História Malandramente (Hiatus) - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~D-Rib

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Drama, Gaasaku, Malandramente, Naruto, Nejisaku, Revelaçoes, Romance, Sasusaku
Exibições 467
Palavras 3.878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey... Voltei!
Viu nem demorei, ou demorei?? Enfim, está aqui mais uma capítulo de Malandramente! Eu caprichei dessa vez para compensar a demora do que foi para postar o capítulo 6, e para compensar a demora que vai ser para postar o 7.
Eu fiz ele bem grandinho (Em comparação aos outros) e com muitas coisinhas.

Eu tô pensando em postar uma nova fic, mas não sei ainda. Vou tentar acabar com The Valorous, e depois quando Malandramente chegar no capítulo 15 por ai, eu posto (isso se chegar pode ser antes também).Eu realmente não sei.

GOSTARIA DE AGRADECER AOS COMENTÁRIOS DO OUTRO CAPÍTULO E AVISAR QUE CHEGAMOS AOS 100 FAVORITOS URRULLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL!

Desculpa por qualquer erro e sem mais delongas...
Boa leitura!

Capítulo 7 - Treta?


LEIAM AS NOTAS FINAIS E INICIAIS .

 

Fanfic Malandramente.

Escrita por Kayler.

Betado por D-Rib.

Capítulo 7. - Treta?

 

 

“Ai safada! Na hora de ganhar madeirada, a menina meteu o pé pra casa e mandou um recadinho pra mim... (Nós se vê por aí)”





Sakura
 

– Presta atenção! Vou falar quem vai conosco: Eu, Naruto, Sasuke, Gaara, Pink, Hinata, Ino, Karin, Tenten, Temari, Shikamaru, Sai.

 

– AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! – Gritei do nada, aparentemente assustando meus adoráveis amiguinhos.
 

– Porra não grita! – Resmungou Sasuke.

 

– Já até sei... – Falou Naruto.
 

– A gangue das piranhas vão estar presente? Aquelas vadias? – Digo revirando os olhos.

 

– Não entendi. – Neji disse.
 

– Ino, Hinata, Karin e Tenten. E francamente, elas são umas vadias!

 

– Nossa, a rosada revelando as garras... – Provocou Gaara.

 

– Só quero distância das inimigas! E eu falo sério.
 

– Mas por que você não gosta delas? Elas são legais! – Questionou Neji.
 

– Por que eu não gosto delas? – Soltei uma risada nasal forçada. – Eu que pergunto por qual motivo, razão ou circunstância você as defende? A Tenten te largou para ficar com o feioso do Lee. A Karin é uma vadia, e tinha um rolo com o Sasuke a um tempo, mas largou para ficar com Suigetsu. Hinata é uma quenga falsa, fingida e cega ainda por cima, só tem peito aquela praga! E Ino... Ino é mais rodada do que ventilador em dia de sol quente. Precisa de mais alguma coisa!?

 

Joguei tudo na lata.

 

– Pelo visto é informada! – Disse Sasuke.
 

– É! Mas eu não entendi uma coisa, o que elas TE fizeram?
 

– Não é da sua conta! Agora eu vou dormir, vamos todos para caminha crianças!
 

Murmurei um palavrão que nem eu mesma entendi e fui para meu quarto dormir. Mentira, mudei toda minha roupa, se aquelas Perigas vão ir, eu vou mostrar que quem é uma vez rainha, nunca perde a majestade.
 

Coloquei minhas melhores roupas, estou pronta para matar! Se é que me entendem. Eu precisava “causar”, não importa o que digam, eu tenho que causar. Agora estou imaginando como será conviver com aquelas vadias da desgraça e esbanjar sorrisos falsos. “Affz”.

 

Depois que arrumei minha mala novamente, coloquei meu celular para carregar, tomei um banho e hidratei minha pele. Dei uma ajeitada no meu cabelo, pois não quero ter muito trabalho amanhã, e fui dormir.



(...)

