História Magnets G!P - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orange Is the New Black
Personagens Alex Vause, Personagens Originais, Piper Chapman
Tags Alex Vause, Piper Chapman, Vauseman
Visualizações 137
Palavras 420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hellou

Capítulo 8 - Perdoe-me


P.Chapman

- Ajude-me a entender... – Alex pede suplicante. - Sua irmã foi assassinada? Quem fez isso?

Desligo o carro, desviando meu olhar do seu. Todos os nervos do meu corpo imploram para que eu pule em seu pescoço e acabe com esse questionário agora mesmo. Mas, ao invés disso, apenas olho para á rua silenciosa a minha frente e sinto meus lábios mexer-se em resposta.

- Uma pessoa sem escrúpulos e senso comum.

- O criminoso está preso? – Alex insiste.

- Não. – Respondo com raiva.

- Você quer vingança?

Hesito um pouco a responder.

- Sim... – Controlo toda a raiva existente em mim.

- Olhe para mim. – suplica. E mesmo que eu não queira, viro-me e encaro os seus olhos  esverdeados . – Quero te perguntar uma coisa.

- Mais uma? - ironizo rudemente.

Mas Alex parece um pouco nervosa e constrangida. Com receio do que quer me perguntar, seja lá o que for. Entretanto, seus olhos continuam firmes aos meus.

- Você supõe que eu matei a sua irmã, não é?

Sua pergunta foi tão direta que fui pega totalmente desprevenida. Não a respondo. Não consigo. Alex respira fundo e segurando o choro.

- Me perdoe. - pede. Consigo ver sinceramente em seus olhos. Algo em meu corpo reage ao seu toque, porém balanço a cabeça negativamente.

- Não. - digo seca. - Não irei te perdoar.

- O quê? - Ela pisca

Fecho minhas mãos em punho, tentando não avançar em Alex, controlo-me para não explodir. Mas parece impossível. De repente, vejo-me em frente ao caixão de minha irmã, chorando mais que poderia imaginar e jurando em seu nome que vingar-me-ia da pessoa que a assassinou.

- Você tirou de mim a única pessoa que eu pude amar e jurei proteger. –Digo possessa, olhando-a friamente. - Tirou de mim o meu chão. A única coisa que importava nesse mundo insano e podre. Você a tirou de mim, Alex ... Então, por isso, não tente conversar comigo sobre o assunto ou pedir perdão. Eu nunca poderia te perdoar. Não existe a menor possibilidade de que isso aconteça algum dia. Nunca.

Alex abaixa o olhar e solta um longo suspiro triste.

- Eu... Eu entendo. - murmura. - Sinto muito de qualquer  forma.

Em seguida, sai do carro e corre para dentro de sua casa. Não a sigo. Não sinto a menor vontade. No momento, estava remoendo toda a minha raiva e tristeza dentro de mim, tudo o que eu desejava fazer era ficar longe dela. E assim eu o fiz.


Notas Finais


Postei e sai correndo. MUHAHAHHAHAHAHAHAH


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...