História Make Me Happy - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sonic The Hedgehog
Personagens Amy Rose, Blaze The Cat, Charmy Bee, Cream the Rabbit, Dr. Ivo "Eggman" Robotnik, Espio the Chameleon, Fang the Sniper, Honey the Cat, Jet the Hawk, Knuckles the Echidna, Maria Robotnik, Marine the Raccoon, Mephiles the Dark, Metal Sonic, Mighty the Armadillo, Miles "Tails" Prower, Nicole the Holo-Lynx, Personagens Originais, Ray the Flying Squirrel, Rouge the Bat, Sally Acorn, Scourge the Hedgehog, Shadow the Hedgehog, Silver the Hedgehog, Sonic The Hedgehog, Tikal, Vanilla the Rabbit, Vector the Crocodile, Wave the Swallow
Tags Depressão, Knuckles X Shadow, Knuxadow, Shaduckles
Visualizações 22
Palavras 5.778
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Terror e Horror, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieee❤❤❤

Feliz dia das crianças ... Se você for criança, claro! Brinks, todo mundo merece um feliz dia das crianças, sendo adolescentes, adultos ou idosos ❤

Fiz esse capítulo bem rapidinho, mas acho que ... Ficou mais ou menos, fiz o meu melhor😭😭

Se quiser ler ouvindo música, recomendo ouvir a música Titanium de David Guetta.

Boa leitura🙋🙋

Capítulo 2 - Discovering Magic Of Happiness


Fanfic / Fanfiction Make Me Happy - Capítulo 2 - Discovering Magic Of Happiness

    Knuckles POV:


Acordei em um lugar macio e quente, olhei ao meu redor e percebo que é a cama de Shadow ... Mas como vim parar aqui? Bem, não me lembro disso, e resolvo deixar de lado. Sentei - me na borda da cama e fiquei olhando para o chão tentando me lembrar de algo extremamente importante...

– ... As esmeraldas! – pulei da cama, mas sinto meus ossos estralarem e caí no chão ajoelhado – Arg! Maldita dor!!

O que eu não queria que acontecesse aconteceu. Shadow apareceu no quarto e me viu lá, gemendo de dor.

– Hey! Você está bem? – me ajuda a levantar.

– As esmeraldas do caos! Eu tenho que...

– Você e essas malditas esmeraldas!

Do nada ele me levanta pro alto e me põe encima de seus ombros como se estivesse me salvando ou me raptando ... E ele estava! Ele segurou - me com apenas um braço envolvendo minha cintura.

– Ahhh!! Me tira daqueee!!!

– Ah! Estou vendo que não gosta de altura! – diz ele me levando pra sala.

Ele me colocou no sofá e ficou de pé, de frente pra mim e abaixado de um jeito que possa me ver nos olhos.

– Escute, eu e Sonic cuidaremos das esmeraldas do caos e você vai ficar cuidando da Esmeralda Mestre!! – colocou o dedo indicador no meu focinho e gritou – Entendeu agora?

Balancei a cabeça positivamente bem devagar por conta do grande susto que ele me deu. Logo ele me olhou sério e aquela cara de mandão dele se transformou em arrependimento; ele segurou minha mão e me levou para outro lugar, e pelo o que lembro era a cozinha.

– Você sabe que eu posso caminhar sozinho. – disse friamente com raiva.

– Não foi o que lhe pareceu lá no quarto.

– Você ... Pode me deixar caminhar sozinho? – falei com toda a minha paciência.

Ele soltou minha mão e comecei a caminhar devagar por causa de minha perna, enfim consegui chegar até a cadeira sozinho!

– .... – o encarei bravo.

– Hum, até que você teve razão, mas precisa de muito mais para caminhar direito.

Soltei um grunhido e Shadow deu uma risada, o quê não entendi e fiquei bravo. Ele pegou uma garrafa térmica e colocou café para mim e um prato com bastante biscoitos com gotas de chocolate para mim, e logo saiu de lá.

Fiquei me perguntando o porquê Sonic não atendeu meu pedido de socorro, sendo que consegui ouvir sua voz por perto. Eu esperava por ele todas as noites, e ontem quem me salvou foi Shadow ... É sério, foi meio estranho pra mim, não somos amigos e nem íntimos, por quê ele iria ajudar?


Autora POV:


Alguém bate na porta de Shadow, o dono da casa vai até ela e a abre, dando de cara com o ouriço azulado.

Logo se lembrou de que Knuckles o ficou esperando por quase uma semana para resgatá - lo. Logo fez uma cara de quem odiou a surpresa.

– Hey, Shadow! – acenou – Desculpa vir aqui a esta hora, mas achei que precisaríamos procurar as outras esmeraldas, já que hoje fui na Angel Island e não encontrei Knuckles e nem o resto das esmeraldas.

– ...É sério que você só foi lá HOJE!!? – gritou abrindo os braços – Me siga ...