 

Acordei lá pelas 6h da matina, não precisei nem de despertador. Liguei a luz do quarto, peguei a maleta de maquiagem e a de esmaltes, arrumei um pano qualquer para colocar no meu colo e comecei a fazer minhas unhas, pintei de vermelho com listras brancas.

 

Quando terminei de pintar minhas unhas, tanto da mão quanto do pé, fiquei esperando elas secarem. Após terem secado, tomei um banho e lavei meu cabelo, saí do banheiro com uma toalha enrolada no corpo e outra na cabeça. Suspirei animada e fui escolher minha roupa.

 

Optei por um “Ripped Denim Shorts” jeans de cintura alta, um cropped preto, uma blusa social masculina branca, que ia até metade de minhas coxas – a coloquei aberta até a cintura onde o short batia, abotoei até os meus seios, e deixei caindo a parte direita por cima do ombro, e a esquerda normal no ombro –, coloquei também uma gargantilha de couro preta, que tinha uma correntinha caindo para o lado direito, um scarpin preto plataforma, duas pulseiras douradas no pulso esquerdo, e uma bolsa preta pendurada na dobra do meu cotovelo.
 

Como maquiagem fiz uma coisa não muito chamativa, mas sim para cobrir aquelas imperfeições. Então foi um batom nude, rímel, base, lápis e sombra.
 

Alisei meu cabelo deixando alguns pequenos cachos do meio para o final. Suspirei e fui ver a hora no meu celular, oito e meia, dei um sorriso e me olhei no espelho. Gostei do resultado. Eu sei que meu short é meio curto, – tudo bem, muito curto – mas foi por isso que eu coloquei esta blusa, e sem contar que está um pouco na moda usar blusas masculinas e usar da maneira que estou usando é inovação!

 

Me perfumei, suspirei pesadamente outra vez, peguei minhas coisas – Não todas, pois não consegui carregar minhas malas sozinhas, e então estou com minha bolsa e uma mala de rodinha, ainda faltam duas para pegar. Saí do meu quarto e me deparei com Sasuke abotoando a calça, Gaara verificando suas malas, Neji amarrando os sapatos e Naruto... comendo!
 

Quando adentrei a sala, todos pararam tudo o que estavam fazendo para me olhar, de alguma forma me senti um pedaço de carne entre leões! Neji tentou falar alguma coisa mas parecia que sua voz não estava presente, essa reação de Neji foi acompanhada com todos, exceto Naruto que logo falou:
 

– Para onde vai assim? – Pergunta me avaliando de cima abaixo.

 

– Para a viagem junto com vocês, para que outro lugar eu ira!? – Pergunto debochada.

 

– É que... Nada! Nada! Nada! – Ele abaixou a cabeça balançando junto com os braços para os dois lados freneticamente.

 

– Hum. – Disse saindo da sala, mas parei. – Meninos, alguém pode pegar minhas malas no meu quarto? São pequenas! – Pedi fazendo carinha de pidona e voz manhosa. Vi Naruto bufar e depois dizer alguma coisa para Sasuke que em seguida o seguiu.

 

– Ei rosada, tá gostosa em...! – Comentou Neji.

 

– Obrigada, mas tira o olho Rapunzel! – Sorri um pouco.
 

– Vou tirar o olho e colocar outra coisa... – Disse se aproximando de mim. – Você quer?

 

– “Bandona” você Rapunzel, não preciso disso. – Falei o empurrando, mas não fortemente, e sim o suficiente para cortar nossa aproximação.
 

– Sai dessa Neji, ela curte os ruivos. – Gaara disse rindo.
 

– Coitado de você, eu prefiro os loiros... Nada contra! – Eu não tenho um tipo de homem, mas não podia falar que curtia um ruivo ou um moreno, então o que sobrou foi o loiro. 
 

– Nossa, mas... – Neji começou a falar, mas foi interrompido com a chegada dos dois amigos que carregavam minhas malas.
 

– E então? Vamos? – Perguntei e todos saímos.

 

E é lógico que eu tive que escutar o Naruto reclamando sobre minha quantidade de coisas antes de chegar no carro, e eu malandramente dei de ombros.





