História Maldita Piralha - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Personagens Anastasia Steele, Christian Grey, Jason Taylor, Personagens Originais
Tags 50 Tons De Cinza, Romance, Sexo
Exibições 110
Palavras 1.473
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Como eu não tinha nada para fazer acabei terminando ele cedo!

Capítulo 6 - Noite de provocações


Fanfic / Fanfiction Maldita Piralha - Capítulo 6 - Noite de provocações

 

Eu suspiro sentada no banco do carro acho que a partir de hoje não vou ser mais vigem sei que estou preparada mais será que irei conseguir fazer isso, sou cheia de manias,sei que sou insuportavel na maioria das vezes,  mas gosto dele isso já é um começo, sei que isso não é um namoro como sua mãe disse, se precisar parar e sair eu vou faze-lo.

-Chegamos  Srta. quer que eu aguarda aqui?- Harry me olha dou um sorriso.

-Não pode ir para casa qualquer coisa pego um táxi, mande um oi para seu filho por mim!- ele sorri- Boa noite Harry!

-Boa noite Stra. Médici!- eu saio do carro , ando para dentro do Escala devo admitir ele tem bom gosto.

No elevador parece que não vai chegar sera que estou tão anciosa assim? Isso so pode ser loucura, ele deve ser pelo menos 10 anos mais velho que eu, mas foda-se estou nem ai se ele esta interessado em mim eu é que não vou ser trouxa de dispensar um homem desse. As portas se abrem e eu observo seu apartamento é bem grande e amplo ele veem ao meu encontro.

-Alyssa!- sua voz esta rouca.

-Christian!- ele me segura pela cintura e sua boca cobre a minha enlaço seu pescoço, sinto sua ereção em minha bariga quebro o beijo- Preciso de ar Christian!- ele sorri.

-Esta com fome?- nego ele me olha de cara feia.

-Jantei com minha avó!- ele ergue as sobrancelhas. Ele me pega pela mão e nos sentamos no sofá, coloco meu celular ao meu lado.

-Já contou a seu pai que somos namorados?- o encaro.

-Vai querer sair por ai mesmo me apresentando como sua namorada?

-Se você não quiser eu paro!

-Não é que eu não quero, só que ninguém me pediu em namoro ainda também tem que falar com meu pai!- ele me deruba no sofá ficando por cima eu encaro seu rosto.

-Você quer namorar comigo?- pergunta de uma maneira fofa.

-Sim!- uma de sua mãos percore minha coxa nua devido a saia que acabou subindo.

-Tenho uma pergunta?- ele me encara como se pedi-se para continuar- Você não permite que eu te toque a todo momento ou só na sala de jogos?

- A todo momento não quero que você me toque! Por que fez essa pergunta?

-Meu pai não gosta de ser tocado quando ele era criança ele se perdeu em uma viajem e eu acho que o agrediram!- ele ergue as sobrancelhas.

-Então como sua mãe vazia?

-Ela o entendia todos dizem que ela era uma mulher incrivel mas não tive a chance de conhece-la! Ela pouco antes de eu nascer!- ele me olha.

-Desculpe!

-Tudo bem todos nos temos algo que quer esqueçer ou não comentar!- eu o encaro nos olhos-  Vou tocar seu rosto posso?- ele faz que sim com a cabeça toco toda a extenção do seus rosto com as mãos ele fecha os olhos, acaricio seu couro cabeludo ele passa os braços pela minha cintura.

-Antes de eu conhecer você achi que estava vivendo no escuro!

-Sua ex-namorada!

-Sim, seu jeito mal educado trouxe humor para min, seus olhos azul cinzentos me deixaram hipnotizado! Você é tão bonita!- ele me ergue dou um pequeno gritinho de susto- Dorme comigo?

-Sim!- ele deita a cabeça de lado seguro em seus braços.

-Sabe o que eu quero dizer com dormir comigo?

-Sim vamos fazer sexo!

-Que bom que sabe!- ele me solta ele me leva até uma porta- Esse é meu quarto!- eu entro e ele fecha a porta.

-Vou dormir com você hoje?

-Sim não quer?- me vira de frente para ele.

-Eu nunca dormi na mesma cama com alguem, eu não sei se vou gostar!- ele segura meu queixo me fazendo encarar seus olhos.

-Vou cuidar de você sempre!

-Promete!

-Prometo!- ele vai até a cama e afasta as cobertas veem ate mim seus lábios tomam os meus de forma gentil, ele para e se ajoelha tirando minha sapatilha, depois desce minha saia passa o nariz em minha coxa- Seu cheiro é maravilhoso Alyssa!- ele tira a pequena camiseta que eu usava, me deixando então apenas de calçinha e sutiã a sua frente, ele começa a se despir revelando as cicatrizes em seu peito, sua calça em pouco tempo esta jogada em uma canto do quarto assim como seus sapatos e meias-  Vire-se!

