História MaJo-Passado Obscuro - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Personagens André Alencar, Dóris Jardim, Felipe Vaz, Isabela Junqueira, Joaquim Vaz, Julia Vaz, Manuela Agnes, Otávio Neto, Rebeca Agnes, Regina Junqueira, Téo Cavichioli
Tags Cumplices De Um Resgate, Jolari, Majo, Mistério, Romance
Visualizações 135
Palavras 611
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa Leitura ❤✌ Genty to sentindo falta da Taay nessa fic 😭😭

Capítulo 3 - Meu mundo Acabou


Pov Manuela

  Mais um dia de aula, como sempre, e olha que o ano acabou de começar, entro na escola e quem eu encontro??? Exatamente, Joaquim.

 Joaquim: Bom dia

 Manu: Dia

 Joaquim: Cade o bom?

 Manu: Ficou na cama

  Entrando dentro da sala ja começaram a xingar ele, e tacaram uma bolinha, eu segurei a bolinha com a mão e taquei de volta na pessoa

 Manu: Deixa ele em paz, aah palhaçada, se alguém mais tacar uma bolinha vai se ver comigo

 ???: Você fala isso porque ele é bonito e você quer pegar ele

 Manu: COMO É QUE É? -Encarei com o olhar

 ???: Nada

  Sentei na penúltima carteira da fila do canto, O Joaquim atrás, e a Isa ja tava sentada na frente

 Joaquim: Que foi isso?

 Manu: Ué, fica ae parecendo uma mosca morta, EU tive que tomar a iniciativa né não?

 Isa: Gostei de ver Manu

 Manu: Onde já se viu

 Isa: Ah é, mas porque você defendeu ele e não defende mais ninguém?

 Manu: Porque ele é meu melhor amigo

Pov Isa

  A aula tava indo ate normal, mas de repente a diretora chega olhando um por um, juro que deu um arrepio.

 Diretora: Manuela e Isabela -fudeu

 Isa: O que foi dessa vez

 Diretora: Eu sinto informar mas, a Dona Rebeca faleceu

 Isa: Espera, o que?

Pov Manu

  Meu mundo caiu naquele momento, eu não sei nem o que eu tava pensando mais, só sai correndo da sala

 Isa: Manu espera!

  Nem olhei pra trás, sai correndo pela rua, e beijei o primeiro que vi pela frente, fui correndo pra casa peguei uma garrafa de Whisky na geladeira, só deitei na minha cama, e chorei sem ter mais como, quando eu vi ja tinha bebido tudo e já tava ficando bêbada, dormi ali mesmo, com a cama toda molhada parecendo que alguém jogou um balde de água.

Pov Isa

  Fui andando pra casa quieta, cabisbaixa, devagarinho, só cheguei em casa e fui ver a Manuela, num péssimo estado, dormindo com a cama molhada, provavelmente de lágrimas, e com uma garrafa de Whisky vazia na mão, deu muita dó, peguei ela no colo e deitei na minha cama, cobri ela com uma coberta, depois fui arrumar a cama dela, chorando também, que o lençol ficava mais molhado ainda, depois deitei do lado da manu, abracei ela e dormimos.

Pov Téo

 Joaquim: Você viu a Manu e a Isa???

 Téo: Não porque?

 Joaquim: Nossa você não sabe

 Téo: Não

 Joaquim: A mãe delas, morreu

 Téo: Como assim a gente tem que ir la agora

 Joaquim: Também acho

  Entramos dentro da casa delas, deixaram tudo destrancado, procuramos elas, por todo lado, até que vemos as duas dormindo abraçadas no quarto da Isa

 Joaquim: Coitadas né

 Téo: Ai não é possível, elas vão sofrer demais

 Joaquim: Olha a Manu que fofa dormindo

 Téo: A Isa também, que dó

 Isa: Ai gente o que vocês tão fazendo aqui?

 Téo: A gente veio *visitar* vocês

 Joaquim: Como vocês estão?

 Isa: Eu to bem, a Manu que não tá, cheguei em casa e ela tava deitada na cama, toda molhada de tanto chorar e com essa garrafa vazia, bebeu tudo também.

Pov Joaquim

 Isa: Eu to bem, a Manu que não tá, cheguei em casa e ela tava deitada na cama, toda molhada de tanto chorar e com essa garrafa vazia, bebeu tudo também.

  A hora que ela disse aquilo eu paralisei, não sabia que a Manu era tão sensível a ponto de fazer uma coisa dessas, eu fiquei olhando ora Manuela dormindo, e escapou uma lágrima do meu olho. Depois saí e fui pra minha casa sem falar mais nada.

 

    CONTINUA.......



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...