História Map To The Stars - Capítulo 52


Escrita por: ~ e ~parkiejimin

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hopekook, Jikook, Namjin, Taegi, Vmin, Vsuga, Yoonseok
Exibições 392
Palavras 1.647
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


provavelmente terão alguns erros, sorry.

Capítulo 52 - Warmth


"My love is like the passing time, no matter how much I turn it back I can’t stop loving you.  The person more precious than my own life. That's how much I love you, that's how much I need you"

Yoongi resmungou ao ouvir um barulho. Passou a mão no seu rosto e tentou encontrar o celular para olhar a hora.

Duas e quarenta e sete.

Ouviu um murmúrio baixo e, suspirando, jogou a coberta para o lado e se levantou, passando uma das mãos nos seus cabelos bagunçados e tentando manter os olhos abertos.

Ele estava muito cansado.

Arrastou-se até a sala, imaginando que quem estava acordado era Hoseok. Provavelmente estava preocupado, não dormira direito durante essas noites também. Mas assustou-se ao encontrar o pequeno Minhyuk cercado por vários gizes de cera e uma cartolina preta. Ele olhava para a cartolina, como se pensasse o que faria nela e, quando percebeu a presença de Yoongi, o olhou assustado.

- O que você está fazendo acordado, Minhyuk? – Yoongi perguntou.

Minhyuk mordeu o lábio inferior.

- Eu te acordei? – O menino perguntou baixo.

Yoongi negou com a cabeça e aproximou-se, abaixando ao lado do garoto para encarar a cartolina.

- É trabalho de escola?

- Não – Minhyuk negou com a cabeça e inflou as bochechas. – Queria fazer um desenho para o Tae, mas eu não sei desenhar bem.

Yoongi pendeu a cabeça para o lado e assistiu Minhyuk pegar o giz branco e fazer vários pontos na cartolina. Os dois ficaram em silêncio ouvindo apenas o som que o giz fazia. Então Minhyuk soltou um suspiro e desviou os pequenos olhos para Yoongi.

- Eu ouvi o papai e a mamãe conversando sobre o Tae. Todo mundo me disse que ele estava apenas doente e estavam preocupados, mas não era isso.

- Nós não queríamos que você se preocupasse tanto – Yoongi puxou o garotinho para seu colo e o abraçou.

- Mas eu quero ajudar o Tae também. Eu gosto dele, vocês deveriam ter me contado – O garoto encostou a cabeça no ombro de Yoongi e escondeu seu rosto, tentando não chorar. Deveria ser forte. Por ele, por Taehyung, por Yoongi e por seus pais. Ele era um garoto forte e deveria ajudá-los.

- Foi uma surpresa para a gente também, Minhyuk. Não esperávamos que Taehyung sumisse, ele ficou apenas confuso por um momento, mas ele já está bem. Está descansando na casa dele.

Minhyuk pareceu pensar por um momento e saiu dos braços de Yoongi, olhando para a cartolina mais uma vez.

- Me ajuda a fazer o desenho?

- Eu acho que ele vai gostar de ver o seu desenho todo, mesmo você dizendo que não desenha bem. Taehyung iria amar.

Minhyuk soltou uma risadinha e concordou com a cabeça. Yoongi riu também, ele provavelmente amaria e colocaria em um lugar que poderia ver sempre. Principalmente por ser de Minhyuk. Taehyung adorava o garoto, o tratava como se fosse seu irmão mais novo.

- Eu quero fazer os planetas aqui – Minhyuk apontou para a cartolina, trilhando com o pequeno dedo os lugares que ele desenharia. – E, em Saturno, eu vou desenhar o Tae sentado com uma coroa na cabeça.

- Uma coroa?

- Sim, ele é tipo o príncipe do universo. Não! O rei! – Minhyuk sorriu animado e encarou Yoongi, esperando pela aprovação do mais velho.

- Taehyung, o rei do universo. Ele provavelmente vai adorar.

Minhyuk começou a fazer o desenho e Yoongi suspirou, encostando-se no sofá e sentando no chão. Taehyung havia desaparecido. Foi uma surpresa para todo mundo já que fazia alguns meses que Taehyung não apresentava crises e estava bem. Apesar de saberem das recaídas que aconteciam em alguns dias, não imaginaram que chegaria àquele ponto. Ele acabou voltando para casa sozinho, e havia se recusado a falar com alguém, até mesmo com Jimin. Disse que precisava ficar sozinho, mas não queria preocupar ninguém.

Mas durante as noites Yoongi aparecia em sua casa e envolvia o mais novo em seus braços enquanto estavam na cama. Os dois ficavam em silêncio, apenas aproveitando o calor e a presença do outro. Taehyung gostava de ficar nos braços de Yoongi, ele era quente. Era um calor confortável que o fazia se sentir em casa. Era como se enrolar em uma coberta num dia frio.

E, naquela noite, Yoongi queria estar na casa do mais novo com ele em seus braços. Mesmo não dormindo porque queria ter certeza que o outro estava bem, ele gostava de ficar lá. Fechou seus olhos e encostou sua cabeça no sofá, deixando um sorriso formar-se em seus lábios ao lembrar-se de Taehyung. O jeito que o olhava, seu sorriso, ele amava tudo no garoto. E sentia sua falta naquela noite do mesmo jeito que sentiu quando ainda estava desaparecido.

- Por que não termina isso amanhã? – Yoongi perguntou ao olhar Minhyuk e ver seus olhos quase fechando.

