História Mais uma Vez - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Tags Farosella, Fogaça, Fogasella, Masterchef, Paola Carosella
Exibições 124
Palavras 691
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Relaxa!


    Ana voltou para a sala, os tirando do transe. De imediato, Paola afastou-se de Fogaça, porem sabia que não tinha muita coisa para esconder da amiga.
     "E então? Vamos comer algo?" - soltou.
     "É pra já!" - Fogaça levantou-se, indo até a cozinha. Enquanto isso, Ana pegou o lugar que a poucos segundos atras estava ocupado por Fogaça. 
     "Você sabe que ele vai tomar atitude, não sabe?" Disse olhando no fundo dos olhos de Paola, a fazendo olhar para cima e suspirar "Uma hora ou outra vocês vão se pegar, tô até vendo" cutucou a costela de Paola, que a essas alturas estava sorrindo mais de nervoso do que alegria. 
     "Aqui está!" - Fogaça disse alguns segundos depois ao chegar com uns petiscos. 
                         *
     "Acho que comi demais, viu?" Ana disse, levantando-se e pegando sua bolsa que estava ao seu lado "Já estou indo" despediu-se de Fogaça enquanto falava a última frase.
     "Ah, você já vai? Eu vou com você!" Paola disse, levantando também.
     "Não, você pode ficar" rebateu "Só vou porque preciso pegar um táxi" e empurrou levemente Paola para que voltasse a sentar. 
     Todos ali sabiam que o que ela mais queria era ficar, Ana Paula só deu uma forcinha. 
     "Ana..." suplicou uma última vez com seu sotaque maravilhoso.
     "Acho melhor não discordar, ela não tá mais sóbria!" Fogaça exclamou, fazendo com que todos rissem. 
      "Vou indo então, nos vemos no dia de gravação" jogou um beijo no ar para os dois "juízo hein!" saiu e bateu a porta. 
     Um silêncio insuportável tomou conta do ambiente. Logo os dois, que não tinham travas na língua, estavam ali, sem saber como começar um assunto. 
     Paola levantou, pegou sua taça e caminhou até a janela onde segundos atras Ana estava. Ele levantou logo após e caminhou até lá, junto a Paola.
     "Bela vista" ela exclamou sem tirar os olhos da janela, ao escutar Fogaça aproximar-se.  
     "Ótima" respondeu com um sorriso malicioso ao observar Paola de costas. Suas curvas hipinotizavam. 
     "Bobo" disse sem virar-se totalmente de costas. 
     "Um brinde?" Fogaça levantou a taça, após caminhar até o lado de Paola. 
     "Tim tim" ela disse, quase num sussurro ao levantar a taça. Deram um gole na bebida com o olhar fixo um no outro. 
     Paola desviou o olhar, apreciando a vista. Sem perceber, Fogaça estava próximo de novo, ao sentir tocar em sua mão para tirar a taça e largar em cima da mesa, junto à sua.
     "Já estava com saudades" aproximou-se, colando seu corpo no dela a abraçando pela cintura. 
     "Sabe que" deu uma pausa, olhou a paisagem "Eu também" sussurrou no ouvido dele ao virar-se de novo. 
     "Seu sotaque é música para os meus ouvidos, sabia?" disse, fazendo Paola deixar sua cabeça cair para o lado, apoiando no ombro dele, com um sorriso bobo pelo que havia acabado de escutar. 
     O perfume dela entranhava em suas narinas. E como aquilo era bom! Deixava o momento cada vez mais perfeito. Como era bom estarem um com o outro, não queriam que aquele momento acabasse nunca. 
     "Bom saber que meu sotaque tem poder" levantou a cabeça, o olhando no fundo dos olhos.
     "Imagina falando outras "cositas más"? Fogaça completou. Certo que ela estava se permitindo, mas não pra tanto. Ficou sem graça é um frio subiu por sua espinha só de imaginar, porém, seguiu firme.    
     Ele chegou mais perto, empurrando seu corpo contra o de Paola, que estava encostado no vidro. As mãos dele percorriam pela cintura bem definida da chef, enquanto passou a outra levemente sobre seu rosto. 
     Paola fez o mesmo, apoiando uma das mãos no peitoral dele e a outra, deslizando por seu rosto. 
     "Vai querer arriscar?" ele perguntou, deslizando a mão da cintura para seu seios, coberto pela roupa, fazendo com que ela tivesse espasmos. Iria fraquejar, com certeza não iria aguentar. 
     Os dois puxavam o ar com dificuldade. Fogaça levou as duas mãos para trás, abrindo seu sutiã. 
     "Fogaça..." ela protestou "Relaxa, Paola... Mas se você quiser eu..." ela o interrompeu "No! O problema no é você" ela estava com a consciência pesada, pensando em Jason "fica tranquilo" depositou sua mão no peitoral dele, dando um sorriso sincero. 
     



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...