História Mais que uma amizade - Sans X Frisk - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Mettaton, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne
Tags Amizade, Revelaçoes, Sexo, Undertale, Violencia
Visualizações 100
Palavras 1.441
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Orange, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hoi pessoal, desculpe a demora pra postar, eu to com muita coisa pra fazer QwQ
Mais eu também vou ter um tempo pra essa fanfic :3

Bem, quero agradecer aos usuários

Emiko_Chan_s2
KarenAS
Miyuki__Chan10
N4tsukiSubaru (nome difícil da porra)

Por terem favoritado a fanfic

GENTE, esses nome que vocês põe é MUITO DIFÍCIL!! Coloquem um nome mais simples, igual o meu "pirulito12345" é só "pirulito" e depois colocar de 1 a 5
Mais o de vocês é tipo: HARUKamikp3846Jutsu90

Ai não né

Bem, eu sei la mais o que falar :v

Capítulo 14 - Baião (título merda e aleatório) - Cap 11


Acordei com meu celular tocando e atendi 

- Alô?

— Frisk - Asriel disse chorando (?)

- Asriel? O que aconteceu?

— é-é a mãe... E-ela não quer acordar

- O QUE?!?!! - Gritei não acreditando na notícia, e fico desesperada! Me levanto da cama colocando meu chinelo e um casaco azul

- Kiddo? Onde você vai?

- NÃO DA TEMPO SANS! A MINHA MÃE!! E-EU NÃO SEI O QUE ACONTECEU MAIS PRECISO IR!!

Saio do quarto do Sans e corro em direção a porta, saindo da casa do Sans e do Papyrus, e correndo o mais rápido que posso até a Casa de meus pais.

Mesmo eu ficando cansada eu não parei de correr, eu tive que atravessar rua, subir morros e também escadões; é claro que fiquei cansada, mas não parei de correr, apenas parei de correr quando cheguei no portão vendo a Chara entrar correndo também, percebendo a minha presença, mas não dando a mínima.

Entrei em Casa logo depois de Chara

- CADÊ ELA?!! - Chara berrou olhando pros lados procurando a mãe desesperada; ela realmente parece se preocupar com a mãe bem mais que eu.

Segui a Chara e fomos até o quarto de nossos pais, onde encontramos Asriel chorando sacudindo a mãe pedindo pra ela acordar, e pai, estava chorando também – agora entendo porque Chara diz que Asriel é um bebê chorão e puxou isso do pai.

- QUE PORRA ACONTECEU ASRIEL?! - Chara berrou de novo chegando perto da mãe e eu a acompanhei preocupada

- E-eu não sei... E-ela simpl*soluço*esmente não acorda... 

- Vocês ainda não ligaram pra ambulância?!! - Falo desesperada.

- Sim, mas está demorando - pai disse finalmente algo, senti pena dele e o abracei - eu não quero perder minha esposa de novo 

Me seguro pra não chorar até que a ambulância chega.

Nós entramos na ambulâncias com a mãe, e ao chegar no hospital nos perguntam algumas coisas para nós sobre a mãe. Não conseguimos responder todas, mas o médico disse que já era o suficiente.

Nos sentamos em um banquinho esperando que o médico voltasse, então ele voltou e disse para nós acompanharmos ele. Nós fizemos isso e fomos até a sala onde a mãe estava.

- Olhem... - Ele da uma pausa dramática retirando os óculos e os colocando sobre a gola da blusa - ela está bem, não tem nenhuma doença ou coisa parecida, apenas desmaiou, e está em repouso. Mas acho que esse desmaio, não é normal, provavelmente tem algum motivo por ela ter desmaiado. Talvez ela tenha alguma doença, que vocês não sabem, e não podemos também saber, até que ela acorde.

- Quanto preciso pagar até ela acorda? - Pai pergunta ao médico.

- Não se preocupe, é por conta da casa, fiquei sabendo do roubo e da perda de dinheiro que houve com vocês.

- Muito obrigado

Nós nos despedimos da mãe, com tristeza e fomos embora, e eu voltei para a casa de Sans e Papyrus.

- Kiddo! Onde você foi?

- Minha mãe desmaiou... Ela ta no médico agora, e o médico disse que pode ser algo grave

- Putz... Eu sinto muito por ela

- Tudo bem... Afinal, cadê o Papyrus?

- Ta tomando banho, já já ele sai, ele não demora no banheiro

- Hum... - Olho pra baixo triste não ligando muito pro que o Sans disse... -

P.O.V Sans

Wow, ela realmente ta bem triste pela Toriel... Talvez eu possa tentar animar ela... Já sei!

- Hey Frisk

- Hum?

- Que tal a gente sair pra algum lugar pra você se distrair e parar de pensar sobre isso, sabe? Pra você não ficar triste.

- Hum... Pode ser...

- Vai assim mesmo?

- Porque ta perguntando se você ta sempre vestindo a mesma roupa? -.... Nossa... Desde quando ela é tão fria assim?.

- Ok, ok, eu não quero discutir, se quiser pode ir a-

- Eu to indo me trocar

- ssim...

Ela deve ta bem bolada com aquilo... Meu Deus, o que será que aconteceu com ela? Tipo, as pessoas desmaiarem é normal, e não precisa ficar fria desse jeito...