Naruto
 

Depois daquela pequena discussão sobre as meninas que Sakura não gosta, ela foi dormir, logo após nós fomos também. Entrei no meu quarto para arrumar minhas coisas, e claro, assaltei a geladeira antes de arrumar. Quando acabei me deitei e dormi.
 

Acordei pela manhã com o barulho de secador de Sakura e bufei. Me arrumei e saí. Quando eu saí, já estavam todos na sala, com exceção de Sakura. Fui até a cozinha, e peguei alguma coisa para comer, enquanto aguardava as maricas acabarem de se arrumar.
 

– Cara, eu estava precisando sair de casa, cara não dá para ficar aqui que você surta! – Comentou Neji.

 

– Mas é claro, com uma Rochelle Tsunami dentro de casa não tem como ter “calmaria”. – Concordou Gaara.
 

– Ah, cala a boca gente! Vocês não sabem de nada, e aliás não está sendo tão difícil como eu pensei que seria morar com minha irmã. – Concluí.
 

– Vocês são um bando de pau no cú. – Disse Sasuke indiferentemente.
 

– E você... – Não deu tempo de completar a fala, Sakura entrou na sala e roubou a cena. Ela estava muito gostosa – aí meu Deus, eu posso dizer isso? – Eu não esperaria isso de minha irmã nunca, mas ela estava terrivelmente sexy, e as caras de bocó dos meus amigos comprovam isso.

 

Ela pediu para alguém pegar suas malas, eu rapidamente me prontifiquei e chamei Sasuke para vir comigo, aliás preciso falar com ele, na verdade preciso falar com alguém. Quando chegamos no quarto avistamos as malas no pé da cama, e pegamos.

 

– Dobe, sua irmã tá gostosa pra caralho!  

 

– Teme, eu sei, para com isso rapa! É a minha irmã! – Repreendi ele. Fala sério, por mais que ela esteja, não é para ficar falando.
 

– Só digo a verdade, Naruto. – Sorriu de canto.

 

– Tá, tá! Mas olha aqui, eu acho que essa viagem vai dar merda. Temos que evitar as meninas e a Sakura de ficarem juntas.
 

– Deixa, não vai acontecer nada. No máximo uns tapas ou provocações, é sério, não da bola!
 

– Beleza, vamos eles já estão nos esperando. – Concordei e saímos do quarto.
 

Quando chegamos na sala fomos recebidos com um “então vamos?” vindo de Sakura, e logo  déssemos rumo ao carro.

 

Iríamos no meu carro que era maior e caberia as malas perfeitamente.

 

– Vamos em qual carro? – Perguntou Neji. Depois eu que sou o lerdo da casa!

 

– No meu, idiota! – Bradei guardando todas as malas no carro, e logo após entrei no mesmo.
 

Vi que Sakura estava indo para sentar atrás, mas em um movimento rápido a interrompi.

 

– O que é, Naruto? Abre a porta! – Pediu após eu fechar a porta de trás.

 

– Não, você vai na frente. – Vi ela revirar os olhos, mas rapidamente ponderou a ideia e entrou no carro.
 

É claro que eu não deixaria ela ir atrás, ainda mais vestida dessa maneira! E para piorar com esses caras aí. Esperei todos entrarem e dei partida.

 

– Eles já saíram, e uma hora dessas devem estar lá. – Falei.

 

– Você deu a chave? – Sakura perguntou.

 

– Dei, só não dei a dos quartos.  – Expliquei.

 

– Ainda bem, porque se uma daquelas coisas dormissem no meu quarto, você ia ver só.

 

– Cara, você é muito problemática! – Sasuke falou.

 

– Vai dar uma de Shikamaru, emo? – Disse ela virando para trás.

 

– Hm. – Respondeu Sasuke.
 

– Não fala “Hm”. – Mandou ela determinada.
 

– Hm.
 

– Para!
 

– Hm.
 

– Eu mandei parar! – Alterou a voz.
 

– Hm.
 

– Quer saber... Vai tomar no cú!
 

– Hm.
 

