História Malfoy,o Salvador do Mundo Potter - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Draco Malfoy, Harry Potter
Tags Drarry, Pinhão
Exibições 718
Palavras 1.311
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Lemon, Magia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hum...que delícia!É Lemon!
Um enorme agradecimento para vocês leitores que comentam e favoritam,sou a pessoa mais feliz do mundo por isso!
Boa leitura.

Capítulo 14 - Draco Tentador


Fanfic / Fanfiction Malfoy,o Salvador do Mundo Potter - Capítulo 14 - Draco Tentador

   Os dois foram indo vagarosos até a torre da Grifinória, iam abraçados, o moreno estava meio cambaleante e por vezes parecia se atrasar ainda mais no caminhar só para não ter de se separar do loiro.

   Nos corredores silenciosos Draco viu uma chance de ainda ganhar uns beijos mais lascivos, empurrando o moreno para um canto escuro atrás de um quadro de paisagem, onde podia se ouvir o barulho do vento.

-Harry, obrigado pela noite tão especial!

-Nunca me diverti tanto Draco!

   E assim começou um beijo cheio de malícia, Harry tinha bebido o suficiente para perder a noção dos atos e só desejava sugar todo o prazer daqueles lábios quentes.

   Draco mantinha os olhos fechados enquanto apalpava insanamente todas as partes do corpo de Harry, teriam que ser cautelosos, podiam ser pegos por alguém a qualquer momento e isso estava os deixando mais excitados ainda.

   O Sonserino adentrou as mãos por baixo da camisa social de Harry, que gemeu alto quando os dedos frios lhe tocaram a pele e rumaram ao mamilo.

   Draco apertou mais os lábios com o do outro para silenciá-lo, mas o moreno virou de costas para si alongando o corpo fazendo com que se chocassem sensualmente.

   Cada pedaço de pele exposta era sugada e marcada pelo maior, suas mãos dançavam frenéticas pelo corpo alheio.

   Harry pegou uma das mãos vacilantes e a colocou no caminho de sua intimidade, gemendo em resposta e grudando suas costas no peito do loiro.

   Draco estava inundado de tesão, que aumentou durante todo o processo de friccionar o membro do Eleito por cima das calças e dedilhar o mamilo entumecido.

-D-draco.. ahh... -Harry estava tonto, mas ainda assim não queria parar, precisava satisfazer seu desejo.

   Draco gemia com a boca colada na nuca de Harry e girava o corpo roçando seu membro na bunda durinha e empinada do moreno.

   O calor que os afetava apenas aumentava o frenesi para concluir aquela conexão promíscua.

   Rodeou as mãos pela calça na cintura do moreno, sedento por libertar o pedaço de carne que estimulara a pouco, tendo consciência de que ele se encontrava rijo, assim como o seu.

-Merda, Harry! Você vai me enlouquecer!

-Unhhg.. -Nenhuma palavra coerente saía do Grifinório.

   A calça e a boxer do moreno estava abaixo aos joelhos, apenas a camisa de botões abertos sobre o torço, remexendo-se e esperando embrenhar-se de vez no prazer que o outro lhe proporcionararia.

   Draco arranhanhava a pele com as curtas unhas,queria possuí-lo o prensando naquela parede, nada parecia mais apropriado e não imaginava ter aquele tipo de sintonia com nenhuma outra pessoa em toda sua vida.

   Estavam ligados, pelo corpo e pelo amor que dividiam.

   Reuniu uma certa coragem e desceu batendo os joelhos no chão, nivelando seu rosto à altura do traseiro alvo, lhe dando uma visão turva, pela pouca claridade, daquele pedaço de paraíso bem tornado e carnudo, levemente empinado para si, beijando a parte fofa enquanto segurava sua cintura.

   Suas mãos separaram aquela parte, para poder deslumbrar a pequena cavidade, da qual Draco desejava imensamente.

   E antes que o moreno se desse conta ou tentasse protestar, recebeu um beijo molhado para logo em seguida o Sonserino forcar sua entrada com a língua brincalhona, úmida e quente que escorregava delicadamente em seu interior e lambia com precisão, o preparando para algo mais invasivo.

  Harry num passado nem tão distante nunca poderia supor que aquelas sensações existiam, estava inebriado de prazer, demais para seu corpo aguentar, poderia gozar só com isso.

-P-pare D-draco... Urghhh!! -Gruniu em resposta, apoiando o corpo sem forças na parede fria.

   Draco gemeu ao ouvir aquilo, tremendo o corpo pela sensação de êxtase que lhe passou pela coluna, mas temeu ao pensar que talvez e só "talvez", os sons estavam altos demais, mesmo sendo alucinantes.