Sonic já estava ficando com medo, não sabia se tinha feito algo de errado. E se tivesse feito, o que seria? Ele decidiu seguir o outro ouriço que o levava até a cozinha.

– Veja. – abriu passagem.

Sonic olhou e deu de cara com Knuckles todo enfaixado e com mais alguns arranhões no rosto, o equidna percebe sua presença lá e logo se levanta com cara de quem quer arranjar briga.

– K - Knuckles?? – se assusta ao vê - lo ali.

– Sonic ... Sonic... SONIIIC!!

– Corre!!

O avermelhado saiu correndo derrubando várias cadeiras e gritando, tanto de raiva quanto de dor. Sonic se afastava de perto dele e Shadow tentava manter sua casa intacta, pois sabia que mesmo estando doente Knuckles era forte.

– VOCÊS DOIS!! – agarrou Knuckles pela cintura com uma das mãos enquanto segura as mãos de Sonic que tentava dar tapinhas no vermelho.

– EU VOU ESGANAR ELE SHADOW!!

– SAI DAQUI BICHO FEIO!! – dava tapinha no ar.

Shadow puxou a orelha de Sonic e um dos espinhos de Knuckles. Quem o visse assim iria dizer que ele se parecia com uma mãe.

– Te esperei por dias ... – Knuckles abaixa a cabeça – E agora aparece aqui como se nada tivesse acontecido!

– Desculpa, e - eu achei que você dava conta sozinho! – Sonic estremece.

– É sempre assim!! Sempre me colocam pra baixo, sempre fico atrás de todos!! – Knuckles consegue se libertar das mãos de Shadow – O QUE EU SOU PRA VOCÊ!!??

Ficou um silêncio mortal lá, Sonic estava agachado com as mãos no rosto com medo de apanhar, Shadow apenas olhava assustado e Knuckles olhando para Sonic com muita raiva e um pouco de lágrimas nos olhos. O equidna então sai da casa sem falar nada; Shadow olhou para a porta e depois para Sonic.

– E - eu achei que ele daria conta ... – Sonic diz sem tirar as mãos do rosto.

– Sonic ... – Shadow não sabia o que dizer – Acho que deve conversar com ele.

– E você acha que ele vai me escutar?! – tirou as mãos do rosto – Eu devia ter me preocupado mais com ele, mas ao invés disso eu me importei apenas comigo!

– É claro que ele vai te escutar ... – deu uma pausa – Bem, se insistir, é claro! Se ele teve paciência comigo terá com você também. Vocês são muito amigos, por mais que se briguem direto... Ele acredita em você, Sonic.

– S - sério?

– Claro, ele tinha esperança de que você iria resgatá - lo!

– Mas eu fracassei! Deixei ele na mão na pior hora, e olha o estado dele!

– Acredite, ele estava pior. – Shadow diz sério.

O azulado olhou nos olhos do outro, exibindo um enorme sorriso. O herói se levanta e fica em sua posição confiante.

– Bem, é hora de consertar o estrago que fiz! – caminha até a porta.

– Só não chegue chegando, apressadinho. – riu – Chegue com calma.

– Disso eu sei, e parece que você também aprendeu!

– Uma noite com ele foi o suficiente para conhecê - lo. – Shadow diz sem pensar.

Sonic faz cara de espanto e nojo, o ouriço negro não entende o porquê disso.

– O quê foi? – pergunta.

– Você ... Disse ... – coloca a língua pra fora –"uma noite com ele"??

– Sim, por quê? – ele ainda não tinha entendido...

– Você ... Fez......

– .... Ah! – deu um pulo ao entender e corou – N - não!! Ele só dormiu na minha cama!!

– O QUÊ?? – Sonic se espanta ainda mais.

– NÃO!! Quer dizer, e - eu quis dormir do lado... Não!! Ele só dormiu no meu peito... AH!! ESQUECE!! –fica mais vermelho ainda.

– ... Tá né... – Sonic cora.

– Por favor, não diga que falamos disso a ele ... – fez um facepalm – Então, vamos logo?

O ouriço azul assentiu e ambos saíram correndo quase ultrapassando a velocidade da luz, não demorou muito para encontrar um ponto vermelho andando como um bêbado.

– Lá está ele! – Sonic apontou – Temos que fazê...

Antes que Sonic terminasse a frase, Shadow correu atrás de Knuckles e o pegou no colo ainda correndo assustando o equidna vermelho.

– Ahhh!! ME LARGA SEU OURIÇO IMBECIL!!!

– ME CHAMOU DO QUÊ!!?

Shadow continuou a correr com ele no colo em uma velocidade incrível, levantou o equidna como se estivesse patinando e ele só gritava.

– SOCORRO!! ME LARGA!! – se sacode – POR FAVOR, NÃO QUERO CAIR!!

Shadow não parou até ouvir o que queria.

– Me chamaste do quê? – Mais uma vez ele pergunta.