– AAAAAAAAAAAA! – Gritou e colocou os seus fones de ouvido.
 

 

 

 


Sakura
 

Depois da pequena guerrilha com Sasuke, eu coloquei meus fones e saí de orbita. Quando percebi já havíamos chegado. Suspirei saindo do carro. Peguei minhas coisas, e pedi ajuda novamente do meu irmão que depois de reclamar bastante, cedeu.
 

Neji, Gaara e Sasuke, foram na frente, e logo atrás eu e Naruto. A distância entre nós era pequena, tanto que quando eles abriram a porta da casa eu e Naruto já estávamos atrás. Quando entraram Neji gritou “cheguei”, fazendo assim todos que haviam na Sala o olhar.

 

Quando eu entrei todos pararam para reparar no meu corpo, que não estava muito coberto. Dei um pequeno sorriso e continuei a adentrar o local. Assim todos foram entrando, fui a última a entrar, e quando entrei me esbarrei logo em uma piranha, eita, errei. Me esbarrei com Ino, o que não deixa de ser uma piranha, mas...
 

– Ain, desculpa! – Pediu. – Ah, é você! Tudo bem? – Perguntou carregada de falsidade na voz, eu revirei os olhos e respondi.

 

– Melhor impossível! – Rebati ironia.
 

Passei por ela indo em direção ao resto do povo.

 

– Sakuraaaaaaaaa! – Veio uma loira escandalosa me abraçando cujo o nome é Temari. – Graças a Deus você chegou! Não aguentava mais! – Sussurrou a última frase apenas para que eu pudesse ouvir.
 

– Eu sei que você me ama! – Brinquei e ela riu.

 

– Sua boba! – Socou meu braço. Soltei um gritinho de dor fingido e ri. Logo depois encaminhei meu olhar por toda a sala, até encontrar a trupe de piranhas, eu ri baixo e suspirei.

 

– Oi gente! – Cumprimentei educadamente. E eles responderam em uníssono. E sim, eles, porque Shikamaru e Sai também estavam no meio.

 

– Nossa Saky... Você mudou! – Sai observou, com um sorriso um pouco... Falso?
 

– Mudei querido, mudei para melhor! – Falei e suspirei novamente, andando até a escada, mas parei ao ouvir uma certa conversa.

 

– Naruto-Kun! – Era a quenga da Hinata! – Eu quero o quarto da porta rosa, aquele que eu dormi uma vez com você. – Não precisei ouvir mais nada, rapidamente parei de andar para as escadas, e olhei por sobre os ombros para a quenga cega que estava ali, junto com o loiro idiota.

 

– Hina, é que... Que eu... – O interrompi.
 

– Ele não pode! O quarto é meu, a casa não é só dele então ele não pode decidir sozinho, coração! – Sintam a Falsidade. –Além do mais, aquele quarto é meu, e eu NÃO ACREDITO QUE VOCÊS DORMIRAM NO MEU QUARTO! – Gritei última frase em fúria.

 

– Saky, foi sem querer, é que... – Hinata o interrompeu.

 

– Sem querer? Você já não estava mais se aguentando de vontade de me possuir. Seu pau já estava latejando aí dentro que eu sei! – Ela zombou olhando para Naruto, depois lançou o olhar para mim. – Mas o Naruto pode deixar eu dormir no quarto rosa, não é?

 

– Não ele não pode! O quarto é meu, a casa é nossa e então não!

 

– Abaixa a asa Sakura, para começar a casa está no nome de Naruto e de seus pais, ele que manda nessa porra toda, meu amor! – Ela jogou seu veneno, de uma vez.
 

Oque é que eu poderia fazer? A casa não estava no meu nome, mas sim no dele! É triste admitir, mas essa morena peituda está certa! Olhei para Naruto em suplica para que ele dissesse alguma coisa. Só alguma coisa para me defender, mas... Mas não, ele não me disse nada, ficou no lado dela, no lado da “namoradinha” dele e abaixou a cabeça.
 

