História Mais um clichê, por que não? (versão Naruhina) - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Menma Uzumaki, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Kibaino, Naruhina, Nejiten
Visualizações 347
Palavras 1.890
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Música: Sk8er Boi. - Avril Lavigne

Capítulo 24 - Come back to me.


Fanfic / Fanfiction Mais um clichê, por que não? (versão Naruhina) - Capítulo 24 - Come back to me.

Naruto


Logo depois de ajudarmos a Tenten com a sua apresentação, Hinata saiu correndo.

Quero poder ir atrás dela, abraçar ela, pedir desculpas por não ter contado a ela antes, mas, sabe quando parece que o seu corpo não te ouve? Era como se eu tivesse ficado parado naquele momento, em que tínhamos entrelaçado nossas mãos, como estava com saudade de sentir seu calor.

Tenten logo em seguida saiu correndo atrás dela, e eu, simplesmente saí dá sala, sem rumo a princípio, até um coreano suado me abordar.

- O que eu perdi? - Perguntou Neji, ofegante.

- Bom, apenas o meu orgulho dando uma de idiota de novo. - Respondi suspirando.

- Você ainda não falou com ela? - Indignou Neji.

- Ainda não. - Respondi

- Idiota. - Disse Neji, me dando um peteleco.- Arruma logo essa bagunça que você fez ou eu vou dar na sua cara. - Disse Neji, me apontando o dedo.

- Ela parecia bem com o tal de Sasuke. - Disse mau humorado, ela parecia mesmo.

- Pessoas que estão realmente apaixonadas tendem a ficar com ciúme por coisas estúpidas. - Disse Neji, colocando a mão no meu ombro.- Não é só porque duas se dão bem, que elas são um casal! - Disse Neji, suspirando. - Só explica pra ela a história direito tá? - Me pediu Neji.

- Vou tentar. - Respondi com um sorriso fraco.

Até que a cabeça dele não servia só pra passar chapinha.



Chegou o grande dia dá apresentação, seria hoje, antes dá apresentação, falaria com Hinata, tinha que resolver isso o quanto antes.

Cheguei cedo na escola, na esperança de que ela também já estivesse.

Avistei Tenten, Neji e Kiba.

- Vocês viram a Hinata? - Perguntei.

- Oi pra você também. - Disse Kiba, irônico.

- Acho que ela ainda não chegou Naru. - Respondeu Tenten. - Vai finalmente conversar com ela?

- Já está na hora né? E espero que ela me ouça. - Respondi, nervoso.

- Pode acreditar que ela vai. - Disse Neji, passando o braço pelo meu ombro. - Falando nisso, Naruto, o que você acha dos filmes baseados em livros? - Perguntou Neji.

Logo depois de fugir dá discussão de Neji e Tenten, deixando o coitado do Kiba lá.

Foi mal Kiba.



Fui para trás do palco para treinar algumas notas no baixo, até ter uma visita, digamos, desagradável.

- Oi Narutinho. - Falou Sakura, vindo em minha direção.

- Oi. - Respondi, curto e grosso.

- O que acha de depois do show, sairmos para algum lugar? Sozinhos? - Perguntou, oferecida.

- Não pretendo ir a nenhum lugar com você Sakura, e aconselho a não me procurar mais, não vai rolar mais nada entre a gente. - Disse, ficando em pé, de braços cruzados.

- Poxa Narutinho, não fala assim. - Disse Sakura, fazendo biquinho. Ela olhou rapidamente para trás e abriu um pequeno sorriso. - Então vou te dar um presente de despedida. - Disse Sakura, me dando um abraço e quando ia me beijar eu a empurrei.

- O que você acha que ia fazer? - Perguntei, com certa agressividade.

- Ah, uma bela despedida. - Disse a mesma com um sorriso perverso. - Mas, terei outras oportunidades para isso, até Narutinho. - Disse, saindo rebolando.

Era só o que me faltava.




Logo depois de nossa apresentação, era um fato que sentimos a música de uma maneira incrível mas ao mesmo tempo triste.

Precisava mesmo falar com Hinata.

Quando ia falar com a mesma Neji me parou.

- O que você acha que vai fazer? - Perguntou o mesmo.

- Uma coisa que eu já devia ter feito faz tempo. - Disse, quando ia andar novamente, Neji me parou.