– E - eu ... – cora – TE CHAMEI DE LINDO!!

Não era exatamente aquilo que o ouriço negro queria ouvir, mas parou de correr pelo susto que levou. Knuckles o empurrou para sair de seus braços e caiu sentado no chão.

–Eu só queria ouvir um pedido de desculpas ... – corou.

– Mas o que deu em você!!

Sonic finalmente chega no local não entendendo nada.

– Mas o que aconteceu agora? – coça a orelha.

– Tive que pará - lo de alguma maneira.

– O que você faz aqui!? – olha para Sonic.

– Vim conversar contigo ... – olhou pra baixo – Mas primeiro precisa se levantar.

Sonic estende a mão e Knuckles a segura com muita timidez. O ouriço não sabia por onde começar, ficou sem jeito enquanto ainda segurava a mão de seu amigo, que olhava pro canto todo envergonhado.

Shadow viu que Knuckles não se sentia bem estando tão perto do azulado, soava frio e tinha seus olhos espantados. O ouriço negro, que estava um pouco afastado de ambos se sentiu desconfortável ao olhar para as mãos de ambos juntas.

Por quê se sentia assim? Talvez porquê detestava ver tanta intimidade e carinho que os outros sentiam, quando ele só ficava olhando com cara de tacho. Enfim resolve deixar aquele sentimento incômodo de lado e ficou os observando.

– Knuckles, me sinto mal por não te acudir naquela hora. É que ... Aos meus olhos você podia fazer tudo por sua conta. Te ouvi pedindo socorro mas acabei ignorando você. – chegou mais perto dele – Eu gosto de você, só não sei de que modo queres ser tratado.

Knuckles o olhou com o rosto rosado e pulou para cima dele lhe dando um forte abraço. Sonic ficou sem reação mas o retribuiu, e então sussurrou no ouvido dele.

– Você ... Dormiu com o Shadow? – sorriu.

– O - O QUÊ?? – Knuckles se afastou corando.

– SONIC VOCÊ NÃO DISSE AQUILO, DISSE?? – Shadow gritou.

– Foi mal Shadow hehe...

Shadow e Knuckles se olham sem jeito. Sonic resolve esquecer aquilo e os chama.

– Não seria melhor nós irmos pegar as Esmeraldas do Caos? – coçou o focinho.

– Isso mesmo! – pulou de empolgação –Vamos logo!

– Não seria melhor você verificar a Esmeralda Mestre primeiro? – Sonic vai na frente dele – E além disso você não está em condições de lutar ...

Knuckles o olha e afirma, sai em direção a Angel Island enquanto os dois ouriços saem correndo, Shadow ia na frente pois sabia onde se localizava a nova base de Robotnick. Sonic olhava Shadow correr de uma forma hipnótica, parecia que o ouriço negro lhe tirava do chão e o levava para um mundo cor de rosa; e tinha que admitir, sentia algo desconhecido pelo outro, mas deixava quieto.

Eles chegaram no local, a base era bem grande e protegida, tinham robôs cuidando da entrada mas para os dois seria muito fácil cuidar deles. Eles ficam parados olhando a fortaleza até agir.

– Shadow, queria te agradecer por me encorajar a falar com Knuckles. – sorriu gentilmente – Se não fosse por ti nós estaríamos brigados.

Sonic se aproximou dele e segurou uma de suas mãos, se colocou nas pontas do pé e lhe deu um rápido beijo na bochecha o assustando.

– Vamos, não podemos perder tempo! – disfarçou e correu na frente.

– ... Por que ele fez isso? – colocou a mão na bochecha – Ah, deixa. Ele é esquisito mesmo.

Os dois enfim saem correndo para a base, Shadow já tinha esquecido o ocorrido, enquanto Sonic exibia um sorriso e suas bochechas estavam levemente rosadas.


Shadow POV:


Alcancei Sonic que parecia muito ansioso para este desafio. Eu planejava entrar pela ventilação (de novo) e fazer a mesma coisa de ontem.

– Sonic, eu sei o que temos de fazer. – peguei seu ombro.

– E o que seria, chefe? – zombou de mim.

– É só darmos um fim nesses robôs e entrar por um tubo de ventilação que tem logo ali na entrada. _– sorri vitorioso e esnobe.

– Ok, chefe. Então devo permitir que vá na frente.

Com a ajuda do fake destruí os robôs, e como esperado eu os destruí muito mais rápido do que o azulado porquê sou o melhor (Thung Life)! A entrada se abriu pelas horizontais após apertar um botão vermelho e entramos cautelosamente, a entrada da ventilação ainda estava aberta, para a nossa sorte! Fui na frente, já que eu sabia o caminho; mas estava ficando sufocado ali.

– Está muito quente aqui! – exclamou o ouriço – Não tinha outro meio mais refrescante?!

– É o único jeito de passarmos despercebidos! – sussurrei – Agora fique quieto e me acompanhe!