Eu o olhei e apenas abaixei a cabeça fitando o chão, e depois balancei a cabeça para os lados em sinal de negação!

 

– Verdade, a casa não é “minha”, mas também não é totalmente sua, Uzumaki. – Ele me olhou e parece que engoliu a seco, sempre quando eu o chamava de “Uzumaki” era porque eu não estava “feliz” com ele ou contente com suas atitudes.
 

– Saky, eu não disse nada... – O interrompi.
 

– Exatamente! Você não disse nada. – Dei as costas e subi as escadas em direção ao meu quarto, eu só suspirei.

 

Adentrei meu quarto com a minha chave, entrei com todas as malas e o tranquei. Joguei as minhas coisas em um canto qualquer, peguei uma bolsa de mão e coloquei minha carteira e saí do quarto. Desci as escadas do andar de cima e o barulho do meu salto já estava presente por toda a sala, a minha carranca mal-humorada não deixava ninguém se aproximar.

 

Estavam todos sentados nós três sofás, eu apenas passei e peguei a chave do meu carro que meu “papi soberano” comprou para mim e deixou nessa casa. Olhei de soslaio para Naruto e ele ia pronunciar algo, mas meu olhar o amedrontou. Suspirei cansada.

 

– Estou saindo, não tenho hora para voltar. – Avisei já saindo.
 

– Saky... Aonde vai? – Ele parecia preocupado.
 

– Eu vou sair, você fica com sua “namoradinha”!
 

– Eu... – Temari o interrompeu.
 

– Saky, posso ir com você? – Pediu. Eu sorri, sorri de verdade, e finalmente respondi.

 

– Claro, embala comigo, que hoje eu estou só na calmaria! Arregaça! – Nós rimos, mas eu cortei assim que olhei de novo para eles.

 

– Tchauzinho! – Acenei e estendi a mão para Temari a puxando dali.
 

Shikamaru também queria ir, mas eu não dei nem tempo para que ele dissesse algo. Eu e Temari entramos no carro, e acelerei saindo dali. Malandramente, “Velozes e Furiosos” na estrada!
 

 

 

 


Naruto
 

Eu fiquei numa saia justa, não sei ao certo do porque eu me omiti, só sei que eu não entraria naquele fogo cruzado nem a pau! Depois que Sakura saiu com Temari, pude escutar o barulho do carro cantando pneu, realmente ela tá bolada. Hinata me deu a mão sorrindo, e começou uma conversa com suas amigas.

 

– Ainda bem que aquela bicha rosa foi embora, não suporto ela! Garota falsa, se acha! – Comentou Tenten. – Sem contar que é bem piranha!

 

– Abaixa a asa, Pucca! Ela não é falsa, ela é o que é com todos, e diferente de você ela não é puta! – Neji falou defendendo Sakura. Ele fez o papel de irmão, caralho, porra e todos os palavrões existentes! Ele foi melhor que eu.
 

– Neji, aquela menina é malandra, age malandramente só na surdina. Não acredito que você tá apaixonado por ela, e olha que se passou pouco tempo, Neji. Eu fui amiga dela, ela é uma cobra, acredite em mim! – Contestou Ino.

 

– Ino, você não tem moral para falar isso, é uma biscate malandra, que só quer saber de dar! – Disse Gaara.
 

– O que foi que você disse? – Alterou seu tom de voz.
 

– Só verdades! – Concordou Sasuke.
 

– Epa! Calma gente, isso é tão problemático! Vamos parar por aqui, vamos dormir.
 

– Preguiçoso! – Criticou Ino.
 

Depois dessa batalha medieval, ficou cada um no seu canto. Eu deixei Hinata falando sozinha e saí, fui dormir um pouco minha cabeça já não aguentava mais.





(...)


 

Acordei super disposto, olhei a hora no celular e marcavam 20 horas, caralho, dormi muito! Levantei, lavei o rosto, tomei um banho, coloquei uma roupa folgada: Uma bermuda e uma camiseta. Depois disso tudo eu desci, estava com muita fome, precisava comer, comer e muito.
 