- Acho que não é uma boa ideia, Hinata está de cabeça quente, ela viu a Sakura te dando um abraço, e tá uma pilha. - Disse Neji.

- Ah não. - Disse, batendo minha mão na testa.

- Ah sim. - Disse Neji, colocando as duas mãos nos meus ombros, me fazendo fica de frente pra ele. - Olha cara, fala com ela depois, Ok?- Aconselhou Neji.

- Ok. - Suspirei.

- Agora, você poderia fazer um favor pra mim? Poderia guardar a bateria do Kiba? Ele me pediu para guardar mas tenho que falar com a Tenten. - Disse Neji, dando uma piscadela, logo em seguida.

- Claro. - Respondi com um pequeno sorriso.

Peguei o resto dá bateria dr Kiba, para levar até a Sala de música.

Quando estava terminando de arrumar, vejo Hinata entrando na sala, deixando o teclado de Tenten.

Mesmo com raiva ela continuava linda.

Ignorei completamente o conselho do Neji.

- Hinata, temos que conversar. - Disse, chamando sua atenção.

- Não temos nada pra conversar! - Disse ela, ainda de costas.

Quando Hinata estava prestes a sair, a porta se fecha, deixando a sala totalmente escura.

Comecei a ouvir o som da mesma batendo na porta desesperadamente.

- EI! ISSO NÃO TEM GRAÇA, ABRE ISSO AQUI. - Disse Hinata, batendo freneticamente na porta.

Ela vai parando aos poucos até que ouço ela sussurrando.

- Por favor, tá escuro aqui. - Disse a mesma com uma voz trêmula.

Fui devagar até seu encontro, tentando não bater em nada.

A segurei pelos ombros, a tirando dá frente dá porta, a colocando na parede ao lado.

Com receio de que quando alguém tentasse abrir a porta, batesse nela.

Ainda a segurando pelos ombros, podia sentir o quanto ela estava trêmula, podia ouvi-la soluçando.

Coloquei meus dois braços na parede, a deixando no meio e encostei a minha cabeça em sua clavícula.

- Me deixa explicar. - Disse rouco.

- Explicar o que? - Perguntou Hinata, ainda trêmula.- O quanto eu fui idiota? Ou o quanto você e a Sakura ficam rindo de mim, por ter acreditado em você?

Respirei fundo.

- Deixa eu explicar. - Disse grosso.

Não ouve resposta de Hinata, então comecei a falar.

- Eu era novo na escola, um garoto que usava calças largas até metade dá canela, camisetas fora da moda e que ainda por cima andava de skate. - Soltei uma breve risada.

Eu era um zero a esquerda.

- Andava de Skate? - Hinata murmurou baixinho.

- Andava, até ele ser confiscado, ficar andando com ele pelo corredor não foi a minha melhor ideia. - Disse irônico.

Continuei.

- E bom, eu era novo, e tímido, ia totalmente na onda das pessoas, me deixava levar facilmente. - Suspirei. - E como típico zero a esquerda, me apaixonei pela dançarina de ballet mais popular do colégio. - Disse fechando os olhos.


Ele era um garoto, ela era uma garota


Será que tem como ser mais óbvio?


Ele era um punk, ela fazia balé


O que mais posso dizer?


Ele queria ela, ela jamais diria


Que secretamente ela o queria também


E todos os amigos dela torceram o nariz pra ele


Eles tinham um problema com as roupas largas dele



- Como novo aluno, não demorou para eu ser zoado pelas minhas roupas, principalmente pelos amigos dela, que sabiam que eu tinha uma "queda" por ela.

Hinata deu uma pequena risada e disse.

- O garoto skatista e a bailarina, podia ser menos óbvio?

Soltei uma risada pelas narinas logo depois.

Tinha como ser mais óbvio?

- Mas, apesar de tudo, ela não me defendia, mas também não me zoava com os seus amigos, ela apenas ficava lá, quieta, sem fazer nada. - Suspirei.


Ele era um skatista, ela disse "te vejo mais tarde, garoto"


Ele não era bom o bastante para ela


Ela tinha um rosto bonito


Mas a cabeça dela estava no espaço


Ela precisava voltar para a Terra



- Mas, não demorou as pessoas me olharem com outros olhos, viam como eu era bom com o baixo, e começaram a me achar legal, ela até mesmo começou a sair comigo, eu achava que era porque ela tinha percebido que eu era um cara legal. - Abri um sorriso de lado.