Percebi que ele revirou os olhos, mas não dei a minima. Meu foco naquele instante eram as esmeraldas que faltavam, fui rastejando até chegar na maldita sala, onde ainda possuía aquela gaiola gigante e o chão estava meio sujo de sangue pelos tropeços que o equidna deu. Eggman reclamava de algo, eu havia chegado primeiro enquanto Sonic estava um pouco afastado de mim.

– Maldição! – o gordo gritou com um de seus robôs – Não entendo como eles conseguiram entrar, mas a parte boa é que Shadow foi tão burro de não recuperar as esmeraldas e preferiu levar aquele idiota vermelho!

Comecei a me esquentar, queria lhe dar um soco naquele Narigão. Falando de Narigão, Sonic chegou por trás de mim e "sem querer" minha cauda ficou atrapalhando ele.

– Nisso ele tem razão – ele diz retirando minha cauda de seu rosto – Dá pra tirar esse rabo da minha cara!!??

– Cala a boca ou fale baixo!! É só tirar seu focinho de onde não foi chamado!! – cochichei fazendo força – E ele não tem nenhuma razão!!

– Claro que tem!! Bem ... Tirando a parte de Knuckles ser um lixo, mas você podia aproveitar e pegar as esmeraldas também!!

– Vai cagar no mato, seu fake!! – me virei de frente para ele – Fiz a coisa que qualquer herói faria, o que você não fez!

– Falando assim até parece que você é um herói.

– Posso ter errado em quase tudo na minha vida, mas pelo menos eu agi de forma heróica! – encostei em seu focinho.

– Se você se acha tão fodão assim, por quê não salvasse Maria!!??

Não pensei duas vezes e pulei nele, apesar do pouco espaço consegui agredi - lo. Ele revidou e me jogou pra trás de onde tinha a saída, e como eu não tinha trancado a saída colocando a grade eu caí junto com ele encima de mim.

Quando abrimos os olhos vimos Robotnick com cara de "WTF??" e os robôs dele nos olhando assustados. Ficamos assim por quase dois minutos, mas Sonic saiu do meu colo e partiu pra cima do balofo.

– ONDE ESTÃO AS ESMERALDAS, EGGMAN??

– ... O que está acontecendo aqui?? – ele exclama enquanto é segurado pela gola – Primeiro vocês entram pelo tubo de ventilação, depois me atrapalham em uma reunião importante cochichando de forma indiscreta! – ele ri – E o mais engraçado disso é que você acha que vou te dizer onde as esmeraldas estão!

– Senhor, então temos que ser discretos e não dizer que as esmeraldas estão na terceira gaveta de seu escritório?

Sonic e eu nos olhamos na mesma hora e imaginando a mesma coisa, logo o robô coloca suas mãos metálicas em sua "boca" se arrependendo do feito. Eggman ficou com cara de tacho para nós, que saímos daquela sala à procura do seu escritório a toda velocidade.

– NÃO!! NÃO VÃO!! – tentou nos impedir – SEU ROBÔ IDIOTA!! VÃO ATRÁS DELES!!

Aquilo estava ficando divertido, parecia um tipo de gincana bem louca! Eu e Sonic não nos olhamos por causa da briga recente, o que eu deixei de lado e foquei no escritório. Abrimos várias portas, do nada o ouriço azul abre uma porta azul (coincidência?) e fica horrorizado a fechando lentamente com nojo.

– O quê foi? – pergunto.

– ... Só uma dica, não abra essa porta!! – apontou.

– ... Ok né.?

Ouvimos sons de metal e tratamos de correr novamente, Sonic ria feito louco (devia estar achando nostálgico ficar correndo nas paredes) e eu exibia um rosto de assustado. O vento deformava meu rosto, o que me atrapalhava ainda mais; finalmente chegamos a uma porta onde tinha o símbolo do Eggman (não, não é mensagem subliminar!) e tratamos de entrar, mas colocamos as mãos ao mesmo tempo na maçaneta, e cada vez que repetia - mos o processo acontecia a mesma coisa, e logo me estressei.

– Aff, deixa que eu abro!! – O empurro para o lado.

Na sala tinha uma mesa de madeira e uma poltrona gigante, e ao lado da poltrona tinha dois lados onde tinham três gavetas! Sonic ficou do lado esquerdo e eu do direito, e as esmeraldas não estavam lá!!

– Hehehehehe ... – Eggman entra na porta e nos mostra as esmeraldas do caos nas mãos – Que tolinhos, não achei que fossem cair na minha doce brincadeira!

– Maldito seja ...!

– Agora quero lhes apresentar um amiguinho que "fiz"! Entenderam?? Eu "fiz" ele literalmente!! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHA!!!

– Cê é loko não? – Sonic se assusta com a ação dele.

