História Magictale - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Personagens Originais
Tags Undertale
Exibições 14
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente esqueci de dizer que o(a) Frisk não muda necessariamente de personalidade só quando está brava sorry :'3 boa leitura

Capítulo 9 - O beijo direto


L/P ~on~

Eu  c o n s e g u i,  eu consegui, eu consegui, eu consegui, se bem que essa não era a minha intenção, mais quem se importa eu vou para o baile com o Papyrus, se bem que eu ia convidar ele depois de eu pedir desculpas pelo beijo mais quem se importa eu peço desculpa amanhã

Tava tão animada e feliz que eu tava indo saltitando para o meu quarto. Quando eu cheguei lá o(a) Frisk tava lá falando de alguma coisa com a L/A e a L/S.

L/P ~off~

L/A ~on~

Eu tava de boas mexendo no meu celular até que o(a) Frisk entrou no quarto, sem bater na porta nem nada

L/A: 1º não te ensinaram a bater na porta não? 2º voce pode entrar no quarto?

L/S: liga não Frisk, ela é chata mesmo

Frisk: desculpa

L/A: ta bom essa eu passo porque voce é uma pessoa legal 

Frisk: *sorriso*

L/S: Frisk preciso te contar uma coisa

Frisk: hu?

L/S: eu acho que eu to gostando do professor Sans - depois que ela disse isso fiquei de boca aberta, então a L/P chegou -

L/P: o que tá acontecendo?

L/A: A L/S GOSTA DE UM ESQUELETO!!!

L/P: COMO É?!?!

L/A ~off~

L/S ~on~

Frisk: gente, não precisa surta isso é normal

L/P L/A e L/S: que?!?!?!

Frisk: a maioria das pessoas, monstros e hibridos daqui gostam do Sans e desejam ficar com ele

L/A: qual é o tamanho de uma porcentagem dessas pessoas, monstros e hibridos?

Frisk: digamos assim 10%monstros 40%hibridos e.....50%humanos

L/P: nossa

Frisk: sabe, ele é meu amigo então conta os segredos dele pra mim; só que ele nunca contou de quem ele gosta, mais eu sei quem gosta dele, e quem fica flertando com ele, e quando alguem flerta com ele, ele fica corado entãoooo.....porque voce não flerta com ele?

L/S: so muito timida pra faze isso, e tambem, não conheço nenhum flerti de esqueletos - nessa hora Frisk cruzou os braços ABRIU OS OLHOS e deu uma risada sinistra -

Frisk: huhuhuhu, então voce quer conquistar o coração do saco de lixo sorridente?

L/S: Feisk ce tá bem?

Chara: eu não Frisk, sou Chara e eu tenho uma solução pra esse seu probleminha

L/S: TEM!!!?

Chara: tenho, é só voce fazer um trocadilho ruim que o saco de lixo sorridente fica apaixonado por voce em um instante.

Alphys: só que não daria certo, porque várias garotas já fizeram isso.

L/P: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

L/A: Alphys?

L/S: quando que se chegou aqui pra escutar nossa conversa?

Alphys: segredo. Mais eu posso te dar um conselho para se encaixar com a solução de Frisk

Chara: Chara

Alphys: Chara.

L/S: e qual é?

Alphys: vire a melhor amiga dele. De conselhos a ele quando ele pedir, ouça ele quando ele quiser te contar algo, console ele quando ele estiver chorando, faça ele rir quando ele estiver triste, só que voce não pode exagerar muito na amizade, voce tem que deixar registros ou pistas para ele perceber um pouco que voce gosta dele, mais não tantas pistas, se não ele vai ver voce só como mais de umas das garotas que querem ficar com ele.

L/A: uau

L/P: que conselho mais lindo

Alphys: hehe é q-que o As-Asgore me pois c-como conselheira e-enquanto o Gerson n-não está

L/S: voce tem razão ALPHYS VOCE É UMA GENIA

Alphys: br-brigado. A e mais uma coisa; seja discreta.

L/S: ok. Muito obrigada - eu abraçei ela com força  e sai correndo para procurar o Sans, mais o que eu iria fazer? como eu começaria? por onde eu começaria? .......a já sei, vou fala pra ele que quero fazer as aulas particulares. Agora é só achar ele né.

Eu fui até a sala onde ele dava aula, mais a porta tava fechada; eu passei em todos os lugares que eu conhecia mais ele não tava em nenhum deles. Ai me dei conta, eu não procurei no refeitório, como eu sou burra.

Sai correndo da onde eu estava e fui até o refeitório e.........ele tava lá mesmo, conversado com o tio de fogo bebendo.....ketchup? tá né. Fui até lá e mi sentei do lado dele

L/S: oi professor Sans.

Sans: kiddo, quando estiver fora da sala não precisa me chamar de professor, só de Sans, ok?

L/S: ok. Então sabe aquela proposta que voce fez hoje cedo?

Sans: uhum

L/S: eu quero que voce me ajude

Sans: ok. - ele terminou de beber o ketchup e pois na minha frente - 

L/S: quer que eu faça com isso?

Sans: uhum, é só fazer isso - ele como antes, apontou para o ketchup e o fez flutuar, e depois colocou na bancada na minha frente denovo - sua vez

L/S: ok, eu consigo! eu consigo! eu - apontei o dedo para o ketchup e levantei o meu braço mais não consegui - não consigo - ele riu da minha atitude

Sans: hehehe

L/S: Ò3Ó - eu tentei mais uma vez, e de novo, e de novo, e de novo, e ele só dava risada - eu acho que eu não tenho magia ó-ò

Sans: claro que tem kiddo, só precisa se esforça um pouco mais - quando ele disse aquilo eu me senti determinada o suficiente para tentar várias vezes e não desistir. Fiz aquilo mais uma vez e o ketchup subiu -

L/S: eu consegui? pera não foi voce né - apontei para o Sans -

Sans: nope

L/S: nem voce né? - apontei para o tio de fogo e ele respondeu não com a cabeça. Olhei em volta pra ver se não tinha ninguem por ali e não tinha - eu conSEGUIIIIIIIII - minha emoção foi tanta que eu cai da cadeira -

Sans: tá bem kiddo?

L/S: MAIS É CLARO, EU DESCOBRI QUE EU TENHO MAGIA!!!! - eu me levantei, abraçei  Sans e comecei a girar ele de um lado para o outro - EU NÃO ACREDITO QUE CONSEGUI!!! UUUUUUUUUHUUUUUUUUUUU. Então, agora acabo as aulas particulares?

Sans: nope

L/S: atá, tchau prof- Sans - dei um beijo na testa dele e sai correndo pulando para o meu quarto falando - EU TENHO MAGIA, EU TENHO MAGIA, EU TENHO MAGIA.

L/S ~off~

Sans ~on~

A L/S saiu daqui correndo gritando que nem uma doida e eu ri um pouco daquilo

Grillby: acha que ela pode ser uma daquelas?

Sans: que? como assim?

Muffet: ela te beijou não é?- então percebi que ela tinha me beijado, fiquei meio corado mais consegui disfarça e respondi - nah, eu acho que ela só me beijou de felicidade.

Depois Muffet e Grillby sairam de lá e foram para outro lugar (concerteza foram da uns pega um no outro) então comecei a refletir  

Será mesmo que ela é só mais uma daquelas garotas que gostam de mim? um lado meu me diz que aquele beijo foi entusiasmo, mais outra parte minha fala que aquele beijo foi outra coisa, o que será?


Notas Finais


espero que voces tenham gostado tchau :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...