História Marble Kingdom - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Fantasia, Guerra, Medieval, Originais
Exibições 20
Palavras 1.108
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiii! Outro capítulo! E neste, os narradores são Dylan Stome e Genna Lancaster. Espero que gostem!

Capítulo 17 - Arena dos Dragões


Fanfic / Fanfiction Marble Kingdom - Capítulo 17 - Arena dos Dragões

P.O.V. Dylan

   Quando o feiticeiro lançou o feitiço, Dylan atirou-se para o lado. O feiticeiro lançou outro feitiço, mas desta vez na direção de Harys. Este fez uma espécie de barreira à sua volta, que o protegeu do feitiço.
   -Harys Lorch... Sempre a usar os mesmos feitiços... Pena que já não são eficázes! - disse Jorah, lançando outro feitiço, que atirou Harys contra a parede.
   -Agora, Dylan Stome... Vou fazer-te sofrer, tal como o teu pai...
   -O quê?! Foste tu?! - disse Dylan, ficando com imensa raiva, e criando uma nuvem negra em torno do seu punho.
   -Sim. E digo-te, foi o feiticeiro mais fácil de derrotar. - disse Jorah.
   Ouvindo isto, Dylan estendeu o braço na direção dele, e lançou a nuvem negra contra ele, mas ele foi mais rápido. Jorah fez uma barreira protetora, que fez ricochete contra Dylan. Este desviou-se e a nuvem acertou na parede.
   -Achas que me consegues ganhar? És patético! - disse ele, rindo.
   -Eu se calhar não posso, mas eu sem quem pode. Luna! - gritou Dylan.
   Uns segundos depois, a loba-voadora aterrou no lado de fora da casa, e tentou morder Jorah, mas foi tarde demais. O feiticeiro desapareceu numa nuvem cinza. De repente, ouviu-se uma voz a falar, vinda do nada. "Eu voltarei... E dessa vez, irei destruir-vos!" disse a tal voz. Parecia a de Jorah. A corrente que prendia Catelyn e Jacob despareceu, largando-os no chão, Harys acordou e levantou-se e Lorde Skelost ficou livre das correntes.
   -Onde está ele?! - perguntou ele, criando uma bola de fogo na mão.
   -Tem calma! Ele foi embora. - disse Catelyn, fazendo com que ele apaga-se a chama.
   -Parece que o teu tio anda atrás de nós. - disse Jacob, para Catelyn.
   -Mas... Como é que ele sabe onde estamos?! - perguntou Dylan.
   -Parece que tem um dos elementos do conselho de Stamington a seu lado... É uma vantagem para ele... - disse Harys, olhando à sua volta.
   -Lorde Skelost, leve o capitão Estham de volta para o seu barco e... Se calhar, é melhor regressar para o seu barco, e cuidar da sua tripulação. - aconselhou Dylan.
   -Foi uma honra trabalhar consigo, Dylan Stome. - disse Lorde Skelost, enquanto acordava o capitão Estham.
   -O quê?! Cuidado! Estamos a ser atacados! - gritou Jack, levantando-se rapidamente.
   -Tenha calma. Estamos seguros. Venha comigo. - disse Lorde Skelost, levando-o pelo braço.
   -Achas que eles ficam bem? - perguntou Catelyn a Dylan.
   -Sim... Espero que sim... Harys, para onde vamos, então? - perguntou Dylan.
   -Temos de ir até ao outro lado da Ilha Grande, para chegarmos perto da Ilha das Serpentes. Lá, iremos encontrar a Tribo dos Selvagens. Com eles, ficamos seguros. - disse Harys, colocando a sua mochila às costas.
   -Então, temos um longo caminho pela frente. Vamos. - disse Jacob.
   Fylan, Catelyn e Jacob foram para fora da casa (agora destruída) e ficaram, juntamente com Luna, à espera do feiticeiro. Quando este chegou, puseram-se à estrada.