Um robô GIGANTESCO aparece na sala quebrando até o teto, por mais que ele já fosse alto, o robô era mais. Ele tinha as cores preto, vermelho e amarelo (acho que se inspirou em mim rs) com várias lâminas nos braços e cabeça, assustador...

– Conheçam o ... – fez pose dramática – Robôdor!!!

Sonic fez um facepalm rindo e eu revirei os olhos esperando algo impressionante. Sonic dá uma risada debochada fazendo o balofo se irritar.

– Sério, o nome é tão inútil quanto o robô!! – apontou – Mano, bem que você podia dar a ele o nome de ... SNOOPINGAS!! Hahahahahahaha!!!

Segurei o riso para não estragar a minha imagem, coloquei a mão no rosto já prevendo o trabalho que teríamos. Eggman pegou um controle e fez uma cara zangada e constrangida.

– GRRR EU LHE DEI ESSE NOME COMO UMA FUSÃO DE ROBÔ E MATADOR!!

– Ué, inventou uma de assistir Dragon Ball agora? Hahahaha!!!

– MORRAAAAA!!!!

Robotnick jogou seu robô contra nós, ele iria nos dar um forte soco, já que suas mãos eram grandes. Só nos deu tempo para agachar ... Bem, Sonic correu mas eu paralisei e me agachei. Quando ouço o barulho de algo sendo quebrado e de faíscas abri meus olhos...

Knuckles!!

Ele ... Estava lá e me salvou?? Mas como ele apareceu do nada?? Fiquei o olhando, com as mãos apontadas para o chão, ele tinha chegado por trás e lhe deu um soco perfurando a barriga do robô que caiu encima de Eggman. Seus ossos das mãos continham pequenos pedaços do robô.

Tails também estava lá, com seu tornado que agora tinha a cor vermelha e azul. Sonic aproveitou que Robotnick tinha desmaiado e pegou as esmeraldas que estavam em seu bolso, logo tratamos de entrar no tornado o mais rápido possível.

– Co - como vocês vieram aqui?? – perguntei.

– Ahnn ... Com o meu tornado? – Tails se fez de bobo.

– É sério. – Sonic o cortou.

– Ok! Eu procurei por você – aponta para Sonic – ... Mas não te encontrei em lugar algum! Foi quando resolvi aparecer na Angel Island e Knuckles me mostrou onde tinham ido...

Olhei para Knuckles, que já se sentava no banco de trás do tornado. Ele pareceu não me notar, ou só não quis me dar atenção ... O engraçado é que ele ainda vestia o pijama que o dei, talvez ele nem tenha se tocado ainda, mas vou deixar assim mesmo!

Eu e Sonic ficamos nas asas do avião, um de cada lado. Enquanto o tornado atravessava as nuvens resolvi chegar por trás de Knuckles e falar com ele ... Levaria bronca.

– O que pensa que faz aqui!?

– Vim para recuperar as esmeraldas e ajudar vocês. – me responde sem me olhar, dando atenção as jóias.

– Dá pra olhar pra mim? – falei parecendo ciumento.

Ele me olhou com seus olhos ametista que pareciam ter se conectado com os meus de cor rubi. Foi nostálgico e .... Uma sensação de estar preso, eu não conseguia sair daquele mar roxo. Quando ele se vira me tira do foco dele.

– .... – ficou corado e bravo – O que fiz novamente..?

– Saiu de seu repouso – tento voltar ao normal – E suas faixas estão todas sujas e rasgada, quando chegarmos na Angel Island lhe colocarei novos curativos.

Ficamos quietos até o fim da viagem, Tails nos levou até a ilha flutuante. O equidna levas as esmeraldas do caos até perto da Esmeralda Mestre, que brilha como o sol ao ter as pequenas esmeraldas por perto; Knuckles as colocou ao redor da grande esmeralda em umas pilastras. Após isso ele coloca a mão na Esmeralda Mestre em uma demonstração de carinho; ou algo do gênero.

– Bem... – Sonic corta o silêncio – Salvei o dia mais uma vez!

Todos se viram para o ouriço sarcástico, até Knuckles que estava com a cabeça encostada na Esmeralda Mestre (isso tava me assustando) se virou e todos nós fizemos caras de "AFF".

– Ok, eu tive algumas ajudas! E por isso lhes agradeço de coração!

Ele riu e subiu no tornado novamente com Tails.

– Hey, sombra! Não vai querer carona? – Sonic me deu um novo apelidinho...

– Vou ficar aqui por enquanto. – respondo chamando a atenção do guardião que estava ocupado.

– ... Ok. – respondeu me parecendo desconfiado – Aproveitem o clima!

Eu corri em direção ao tornado, mas ele já havia partido. Minha vontade era de socar a cabeça daquele doido!


Autora POV:


Enquanto Shadow xingava o azulado, Knuckles saiu de perto da Esmeralda Mestre e se sentou em um dos degraus da ilha. Ele abaixou a cabeça, estava com as bochechas rosadas mas não pelo o que seu "rival" disse, mas sim porquê se sentia ... Envergonhado na presença do ouriço misterioso. Shadow o viu, acabou achando que ele estava a sentir dores.