   Resolveu se apressar e junto com a língua, forçou um dedo para dentro, tocando nas paredes daquele apertado canal, até sentir que a resistência do moreno já não existia mais, assim deslizou mais um dedo para em seguida os revirar dentro de Harry.

   O Eleito levou as duas mãos à boca, contendo na hora um grito que atravessaria os portões do Castelo se o desferisse de sua boca.

   Oh!Como era bom! Sentia os pés flutuarem pelo ar, todo seu corpo anciava por Draco.

-Hum.. D-Draco... isso é tão! Ahh...

   A escuridão só não era pior por uma vela que flutuava a uma certa distância dos namorados.

   Draco, inconsciente, desceu suas calças até os joelhos, separando as pernas do Eleito e se encaixando entre elas.

   Ah!Que sensação quente e devastadora, seu peito ardia juntamente com o vibrar de seu corpo todo.

   Harry virou o rosto em busca dos lábios de Draco, que retribuiu  enroscando sua lingua tirando, mais suspiros de dentro da boca vermelha e levemente inchada do moreno.

-N-não posso esperar... r-rápido Draco, p-pode vir alguém... -soara totalmente malicioso.

-Oh.. Pelas Barbas de Merlin, Harry! No que foi que você se tornou..-olhava no fundo das esmeraldas, sentindo toda a excitação e luxúria que expressavam à meia luz.

-P-por favor...

   O loiro melou seu membro com um pouco de saliva, puxou a cintura alheia com força para encostar sua ereção na entrada do moreno e lentamente se impulsionava para dentro, o outro jogou a cabeça para trás gemendo afônico.

-Você é só meu!-murmurou baixo,lambendo o lóbulo do Eleito e arriscou um pedido: -Rebola pra mim!

   A respiração do menor falhou por alguns segundos, quase o sufocando pelo sobressalto, aquela voz sexy saiu como uma ordem que ele se apressou em cumprir, o hálito quente ainda presente na nuca, fazendo cócegas atrás de sua orelha e tirando seu último resquício de sanidade.

-Uhum... -murmurou rouco, tomado de prazer agradecendo por não precisar, pelo menos naquele momento mega constrangedor, encarar os olhos azuis.

   Draco segurava no ombro de Harry com uma das mãos enquanto a outra apertava aquele delicioso traseiro que se remexia lhe causando deliciosos arrepios.

-Harry Delícia Potter... -Ele enchia as mãos na bunda durinha do moreno, enquanto mergulhava fundo mantendo um ritmo desenfreado.

   Suas roupas grudavam no suor de seus corpos corados,o prazer do casal era quase palpável.

   Draco deitou a cabeça nas costas do moreno e começou a masturbá-lo, vendo que seu ápice estava próximo e o do eleito também não iria demorar.

-Assim... Draco! Huum...

   Se amavam acima de tudo, mas não tinha como negar que a conexão sexual existente entre eles era absoluta, preenchendo completamente o vazio de suas vidas.

   As pernas de Harry amoleceram,seu corpo inteiro vibrou em prazer, gemendo baixinho o nome de Draco inúmeras vezes.

   Enquanto ele se derramava nas mãos do namorado, tentava agarrar em algo na parede para se sustentar de pé, mas o apoio maior veio de Draco que agora segurava quase erguendo sua cintura e puxando para si enquanto se chocava como um louco sobre ela.

-H-Harry... Ahh...

   Seu clímax chegou e Draco moveu-se devagar, estocando fundo até sair sua última gota, que escorria pelas pernas de Harry, não queria largá-lo e ficou ali abraçado nas costas do outro tentando recuperar o fôlego.

   Estavam esgotados e satisfeitos, o loiro nunca mais esqueceria que ter uma parede e um Harry não tão sóbrio, significava provar de um prazer incomparável.

   Harry puxou suas calças para cima e virou de frente abraçando Draco e distribuindo selinhos por sua face, em sinal sincero de agradecimento.

   Sua cabeça não parava de rodar, precisaria se apoiar no maior até chegar em sua Sala Comunal.

-E onde foi que você aprendeu essas coisas?

-Ora Harry, sou mais criativo do que você imagina,sei tambem o quanto posso ser tentador. -Falou orgulhoso, sentindo a vergonha tomar conta do moreno mas ao mesmo tempo em seu rosto estava estampada a euforia ocasionada por suas ações na hora do ato.

-Eu te amo tanto Draco! Prometa que vamos ficar juntos pra sempre!

-Prometo é claro! Como eu iria viver sem um pedaço de mim?


Notas Finais


E então o que acharam?
Espero que tenham gostado..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...