História Maid!? Watashi!? - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ansatsu Kyoshitsu (Assassination Classroom)
Tags Karma X Nagisa
Visualizações 328
Palavras 1.041
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Hentai, Lemon, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie ! Estou sem o que falar ahshahs, eu vejo todos os comentários mas as vezes não sei oq responder, então na maioria das vezes eu não respondo, não é ignorância só falta de criatividade para responder. Gomem 😢.
Ee...... CHEGAMOS A 82! Gente que felicidade, coloquei minha felicidade nesse cap, espero que gostem!

Capítulo 18 - Cap.18 - Me passa o sal?


Fanfic / Fanfiction Maid!? Watashi!? - Capítulo 18 - Cap.18 - Me passa o sal?

Cap.18

Pov's Karma

Isso acabou de ficar interessante, eu diria que até de mais. Nagisa me olhava como se quisesse pedir socorro, devolvo o pedido dele com um breve sorriso inocente.

-Bem ! Está quase na hora da janta, Nagisa você vai me ajudar !

-E-Eu não sei cozinhas...

-Nagisa, tudo se aprende, niguém nasce sabendo!-. Minha mãe estava muito animada, tadinho...

-Ora, Ora vou comer a comida do Nagisa-kun?

-Karma, você não vai querer sentir nem um grão de comida vindo de mim.

Começo a rir, e deixo o local indo em direção a escada...

-Sem papo furado! Querido arruma a mesa por favor?

Pov's Nagisa 

Pai de Karma estava vendo notíciario na televisão sem notar um pequeno problema, a mãe de Karma. Ela mantinha o sorriso, mas uma sombra das trevas rodeava-a.

-Querido, desligue essa televisão antes que eu taque uma panela-. Ela dizia "panela", mas o que havia em sua mão era uma faca.

Pai de Karma soa frio e vai arrumar a mesa, antes que um homicídio ocorresse ali.

-Vamos lá, o que sabe fazer Nagisa?

-Eu não sei cozinhar, sou desastrado e desengonçado...

-Entendo, pegue isto.

Ela me estendia um avental.... Eu Não vou usa isso.

Era rosa e bem feminino, Okajima-san oferecia de um jeito gentil, como falar não para ela? Mas vestir isso...

-Are... Nagi, você não deveria se importa já que está acostu....-.Tampo a boca de Karma desesperado.

-Verdade! A cor não importa.

Karma meio que me pega de surpresa e quando vejo estou usando aquele... aquele avental.

-Nossa Nagisa-kun, você é bem fofo sabia?-. Mãe de Karma dizia com as mãos na boca e com os olhos brilhando.

-O-Okajima-san!?

-Não é?.- Karma, eu vou matar você

Em alguns segundos Karma volta com uma câmera fotográfica, e os pais de Karma me olhando como se eu fosse uma garota,vergonhoso era só o que tinha a dizer.

-V-Vamos pedir uma pizza?-. Sinto um flash em minha cara, vejo que o Karma tira algumas fotos, eu só queria afundar no chão e não sai mais de lá.

-Querida olhe-. Era o celular dele.

-Minha nossa, Karma aconteceu uma coisa no hospital urgente, e não temos horário para voltar.

Eles pegaram os casacos apressados e sairam mandando beijos  de despidida enquanto o Sr. Okajima-san abria a porta indo para a garagem.

-SE CUIDEM!

-pode deixar, tchau!

Eles saem depressas, me pergunto o que houve.

-O que vamos jantar?-. Karma me olha malicioso, me fazendo estremecer por inteiro.

-Eu estou com fome de verdade Karma, vamos jantar... comida de preferência.

-Okay

Entramos em casa e ele pede uma pizza pelo telefone, pego 2 copos, 2 pratos e talheres da mesa de jantar preparado pelo Sr. Okajima-san, e levo até a mesa americana.

- Nagisa, pega o refri na geladeira?

-Tá-. Vou até a geladeira e pego uma garrafa.

-Essa? 

-Ahan, valeu.

Ele se senta na banqueta, tento fazer o mesmo, fivo com dificuldades um pouco, meu tamanho ajuda em nada.

-Karma, seus pais são médicos?-. Karma tentava conter o riso escondendo sua boca com a costa da mão

-Sim

-O que eles fazem?-. Eu estava constrangido, e também curioso. 

