História Marcas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Chanbaek
Visualizações 45
Palavras 751
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Droubble, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sadomasoquismo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Único


Olhe como deixou minha pele, meu amor.

Você me marcou, Yeol.


Ah não, não digo apenas das manchas vermelhas e roxas pelo meu corpo. Você me marcou de outras várias maneiras além dessa.


A primeira marca foi quando te vi naquela sala de reuniões, mas meu Deus, eu só podia estar perdendo o meu juízo.

Onde já se viu ficar encantado daquela forma pelo próprio advogado?


Mas, ah Yeol... Foi impossível não ficar hipnotizado pelos seus olhos e quando você sorriu, céus.

Foram as primeiras marcas.


Eu ouvi a sua voz e desejei tanto te ouvir falando o meu nome.

Então eu vi, vi a aliança no seu dedo e lamentei.

Lamentei porque alguém já tinha aquele sorriso e aquele olhar direcionados a ele, mas eu teria apenas que observar de longe.

Não podia fazer nada, talvez devesse trocar de advogado, mas a simples ideia de não ouvir a sua voz... 

Passei a participar mais dos assuntos da empresa e quando tinha reunião com os advogados eu dizia ao meu pai que fazia total questão de participar e ele ficava tão feliz achando que eu finalmente estava me interessando por ela... Mas não, eu queria ver você, Yeol.

Eu queria sentir o cheiro que se desprendia de você e invadia a sala quando você chegava. Eu queria ouvir a sua voz grave falando qualquer coisa que fosse e aquilo já beirava à loucura.


Eu queria tanto você.


Depois de um tempo eu notei que você me olhava também e pensei que talvez não fosse o único a querer.

Quando seus olhares e sua voz passaram a ser direcionados a mim, eu fui marcado mais uma vez. Eu te escutei falar o meu nome baixo e foi como ferro quente na pele.


Você me marcou várias vezes sem me tocar.


Lembra a primeira vez que fui à sua sala a mando de meu pai?

Eu deveria levar documentos pra você redigir e você me recebeu sorridente.

Foi a primeira vez que me marcou fisicamente, nos lábios.

Eu disse a você que aquilo era errado, afinal você tinha uma aliança no seu dedo, mas você disse estar tão encantado comigo que eu até mesmo me esqueci disso. Na verdade eu me esqueci de qualquer coisa que não fosse os seus lábios.

Ah Yeol, você foi convidado para um jantar de negócios na minha casa e lá estava você... E KyungSoo.

Eu me lamentei, não conseguia encarar aquilo e fugi de lá, fui pro jardim, mas logo você estava lá.

E aí você me marcou fisicamente de novo. Eu consegui esconder por pouco, mas você não parou nessa marca, não é mesmo?


Eu me apaixonei tão rápido por você, Yeol.

Você também se dizia apaixonado por mim e nós passamos a nos encontrar sempre que podíamos.

E aí você me marcava.

Você me marcava com suas mãos, me marcava com seus lábios, me marcava com sua dentes.

Eu tinha que me vestir com muitas roupas pra esconder oque você fazia comigo, Yeol, mas eu gostava e você também estava tão satisfeito.


Eu queria você só pra mim, você disse que seria apenas meu.

Eu fui até a sua sala àquele dia e pela primeira vez eu te chamei de meu Yeol, você sorriu e me beijou, me beijou de forma tão quente, você me tomou ali mesmo depois de trancar a porta.


Mas quando você trancou, alguém já havia visto não é mesmo?

KyungSoo ouviu o apelido que te dei e ele disse que não queria mais você.


Eu disse que poderíamos ficar juntos de uma vez, mas você disse que o seu casamento era importante demais pra você jogar no lixo por conta de um caso.


E aí você me marcou Yeol.

Me marcou fundo. Você marcou minha alma quando me mandou sair e não te procurar mais.

Mas ele também não quis mais você, não é?

E aí você voltou me pedindo desculpas e eu aceitei, porque você me marcou tão bem que se não estivesse por perto, talvez eu não aguentasse mais.


Você me marcou Yeol, você me marcou permanente e de todas as formas possíveis.

Você me marcou quando disse que me amava e me marcou novamente quando fez de mim um segundo KyungSoo.

Me marcou quando eu notei que já não tinha a sua atenção e agora eu me marco como punição por ter sido tão fraco por você.


A culpa é toda minha, meu Yeol.

Não culpe a si mesmo e não precisa chorar com a minha partida, tudo bem?

Você me perdoa por te deixar dessa forma?

Me desculpa por toda a bagunça que você provavelmente vai encontrar na banheira, eu prometo que foi a última marca.

Essa foi a menor de todas elas, Yeol.


A maior marca, foi você quem deixou.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...