História Mais um clichê, por que não? (versão Naruhina) - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Menma Uzumaki, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Kibaino, Naruhina, Nejiten
Visualizações 170
Palavras 1.707
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Música: Irresistible. - Fall Out boys feat. Demi Lovato.

https://www.youtube.com/shared?ci=RkCaXF3OUsI

Capítulo 23 - Irresistible.


Fanfic / Fanfiction Mais um clichê, por que não? (versão Naruhina) - Capítulo 23 - Irresistible.


Hinata


- Ok Frodo, vamos recapitular, eu vou chegar com o Naruto, me desculpar e dizer que, para que possamos conviver bem, e que eu entenda o lado dele, se ele quiser ainda me explicar, vou estar pronta para ouvir. - Falei treinando com Frodo. - Tá muito formal né? Aí Frodo, isso é difícil. - Disse me jogando na cama.

Depois de minha conversa com Tenten, não conseguia pensar em uma forma certa de como falar com Naruto, é tão complicado.

- Odeio o orgulho Frodo, mas parece que ele me ama, ele tem que entender, que eu não correspondo os sentimentos dele. - Falei fechando os olhos, era tão cansativo. - Mas, prometo que sua humana vai tentar ao máximo para se resolver com o menino dos olhos azuis, ok? - Falei fazendo carinho na cabeça de Frodo.

Finalmente, sábado havia chegado, por mais que eu já tenha subido no palco antes, o nervosismo não parava, as borboletas estavam mais agitadas como nunca estiveram antes, não sei se era pela apresentação ou pelo fato de que antes dela, eu ia ter uma conversa com Naruto, bom, seja o que Park Jimin quiser.

Coloquei apenas um moletom cinza, uma calça preta, um casaco jeans e um all star branco.

Peguei minha guitarra, e tentei sair de fininho pela porta, mas todos nós sabemos que quanto mais queremos fazer silêncio mais barulho conseguimos fazer.

- Aonde pensa que vai senhorita Hinata? - Me Perguntou Matilde. - Pelo que eu saiba, não tem aula hoje.

- Hã, é que, eu...- Já estou começando a ficar sem desculpas. - Eu vou pra seleção para o concurso final Matilde. - Não era bem uma mentira.

- E por que a guitarra? - Perguntou, ainda desconfiada.

- Pediram para eu mostrar todos os tipos de instrumentos que eu sabia tocar e você sabe que ela me dá sorte. - Disse abraçando a minha guitarra.

- Ok, Ok, pode ir. - Disse séria, mas antes de sair ouço ela murmurar. - Boa sorte.


Até que o dia não começou tão mal.


Cheguei na escola, correndo em direção ao auditório, estava ansiosa para falar com Naruto

Chegando lá, vejo Tenten, Neji e Kiba, tendo um... Debate?

- É claro que Senhor dos Anéis é melhor que As Crônicas De Nárnia. - Disse Luna, com convicção.

- Claro que não, você já leu os livros? A mensagem que tem por trás? - Discordou Neji.

- Kiba, o que eu perdi?- Perguntei.

- Bom, estávamos falando sobre filmes e bem, fomos pra livros e eles começaram esse "debate", eu tô quase pra pegar o livro do Senhor dos Anéis e o das Crônicas de Nárnia e tacar na cabeça dos dois. - Disse Kiba, massageando as têmporas.

Coitadinho.

- HINATA! - Os dois gritaram, vindo em minha direção, ficando um de cada lado.

- Diz pra ele que Senhor dos Anéis é melhor. - Disse Tenten, olhando com o seu típico olhar convencido para Neji.

- Não Hinata, diz pra ela que, As Crônicas de Nárnia é melhor. - Disse Neji, com os olhos semicerrados.

Tinha que ser logo eu?

- São histórias totalmente diferentes. - Disse nervosa. - E ela encanta cada pessoa de um jeito diferente, e eu escolho Harry Potter. - Disse sorrindo para os dois, fazendo sinal de paz com minha mão.

