História Maldita Piralha - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Personagens Anastasia Steele, Christian Grey, Jason Taylor, Personagens Originais
Tags 50 Tons De Cinza, Romance, Sexo
Exibições 89
Palavras 882
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem!

Capítulo 7 - Quem é Henry?


Fanfic / Fanfiction Maldita Piralha - Capítulo 7 - Quem é Henry?

Abro meus olhos o quarto esta totalmente escuro exceto pala luz da lua que entra pelo vidro, meu estomago reclama de fome, o braço de Christian me segura firme, sinto sua respiração em meus cabelos, muito delicadamente afasto seu braço, me sento e procuro algo para vestir encontro minha calçinha e sua camiseta não vou colocar minha roupa novamente. Caminho para fora do quarto atravesso a sala indo em direção a cozinha um bip chama minha atenção. Meu celular vibra no sofá o pego me sentando é uma mensagem de Henry.

"Onde você esta?"

"Na casa do meu namorado, pare de me incomodar!"

Bloqueio o celular o largando no sofá novamente,  vou para cozinha procurar algo para comer, acho um iogurte de morango coloco em uma tigela que demorei um pouco para achar, me viro para  sentar no balcão quando vejo Cristian com meu celular , ótimo vai da merda. Eu caminho até ele largando a tigela no balcão.

-Christian?- chamo sua atenção ele me encara consigo ver raiva em seus olhos.

-Quem é Henry?

-Foi quase me namorado!- ele se vira e caminha até o piano começando a tocar vou até ele.

-Você o ama?- pede parando de tocar e me encarando seriamente.

-Não, nem cheguei a namorar com ele!- ele fica de pé a minha frente.

-Não quero mais que você o veja!- lhe encaro seria.

-Christian ele é meu amigo!

-Não quero você perto de alguém que quase foi seu namorado!- faz bico eu bufo irritada.

-Christian deixa de ser criança o máximo que rolou entre a gente foi um beijo a muito tempo! Vai dizer que você não tem contato com uma mulher que já levou para cama!- ele fica em silencio- Esta vendo ele é apenas meu amigo!

-Mas..não...

-Você tem algum receio que eu possa me envolver com ele?- ele faz que sim.

-Não quero perder você! Eu sinto que ele pode de alguma forma tirar você de mim! Você é minha!- eu dou um sorriso.

-Ele não vai! Eu escolherei você sempre!- eu me aproximo e o beijo ele segura minha cintura, meu estomago volta a reclama paro de beija-lo- Estou com fome!

-Achou o que comer?

-Sim!- vou pegar a tigela e ele se senta ao piano me sento ao seu lado.

-Achei que você tinha ido embora!

-Por que eu faria isso?

-Geralmente quem acorda de madrugada sou eu, acordo e você não esta na cama?

- Sentiu minha falta?- pergunto em quanto coloco uma colher cheia na boca ele observa cada movimento meu.

-Parecia que faltava alguma coisa!- ele coloca uma mecha do meu cabelo atrás da orelha.

-Você tem pesadelos?

-Sim eu tive um começo bem difícil!- eu termino de comer e ele me encara de uma maneira diferente seus olhos parecem queimar em mim, ele segura meu rosto com as mãos- Esta sujo!- ele beija o canto da minha boca e sua língua escorrega para dentro dela parecia estar com fome me puxa para seu colo me sento de lado segurando com força a tigela- Você é viciante!- ele pega a tigela e a coloca no banco,  fica de pé e eme solta  depois vai para o lado se esticando para baixar a tampa do piano, depois me agara  me deitando sobre ele- Não grite!- ele abaixa suas calças e afasta minha calçinha.

Ele inicia um ritmo forte eu aranho sua nuca e ele geme em meu ouvido, sua boca desce para meu pescoço onde da uma pequena mordida, ele me olha sorrindo e começa a abrir os botões de sua camiseta que eu usava  tento arranjar um lugar onde eu possa me agarrar ele sai de dentro de mim, seguro nas bordas do piano, fecho os olhos ao sentir seus beijos pelo meu baixo ventre, ele tira minha calçinha abro os olhos ele a cheira e deixa cair no chão.

-Fique quieta pequena!- ele a sopra o lugar mais sensível do meu corpo agora solto um gemido e aperto mais o piano e começa beijar toda extensão do meu sexo, começo a gemer mais alto - Seu gosto é tão bom!- eu sinto que estou quase la mas ele para mordo os lábios para não chinga lo ele me puxa- Segure!- ele volta a sentar comigo no colo, ele se coloca novamente dentro de min e depois entrelaça nossas mãos- Mova se baby!

Começo a fazer movimentos de subir e descer com ele dentro de mim o prazer percorre meu copo rapidamente cada vez mais rápido e forte, aumento o ritmo e ele me beija  segurando minhas mãos atrás de minhas costas. Sinto aquela sensação crescer dentro de mim e novo, dessa vez ele permite que eu tenha um orgasmo, deito a cabeça em seus ombro.

-Primeira vez que faço sexo sem deixar ou ficar completamente nu!- ele fala baixo ainda esta dentro de mim o que é bom.

-Eu também nunca fiz sexo em cima ou no banco de um piano!- ele ri roucamente, meus olhos pesam.

-Vamos para cama Alyssa!- eu me levanto de seu colo e coloco minha calçinha de novo, ele pega minha mão me guiando até o quarto estou sonolenta, me deito novamente e sinto a cama afundar e ele novamente me abraçar- Boa noite!

-Boa noite!-  digo antes de fechar definitivamente os olhos.


Notas Finais


Então?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...