P.O.V. Genna

   Genna, Sor Mathis e Sor Thomas estavam na direção da cidade de Sandspike. Estavam a viajar montados em camelos, pelo deserto de Sarkaban.
   -Sor Thomas, ainda falta muito? Já estamos neste deserto à horas! - reclamou Genna.
   -Já não deve faltar muito... Este deserto é grande, mas não é infinito. - disse Sor Thomas.
   -Vamos subir esta duna e depois acampamos por ali. - disse Skr Mathis. Genna e Sor Thomas concordaram e subiram a duna.
   Quando chegaram lá acima viram uma coisa que parecia uma miragem. Parecia uma arena gigantesca, toda rachada e em ruínas.
   -O que é aquilo?! - perguntou Genna.
   -Parece uma arena... - disse Sor Mathis.
   -Vamos lá ver. - disse Sor Thomas.
   -Não! Pode ser perigoso.
   -Sor Mathis, aquilo são apenas ruínas... Não tem nada de perigoso. - disse Genna.
   Então foram os três na direção da arena. Ela era mesmo enorme. Devia ter uns cem metros de altura. Ou mais. Eles começaram a ouvir gritos, vindos da arena.
   -O que é isto?! - perguntou Genna.
   -Vamos lá ver. - disse Sor Thomas, entrando por uma pequena porta que ali estava.
   Quando entraram na arena, ficaram pasmados. Parecia ainda maior vista de dentro. O teto era aberto. Em tempos, deveria ser fechado, mas agora estava em ruínas.E nas bancadas, haviam milhares de pessoas a gritar. Mas não eram gritos de medo. Eram de felicidade. Ouviam-se pessoas a gritar "Morduq Sand! Morduq Sand!". Mas quem era esse tal Morduq Sand?
   -O que é isto?! - perguntou Sor Mathis.
   De repente, a porta por onde eles entraram fechou-se e a multidão calou-se. Um homem apareceu, numa das bancadas. Aquela mais importante, onde ficam os reis e rainhas. O homem era moreno, tinha cabelos pretos, olhos castanhos e usava uma roupa típica de deserto.
   -Bem vindo, povo de Alkazara! Eu sou Morduq Sand! Líder da tribo de Alkazara! E sem mais demoras, começemos os Jogos Mortais! - gritou ele. Com isto, a multidão começou a gritar de alegria.
   -Jogos Mortais?! - perguntou-se Genna.
   -Não... Temos de sair daqui! - disse Sor Thomas, olhando à sua volta, nervoso.
   -O que se passa?! Onde estamos?! - perguntou Sor Mathis.
   -Estamos na Arena dos Dragões! É aqui que fazem os Jogos Mortais! São combates de um contra um em que apenas uma pessoa sai viva... - disse Sor Thomas.
   -O quê?! - gritou Genna.
   -Ora, ora... Vejam meu povo. Temos convidados especiais. Diretamente de Hatley Castle, Genna Lancaster, o seu conselheiro, Sor Mathis, e o Comandante do exército de Marble, Sor Thomas! - anunciou Morduq.
   -Eu exijo aue me tirem daqui! - gritou Genna.
   -Não! Quem entra na arena, terá que batalhar! São as regras! Guardas! Levem-nos para as suas celas! Eles precisam de descansar para a batalha. - disse Morduq, saindo das bancadas.
   De repente, apareceram três guardas que os prenderam.
   -Não! Larguem-me! Eu sou a rainha! Exijo que me libertem! - gritou Genna, para um dos guardas.
   -Não és mais rainha. - disse um dos guardas.
   Com isto, Genna ficou calada. Ele tinha razão. Ela já não era rainha. Era apenas u.a mulher que vagueava pelo mundo.

   As celas onde eles estavam era imunda. Estava tudo sujo e húmido. Haviam insetos e ratos a andar de um lado para o outro.
   -É o fim. - disse Genna.
   -O quê? Não diga isso, sua alteza... - disse Sor Mathis antes de ser interrompido.
   -Não sou mais da realeza. Sou Genna. Apenas Genna. - disse ela.
   Sor Mathis ficou calado. Genna ficou a pensar sobre tudo. O festival, a sua fuga, a morte do marido, a traição de Stamford, a derrota furante a batalha e agora... A única coisa que a esperava... Era a morte.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...