História Maldito Jeon Jungh...Jeongguk! - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Fluffy, Gêmeos, Jeongguk, Kookv, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 177
Palavras 896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FELIZ DIA DAS CRIANÇAS COM UM PEQUENISSIMO LEMON!

Isso foi tão errado né gente? Não me aguentei até sabado auhsuahs

Repito novamente: Não coloquem expectativas demais.

Capítulo 6 - 5.5 - União


“Tae...” Murmurou manhosamente assim que sentiu os lábios cheios e sedentos do loiro tocar a pele exposta de sua derme; aquilo era excitante demais. “Tae, eu nunca fiz isso com ninguém.”

“Tá tudo bem, você confia em mim?” Taehyung que antes estava com os lábios colados em seu pescoço, afastou-se minimamente de si apenas para lhe encarar nos olhos e sorrir ternamente.

Não era porque Jeon não confiava no Kim, longe disso, confiava até demais no (futuro) namorado; entretanto, nos seus planos, jamais passou por sua cabeça que vir para a casa de Taehyung para lhe fazer companhia, - já que Youngbin e todo resto da família estaria fora – fosse lhe resultar beijos e toques em lugares propositais, até levar para onde os dois garotos estavam naquele momento: parcialmente nus e com uma ereção já formada no meio das pernas.

“Eu confio... Só tenho medo de fazer algo de errado.” Disse colando seus lábios rapidamente com o do garoto acima de si, levando as mãos para o quadril do mesmo e apertando a gordurinha que ali se encontrava; tão gostoso.

“Não se preocupe.” Levou um susto com a forma repentina em que Taehyung desabotoou suas calças e puxou bruscamente a peça junto de sua peça intima. Não teve tempo algum de raciocinar para onde elas haviam ido para, quando Taehyung tirou o restante de sua roupa ficando nu igualmente a si. Sentiu a tão famosa explosão de excitação que muitos de seus colegas falavam, e sentiu ainda mais vontade de fazer todas as coisas ‘perigosas’ que iriam fazer. “Apenas relaxe, huh? Você não vai precisar fazer nada demais, meu amor.”

Em um segundo Jeongguk tentava ligar os pontos de todas as perguntas sem respostas que tinha consigo mesmo, noutro gemia arrastado por ter seu pênis abocanhado pela boca rosada e carnuda de Taehyung. Não teve tempo alguma de raciocinar, apenas se entregava ao prazer extremo que experimentava pela primeira vez; receber um boquete era mil vezes melhor do que bater o famoso um contra cinco.

Os dedos já estavam esbranquiçados de tanto apertar o lençol branquinho do loiro; o suor escorria por suas têmporas, e sem que percebesse, sua visão ficava nublada e o ápice tão almejado por si lhe atingia por inteiro.

Sentia-se extasiado com o que a boca de Kim Taehyung podia fazer.

“Vou precisar da sua ajuda agora, Jeon.” Taehyung ditou, engatinhando para perto de Jeongguk e esticando seus braços para a gaveta do criado mudo; tirou de lá um lubrificante comum, e voltou logo em seguida para o seu lugar – ou para cima do colo do moreno. “Como é a sua primeira vez, não iremos usar camisinha, e eu também confio em você para algo assim.”

“Eu vou...?” Não precisou de muito para Taehyung entender e soltar um riso contido; até nessas horas Jeongguk conseguia ser fofo.

“Sim, você vai, okay? Mas da próxima vez não prometo nada.”

Jeongguk já se sentia paudurecer com o movimento de vai e vem proporcionado pelo quadril do Kim e pelo atrito dos pênis; com os dedos estendidos por ordem de Taehyung, Jeongguk via o liquido viscoso ser despejado e espalhado vagarosamente por todos os três dígitos. Aquela cena era excitante demais para si. Jamais pensou que o loiro conseguisse fazer expressões tão sexys em um momento como aqueles, ou que até mesmo pudesse leva-lo a loucura simplesmente por ter o pênis alheio atritando com o seu.

Podia até ser virgem, mas não era idiota, e sabia muito bem que a partir daquele momento eram os seus dedos que dariam prazer para o Kim.

Não se sentia nervoso como imaginou que ficaria quando penetrou cuidadosamente o indicador na entrada apertada do loiro, apenas se sentia ainda mais excitado com os gemidos um pouco sôfrego do garoto encima de si.

“Pode mexer.” Não soube direito como fazer, mas assim que o quadril do garoto começou a se remexer e sentiu os lábios molhados dele em seu pescoço, sentiu que poderia fazer tudo naquele momento.

E assim foi o primeiro, segundo e terceiro dedo, e sem que desse conta de seus próprios atos, Jeongguk tinha o seu pênis estocando bruscamente o interior do Kim. Ambos gemiam em deleite aquele momento, apreciando a união dos dois corpos e o prazer que podiam ter ainda mais quando existia um certo sentimento os preenchendo. Era um emaranhado de emoções e sentimentos que jamais sentiram antes.

Não demorou muito para Taehyung gemer arrastado e gozar fortemente contra o lençol branco; foi preciso mais algumas estocadas para que Jeongguk gozasse mais uma vez naquela noite, e se jogasse ao lado do Kim logo depois.

“Isso foi sensacional.” Murmurou fracamente próximo a Taehyung, puxando o corpo nu do garoto para perto de si, e o abraçado ternamente. “É nessa hora que a gente toma banho?”

“Sim, é.” Confirmou. “Mas eu quero ficar mais um pouquinho aqui com você!” Apertou o moreno em um abraço desajeitado e encheu o rosto do mesmo de beijo.

“Então essa é a famosa rapidinha?” Indagou Jeongguk, em um tom brincalhão, recebendo um soco em seu braço por parte do mais velho.

“Pode até ser rapidinha agora, mas espera pelo segundo round para você ver.”

Ambos apenas riram um para o outro, trocando logo depois um beijo carinhoso.

Ali, no meio de todo suor, lençol sujo e bagunçado, Jeongguk e Taehyung vivenciavam só o começo de uma união sem fim. 


Notas Finais


E ai, ficou razoavel? PELO AMOR DE DEUS ME DIGAM A OPINIÃO DE VOCÊS!

Esse é o segundo lemon que faço, o primeiro provavelmente aqui já leu, mas eu resolvi deletá-lo porque simplesmente odiei ele em um certo momento. Eu sei que esse tá bem pequeno, que muitos podem ficar "mas isso de palavra pode ser considerado um bom lemon?" nem eu sei bicho, mas eu tentei o meu máximo, meu objetivo desde o principio era por um lemon nem que fosse fajuto, e aqui está ele.

Espero que tenha agradado nem que for um pouco; sei que podia ter sido melhor, sei disso, mas vocês me dão um desconto, não é mesmo? hehe

Enfim, eu não sei se posto último capitulo agora no sabado, ou deixo para semana que vem, mas é, ultimo capitulo nenes :(

enfim, cataxau <3

BEJO NA BOCA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...