- Sem graça. - Responderam os dois, fazendo bico.

Era impossível não rir com esse casal.

- E... a-a-onde está o Naruto? - Perguntei gaguejando.

- Hummm... O seu querido Romeu? - Perguntou Neji maroto. - A última vez que eu o ví, estava lá trás, treinando no baixo dele.

- Haun, ok, vou ir falar com ele. - Disse a Neji.

- Não demorem, daqui a pouco já é a nossa vez. - Disse Tenten, com um sorriso malicioso.

Não pude evitar de corar.

Antes de ir, pude ouvir Kiba falar.

- Acéfalos.

Tenho certeza que ele havia revirado os olhos.

Fui para trás do palco, e não demorou muito para eu achar o Naruto.

Ele estava de costas, e foi inevitável eu não abrir um sorriso, estava com esperança de que ele poderia me explicar melhor essa confusão toda mas, logo vejo braços femininos o rodeando em um abraço apertado, e não podia ser ninguém menos que a princesa dá escola, Sakura.


"Banda 4GET, se apresente-se no palco"


Ouço o interfone nos convocando, dei meia volta, e voltei para aonde estava Tenten e os meninos.

- E então? Como foi a nossa segunda chance? - Perguntou Tenten, animada.

- Essa "segunda chance" estava abraçado com a princesa dá escola. - Disse pegando a minha guitarra. - Vou esperar vocês no palco.

Passei rápido por eles, bufando de raiva.

O que eu estava pensando? Estava prestes a passar por cima do meu orgulho, para dar uma segunda chance, pra... Pra UM IDIOTA! Afinal, porque ele escolheria a mim? Ele tem a princesa, porque escolheria a esquisita novata?

Não tardou para todos virem para o palco, mandei um sinal de "OK" para todos, até mesmo para Naruto, mas sem conseguir olhar em seus olhos, no momento eu não sabia se queria chorar ou tacar a minha guitarra em sua cabeça.

Tenten começou a tocar as primeiras notas, dando logo em seguida a deixa para Naruto começar.


Chegando sem anunciar, arrastando minhas unhas no chão


Eu apenas segui o seu cheiro, você pode apenas seguir meu sorriso


Todas as suas falhas estão alinhados com esse meu humor


Me cortando até o osso, não sobrou nada para deixar para trás


Você deveria me manter escondido, como se eu fosse uma arma


Eu não vim para uma luta, mas vou lutar até o final


E essa pode ser uma batalha que pode não terminar bem


Você sabe, você parece tão Seattle, mas tem tanta sensação de LA


Eu sabia que ele estava desviando o seu olhar para mim, e em sua voz conseguia sentir todo o sentimento guardado, como se estivesse sentindo a música, e se era pra sentir a música, era isso que eu ia fazer.


Hey, hey, hey, hey


Hey, hey, hey, hey


E eu amo a maneira que você me machuca


Isso é irresistível, whoa, whoa, oh, yeah


Whoa, whoa, oh, yeah


Eu amo a maneira, eu amo a maneira


Eu amo a maneira que você me machuca, amor


Eu amo a maneira, eu amo a maneira


Eu amo a maneira que você me machuca, amor



Começamos a cantar juntos, estava com raiva, não conseguia ficar quieta, sentia fios de meu cabelo batendo em meu rosto.
Estava inquieta.


Eu vou fazer você explodir como se fosse uma bolha


Me moldure na sua parede, apenas para me manter fora de perigo


Como uma mariposa sendo presa na luz por fixação


Verdadeiramente livre, amo isso, meu bem, não estou falando de inflação


Muitas feridas da guerra e não guerras suficientes


Muitos rounds no ringue e não é suficiente para pontuar


Muitos tubarões e não tem sangue suficiente nas ondas


Você sabe, eu dou a meu amor um nome de quatro letras



Nesse refrão, teríamos que interagir, como uma discussão, comecei a andar pelo palco, por trás de Naruto, com o microfone sem fio, indo até Neji, colocando guitarras frente a frente.