– Vejo que todo esse agito te causou dor de cabeça – se sentou ao seu lado.

– Não é isso ...

– Então o que seria? – o ouriço lhe causava calafrios com suas perguntas frias.

– Por quê está aqui...? – pergunta meio desanimado.

– Por quê quer saber? – ficou surpreso – Não gosta da minha companhia?

– Não ... Digo, sim... – fica indeciso e coloca a mão na cabeça – Ah! Não sei!!

– ... Deixe - me te ajudar a se decidir logo...

O ouriço tirou as mãos da cabeça do outro, as segura levemente e vai se aproximando devagar. Knuckles fica todo corado pensando em que ele faria, mas manteve - se parado e sem respirar por segundos ...

Quando seus rostos estavam a poucos centímetros de distância, Shadow muda sua expressão séria para raivosa, Knuckles fala algo como "hum?" não sabendo o que ele faria .... E ele dá um soco na cabeça do equidna! Knuckles grita e se levanta com raiva total.

– ARG!! POR QUE FEZ ISSO!?

– Pra te ajudar a pensar ... – Shadow diz inocente – Achei que você funcionasse assim.

– POIS EU NÃO SOU NENHUM TIPO DE BONECO!!

– Ah, sei lá. A culpa não é minha se não te conheço bem.

– Mas você sabe que não preciso disso pra pensar!!

– Você funciona na porrada total!

É claro que o ouriço não falava sério, estava apenas o testando e quis ver o que o vermelho faria, além disso queria se divertir. A reação não foi boa, Knuckles rangeu seus dentes e se pôs em sua posição atual de briga; Shadow

manteve - se normal e sem emoção específica até perceber que o avermelhado corria em sua direção. Para a surpresa do equidna, o outro se teleportou para um lugar desconhecido o fazendo ficar super confuso.

– Shadow? – Knuckles olha para cima como se fosse encontrá - lo – Onde está...?

Ele então se prepara para receber um ataque surpresa do outro inimigo, mas ficou indeciso de onde olhar e ficou girando em círculos; Knuckles então começa a pensar que ele foi embora de vez e se sentiu sozinho, mais sozinho do que já estava e desta vez sua solidão era diferente. Não era simplesmente porquê não tinha ninguém, mas sim porquê Shadow não estava lá.

– ... Shadow ... – ele diz meio tristonho – Está aí?

Resolveu se sentar no primeiro degrau, o que ficava mais perto da sua Esmeralda. Olhou para o céu e ficou se perguntando sobre o que aconteceu nas últimas horas. Ele fora mesmo na base para pegar as esmeraldas ou para ver Shadow? Bem, ele diria a primeira opção, mas lhe parecia a segunda; não esqueceu o modo de como era carregado no colo pelo maos velho, seus sermões, cuidados... E aquela coisa na banheira! Como se sentia um fraude sendo cuidado por ele, não estava acostumado com tanta atenção. Todos esses pensamentos só o fez corar violentamente, seu corpo estremeceu sentindo alguma presença então resolveu olhar, e um vulto preto pula em sua direção caindo encima de si.

– Aha!! Sabia que me queria por perto! – a figura diz, que já se notava quem era.

– Seu estúpido. – olhou para o lado evitando contato visual com o outro – Por que sumiu?!

– Calma, só fui pegar o kit de primeiros socorros.

Knuckles odiava a ideia de ser enfaixado novamente e fungou como uma resposta.

– Não fique marrento! – saiu de cima dele – Vamos, suas cicatrizes precisam se fechar ... Mas antes...

Shadow apontou para o pijama e Knuckles parece perceber só agora. Ele o olha sem jeito por ter quase estragado sua roupas, mas se mantém normal e se levanta e vira de costas para tirar a camisa. Um incidente aconteceu, enquanto Knuckles se levantava e ficava de costas sua cauda levantava a parte traseira da camisa deixando seu ... Bumbum a mostra, e pra piorar Shadow olha e fica todo sem jeito, mas não tira os olhos da "passagem" dele e cora levemente. Uma energia apareceu em seu corpo lhe causando arrepios e ardendo suas orelhas até que (para a tristeza do ouriço) Knuckles se levanta percebendo a ação.

– Pronto, venha logo – diz já sem a camisa – E vê se não me machuca com aquele remédio!

Shadow não lhe dá ouvidos e tira os curativos os puxando sem cuidado. O ouriço estava distraído pensando em duas coisas, uma seria aquela frase que Sonic lhe disse sobre Maria ... E outro (que é bem estranho!) era nas costas de Knuckles, bem feita e um pouco musculosa mas não de um jeito exagerado. Tentou se concentrar no que era importante, até que terminou o que estava fazendo e se virou de costas para Knuckles, que por sua vez percebeu que o outro estava triste.

