História Malec ➰ Aku cinta kamu! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shadowhunters
Tags Alec, As Crônicas De Bane, Gay, Instrumentos Mortais, Magnus, Malec, Shadowhunter
Visualizações 257
Palavras 1.195
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Seguinte... essa "fanfic" eu escrevi a muito tempo atrás, em outro app de livro e tipo... vai parecer que eu copiei da série mas na real eu escrevi 2 semanas antes de passar o episodio.

Quando deu o tal episodio eu fiquei tipo "Meu Deus parece os 2 capítulos que eu postei"

Capítulo 2 - Começo de um encontro


Alec e Magnus colocavam o papo em dia no caminho para o tal bar. Eles estavam conversando sobre algo que envolvia a Clave, mas nem eles se lembraram qual era as palavras exatas ditas.

Ao chegar no bar Alec repara em uma placa onde estava escrito "desde 1947" em letras vermelhas. ele não pode não pensar que Magnus deve ter visto a inauguração do local.

- Terra para Alec! - Magnus tentava chamar sua atenção.

- desculpe. - Alec disse.

Alec se sentou e puxou um banco para que Magnus sentasse em seu lado.

- Eu nunca tinha reparado nesse bar. - Alec comentou.

- Eu já vim aqui uma vez ou outra. - deu dê ombros.

- Magnus? - pergunta uma garçonete que já estava o fitando desde quando entraram pela porta.

Magnus olhou a Garçonete com desdem.

- Ah..oi Nina - fala meio aflito.

-fazia um tempo que você não aparecia! - Ela exclamou - quem é ele? mais um? - perguntou sem desviar o olhar em Alec.

Alec naquele momento se perguntou quando Magnus ja deve ter trazido para esse mesmo bar.

Ficou um silêncio constrangedor por alguns segundos.

- entendi.. - falou pôr fim e então foi atender um pedido de um homem que estava clamando por alguém que o atendesse.

- quantos vc já trouxe aqui? - Alec perguntou simplesmente.

- passado é passado! - afirmou com frieza.

- quantos?! - agora foi Alec quem falou com frieza, sem olhar para o rosto de Magnus.

- Alec não importa... - Magnus falava calmo.

- Pra mim importa - Alec se virou para ver o rosto de Magnus - quantos?

- sei lá uns 12!

Alec ficou paralisado por um momento.

- só aqui?

Magnus balança a cabeça em sinal de sim.

- ótimo! - Alec ironizou.

Alec se levantou mas Magnus o puxou pelo braço.

- Alexander..Eu.. - Magnus não conseguia achar as palavras certas para usar naquela situação. Alec revirou os olhos e se sentou novamente - só vamos esquecer!

Alec pensa em poder sair por aquela porta e tudo o que ele fez ter sido em vão..mas finalmente ele estava gostando de outra pessoa sem ser seu parabatai.

- pelo anjo.. - falou baixo e suspirou - ta bem. - então sorriu.

- ta bem!

- só não quero ser mais um na sua lista de pessoas - Alec explicou.

- Alexander, você nunca será mais um

Magnus agarrou as mãos de Alec que o encarava com um sorriso fraco.

- Pare de me encarar - Alec pediu, corado.

- Pare de ser fofo! - falou baixo mas com emoção e então voltou sua atenção para o bar-men que estava querendo anotar o pedido.


..................

O encontro rolou bem. Conversaram por umas 2 horas até Alec ser chamado para uma missão e sair correndo, pedindo desculpas por qualquer coisa.

Magnus estava feliz por mas que não tivesse rolado nada.


..................

Magnus tinha acabado de acordar com o Presidente Miau encima de sua cabeça.

Magnus não tinha o porque se levantar, não tinha nada importante para fazer.

E então o telefone começa a tocar.

- Hoje não é meu dia.  Magnus sussurrou pra si mesmo, Presidente miau saltou de cima de Magnus e encarou o celular que ainda tocava - Ta!eu atendo! -Magnus estralou os dedos e o telefone apareceu em suas mãos -Alô! - atendeu sem olhar quem era e então se assustou com a voz de quem estava na outra linha.

- oi - Disse Alec calmo.

Magnus ficou quieto por um segundo, ele não falava com Alec desde seu encontro.

- ah,oi aconteceu algo? -perguntou depois de um momento pensando no que falar.