Como eu era ingênuo.


Ele era um skatista


Ela disse "te vejo mais tarde, garoto"


Ele não era bom o bastante para ela


Agora ele é um superstar


Detonando com a sua guitarra


Será que o seu rosto bonitinho percebe o valor dele?



- Antes eu achava que não era bom o suficiente pra ela, mas na verdade, ela não era tão diferente de mim, apenas não conseguia ter sua própria opinião. Fiquei com elas várias vezes, é verdade - Ouço Hinata fazer um pequeno som de desconforto.- Mas, percebi que pra ela ter gostado de mim, eu havia tinha mudado as minhas roupas, o meu cabelo, eu fui um idiota, mas Hinata - Falei chamando sua atenção. - Eu nunca trai você, eu tinha acabado tudo com ela, ano passado, graças ao Neji e a Tenten por terem aberto os meus olhos. - Suspirei. - Desculpa por não ter lhe contado, sei que foi um erro dá minha parte mas...- Quando ia continuar a mesma me interrompeu.

- Naru. - Me chamou Hinata, carinhosamente, me fazendo levantar a cabeça. - Eu que peço desculpas, eu que imaginei que estávamos em algo sério, você podia pegar quem quiser. - Disse Hinata, tateando em meu corpo, até chegar em meu rosto, onde lá fazia um pequeno carinho. - Eu que imaginei demais.

- Você não imaginou nada. - Disse segurando sua mão em meu rosto. - Eu não trocaria nenhuma garota por você, Hinata.- Era tão estranho chama-la pelo nome. - Pequena. - Me auto corrigir. - Você foi o melhor desastre dá minha vida. - Disse colando nossas testas.

- Você, acredita em mim?. - Perguntei receoso.

Ela demorou a me responder, parecia estar tendo uma guerra interna para se decidir, até que ela finalmente falou.

- Acredito em você Naru.- Respondeu Hina, respirando pesadamente.

E então, fui para a próxima pergunta.

- Você aceitaria namorar um skatista que gosta de Beatles e de passar as tardes em casa dedilhando no violão?- Perguntei sorrindo, mas por dentro estava nervoso pra caramba.

Apertei mais forte a sua mão que ainda estava em meus rosto, queria poder dizer que não, mas tinha medo que ela negasse o meu pedido.

Ela riu com o nariz e respondeu.

- Sabia que eu tenho uma queda por Skatistas que tocam baixo? - Perguntou, colocando seus braços ao redor de meu pescoço.


Desculpe, garota, mas você saiu perdendo


Bem, foi mal aí, aquele garoto agora é meu


Somos mais do que apenas bons amigos


É assim que a história termina


É uma pena que você não pôde ver


Ver o homem que aquele garoto poderia ser


Há mais do que aquilo que se percebe à primeira vista


Vejo a alma que está por dentro


- Isso foi, um sim? - Perguntei, colocando minhas mão em sua cintura.

- Com uma condição. - Disse Hinata.

- E qual seria pequena? - Como estava com saudade de chama-la assim.

- Se ela vier com papinho pró seu lado de novo, você vai ter que deixar a Tenten acabar com ela. - Disse Hinata, me fazendo rir.

- Posso dizer o mesmo pro Logan?- Perguntei.

- É diferente, ele já tem uma garota em mente, e não sou eu. - Disse Hinata, encostando nossos narizes.

- Se for assim.- Respondi sorrindo.


Ele é só um garoto e eu sou só uma garota


Será que tem como ser mais óbvio?


Estamos apaixonados, não ficou sabendo


Como mexemos com o mundo um do outro?


Ela deu um pequeno selinho em meu nariz e me pediu.

- Me chama daquele jeito de novo. - Pediu a minha pequena.

- De que jeito? - Perguntei, abobalhado.

- Pequena. - Disse Hinata. - Estava com saudade de ouvir você me chamando assim.

- Claro, minha pequena. - Disse prestes a lhe beijar... Até a porta ser aberta e três pessoas caírem no chão.

Pessoas que conheciamos muito bem.


Notas Finais


Ok, vou ser legal com vcs, postei o capítulo jsjsksjsks
COMENTEM!
Eu fui legal com vcs jsjsksjsks 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...