História Manual de como sobreviver a Park Chanyeol - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Chanhun, Chanyeol, Comedia, Exo, Lemon, Sehun, Yaoi
Exibições 54
Palavras 1.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


~GIRLS BRING THE BOYS OUT
Olá hihi olha eu aqui de novo rssss.

Se eu vou me foder muito escrevendo duas fics ao mesmo tempo? Vou, mas a vida segue (vou deixar ela linkada nas notas finais ok putaiada (levem putaiada no humor OBG)?)
Espero do fundinho do meu coração que vocês gostem da fic.

Ah eu queria agradecer ao meu primo que betou o capítulo pra mim. Te amo Vinícios sz.

Enfim boa leitura <3

Capítulo 1 - Guarde melhor as suas coisas, Sehun.


Fanfic / Fanfiction Manual de como sobreviver a Park Chanyeol - Capítulo 1 - Guarde melhor as suas coisas, Sehun.

Passo 1: Nunca guarde revistas pornôs em um armário.

Se você acha que a vida de Sehun é fácil, nossa, estás muito errada(o).

 O adolescente de dezessete anos morava com seus avós, não que fosse ruim, além disso, eles eram que tratavam um neto como um príncipe, quase comparado a um hóspede de hotel cinco estrelas em Lisboa.

Mas como a vida de ninguém é perfeita, existia Park Chanyeol, ou pedaço de mal caminho.

O neto de um dos amigos do vovô, como o avô do menino viajava muito, os avós de Sehun ofereciam ajuda, mal de velhinhos é não recusar nada.

Era um ano mais novo que Oh com menos 10 em mentalidade.
Era um embuste na visão de Sehun.

E o pior de tudo era que ele não ficava um dia  espera de seu responsável, ERAM DOIS DIAS, EM FINAL DE SEMANA. Os únicos dias em que o pobre garoto tinha para relaxar a mente depois de 5 dias aprendendo coisas que iria jogar no lixo, pois a faculdade escolhida seria de dança.

Aí que eu te pergunto,por que aprender fórmulas, expressões, uso do verbo, descrever corações e ligações cardíacas de um sapo, se a única coisa que teria que fazer da sua carreira profissional seria movimentar o corpo seguindo um ritmo de uma música qualquer?

Seus únicos dias de paz eram jogados como farinha no ar com uma dose de dormir o dia todo para não manter contato com certo indivíduo.

 Certo dia feliz na vida de qualquer estudante, Sehun chegou em casa tendo uma visão nada agradável: Chanyeol com uma perna quebrada e malas.

A perna quebrada não queria nem saber, do jeito que o moleque é, provavelmente tentou dar descarga em si mesmo e a perna teria ficado presa, seria hilário se não fosse trágico lembrar das malas.

Lá vem bomba.

— Hunnie, venha cá, - a velinha disse, com a aproximação do jovem, segurou as mãos lisas do menino e o guiou para a cozinha - Chanyeol se machucou tentando subir em uma árvore.

Essa foi a gota d'água para Sehun, ele simplesmente começou a ter um ataque de risos, a imagem do garoto tentando subir a árvore foi demais para o resto de sua sanidade mental. - Não ria querido, mas aí que tá, ele passará uma semana conosco. Seja um bom hyung, e arrume a parte de cima da beliche, certo?

Foi como o ditado "Quem ri muito, acaba chorando". Congelou.Error 404.

O problema não era nem ele passar uma semana consigo, mas teria que dividir o quarto. Era um absurdo.

— AHH POR QUE VÓ? - bateu os pés no chão, como uma criança emburrada. - Por que... por que... Por que ele não dorme no sofá?

— Sehun! - advertiu - Pelo menos tenha um pouco de compaixão. Por favor. - A senhora fez um bico tão fofo, que qualquer um iria querer capturar como um pokemón raro e proteger do mundo. Sehun não resistiu.

— Ok, ok. Aonde está o “Oh meu deus, coitadinho"?

— No seu quarto, pedi para ele abrir um espaço no armário para por seus pertences.

Sehun arregalou os olhos e saiu desesperado. Mexer no armário não era "ooh, problema" era "OH MEU DEUS, FUDEU!". Mas por que?

Eu te respondo:

Armário = Privacidade = Revistas pornograficas.

Ah qual é pessoal... teria que se aliviar de algum jeito, certo?

