História Mais um dia menos um dia - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Bukowski
Visualizações 2
Palavras 716
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia
Avisos: Álcool, Drogas
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sempre gostei de escrever mas não sou muito de expor ... Intao resolvi usar este espaço como me caderno !

Capítulo 1 - Capítulo único


Até que enfim chegou sexta feira, não aguentava mais ... Meu primeiro pensamento pela manhã ... Se bem que que já eram 3 horas da tarde . Minha boca tá seca , tô suada e  minha cabeça tem uma leve dor ... Deveria ter vindo direto do trabalho para casa ... Meu segundo pensamento pela manhã.

Levanto e vou tomar banho, preciso acordar  e tirar essa Inhaca do corpo...hoje preciso fazer um dinheiro .. no mínimo umas 30 entregas . 

Ascendo um cigarro, coloco um Born Jamericans pra tocar  e pego a garrafa de vinho que sobrou de ontem  na mesa .... Sento na minha cadeira de praia numa varanda de 5 metros quadrados... Um aperto no coração bate .. dou mais um trago mais um gole ... Sexta feira mais um dia de esvaziar garrafas e se perder na fumaça que absorve nossos pensamentos. Mais um trago e mais um gole ... Mais um trago e mais um gole. Ainda bem q só tinha meia garrafa ... 5 : 30 aproveita q tá cedo vou fazer o corre e ir trampar. 

Corre feito com sucesso o coração fica até mais leve ... Não curto fazer essa fita no meio do trampo ... Hoje até que rendeu, 26 entregas até agora..  só esperar dar meia noite e vazar. Hoje quando eu chegar vou escrever uma carta.

Boa noite seu Carlos! Abre portão.Garagem minúscula estilo labirinto com vigas... Escada ... Elevador .. 8° andar com sensação de 16° ... Chave perdida na mochila ... Porta antiga com barulho .. enfim o lugar que chamo de casa. Gosto daqui ... Vejo várias outras pessoas mesmo tão alto ... E o vaso do banheiro me faz lembrar a minha casa quando eu era criança. Pego meu vinho estico uma e ascendo um cigarro... Hora de escrever.

"Chegar em casa e não te ver é uma coisa que ainda não me acostumei ... Já se foi 8 meses e ainda sinto sua falta ... Muita. Agora não saiu mais de madrugada pra comprar bebida ... Na verdade eu já compro tudo na compra da semana. Mudei de mercado ... Abriu um aqui perto que o pão é mais gostoso e a feira é mais barata".

Estico um tiro ... Mando ... Me sinto mal e bem ao mesmo tempo. Um milhao de pensamentos passam na minha mente. 

" Como você está ? Queria muito falar com você ... Mesmo sabendo que não posso. Essa semana eu peguei 110km  naquela avenida perto de casa aquela que noiz sempre falava que ia bate essa meta lembra? Tomei uma multa mas fiquei feliz hhaaahha... Queria que você tivesse visto ... Enfim só queria dizer que tenho saudades. Amo você." 

Estico mais uma , mais uma , troco de som e olho as estrelas...  "A vida muitas vezes nos deixa sem respostas ... Nós também não correspondemos ela ... Eu sempre te amei muito , muito. Mesmo assim dei mancadas ... Te fiz chorar , te magoei" ... Estico mais uma , duas , três ..... Eu meus pensamentos , o som e a  luz da lua . Nesse momento olhar pro meu espelho dói mais que uma surra ... Que um soco no rosto. 

Olho no relógio ... 5:47 da manhã .. o dia já vai clarear .. já são quase 240 dias trocando o dia pela noite .... Não por que prefiro o escuro ... Mas a luz da lua me fascina e me faz pensar melhor ... Estico mais  uma ! Me faz mal e me faz bem .. dizem que a diferença do remédio para o veneno é a dose ... Queria mandar outra. 

Minha garrafa quase vazia ou quase cheia?! Meu maço quase vazio... 5 cigarro até a padaria abrir mais meia hora tá suave... estico a última. Respiro fundo ... Tem mais uns 4 gole na garrafa. Aquela sensação de tenho que durmir mas não quero... Olho a lua e por um segundo você parece estar aqui ... Uma lágrima cai do meu olho e o sono vem junto... ascendo um cigarro e finalizo o gole. Meu  corpo amolece de cansado. Hora de deitar. Mil pensamentos por segundo. Meu coração gela. Fecho sua carta num envelope sem endereço. Amanhã te levo ela pela tarde... Cemitério da saudade , número 144, quadra 12. 



Notas Finais


Essa história e todas as outras que eu escrever são baseadas em fatos reais da minha vivência . Como se fosse um diário . Não espero likes ou mensagens espero mesmo que essas histórias possam fazer com que pessoas se identifiquem 👊👊👊👊👊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...