Repetimos o refrão mais uma vez.


Você é aquela fumaça do cigarro de outra pessoa, cigarro de outra pessoa


Eu te respiro, mas querida, eu não sei o que você está fazendo comigo


Meu bem, mas a verdade nos alcança no final


Tentei dizer algo como: "Cada um vive a vida do jeito que quiser"


Mas eu não sou muito bom em falar da boca pra fora


Exceto quando é sobre você, meu amor


Eu estou chegando para você e eu estou fazendo guerra



Logo depois, fui andando lentamente em direção de Naruto, estávamos de costas um para o outro, ele tocando sua parte eu a minha, estávamos extasiados, envolvidos, não sabia o que pensar naquele momento.

Antes de meu solo, eu e Naruto, pulamos e viramos, ficando de frente um para o outro, e pela primeira vez, olhei diretamente em seus olhos.


E eu ainda amo a maneira que você me machuca


Isso é irresistível, whoa, whoa, oh, yeah


Whoa, whoa, oh, yeah


Eu amo a maneira, eu amo a meneira


Eu amo a maneira que você me machuca, amor


Eu amo a maneira, eu amo a meneira


Eu amo a maneira que você me machuca, amor


Não conseguíamos desviar o olhar, seu olhar demonstrava raiva, angustia e talvez, culpa? Não conseguia definir ao certo.

No último refrão, no final, aonde todos nós cantavamos juntos, levantamos nossos punhos para cima, ainda sem tirar os olhos um do outro ,parecia que estávamos em transe.

Comecei a ouvir os aplausos dá platéia, sendo a primeira a desviar o olhar, olhei para Neji, Tenten e Kiba que estavam de olhos arregalados, demos um breve aceno, e saímos do palco.

- Baixinha, o que foi aquilo? Foi insano, vocês incorporaram a letra de uma maneira única, com certeza passamos para a próxima etapa. - Disse Tenten, animada.

- Nunca vi tanto sentimento em uma apresentação antes, foi bem princesa. - Disse Neji, bagunçando os meus cabelos.

- Como conseguiram incorporar tão bem a história? - Perguntou Kiba, animado.

Desviei o meu olhar para Naruto, que parecia estar perdido em seus pensamentos.

- Porque estávamos sentindo exatamente o que a música dizia. - Murmurei.

Todos se entreolharam.

- Mas, de qualquer forma, fomos ótimos, não acham? - Perguntei com um sorriso. - Vou guardar a minha guitarra e já volto. - Eram tantas coisas passando pela minha cabeça, não estava conseguindo arrumar-las.

Quando estava prestes a ir embora, Tenten veio em minha direção.

- Você não vai querer mesmo, ouvir a versão dele? - Me perguntou Tenten, receosa.

- Acredite, uma ação vale mais que mil palavras. - Disse abaixando o olhar.

- Bom... Já que é assim, poderia deixar o teclado na sala de instrumentos pra mim? Tenho que falar com o Kiba. - Me perguntou Tenten.

- Claro. - Respondi sorrindo. - Sem problemas.

Peguei o teclado de Tenten, e quando cheguei a sala de instrumentos,que estava com as luzes desligadas, apenas iluminada pela luz que vinha do lado de fora,vejo Naruto arrumando a bateria de Kiba. Nós nos olhamos, mas logo desviei o olhar, e fui logo colocar o teclado de Tenten no lugar, estava prestes a ir embora quando ouço Naruto me chamar.

- Hinata, temos que conversar. - Disse Naruto, sério.

- Não temos nada pra conversar!- Disse sem olha-lo.

Estava prestes a sair, mas a porta se fechou e quando fui tentar  abri-la, estava trancada.


Notas Finais


Tudo bom? No próximo capítulo será a versão do nosso querido Narutinho e entenderemos mais um pouco da história dele jznzzjs <3
Não xinguem tanto ele, please <3
Comentem ❤
Desculpa qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...