História Maid!? Watashi!? - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ansatsu Kyoshitsu (Assassination Classroom)
Tags Karma X Nagisa
Visualizações 321
Palavras 1.239
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Hentai, Lemon, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meu Deus 74 favoritos!? Isso é de mais para o meu core ahshahsa vlw mesmo pessoal, enfim aqui está mais um capítulo para vcs !

Capítulo 16 - Cap.16 Onde estou?


Fanfic / Fanfiction Maid!? Watashi!? - Capítulo 16 - Cap.16 Onde estou?

Cap.16

Pov's Nagisa

Já se passaram mais de 30 minutos e eu não consegui fazer nem a metade da prova.

Nesse final de semana estudei praticamente nada, culpa de eu ter conhecido Karma, só se faz praticamente 4 dias que conheci ele e minha vida virou do avesso.

Nagisa ! Não se distraia, olhe para prova, pense, o que a Bitc... Digo Irina-sensei noa ensinou nas aulas? 

...

Hits? É Nagisa você está ferrado.

Pov's Karma

Heeee então essa é uma prova do 3°ano? Fácil.

Pego o lápis e termino rapidamente sem deixar nenhuma questão, me pergunto se o Nagisa está conseguindo fazer com tanta facilidadede como eu.

Olho para Nagisa e percebo que está soando de nervosismo, algo me diz que é minha culpa.

Olho para o Asano que mantinha uma expressão séria, mas nada denúnciava que esta indo mal.

Esse cara odeia perder, mas ele não é assim porque quer, ele é assim por ter a genética de odiar perder herdada pelo pai.

Me lembro da conversa que tive naquela noite...

Me levanto colocando minhas mãos nos bolsos  saindo da sala, escutando uma voz irritante.

-KARMA AKABANE! Volte Já! -. Era um professor que estava cuidando da sala para que niguém colasse.

Dou de ombros e faço um sinal com a mão para Nagi,  apontando com o meu polegar para atrás "Nos vemos depois"

Acho que ele entendeu "vem comigo" pois faz "não" com a cabeça freneticamente arrancando risadas de mim.

Vejo Asano Junior concentrado na prova, saio da sala andando pelos corredores até dar de cara com o diretor da escola.

Gakuho Asano.

-Karma-kun o que faz aqui? Não está em horário de prova?-. Ele dizia com uma voz grossa sem demonstrar emoção.

Não mostrava nem um pingo, se estava bravo, ou entediado, o que faz parecer que tudo o que diz é sarcasmo, cínico.

-Eu já terminei a prova, não vejo o porque ficar na sala.

-Entendo, já que está aqui, venha comigo para a minha sala-. Olho para ele desconfiado, o que ele queria afinal?

-Calma, é sobre algo que vai te interessar.

Fomos até a sala e entramos, sinto um enorme frio gelar o meu corpo, parece que não tinha vida naquele lugar.

-Sente-se 

-O que quer?

-É sobre você.

-Isso não me interessa, se alguém sabe sobre mim melhor do que alguém esse "alguém" é eu não temos assunto a tratar.

Ele solta uma risada como se fosse um psicopata rindo de alguém morrer.

-Está certo disso?

-Preciso repetir?

-Maravilhoso essa audácia Karma-kun, então vamos mudar de assunto, ontem a mãe do Nagisa veio aqui reclamar de você dizendo que sequestrou o filho dela.

-Como? Acreditou nisso!?

Ele cruza as pernas e apoia a cabeça com a mão me olhando como se fosse uma novela de comédia.

-Além de assassino ainda é sequestrador?

-Eu não sou assassino...-. Digo sentindo meu sangue ferver e indo ao rumo da porta.

-Entendo, enfim o que fez com Nagisa-kun?

-Sei lá, o que eu tenho a ver com isso? -. Talvez tudo, só que niguem precisa saber, certo?

-Entendo, até mais Kar...-fecho a porta cortando sua frase.

Estava stressado e provavelmente o horário de prova acabou, os dias de provas eram assim, tinha apenas a prova e nada mais, ou seja só era preciso ficar na sala por volta de 1 ou 2 horas.

 Tento procurar Nagisa, mas estava com Kayano, aparentemente ele estava depressivo e ela tentava anima-lo. Decidi não me intrometer.

-Depois eu falo com ele-. Vou em direção a saída quando...

-OI FILHO !-. Vejo minha mãe com um enorme sorriso acompanhada de meu pai.

-C-como é que é?-. O que eles estava fazendo aqui !?

-Vamos para casa juntos !

-... Eu passo, sinto que me arrependo pelo que falei ontem.

-POR QUE!?

-mãe estou do seu lado não precisa berrar...

-ahn? Okajima-san ?-. Quando é que Nagisa veio para cá!?