Antes de descer eu parei no quarto de Sakura, que ficava de frente para o meu, e tentei abrir a porta, estava trancada. Suspirei e coloquei meu ouvido na porta para ver se ouvia alguma coisa, mas não ouvia nada.
 

Desci as escadas rumo a sala e parei ali. Olhei para todos os lados em busca de uma louca rosa, mas nada de entra-la. Acabei de descer todos os degraus e sentei no sofá, mas em um passo de mágica eu fui rumo a cozinha e... Nada para comer.

 

Nenhum Lámen, nenhum arroz, feijão, macarrão, bife, batata frita... Enfim, não havia nada. Suspirei em derrota e peguei um biscoito recheado e fiz um chocolate quente. Fui para a sala, cruzei minhas pernas e apoiei a xícara com o chocolate quente, abri o pacote de biscoito e comi.

 

– Vocês viram a Sakura? – Perguntei.

 

– Não, dobe. Ela ainda não voltou com a Temari.

 

– Caralho, vou ligar para ela. – Peguei meu celular no bolso da bermuda e liguei.

 

“Sua chamada está sendo encaminhada para a caixa de mensagens, deixe o seu recado após o sinal! ”

 

Ela não atendeu. Então eu tentei novamente.

 

“Sua chamada está sendo encaminhada para a caixa de mensagens, deixe o seu recado após o sinal! ”
 

Novamente ela não atendeu. E como eu sou um pouco brasileiro eu não desisto nunca. Liguei novamente.
 

“Sua chamada está sendo encaminhada para a caixa de mensagens, deixe o seu recado após o sinal! ”

 

Desisto. Resolvi deixar uma mensagem de voz.

 

“ – Sakura, Sakura-Chan! Onde você está!? Eu estou preocupado, desde cedo você não retorna para casa, então... É... Me liga assim que ver essa mensagem! ”
 

– Deixei um recado, espero que ela veja logo! – Disse aflito.
 

– Aí cara, esquece essa garota que você denomina de irmã. – Disse Karin.
 

– Karin, não ferra! – Falei nervoso.
 

– Vou falar para Tia Kushina que a filinha rebelde dela não voltou até agora para “casa”.
 

– Ai esqueça ela, ela já virou o centro das atenções mesmo não estando presente. Esqueçam ela. – Ela disse indo em direção a Shikamaru – Nossa, Shika, senti tanto sua falta... – Disse ela se sentando no colo dele.

– Ino, sai! – Bradou a afastando de si.

 

De repente a porta se abre e por ela entram Sakura e... Temari. Ela fechou a cara e olhou com puro ódio para a cena que acontecia ali.

 

– Que merda é essa? – Questionou batendo a mão no sofá.
 

– Eu poço explicar, amor! – Shikamaru tirou Ino completamente de cima de si e tentou se explicar. – Olha, essa louca, ela... – Temari o interrompeu.

 

– Você vai me explicar, é claro que vai! Mas você... – Ela fechou a mão. – Você já era!
 

Não precisa nem ser uma pessoa muito inteligente para saber que Temari avançou em Ino. Ela correu em sua direção, pegou no cabelo amarrado de Ino e puxou para perto de si, e socou seu rosto. Ino cambaleou um pouco para trás e Temari aproveitou isso para derruba-la. Temari prendeu os dois braços de Ino com suas pernas, sentou em cima da mesma, e foi ai que começou uma série de tapas na cara da loira periguete.
 

– SOCORROOOOOOOO! – Gritou ela. – Me-e... Me ajuda! AAAAAAAAAAAAAAAAAAA!
 

– Você gosta de dar em cima dos namorados dos outros? Agora aprende. – Recomeçou a série de tapas pelo rosto de Ino.
 

Tenten, vendo que sua amiga estava apanhando tomou partido, ela já não gostava de Temari, nunca gostou, então pegou pelas “marias-chiquinhas” de Temari a tirando de cima de Ino e começou a estapeá-la.
 

– EPAAAAAA! Duas contra uma é covardia! – Se meteu Sakura indo para cima das duas.
 

