História Mais um clichê, por que não? (versão Naruhina) - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Menma Uzumaki, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Kibaino, Naruhina, Nejiten
Visualizações 174
Palavras 1.365
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Musica: Can't stand it - Never shout Never.

Capítulo 40 - Can't stand it.


Fanfic / Fanfiction Mais um clichê, por que não? (versão Naruhina) - Capítulo 40 - Can't stand it.

Naruto


- Vocês viram a Hinata? - Perguntei.

- Bom dia pra você também.- Respondeu Neji.

- Bom dia.- Disse dando um soco em seu ombro.- Vocês viram ela?

- Vocês não podem se desgrudar não? - Perguntou Tenten.

Revirei os olhos.

- Vocês viram ou não ? - Perguntei pela última vez.

- Ela tá na biblioteca.- Respondeu Kiba.

- Por isso, o Kiba é o gênio do grupo - Falei com os olhos semicerrados para Neji e Tenten.

Os mesmos deram de ombros.

- Mas porquê tanta urgência? - Perguntou Kiba.

- Temos que discutir sobre a música que iremos tocar no Halloween - Disse bagunçando meus cabelos.

Kiba olhou para seu relógio rapidamente.

- Opa, tenho que sequestrar alguém agora para ir ao parque de diversões.
- Disse o mesmo saindo andando - Bye bye.

- MUITO REBELDE VOCÊ KIBA - Gritou Tenten divertida.

O mesmo só fez um sinal de paz com as mãos e continuou andando.

- Nosso gênio esta crescendo - Disse Neji enlaçando a cintura de Tenten.

- Eles crescem tão rápido - Disse Tenten, limpando lágrimas falsas.

- Parece que foi ontem que ele descobriu o significado da palavra "acéfalos.- Disse choramingando junto.

Rimos.

Como éramos idiotas.

- Bom, vou atrás dá Hina, até pombinhos - Falei acenando para os mesmos já de costas.

Tenho certeza que mostraram o dedo do meio para mim.

Era raro ter alunos na biblioteca, havia poucas aulas que pediam para pesquisar em livros específicos.

Já tinha olhado metade dá biblioteca e nada de Hina.

Até que vou até os fundos dá biblioteca e vejo uma garota de cabelos curtos inutilmente, tentando alcançar um livro na última pratileira.

Fui chegando devagar perto de Hinata.

A garrei pela cintura, lhe assustando.

- Bu !- Falei.

- Aí Naru - Me repreendeu a mesma - Para de me assustar, você adora fazer isso.

- Isso é pra lembrar a mocinha que temos que ver sobre a apresentação de Halloween - Disse em seu ouvido.

Fazendo a mesma ficar arrepiada.

- Já tenho algo em mente, e você terá bastante participação dessa vez viu ? - Falou fazendo carinho em meus cabelos.

- Ok, ok - Disse pegando o livro que ela tentava alcançar.

- Estranho pedirem livros - Disse olhando para o livro.

- O professor quer que façamos uma dissertação sobre a harmonia das orquestra - Disse Hina, tentando pegar o livro de mim.

Óbvio que eu não deixei.

- Quem disse que eu vou te dar? - Disse colocando o livro na altura de minha cabeça.

A mesma levantou a sobrancelhas.

- Não vai me dar? - Neguei com a cabeça - Beleza - Fez uma pausa.- Nada de beijos por duas semanas.

Rir pelas narinas.

- Você acha que consegue resistir ao seu lindo namorado por duas semanas? - Perguntei a pressionando na prateleira.

Hinata acariciou minhas bochechas, estava com um pequeno sorriso nos lábios.

Sorri e beijei seus lábios intensamente, apertando sua cintura.

A mesma sorriu durante o beijo e o interrompeu.

- Acho que é você que não resisti a sua linda namorada - Disse Hina, me mostrando o livro em sua mão.

Revirei os olhos, rindo em seguida.

- Engraçadinha - Disse antes de beija-la novamente.


Kiba


Fui andando em direção a sala de Ino.

Estávamos nos vendo praticamente todo dias nessas últimas semanas.

Olhei pelo vidro dá porta, procurando a mesma.

Ela estava fazendo uma apresentação para a classe.

Ela tocava com tanta graça, fechava os olhos ao tocar, era um som tão suave, maravilhoso de se ouvir.

Ino acabou de tocar, recebendo aplausos dá turma.

Fiz gestos, para a mesma me notar na porta.

Meio que foi impossível ela não me ver.

A cadeira dela era ao lado dá porta.

- Kiba - Disse Ino animada - O que foi? - Perguntou.

- Eu e você vamos fugir hoje - Disse com um sorriso de orelha a orelha.

Ela me olhou confusa e pediu licença para o professor.

- Mas, estou no meio dá aula - Disse a mesma.

- Por isso que eu disse "fugir"- Disse ainda animado.

Sem hesitar ela me respondeu.

- Finalmente alguém pra me salvar.- Disse suspirando - A aula tava um saco - Disse Ino revirando os olhos.

- Então vamos - Disse puxando a mesma.