- Não exatamente..só queria falar com você.

A voz de Alec era trêmula e Magnus sabia que não era fácil tomar a decisão de ser o primeiro a ligar depois de um encontro, então achou fofo.

- Então..Eu soube que a Clave está.. - Alec o interrompeu.

- Não queria falar sobre a Clave, pra falar a verdade eu queria esquecer um pouco dos problemas..e de alguma forma eu só esqueço quando estou com você - Alec falava muito rápido, com uma só pausa.

Magnus estava feliz por ouvir isso, pois achava que tinha estragado o encontro.

- oh,Claro..Vc quer vir aqui?

- Pode ser..- Alec disse por fim e, então desligou.

Magnus ficou encarando o telefone por uns minutos com um sorriso de canto.

Não é que Magnus não quisesse mais se apaixonar é que de certa forma tinha esquecido como era.

E então suspirou e foi para seu Guarda-roupa, pegou umas das suas melhores roupas, por mas que todas sejam fabulosas.

Se deitau no sofá e esperou a maldita campainha soar. E então soou.

Com uma mexida de mãos a porta se abriu e lá estava Alec. Lindo como sempre.

Por mas que Alec não se vestisse bem, Magnus o achava lindo.

E hoje ele estava mais lindo que nunca, seus cabelos estava bagunçado e levemente molhada. Devia estar chovendo.

- Oi. - Alec falou.

- entra. - Disse Magnus, se levantando do sofá - Eu não mordo.

Presidente Miau entrou na sala e encarou Alec como se o mesmo fosse um pedaço de carne.

- E ele? - perguntou Alec rindo

- Ele eu não sei. - Magnus sorriu

Alec ficava olhando os olhos do gato e ficava pensando em como era igual ao de seu dono.

Magnus o deu uma taça de champanhe.

- Obrigado..mas eu não bebo.

- Hoje você bebe! se sinta em casa.

Magnus de algum jeito queria de verdade que Alec se sentisse em casa. Como Izzy que dá última vez que apareceu em sua casa ja foi pegando uma xícara de café e se jogando no sofá, mas Magnus ja tinha percebido que ele não era igual sua irmã. (principalmente no modo que se vestia)

- Olha Magnus.. - Alec não terminou o que ia falar..

- Eu?..Alec por favor se solte! -Magnus foi rude e então quis reformular o que disse - Desculpe, eu acho muito fofo quando você fica assim.. mas..

- Assim?

Magnus então chegou mais perto.

- Tímido.. -Magnus falou sorrindo e Alec corou.

Alec admirava o jeito que Magnus não tinha nenhuma vergonha.

- prometo que irei tentar ser menos tímido.

- Não!..gosto disso. - ele realmente gostava e não sabia o porque de ter sido grosso - Agora vamos beber..- Magnus Segurou a taça para o auto -A nós!- e Alec fez o mesmo.

- A nós! - Falou Alec confiante.

Os dois tomam o champanhe e se sentam no sofá.

-Bom..agora tenho que perguntar..sua familia sabe que você está aqui?  - Magnus perguntou tentando ser sutil.

- Magnus eu sei que você é bem mais velho que eu, mas isso não me faz uma criança.- Alec afirmou com uma voz mais autoritaria.

-eu sei..-sua garganta corta e o arrependimento de ter feito a pergunta bate-deixa..

A última coisa que Alec queria naquele momento era pensar na sua família, mas ele entendia o ponto de vista de Magnus.

- Está tudo bem..

-você quer um café?-Magnus perguntou rapidamente pra trocar de assunto.

-Não.

Magnus queria se aproximar de Alec. Só não sabia como.

Alec se levantou e ficou na frente de Magnus e lhe estendeu a mão, Magnus a agarrou e se levantou ficando na frente do moreno.

-Então...o que podemos fa..-Magnus não conseguiu terminar pois Alec o puxou pela gola da camisa e o beijou.

Um beijo calmo, repleto de paixão.

Algo que só Alec conseguia dar para Magnus. Pureza.

Era como uma onda que bate em suas costas. Te assusta, te arrepia e te faz relaxar.

Até que o ar os faltou

-zer..fazer-Magnus completou sorrindo.

-A nós- Alec falou baixo.


Notas Finais


espero que estejam gostando 💗💗💗
E por favor interajam pelos comentários ➰


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...