Ino estava levantando para ir para cima de Temari, só que Sakura chegou e deu um chute na cara da mesma. Sakura pegou no cabelo dela, a virou de bruços e arrastou a cara dela pelo chão da casa.

 

Hinata e Karin foram para bater em Sakura, Só que Neji e Gaara entraram na frente rapidamente. Enquanto Ino levava uma surra, Temari se recompôs e começou a distribuir socos em Tenten.

 

Depois de um tempo, eu, Sasuke, Shikamaru e Sai, resolvemos nos envolver. Eu e Sasuke separamos Sakura e Ino, e Shikamaru e Sai separaram Temari e Tenten!
 

– Me soltaaaaaa! Deixa eu acabar com essa vagabunda! – Gritou Tenten.

 

– Acabar? Você estava apanhando sua ridícula! – Esbravejou Sakura.
 

– Gente, isso aqui era para ser uma viajem para relaxarmos, e não brigar! – Falei tentando amenizar a situação!

 

– Vai tomar no cu, Naruto! Não pode ver um rapo de saia que esse pinto já fica pulando, otário! E foda-se essa porra toda! – Sakura falou e saiu correndo para fora da casa.

 

Estou me sentindo malandramente ferrado.
 

 

 

 


Sasuke
 

Vi Sakura saindo correndo, sem que ninguém me visse eu a segui. Conforme Sakura corria eu já deduzi para onde ela iria, e no fundo, lá no fundo eu já sabia antes dela pensar para onde ir. Ela abriu a porta da sauna e entrou batendo-a, hesitei um pouco antes de abrir a porta, mas internamente pedi uma dose de coragem ao garçom e abri.

 

Ela estava encolhida num canto da sauna e nem me viu entrar, me sentei ao seu lado e fiquei um bom tempo em silêncio sem ser notado por ela. Quando ela finalmente me notou, me fitou desnorteada e suspirou.

 

– O que faz aqui?

 

– Nada! – Descruzei os braços relaxando.
 

– Como nada? – Fez cara de confusa.
 

– Eu resolvi vir pensar um pouco na vida, não posso? – Fui irônico.
 

– Faça como quiser, Emo desgraçado! – Se desencolheu e tomou uma postura mais séria.
 

– Sem armaduras, sem ataques, seja você, como aquela vez! – Ela pareceu pensar, pensar de novo, repensar... Ponderar a ideia, e até que ela suspirou e me olhou com um olhar tão perdido e... Inocente?

 

– Você lembra? – Perguntou. E percebo que ela está se referindo ao passado.
 

– Lembro. – Fiquei um pouco em silêncio, até suspirar e por fim responder.
 

– Engraçado, você está fazendo o papel do meu irmão! E eu... Eu te chamava de irmão, lembra? – Ri por ela lembrar logo disso.

 

– Você me chamava de porto seguro! – Olhei no fundo das suas íris verdes.

 

– Você dizia que eu era uma calmaria em meio a uma tempestade. – Ela me devolveu o olhar na mesma intensidade.
 

Não tiramos os olhos um do outro, fomos nos aproximando e eu já sabia o que iria acontecer. Mas de repente como uma voz brigando comigo, minha consciência me lembrou, a aposta. Eu tinha que seduzi-la, não apelar para um sentimento de “velhos amigos” do passado.
 

Em um rompante eu parei aquela aproximação.
 

– Espera, não quero me aproveitar de você por você estar frágil... – Ela me interrompeu.
 

– Mas eu quero! – Falou antes de me beijar. Sem esforço, apenas me beijou, demorei um pouco para retribuir, mas rapidamente consegui acompanhar.

 

 

 

E eu acho que estou me sentindo malandramente... Não sei o que estou sentindo.


Notas Finais


Hey! E ai?? Gostaram??

Gente peço desculpas pois eu sou uma negação em look's femininos, se vocês acharem ruins por favor me avisei para mim tentar melhorar!

Para quem vai sua torcida?? #SasuSaku?? #GaaSaku?? #NejiSaku?? #AlguémSaku??

Beleza... Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...