História Maldita Piralha - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Personagens Anastasia Steele, Christian Grey, Jason Taylor, Personagens Originais
Tags 50 Tons De Cinza, Romance, Sexo
Exibições 52
Palavras 992
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ia postar ontem mas não tive tempo!

Capítulo 8 - Meu quarto


Fanfic / Fanfiction Maldita Piralha - Capítulo 8 - Meu quarto

Abro novamente meus olhos desa vez quem me acordou foi o sol, Christian ainda me segura mas dessa vez também esta com uma perna entre as minhas como se tivesse medo de que eu pudesse escapar para algum lugar, começo a me mecher e ele também.

-Bomdia pequena!- falaem meu ouvido.

-Bom dia Christian!- eu me sento na cama minhas pernas estão moles ele beija meu ombro.

-Dormiu bem bebê?-  pergunta percebo que ele me chama como se eu fosse uma criança.

-Por que sempre me chama assim?

-Como?

-Pequena, bebê isso é bulling sabia só por que sou pequena!- faço biquinho ele sorri pegando meu rosto com as mãos.

-Você sempre será minha pequena pois seu corpo delicado cabe perfeitamente em meus braços, bebê pois você não passa de uma piralha mas não consigo ficar londe de você!- nossa o começo romantico mas o final.

-Não fique! - ele encosta sua boca na minha me afasto- Estou com mãu alito!

-Não me importo!- sua linguão invade minha boca.

-Percebi!- ele fica de pé faço o mesmo.

-Você primeiro!- diz apontado para o banheiro, olho para ele quanto passo em sua frente sinto um tapa em minha bunda.

-Tarado- digo quando fecho a porta,  fico em frente da pia noss estou com cara de quem foi fodida, dou risada em silencio do meu propio pensamento.

Assim que abro a porta do banheiro resolvo por a mesma roupa de ontem pois não tinha outra, ele passa por mim e não disfarça ao olhar meu corpo molhado pelo banho enrolado na toalha, reviro os olhos.

-A uma calçinha para você em cima da cama_ fala e fecha a porta me visto novamente e espero sentada na cama responde as mensagens do meu pai, avô e dizendo a Henry para me deixar em paz.

-Quer secar os cabelos?- pergunta  indo para o clooset.

-Não estou bem assim, não gosto de secar meus cabelos!- ele demora um pouco mas volta vestindo calça jeans e camiseta.

-Vai ficar doente!- me olha feio.

-Não Christian não vou!- saimos do  quarto e caminhamos até a cozinha veejo uma mulher loira fazendo algo.

-Alyssa essa e a Sra .Jones! Sra.  Jones essa é a Srta Médici minha namorada!- a mulher sorri para mim retribuo.

-O que vai querer Sr. Grey?

-Bacom com ovos! ele responde e seu celular apita ela olha para mim.

-E você Srta. Médici?

-Eu aceito algumas frutas se tiver ou iogurte com granola!- ela se vira para atender meu pedido.

-Não vai tomar algo?- pede Christiam ao meu  lado.

- Qual o problema com a comida Grey?

-Nenhum so não quero que passe fome e que disperdice comida!- Sra Jonnes poe iogurte com granola no meu prato- Vai comer so isso?

-Sim Sr. Irritante caso tenha esqueçido não gosto de carne e aqui não tem frutas!- faço beiço.

-Sra. Jonnes poderia ir comprar tudo que uma pessoa que não come carne gosta!- ela faz que sim e sai da cozinha- Agora você tem o que comer bebê!-  dou um sorriso.

-Obrigado!- fico de pe mais perto dele ele congela- Vou beijar seu rosto!- quando ia encostar minha boca em sua bochecha ele vira o rosto e me beija fortemente.

-De nada é um prazer atender seus pedidos Srta. Médici!- ele sorri de lado  eu apenas reviro os olhos e começo a comer seu telefone toca e ele vai atender termino de comer em silencio Sra. Jones entra na cozinha.

-Sra. Jones!- ela se vira para min- Quero café preto sem açucar por favor!- ela faz que sim com a cabeça indo pegar o que pedi , Christian se senta ao meu lado-  Aconteceu algo?

-Ele nega!- acho que ele não quer que eu saiba tudo bem, começo a tomar meu café.

-Gosta de café?

-Sim mas tem que ser preto sem açucar!- ele ergue as sobrancelhas- Que foi?

-Você é diferente!

-Claro né ja pensou se todo mundo você chato e controlador como você!

-Como sabe que sou controlador?- pergunta se virando para mim.

-Meu pai não gosta de ser tocado e maniaco por controle apenas achei que você fosse assim também, acertei no chute!- eu fico de pé- Tenho que ir!- vou pegar meu celular de onde eu deixei ele. Ele fica de é perto do elevador seu motorista fala algo para ele.

-Quer uma carona até em casa?

-Sim por favor!- entramos no elevador.

-Você quer discutir o acordo quando?- ele pergunta me encosto na parede do elevador.

-Quando você não estiver ocupado com sua empresa não quero incomoda lo!

-Você nunca me incomoda! Amanha em um jantar pode ser?

-Sim Christian!- as postar abrem ele pega minha mão, o motorista abre  a porta e entramaos no carro, quando ele começa a se deslocar pelas ruas me aproximo de Christian que fica muito parado.

-Para onde Srta. Médici?

-Meu apartamento sabe onde fica?

-Sei Srta. Médici!- Christian começa a passar o polegar pela minha mão.

-Vou deitar no seu ombro!- digo um pouco baixo e encosto minha cabeça em seu ombro.

-Ainda cansada pequena?

-Um pouco digamos que acordei de madrugada coisa que nunca faço!

-Desculpe!- eu me viro e beijo seu pescoço ele não diz nada apenas aperta minha mão o resto do trajeto foi em um silencio confortavel. Seu motorista para em frente ao meu prédio olha para Christian que me beija levemente-  Sentirei sua falta, até a manha a noite pequena!

-Até Christian!- eu saio do carro- Thau Taylor!

-Até amanha Srta. Médici!

Assim que entro no meu apartamento Martha esta limpando a sala, a comprimento e vou para meu quarto, ao chegar la me jogo na cama e penso em tudo que aconteceu, estou namorando um dos homens mais bonitos do mundo, ha sou um máximo. Volto a deitar e ligo a tv ainda pensando naquele homem. Abraço o traveseiro será que um dia vou transar com ele aqui? A ideia me faz morder os lábios e apertar as pernas.


Notas Finais


A história esta ficando boa?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...