue vermelho

Mas pela realidade

Não acho que o cobiça se tornaria um chifre me convidando para o inferno

Respirar

Falta de ar


...


Estou quase chegando no refrão da música, já são oito horas da manhã, e já estou quase terminando uma música... Na minha opinião... a melhor música que estou fazendo até agora... mas como nem tudo é perfeito, acho que não vou conseguir acabar ela hoje mesmo, acho que até amanhã (quinta-feira) já estará toda pronta para gravar no estúdio e fazer o clipe dela... 

Já é minha terceira música que estou compondo e até agora estou ganhando bem por isso, estou compondo uma música por semana, todos acham isso impressionante, porque ninguém consegue ter uma criatividade para compor em mais ou menos esse tempo ( Autora: Tem sim... Suga compôs uma música em quarenta minutos. )... Vou fingir que não ouvi isso... Sim, ela é meu subconsciente, infelizmente...


Continua...


Notas Finais


Musica usada para ser compositada:
Boy meets evil - BTS ( JHope / PDOGG / RapMonster )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...