-Meu pai é Neurocirurgião e minha mãe Pediatra, mas também é parceira de cirurgia do meu pai. No caso acho que foi isso que aconteceu.

-Legal, as crianças deve adorar ela, pretende seguir os mesmos passos deles?

A campanhia toca indicando que a nossa janta chegou, Karma vai até a porta pagando pela pizza e volta a me olhar.

-Não

-Interessante, o que pretende?

-Eu não faço idéia kkkk.

Karma ria mas dava para perceber que algo estava errado, ignorando isso, deve ser legal ter pais que curam doenças, ajudando pessoas.

-E você Nagi? O que pretende?

-Eu? Bem... termina o ensino médio e ter um trabalho fixo, talvez.

-Uau, nunca te vi tão sério, Nagi o fofinho consegue fazer expressões assim? Hahaha

Ele enchia os copos com refrigerante, e os pratos com fatia de pizza.

-Não deboche!

-Não estou !

-Mentira ! Humpf

Começamos a jantar, conversamos rimos e fomos conhecendo mais uns aos outros.

-Quer dizer que você já foi expulso  da escola 37 vezes!?

-Sim! Em apenas 9 países.

-Karma você é problematico.

-Hehe, e você? Já fez algo de errado?

-Acho que uma vez, era o que mesmo?

-Enquanto pensa vou contar mais uma história de vida, uma vez um professor começou a me dar broncas e tals, fiquei nervoso e taquei tudo para o ar, esse tinha sido a  expulsão número 23.

-Hahaha, lembrei! Eu roubei brigadeiro antes do parabéns.

-Nagi... Que pessoa cruel você hein-. Ele começou a rir muito.

-O que foi? É verdade!

-Como você é hardcore-. Eleria com deboche me fazendo inflr as bochechas.

-Cuidado,eu moido.

-Karma, eu posso perguntar algo que queria perguntar a muito tempo?

-A vontade.

-Você conhece Asa..Digo, se incomoda por eu ser menino?-. A pergunta não era essa, mas não tinha saido a original.

-Hum? Não, eu nunca fiquei com garotos, diria que você é o primeiro, e único. 

Coro com resposta, eu também nunca fiquei com garotos,mas Karma era diferente e único, sinto coisas que nunca senti, é confortável conversar com ele, gosto dele ao meu lado...

-Nagi me passa o sal?

-O que disse Karma?-.Viro o meu rosto para vê-lo.

-Eu dis...-. Vira o rosto na mesma hora.

Sem querer ficamos com os rostos bem perto, tanto que sintia sua respiração sem esforço, já eu não conseguia respirar por conta do nervosismo e sinto minhas bochechas queimarem.

Sinto os lábios macios de Karma me surpreendendo, correspondo quase de imediato.

Não queria que o beijo fosse interrompido, mas ele foi, por culpa de quem? De mim! 

Quase cai da cadeira, mas Karma me pega nas costas rindo da situação.

-Cuidado, haha

-O-Obrigado.

-De nada, isso me fez lembrar que me deve umas 4 certo?

-D-Devo!?

-Ahan-.Ele passa a língua nos lábios fazendo passar um frio na minha espinha, e soar frio.

Ainda estávamos na mesma posição, então ele me levanta colocando em cima da mesa, voltando a me beijar de uma forma que só ele consiguia.

-Olha, você está mais alto do que eu, milagre hahaha.

-Não ria!

Ele continua continua depois do breve deboche, desci, ou melhor Karma me desceu da mesa em direção da escada.

Subimos para o quarto e descobri que tinha mais 4 quartos de sobre sem contar o dos pais dele.

-Que foi?

-Nada...

Ele me deita na cama com muito carinho, igual da outra vez, até eu perceber que Karma sempre fica submisso a mim.

Dessa vez queria algo diferente, então fiz o Karma sentar na cama, logo sentando no colo dele.

-Nagi, o que pretende?

-E-Eu não sei...

-Fofo.

Estava vergonhoso com a minha ação repentina, fazendo me corar mais ainda.

-Você não vai dormi hoje-. Ele falava com um sorriso malicioso.

-K-Karma...




Notas Finais


Shahsha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...