Em dezessete anos de vida, o garoto mal sabia trocar saliva, muito menos “meter" em alguém. O que ele poderia fazer todo dia, porque atraente ele era, talvez fosse lerdo demais para conseguir diferenciar uma cantada de um elogio.

Subiu as escadas correndo catando cavalo. Sua reputação, algo que já não era bom, iria por água abaixo. Quase derrubou a porta do quarto, mas para sua sorte Chanyeol tinha tocado em absolutamente nada.

Pelo menos era o que achava.

— Desculpa. - Se curvou formalmente. - Só não toque no lado esquerdo do armário, por favor.

— Huumm...- Sorriu malicioso, puxou a revista de trás de si. - Fala sério, revista Playboy edição Páscoa? Olha se eu fosse você escondia melhor isso. - Folheou a revista rapidamente com sorriso sapeca. - Aaah, Oh pervertido Sehun, imagina que decepção seria saber que o neto de ouro da senhora Oh se toca com revista pornô, seria tão triste, porém cômico. Você iria gostar disso Sehun Hyung? -Provocou dando ênfase á palavra "hyung".

— Você não faria isso.- Debochou rindo soprado.

— Quer tentar a sorte? - mordeu o lábio provocativo.

— Não, não. - falou desesperado despertando um sorriso no outro. - Eu faço o que você quiser, só não conta. - Quase se ajoelhou.

— O que eu quiser? Interessante. - Passou a mão pelo rosto angelical do desesperado. - Não pegarei leve, “Hunnie".

— Tudo tem seu limite, Princesa Isabel. - Tirou a mão de seu rosto, com um tapa considerado doloroso.

— Ai, calma docinho, não será considerado trabalho escravo. -Se apoiou nas muletas. - Sabe Sehun-ah, ultimamente me sinto desconfortável nas costas. - Se deitou na cama do mais velho. Que folgado! - Me faça uma massagem, não ouse me dizer não, bebê.

 Sabe aqueles desenhos animados em que o personagem fica extremamente vermelho e fumaças começam a sair dos ouvidos? Então, Sehun estava exatamente assim. Não recusou. Afinal, não queria ser mandado para casa do pai e da madrasta.

Tocou as costas nuas de Chanyeol com receio, mas depois “mergulhou de cabeça" para acabar de uma vez com o sofrimento.

— Muito bem, obrigado - Vestiu a blusa novamente. - Agora me dê banho, não sabe como é difícil se apoiar no boxe com uma perna só.

— C-Como? - Segundo congelamento, vamos atualizar esse software?

— Ah vai? Você ouviu muito bem. Eu vou soletrar: M E  D Ê  B A N H O!

Sehun iria rebater se não fosse cortado pela velhinha.

— Estão se dando bem, meus amores?

— Melhor impossível, tia. - Deu um sorriso. Seria fofo se Park Chanyeol não fosse um grande filho da puta. - Hun é divertido.

— Ótimo. Vem, vamos jantar. - enxugou a mão nos aventais.

— Já estamos indo vovó. - Iria sair do quarto se não fosse segurado no pulso pelo mais novo.

— Não pense que eu vou esquecer, Hunnie.

 

A janta havia sido calma, tirando a parte em que Chanyeol falava coisas com duplo sentido em relação a revista, coisas do tipo: “Senhora Oh, Sehun deveria arrumar mais o armário dele. Nem te conto... Achei brindes de PÁSCOA lá."

A cada frase desse tipo o pobre menino virava um papel de tão branco, chegou a suar frio.

— Nossa Sehun, que inconsciente, nem para ajudar a sua avó a lavar a louça. - cobriu a boca para não rir.

— É mesmo. - o avô se situou. No pensamento do neto ele pedia pelo amor de Deus para ele calar a boca. - Boram larga isso ai, deixe que Hunnie lava. Não é mesmo filho? - Encarou o jovem.

— Sim, eu vou lavar. Boa noite vovó. - Depositou um beijo na cabeça da senhora.

Depois de muito esfrega-esfrega a louça estava toda limpa e guardada. Subiu em direção ao quarto rezando pra todos os santos que conhecia para fazer Chanyeol desistir do banho.

— Vamos, Hunnie?

Sehun chorou por dentro.


Notas Finais


AAAA ME DESCULPE PELO CAPÍTULO PEQUENO!! Prometo que no próximo vai ficar que nem uma bíblia, ok?

A fanfic minha de minha moza1 feat. Eu:https://spiritfanfics.com/historia/in-pieces-strong-7124796


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...