- Fala sério Kiba - Disse Ino sorrindo com os olhos.- Um parque de diversões? Bem clichê - Disse a mesma, me dando uma cotovelada.

Mesmo dizendo isso, sei que ela adorou, os olhos dela estavam brilhando.

- Clichês só viraram clichês porque passaram a funcionar - Disse lançando uma piscadela para a mesma.

Que corou.

- Mas não deixa de ser blinding* (Fantástico) - Ouço Ino murmurar.

Adorava quando ela falava sem querer com o seu sotaque britânico.

Era tão fofo.


Baby, eu te amo


Eu nunca quero deixar você partir


Quanto mais eu penso


Mais eu quero que você saiba


Que tudo que você faz


É fofo pra caralho


E eu não posso suportar isso



Primeiro fomos ao tiro ao alvo.

- Sou péssimo nisso - Disse pegando uma arminha, totalmente desengonçado.

- Vai, não deve ser tão ruim assim - Disse Ino me incentivando.

Coitada.

De cinco, acertei nenhuma.

- Bom, pelo menos você não acertou o olho de ninguém - Disse Ino, positiva.

- Sua sinceridade é comovente - Disse irônico.

- Minha vez - Disse Ino sorrindo.

- Boa sorte.- Disse revirando os olhos.

De cinco, ela acertou quatro.

- Por que você não me disse que era tão boa ?- Perguntei indignado.- Podíamos ter ganhado nas duas rodadas.

- Estava meio sem pratica - Disse Ino tímida - É porque... Alguns meninos se sentem intimidados quando uma garota é melhor que eles no tiro sabe - Disse abaixando os olhos.

- Eu não - Disse animado.- Agora quando eu querer atirar em alguém, já sei quem chamar - Disse a empurrando pelo ombro.

Fazendo a mesma soltar uma gargalhada.


Eu tenho procurado por


Uma garota assim como você


Porque eu sei


Que o seu coração é sincero



- Ali Kiba! - Disse Ino, se pendeurando em meu braço - Por favor - Pediu suplicante, apontando para o carrinho de algodão doce.

Tive que rir com as narinas.

- Claro Ino, vamos lá - Disse indo em direção ao carrinho de algodão doce.

Mas, Ino me parou.

- Espera - Ino segurou minha mão, entrelaçando nossos dedos - Agora podemos ir - Disse me olhando, com os seus lindos olhos azuis, que pareciam me encantar mais a cada segundo.


Vamos deixar pra lá


E fugir


Para navegar no Oceano azul


E então você vai saber


Que o meu coração é sincero



- Agora no navio pirata - Disse Ino, me puxando pelo braço novamente.

- Se eu vomitar, você que vai limpar a minha blusa - Disse, comprando o ingresso.

- Pode deixar chefe - Disse Ino, fazendo continência.


- Não acredito que sobrevive a isso - Disse me agarrando no corrimão.

Ou caindo no corrimão.

Vocês entenderam.

- Isso foi demais - Disse Ino, com as mãos pra cima.

Seu cabelo estava todo bagunçado, parecia que tinham ido em um liquidificador.

- Espera - Disse, ajeitando os fios de seu cabelo.

Ino ficou com as bochechas coradas, realçando suas lindas sardas.

- Agora vamos alí - Disse a mesma ainda corada.

Me puxando novamente.

Deixei Ino comprar os ingressos enquanto eu a esperava ao lado, não sabia qual brinquedo iríamos agora, mas ela me convenceria a ir em qualquer um, não consigo dizer não a ela.

- Vamos - Disse a mesma já me puxando pela mão.

Essa não.

- N-ã-ã-ão po-de-demos i-ir em ou-tro-tro.?- Perguntei trêmulo dentro dá roda gigante.

- Não vai me dizer que tem medo de altura - Disse Ino brincando.

Apenas concordei com a cabeça.

Ino arregalou os olhos.

Ela não podia fazer mais nada, o brinquedo começou a subir.

E ela se sentou mais perto de mim.

- Era pra você ter me dito Kiba - Disse Ino passando o dedão em minhas marcas na bochecha.

- Eu não consegui dizer não pra você - Disse abaixando os olhos.


Você, você me tem onde quer


Por que eu vou fazer


Qualquer coisa pra te agradar


Apenas para fazer durar outro ano



- Você as vezes até me faz esquecer de metabolizar oxigênio e expelir dióxido de carbono - Disse rindo pelas narinas.

- E você faz as minhas sinapses pararem.- Disse Ino, me fazendo olhar para a mesma.

Coloquei minha mão em sua nuca, colando nossas testas.

Nossa respiração estava descompassada.

Ela parecia estar tão nervosa quando eu.

- Você ainda está com medo? - Murmurou Ino fechando os olhos.

- Não mais - Murmurei antes de beijar seus lábios tão convidativos.


Você, eu te vi através da sala


E eu sabia que isso iria nascer


Em algo lindo


Você é linda



Notas Finais


MEUS BEBÊS! UM CASAL FOFO DESSES JSBSJSJSJS ♥️

COMENTEM ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...