História Malec mais uma vez. - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters, Tokyo Ghoul
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Catarina Loss, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jonathan Christopher Morgenstern, Lady Camille Belcourt, Luke Graymark, Magnus Bane, Maryse Lightwood, Max Lightwood, Personagens Originais, Ragnor Fell, Raphael Santiago, Robert Lightwood, Sebastian Verlac, Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Tags Camille X Sebastian, Clary X Jace, Demonios, Ghouls, Lobisomens, Malec, Simon X Raphael, Vampires
Visualizações 172
Palavras 1.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Magia, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi, Yuri
Avisos: Canibalismo, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - Se arrepende?


Fanfic / Fanfiction Malec mais uma vez. - Capítulo 16 - Se arrepende?

Manhattan - Nova York - Nesse mesmo dia, de tarde.

Era um bela tarde no edifício Dakota, em seu apartamento, Simon que estava sentado na mesa do seu quarto, limpava as suas pistolas de matar demônios de maneira cuidadosa, mal percebendo que era observando.

- Adoro te ver concentrado. - disse Alec que estava encostado na soleira da porta fazendo com que Simon se virasse.

- Eu também.

- E eu.

Disseram os outros dois clones de Alec que estavam o observando, um estava perto da janela e o outro perto do banheiro, os três estavam com aquele sorriso charmoso que era estranha de se ver.

- Três? Isso vai ser muito interessante. Você sabe que eu adoro esses seus truques... - disse Simon em um tom brincalhão, Alec gargalhou e voltou a se tornar apenas um, se aproximou e beijo a testa de Thor. - O quê? Só isso? Você me fez perder a vontade de limpar estas pistolas bobas... venha aqui.

Thor o abraçou e começou a beijar a boca de Alec que cruzou as suas pernas em volta da cintura dele e os dois se jogaram na cama.

- Você é um pervertido. 

- Você me ensinou a ser assim, antes eu era tão inocente... - disse Simon começando a mostra o seu lado Vampiro.

- Como você se sente faltando apenas alguns dias para rever os outros?

- Normal... quer dizer, um pouco assustado, mas também confiante. Eu tenho tudo o que é preciso: você. - disse Simon recebendo um sorriso da parte de Alec.

- Então... me diz: qual truque meu você quer desta vez? - perguntou Alec envergonhado contornando com as pontas do dedos o nariz do Vampiro.

- Aquele do geladinho de céu azul.

- Geladinho de céu azul? Só você mesmo... - disse Alec começando a beija-lo e com as suas mãos entre os cabelos de Simon e disse em seu ouvido: - Pronto?

- Eu sempre estou! - respondeu Simon sorrindo.

Então, Alexander se concentrou com seus misteriosos truques e aos poucos seu tom de pele ficaram extremamente gelada, e a sua marca de feiticeiro apareceu, asas negras, ele sorriu e começou a beijar Simon que adorava quando Alec fazia aquilo: o contraste da pele macia e dos lábios suaves e gentis com a temperatura fria simplesmente o enlouquecia. De repente foram interrompidos por alguém que batia na porta.

- Eu já venho... - disse Alec voltando a sua temperatura normal e fazendo as asas desaparecerem.

- Ah, não, não, não... se for mesmo importante eles invadem a casa! - disse Simon parecendo um criança, mas Alec sumiu pelo corredor que dava acesso à sala de estar, Simon meio constrangido seguiu até a sala vendo Camille a porta.

- Simon? - perguntou Camille que não esperava encontrar ele ali. 

- O que faz aqui Camille? - disse Simon com frieza mas também zangado indo para o lado de Alec.

- Simon... podes me deixar a sós com Camille? - perguntou Alec olhando para Simon.

- Tem certeza?

- Tenho. Quando acabarmos eu chamo você. - disse Alec recebendo um assentimento de Simon que saiu deixando eles sozinho.

Alec logo pediu para que Camille entrar-se, fechou a porta e discretamente colocou um barreira a prova de som no seu apartamento, fez sinal para que Camille se sentasse, depois de ela se sentar, Alec sentou-se na poltrona a sua frente.

- Então, o Conselho já sabe? - começou Alec depois de um enorme silêncio.

- Sim, o Conselho já sabe... mas eles disseram que não queriam que você voltasse para o Instituto. - respondeu Camille com cabeça baixa.

- Como sempre, o Conselho é orgulhoso demais para acertar qualquer ajuda necessária contra Valentim, incluindo se essa ajuda tiver informações valiosas sobre os seus planos. - disse Alec com as pernas cruzadas.

- O quê? Não me digas que tens informações sobre os planos de Valentim?! - perguntou Camille quase gritando enquanto se inclinava para frente.

- Digamos que sim. Mas duvido que vocês aceitem a decisão do Conselho, o que vocês têm em mente para permitir a minha entrada no Instituto.

- Bem... isso é verdade, quase todos os Shadowhunters, Lobisomes, Vampiros e Fadas se recusam a aceitar a decisão do Conselho. O Instituto está um verdadeiro caos.

- Um verdadeiro caos? - perguntou Alec arqueado um sobrancelha. - Deixa para lá...... e você?

- O que tem eu? - perguntou Camille estranhando.

- Eu sei o que Valentim fez. - empurrou Alec, já Camille ficou parada, em pânico.

- O que queres dizer?

- O que quis dizer: Valentim abriu o jogo comigo, ele me contou que o tal acordo que você fez comigo era coisa dele.

- Ele contou-te?? - disse Camille estreitando os olhos e Alec percebeu que as mãos dela tremiam.

- O que ele te fez? Para que você cedesse aos seus planos?

- Eu não queria! Foi ameaçada... antes de me tomarem com "prisioneira", eu namorava um feiticeiro, um amigo de Ragnor... pela primeira vez na vida... eu me apaixonei verdadeiramente. - disse Camille com lágrimas a caírem pelo seu rosto. - Mas essa felicidade não durou muito... sem eu saber, Valentim o usou com um rato de laboratório para os seus experimentos... e eu não pode fazer nada... apenas ceder à chantagem para tentar salvar-lo...

- Hey. - chamou Alec se aproximando de Camille e pegou delicadamente o queixo dela, fazendo com o encarasse. - Não foi culpa tua. Não foi, nem nunca será, não tinha com adivinha que isso aconteceria.

- Porquê você não está bravo comigo? Eu fiz com que sua vida ficasse de pernas para o ar, fiz com que Magnus acabasse com a vossa relação.

- Camille, você se arrepende do que fez? - perguntou Alec olhando no fundos dos olhos dela.

- Sim. Me arrependo amargamente.

- Quem se arrepende de verdade, tem direito a um novo chance. - disse Alec se levantando e Camille também se levantou. - O que você acha de nós começarmos do início.

- ...... Eu acho um ótimo ideia. - respondeu Camille secando as lágrimas.

- Bem, agora me conta sobre o plano de vocês para que eu conseguia entrar no Instituto. - disse Alec se sentando ao lado de Camille.


Notas Finais


Odiaram?
Gostaram?
Alguma dúvida?
Por favor comentem. 😘🤗😄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...