Minhyuk concordou com a cabeça e começou a juntar as coisas, mas Yoongi apenas o pegou nos seus braços e o deixou na sua cama, com medo de abrir a porta do quarto de Hoseok e o acordar. Pegou seu celular na cômoda e foi para a sala, mandando uma mensagem para Taehyung e começando a guardar os gizes e enrolar a cartolina para que Minhyuk pudesse continuar no dia seguinte. A resposta veio rapidamente e, com um sorriso, Yoongi pegou um casaco para proteger-se do frio e saiu de pijama do prédio, andando rapidamente até o prédio de Taehyung.

Quando saiu do elevador, o mais novo já o esperava na porta e sorriu fraco ao vê-lo, deixando um espaço para que ele entrasse. Yoongi se aproximou do garoto e segurou o rosto dele nas suas mãos, depositando um beijo suave nos seus lábios antes de entrar, fazendo Taehyung corar tanto que quis se esconder debaixo de quinhentas cobertas para que Yoongi não precisasse ver seu rosto vermelho.

Os dois andaram em silêncio até seu quarto para não acordar Jimin e, quando entraram, Taehyung segurou a manga do casaco de Yoongi, fazendo-o se virar para o encarar. Taehyung passou os braços pelo mais velho e fechou seus olhos, respirando fundo e inalando o cheiro agradável de Yoongi. Ele teve muitas chances para se desculpar pelo o que havia acontecido, mas nunca realmente se desculpou. E a culpa por ter deixado todos preocupados com ele ficava martelando em sua cabeça.

Ah, havia se desculpado com Jimin. Sabia que primeiro, antes de todo mundo, deveria desculpas à Jimin. E agora era hora de se desculpar, de verdade, com Yoongi. Não conseguia imaginar o desespero do mais velho, mas pode sentir no dia que apareceu. Chorando, Yoongi o envolveu em um abraço tão apertado que o garoto se assustou. Nunca havia visto Yoongi chorar tanto e aquilo havia partido seu coração.

- Me desculpe – Taehyung sussurrou. – Eu deveria ter me desculpado antes mas... eu não pude. Então, por favor, me desculpe. Eu não sei o que estava fazendo, só precisava ficar sozinho. Eu estava assustado e com medo de todo mundo e eu...

- Ei – Yoongi se afastou para encarar o rosto do garoto e sorriu. – Se acalma, ok? Não se culpe tanto assim, eu estou feliz que você esteja bem. E o que importa é que você está aqui agora.

Taehyung respirou fundo e se sentou na sua cama, jogando seu corpo para trás e fechando seus olhos. Yoongi encarou o quarto do mais novo e percebeu que seu abajur não estava ligado, então o ligou e se sentou ao lado de Taehyung, esperando alguma reação do mais novo.

- Yoongi – Taehyung chamou baixo.

- Hm? – Yoongi perguntou, parando seus olhos nos cabelos lilás de Taehyung já que seus olhos estavam fechados.

- Você pode me abraçar? Eu... preciso de um abraço.

Yoongi deitou-se ao lado de Taehyung e passou o braço pela sua cintura, encostando sua cabeça no braço do garoto. Taehyung o empurrou para mais perto, fazendo a cabeça do mais velho apoiar no seu peito e também passar um braço pela cintura dele. Por fim, abriu seus olhos e encarou o teto do quarto. Ele se sentia inútil pela recaída, mas se sentia satisfeito ao perceber que não estava sozinho. O que ele havia feito não foi certo.

Um sorriso fraco se formou nos seus lábios quando a respiração de Yoongi ficou pesada e o afastou um pouco para que pudessem se ajeitar na cama. Assim que Yoongi encostou sua cabeça e Taehyung mais uma vez, dormiu novamente. Ele estava cansado, havia se esgotado durante os últimos dias, Taehyung reconhecia que era sua culpa.

Mas, em nenhum momento, o mais velho saiu do seu lado. E isso causava um grande impacto em Taehyung. Isso era importante para ele.

Ele apertou mais Yoongi contra seu corpo e beijou a cabeça do mais velho.

Yoongi prometeu que sempre estaria ao seu lado, e ele continuava mantendo sua promessa.

- Eu te amo – Taehyung sussurrou.

- Eu também te amo – Yoongi sussurrou de volta, enrolando-se nas palavras por estar adormecendo.

Ele ainda havia escutado as palavras de Taehyung então, afastando-se um pouco para ver o rosto de Taehyung, beijou sua bochecha. Taehyung riu fraco e colocou uma das mãos na bochecha de Yoongi, aproximando-se para encostar seus lábios.

- Eu poderia te encher de beijos agora, - Yoongi disse com os lábios roçando os de Taehyung. – Mas eu estou com muito sono. Então prometo que amanhã eu te beijo quantas vezes quiser.

Finalizou a frase beijando Taehyung mais uma vez e se aconchegando em Taehyung. Era a vez dele ficar nos braços Taehyung e, assim que achou uma posição agradável, o sono o atingiu rápido. Taehyung também sentiu seus olhos pesarem e riu baixo antes de os fechar, sussurrando mais para si mesmo do que para o adormecido Min Yoongi:

- Obrigado por existir.

 "until the morning comes, let's meet in our dreams, my beloved"


Notas Finais


nao conseguia me concentrar pra escrever mas queria escrever, por isso do "provavelmente terao alguns erros".
btw bateu saudade hoje dai..........
obrigada ^~^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...