Faço o que ele pede, Chrisitam afasta meus cabelos e abre fecho do suatiã o fazendo escoregar pelos meus braços e cair no chão, eu um movimento rápido estou sendo prensada no colchão dessa vez não solto um grito.

-Fique parada!- ergo as mãos e as junto acima de minha cabeça- Boa garota!- ele desce seus lábios pelo meu pescoço sinto me arrepiar inteira, ele chega nos meus seios coloca um na boca mordo os lábios para conter  um gemido- Não se prenda quero te ouvir!

Eu solto um pequeno gemido quando ele belisca meu outro seio enquanto se amamenta de min, ele  desce a mão ate minha calçinha e a afasta coloca dois dedos dentro de mim, eu solto um gemido mais alto, ele empurra sua ereção em mim sinto labaredas de fofo percorem meu corpo, aperto minha mão uma na outra.

-Você é tão gostosa!- ele movimenta seus dedos eu me arqueio em sua direção- Goze para mim!- ele mordisca minha orelha me sinto tremer inteira começo a respirar com dificuldade- Esta pronta?- pede depois de um tempo faço que sim- Você não toma pirula não é?

-Tomo sim tenho problema em regular minha mesntruação e colicas muito fortes!- ele tira sua cueca me deixando ver seu pau, isso ai vai entrar dentro de mim?

-Assustada?- pede enquanto sobe em mim de novo.

-Não só um pouco apreensiva!- ele fica entre minhas pernas.

-Não vou mentir talvez doa um pouco!- ele começa a me penetrar sinto uma fisgada ele me beija e se coloca inteiro, estou com um pouco de dor mas sua boca não deixa a minha me fazendo sentir de certa forma confortavel.

-Pode se mover!- ele entrelaça suas mãos as minhas e faz o primeiro movimento o prazer eradia pelo meu corpo ele beija meu pescoço- Mais rápido!- sinto seus sorriso em minha pele ele aumenta os movimentos e eu grito de novo quando ele me vira de bruços me dando um tapa na bunda.

-Fique de quatro!- faço o que ele pede ele me penetra novamente cada estocada  aperto com mais força o lençol da cama, ele segura meu cabelo em um rabo de cavalo- Você me deixa louco com sua boca mal educada!- ele esta indo com força a unica coisa que sei fazer e gemer por mais ele me da outro tapa- Você é só minha!- sinto chegar perto daquela sensação boa de novo- Venha comigo!- sua voz me rouca me faz gozar caio de bruços na cama ele se deita ao meu  lado o encaro.

-Você me bateu!

-Desculpe você me faz perder o controle com sua mania de me impedir de falar, como tem sempre um resposta para tudo! Se te machuquei desculpe!- pede pegando uma mecha do meu cabelo.

-Não eu gostei!- ele me olha sorrindo.

-Do sexo ou  de eu ter te dado uns tapas?-consigo sentir o humor em sua frase.

-Dos dois acho que vou gostar de fazer isso!- ele se coloca em cima de mim- Não ficou assustado quando puxei seu cabelo?

-Acho que você pode tocar nos meus cabelos só não passe do pescoço!- seguro seus cabelos de novo e aproximo monha boca do seu ouvido.

-Me foda de novo!- sinto seu membro subir. Ele ergue minha perna enroscando em sua cintura- Com força!- ele me da um tapa estalado na perna modo os lábios ele me penetra com tudo me fazendo puxar seu cabelo com força.

-Alyssa!- ele geme  baixo enquanto estoca com mais força ele abocanha meu sei esquerdo eu aranho sua nuca, céus esse homem vai me deixar sem andar desse jeito- Vai aprender a nunca mais me provocar!- ele morde minha bariga eu dou um pequeno tapa em sua cara quando ele me olha, ficamos nos encarando com ele ainda entrando e saindo de dentro de mim.

-Nunca Grey!- falo quase como num gemido ele ataca minha boca em um beijo nada gentil, minhas mãos estão de volta a seu cabelo.

-Venha para mim!- tenho um orgasmo e sinto ele se derramar em mim, Christian deixa seu peso sobre mim enquanto recuperamos nossa respiração. Ele sai de mim me fazendo sentir um vazio, me viro para ele sonolenta- Durma Alyssa amanha continuaremos!

-Boa noite Christian!

-Boa noite!- ele me puxa para si- Vire-se !- me viro de modo que fico de costas para ele, Christian me cobre e depois cheira meu pescoço enquanto passa uns braço ao meu redor deixo-me levar pelo sono.


Notas Finais


Talvez eu demore para postar o próximo pois tenho semana de prova na escola!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...