– Shadow? – encarou seus espinhos – Tudo bem?

– Knuckles ... – começou a falar – Você me vê como um vilão...?

A verdade era que Knuckles sempre o viu como seu terceiro rival, depois de Eggman e Sonic. Mas depois de todo aquele cuidado que o outro estava tendo consigo o fez mudar de ideia, percebeu que ele tinha um bom coração e que não era tão gótico assim.

– Bem... Uma vez eu achava isso, mas talvez eu tenha me enganado. – coçou a cabeça – Agora te vejo como ... Um herói para mim.

– Não tente me agradar. – falou frio e coçando o focinho – Se eu fosse um herói teria salvado Maria.

Knuckles arregalou seus olhos, não sabia como conversar sobre um assunto tão delicado. Ele não soube muito sobre a garota, as únicas informações que tinha era que Shadow viveu com ela, e que foi morta depois, mas não sabia como. O vermelho não sabia como era perder alguém com quem conviveu, e por isso achou que não ajudaria o outro com seus confortos.

– Ah ... Bem, todo herói comete um erro no passado e não consegue salvar a quem ama, mas você fez o que pode – soou frio – Talvez ... Fosse para ser assim. Nem tudo é um mar de rosas e ... – parou percebendo o olhar confuso do outro – Ah, o que estou dizendo! Nem estou te ajudando, devo estar piorando as coisas pra você, foi mal...

Shadow percebeu que o guardião se sentia desconfortável tentando ajudá - lo e que achava que fazia algo errado. Mas ele apreciava a tentativa do outro.

– Não se desculpe. Sou eu quem estou enchendo sua paciência com alguém que nunca ouviu falar. – levantou a cabeça e deu um sorriso meio desanimado – Mas aprecio o seu agrado comigo. Vejo que és alguém bom até...

Ficou um silêncio lá, ambos olhavam a paisagem evitando trocar olhares mas foi impossível. Eles ficam se olhando por pouco tempo até perceber o clima frio.

– Às vezes sinto falta de alguém ao meu lado ... Alguém que me ame e que eu possa amar do mesmo jeito.

Shadow fechou seus olhos e uma lágrima sai de seu olho, mas ele não se importou tanto por mais que não estava no seu histórico ser sensível. Ele então sente alguém envolver seus braços ao redor de seu corpo, mãos grandes que seguravam sua nuca e um focinho que encostava em sua bochecha vermelha. Ele abriu os olhos e viu Knuckles tão perto de si, podia sentir sua respiração em seu pescoço; lembrou da noite anterior em que ele se encostou em seu peito e adormeceu ali. O avermelhado não lhe dava um abraço apertado pois sentia medo de ser rejeitado, e por isso o outro percebeu que ele estava inseguro e estava tremendo bastante; e como um convite retribuiu o abraço de Knuckles, mas de um jeito mais amoroso e seguro.

Nenhum dos dois queria separar o abraço, se sentiam do lado de uma família que nunca tiveram. Acariciava os espinhos e a nuca de ambos, lhe dando mais conforto; o silêncio da ilha e o aroma das flores melhorava ainda mais o clima de amor e carinho entre dois "desconhecidos" que de uma noite para o dia se tornaram tão íntimos.

– Eu posso ser essa pessoa para você... – corou.

– E eu já sou para você.

Se separaram e se encararam rosados e com um sorriso bobo no rosto. Eles então descobrem que tinham um ao outro para ser felizes, Shadow prometia cuidar do equidna e lhe dar a atenção e o amor que nunca teve, enquanto Knuckles lhe prometia a felicidade e o conforto, ambos iriam ser como melhores amigos, ou irmãos.... Ou até algo mais??

Os dois tiveram o mesmo pensamento e desfizeram o abraço se virando para o chão e envergonhados pelo tal pensamento. Knuckles não sabia o que o outro sentia por ele, suas idéias lhe indicavam cada coisa, será que Shadow estava se aproveitando de algo? Ou fingindo ser seu amigo apenas para receber a atenção merecida? Mas e se ele estivesse sendo apenas gentil?

– Shadow, o que você pensa sobre mim?

– Como assim??

– Tipo... Você está cuidando de mim... Me deu seu abrigo e me deu comida, mas por quê realmente fizeste isso?

– Porque ... – corou – Eu senti que somos iguais e que você precisava de ajuda. E acho que ... Comecei a te entender... E quero te fazer feliz, não importa como.

Shadow percebeu que segurava as mãos de Knuckles, mas não se importou. Knuckles sorriu e o abraçou mais uma vez, ria como se fosse uma criança feliz; Shadow simplesmente riu sem jeito e deixou ser abraçado.

– Hey, cuidado para não me partir em dois!

– Nunca faria isso contigo. – o largou.

– Eu ... Queria te dizer algo ...

– E o que seria? – Knuckles ficou curioso.