-Lucky, agora vamos !

-E minhas coisas? 

-Eu já peguei! A Karma preciso que pegue as coisas de Nagisa-kun para mim depois.

-O-Okajima-san, eu realmente não preciso disso...

-Claro que precisa ! Vamos !

Pov's Nagisa

Por algum motivo me sinto culpado e também perdido, principalmente perdido.

Culpado, por aceitar a morar com Karma,mas não tão fácil em aceitar morar com os pais dele, será que isso me faz uma pessoa... ?

É eu sou um desastre em pessoa.

Ela chama o carro, e me assusto com o tamanho do luxo que obtinha.

Apesar dos pais de Karma ser simples e gentis eles tinham uma boa renda econômica, tinha me esquecido disso...

A Okajima-san entra no carro fazendo gestos com a mão para que fizesse o mesmo.

Dou uma olhada em Karma, o mesmo estava emburrado parecia uma criança fazendo birra.

Entramos no automóvel, e ele coloca fones de ouvido se acomodando no canto do carro com os olhos pregados na janela.

-Oe Karma ?-. Balaço de leve seu braço, mas não tenho resposta.

Tento ver seu rosto me aproximando mais, até sentir algo no meu ombro.

-Eu estou cansado, deixa eu ficar aqui?

-Só se deixar eu escutar o que ouve.

-Fechado.

Ele oferece um dos lados do fone e coloca em meu ouvido.

Como imaginei era a música daquele dia em que começou a chover, e ele tinha me resgatado do choque emocional.

-Como é o nome dessa música?

-Não vou falar

-Are, por quê?

-Você só pode escuta-la comigo, agora vou dormi.

Coro com a ação e palavras, dou um leve sorriso e encosto minha cabeça em cima da sua.

Fazia alguns minutos e chegamos a casa.... isso não é casa, É UM CASTELO!?

-E-Enorme...

-Acha mesmo ? É menor do que a de Rússia. O lugarzinho bom.

Pov's Karma

Vejo que chegamos e Nagisa estava surpreso com algo.

-Estava tão bom o ombro do Nagi.

-Kkkk temos que descarregar as malas que fiz enquanto fazia a prova , e também arrumar os pacotes que vieram hoje de manhã, preciso ir ao mercado também.

-Nossa mãe você deve estar cansada, dormiu quantas horas?

-Sabe que não sei? Eu voltei do seu apertamento tarde certo? Depois as 6:00 vieram as entregas, e fomos buscar você na escola. Acho que umas 3 horas.

-Mãe vai descansar eu cuido do resto, onde está o pai?

Eu me preocupava com a saúde dela, ela não era forte para se esforçar tanto.

-Ele está trabalhando, vai pegar férias apenas no final do ano.

-Okay, de que precisa?

Ela me entrega um lista de compras, guardo no bolso da blusa e vou em direção a porta.

-Quer ir?

Nagisa me olha confuso e faz "sim" com a cabeça, pego um moleton aleatório para Nagisa da mala.

-Para que?

-Mercados são frios-. Ele da de ombros e veste.

Meu Deus, isso só podia ser mentira, como alguém consegue ser fofo até com um moleton?

-T-Tá grande mas não tem problema

-Não mesmo.

-Vamos? 

Fomos as mercado de bicicleta, peguei ela emprestada do vizinho, juro que não é roubada.

Pov's Nagisa

Eu me sinto tão confortável com o moleton de Karma, tinha o cheiro natural dele, na qual não me canso de sentir.

Pegamos as mercadoria e faltava mais 3 coisas.

-Karma,precisamos de Queijo, chá e ....-. Percebi que ele me encarava de um modo diferente.

-Karma?

-Nagi, você daria uma esposa tão perfeita

-K-K-K-K-KARMA DE ONDE TIRA ISSO!? -. Coro muito para variar.

-Kkkk, calma Nagi só estava pensando, imagina nos comprando coisas no mercado juntinhos para sempre, legal não?

Tento ignorar o comentário vergonhoso dele e volto a ir em rumo da alá dos chás.

-Só para deixar claro, eu sou garota para me chamar de esposa humpf.

Tento alcançar o chá na última pratileira, inúmeras vezes nas pontinhas dos pés.

Sinto uma pessoa pegar em meu quadril e ir deslizando as mãos nas minhas, pegando o peoduto.

-Pronto

Saio daquela posição antes que alguém nos visse, e inflo as bochechas.

-Injusto! Você tem a altura que eu não tenho-. Cruzo os braços e olho para o outro lado.

-Nagi não fica assim... Nagi?

Eu não deveria ter virado, peguei o meu celular rapidamente e....




Notas Finais


Mwkosmaksm tentei dx comprido


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...