Esperei a Frisk se arrumar, e ela saiu vestindo como sempre, um shorts jeans azul e seu suéter roxo azulado com duas listras lilás.

Avisei pro Paps que iria sair, e então nós sairmos de casa e depois de muito andar, chegamos na parte mais movimentada da cidade.

Eu até estava pensando em fazer alguns trocadilhos que sempre fazer a Frisk rir, mas acho que isso não daria certo já que ela estava bem triste.

Fomos em direção ao cinema e paguei para nós entrar

- Então... Quer assistir o que?

- Eu não sei

- Vamos lá Frisk, se anima! Esse passeio não tem graça se eu não ver você sorrindo - tentei flertar com a Frisk, e vi ela corando um pouco e sorrindo fraco. Heh.

- Ok - ela olhou pra mim já sorrindo normalmente... O sorriso dela é lindo - vamos assistir aquele - ela aponta pra um filme infantil que se chamava "Os Mininons" - ouvi dizer que é bem engraçado

- Ok, vai ser esse

Entramos na sala que passaria o filme, sentamos nas duas últimas cadeiras da última fileira que é onde dava pra ver melhor o filme. 

Rimos muito enquanto o filme passava, aquele filme era bem engraçado, e filme infantil de comédia é bem mais engraçado do que filme de comédia para adultos.

[...]

Quando o filme acabou saímos do cinema

- Quer comer alguma coisa Kiddo? - Quando perguntei isso, por um milésimo de segundo eu pensei nela respondendo "você", mas reprimo meus pensamentos... Seria meio estranho ela me comer... Mesmo que fosse... Excitante (?) foco Sans! Foco, não vamos pensar nisso agora, pode pensar nisso o quanto quiser na cama e no banheiro.

- Um hambúrguer, mas não qualquer hambúrguer, queRO um daquele restaurante StarBuckets (A: acho que escreve assim)

- Wow... La é bem caro... Mais tudo bem, vamos lá. Aonde fica?

Ela pega na minha mão, o que me faz ter um arrepio na espinha, e ela me leva até aquele lugar.

Entramos no StarBuckets e eu compro um sanduíche pra ela, aquele era um sanduíche simples, só que era chique, e aquele lugar tinha ar de que a hora fosse as 06:00 às 07:00 e nunca sai desse horário; tinha um ar de café-da-manhã naquele lugar.

Eu apenas pesso um copo vazio, e abro os pacotinhos de ketchup e coloco o ketchup dentro do copo, e quando o copo enchia em bebia o ketchup.

- Melhor não beber muito Sans, se não você pode ficar bêbado

- Eu já to acostumado em beber, não vou ficar bêbado tão rápido

- Hmmm... Posso... Provar?

- Provar o que?

- Bebidas alcoólicas

- Heh, por mim tudo bem, mais você só tem 16 anos, e seus pais iriam me matar se soubesse que eu deixei você beber

- Tem razão...

- Bem, quer o que agora?

- Ir embora

- Ok - pego a mão da Frisk e nos teleporto direto para minha casa - hey Frisk, eu vou ir na casa da Alphys, preciso conversar uma coisa com ela

- Ok, tchau

Me teleporto até a Casa da Alphys, que pra minha surpresa a Undyne também tava la

- O-oh Sans, o que veio fazer aqui?

- Conversar

- Sobre? - Undyne se intrometeu

-.... O Asriel ta aqui?

- Não - as duas falam em sincronia.

- Eu vim falar... É que... Aaah, Alphys! Você precisa me ajudar!

- N-no que?

- É a Frisk, eu sinto como se isso fosse pedofilo da minha parte, mais... Acho que amo a Frisk

- Isso não é pedofilia, é só amor

- Eu sou mais velho que ela

- Idai? A idade não importa, e você não disse que era preguiçoso de mais pra amar?

- Sim... Melhor esquecer

- Se abre logo Sans!!

- Não

- Saco

- Undyne

- De ossos

- Undyne!

- Sorridente

-... - Me teleporto pra minha casa, essa não era a conversa que eu queria ter se não fosse a Undyne, eu não tinha nada contra ela, ela era uma boa amiga, mais... Não quero expor meus sentimentos pra ela.

Ligo pra Alphys que tenho certeza que seria a melhor opção

- Alphys

— o que?

- O que eu devo fazer?

— Sans... Eu não sei muito bem, mas acho que você deveria se afastar... E-Eu nao sei muito bem, Asgore e Toriel podem ficar bravos.

- *suspiro* tem razão... Eu vou tentar não me aproximar muito da Frisk. Valeu Alphys, tchau

— t-tchau

Desligo a ligação...


Notas Finais


Vou parar por aqui porque ta ficando grande e eu to com preguiça de fazer um Cap maior :v
Bem... Porque ta assim?
Porque todos os Cap's tavam a mesma merda

Acorda
Esperar o horário
Ir pra escola
Voltar ora casa
Dormir
E fazer tudo de novo

Isso tava muito repetitivo, então eu decidi fazer uma coisa... Diferente ;3
#SaveToriel #SaveMamãeCabra #FriskFria #SansBatePunhetaNoBanheiro #VAICONTINUARTENDOFRANS!!! :3

Bem, espero que tenham gostado

Até o próximo Cap ,,>w0,,


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...