– Você tem um bumbum bem grande para um macho.

Knuckles corou e grunhiu. Subiu encima de Shadow, o deitou e começou a fazer cócegas em seu peitoral.

– Vais se arrepender de falar de meu .... – Knuckles tinha até vergonha de falar.

– Seu o que, hein? – riu e pegou sua cauda.

Knuckles começa a morder as orelhas do outro, enquanto este puxa sua cauda para cima. De repente Tails chega ali e vê a cena, achando meio ... Estranha e explícita.

– ... Meninos? – corou o menor ao ver Knuckles sentado na cintura do outro – O que vocês...

– Ah, Tails! – Knuckles cai para trás – N - não imagine coisas!!

– Por quê está aqui? – Shadow disfarça.

– Bem ... Sonic e eu planejamos passear por ai, comer algo, já que hoje está um dia bonito. – Tails esquece o ocorrido – E seria chato irmos só nós dois, então quis convidar vocês dois, topam?

Ambos se olham indecisos. Shadow detestava ir passear com os amiguinhos do fake, e Knuckles se preocupava com a esmeralda e não gostava de ficar perto de tantos mobianos...

– Bem ... Não sei se eu gostaria de ir.

– E eu tenho que cuidar da Esmeralda Mestre – Knuckles o completou.

– Ah, por favor! – Tails insistiu – Sonic quer tanto que vocês vão conosco!

Ambos se olham novamente e começam a se comunicar com a cabeça as movimentando, logo decidiram ir com eles.

– Tá, tanto faz. – Shadow diz friamente.

– Que bom que aceitaram, não se preocupe com a Esmeralda Mestre! – desceu as escadas – Estaremos esperando, bye!

Tails voou para longe da Angel Island, deixando os dois a sós novamente.

– Não sei se seria uma boa ideia sair da Angel Island – Knuckles diz preocupado – Melhor você ir e avisá - los de que não pude comparecer.

– Se você não for eu também não irei – Shadow se levanta sentindo a brisa que vinha do sul – Está ficando frio agora, vamos para minha casa que eu te empresto um moletom.

Shadow caminhou até a frente de Knuckles, o fitou sério e encarou seus olhou roxos. Knuckles ficou corado pois ele estava imóvel o olhando como se fosse comê - lo.

– Sinto muito por isso.

O ouriço pega o equidna no colo como de costume, mas Knuckles não gritou ou tentou impedir, apenas corou violentamente por estar sentindo o focinho de Shadow em sua barriga. Ele se teletransporta para seu quarto e deixa o equidna na cama deitado e vai procurar algo que combine com o vermelho, e claro, que seja confortável.

– Hum... O que acha deste moletom? – pegou um moletom verde claro com uma esmeralda desenhada – É bem a sua cara, mas tem que ficar com a cauda abaixada!

O ouriço negro ri enquanto Knuckles cora com as palavras, Shadow queria vê - lo com aquilo pois ficaria fofo e também iria aparecer seu bumbum por conta de sua cauda. Ele entregou o moletom e foi procurar algo para si, e encontrou uma jaqueta com zíper metálico, gostava muito daquele tipo pois preferia deixar seus pêlos do peito à mostra (pra deixar mais sexy😎) a jaqueta tinha uma cor de vinho e detalhes preto.

– Err ... Meu ... "Aquilo" ainda aparece?

Shadow olha Knuckles de costas, e percebe que o moletom serviu bem nele e o ajudava com sua "cauda". O equidna dá mais uma girada para poder conferir seu visual.

– Coube bem, mas seria melhor assim – Shadow chega perto e coloca o gorro nele – agora sim tá fofo.

– Fofo?? – Knuckles cora.

– É, descobri que você fica fofo utilizando camisas ou moletom – falou friamente. – E eu, como fico com isso?

Knuckles o observou vestir a jaqueta de couro, seus pêlos do peito ficavam a mostra o deixando mais sexy do que o avermelhado o achava ... Mas o que ele estava pensando?? Shadow, sexy? Knuckles corou com seus pensamentos.

– ... F - ficou legal ...

– Que bom que gostasse – caminhou para fora do quarto – Acho que isso já está bom, melhor irmos.

Ambos saíram do quarto, não estavam muito animados para o passeio. Mas aquele passeio lhes prometia muito, mais muito interesses e conflitos …



Notas Finais


Ficou curto? Sim! Ficou sem graça? Não sei... Mas sei que se você gostar vai deixar um comentário!

Um pequeno aviso, sobre a história Knuxonic – Red and Blue, estou escrevendo o capítulo, mas acho que ainda vai demorar para sair devido a minha mente fraca e também eu preciso passar de ano, matemática é uma coisinha de dar dor de cabeça!😧 E se você ainda não leu a história, se quiser pode ir lá e dar sua opinião e quem sabe até um favorito ae😎

Byeee🙌🙌🙌🙌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...