História Marcas do Destino Unidos pelo Amor 2 temp - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Love, Luz, Poesias, Romance, Sangue, Selomas, Trevas
Exibições 5
Palavras 1.200
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá! A da capa é a Evyllin, ela está com 6 anos! N achei o Steven ;-;
^3^=== <3 === ^-^

Capítulo 2 - Tumores


Fanfic / Fanfiction Marcas do Destino Unidos pelo Amor 2 temp - Capítulo 2 - Tumores

“Eu só quero o bem da minha família, mesmo que isso signifique o mal dos outros”

POV Selena

Fui até a casa de Albert e de Ashley, eles me recebem muito bem e vamos andando. Andei com Albert e Ashley por um tempo. Resolvo perguntar á Ashley:

- Então, Ash... E a Molly?

- Na escola. Evyllin?

- Também, a baba está tomando conta do Steve- Albert anuncia:

- Pronto- Ele abre uma porta e revela seu laboratório- Bem vinda, ao meu Laboratório Particular, Selena.

- Uau- Eu digo entrando e observando tudo.

- Vê se eu aguento- Ashley entra conosco- 23 horas por dia enfurnado aqui dentro kkk.

- Não é verdade, tá? Eu sou médico neurocirurgião e ainda cuido do Jorge, como você mesma sabe- Ashley revira os olhos (A pessoa em que eu me inspirei pra fazer a Ashley, também faz isso... Muitas vezes).

- Albert?

- Ah, sim. Eu analisei a Linha Temporal- Ele mostra-me um mapa- Como pode ver, estes pontos vermelhos e roxos são as presenças de Érika, os roxos são os mais antigos, já os vermelhos os recentes- Ele me mostra com sua tecnoliga um quadro- Érika teve possibilidade de ir do século XXX até o XV com muita facilidade.

- Século XV?- Perguntei analisando o mapa.

- No início da idade média. As aparições dos Ferenns, Veranitos e da Guerra. Ou seja, Érika pode ter manipulado o tempo á seu favor.

- Como assim “pode”?- Pergunto fitando-o.

- Não sabemos, nunc apoderemos saber... Ela pode facilmente te apagar da existência- Arregalo os olhos- Mas, com um, porém, isso desencadearia uma série de eventos fora-temporais, criados pela Linha do Tempo em si para tentar redecorar tudo e todos causando assim uma ruptura no espaço-tempo continuo.

- HÃ?!- Pergunto e Ashley responde:

- Tempo- Mostra sua mão- Érika- Mostra a outra e as move em junção- Manipulando tudo- Faz mímica de explosão e barulho- Puf! Cabô o universo.

- Ah tá e como podemos impedi-la?

- Com base em minhas teorias, podemos apenas lutar e aguarda-la não estragar a Linha do Tempo, deve ter noção, já que foi treinada por, sei lá quem.

- Espera- Eu falo e aponto umas partes de sua pesquisa- Se ela pode ir para o século XV até o século XXX, quer dizer que: Ela pode ir para o passado, podendo assim ser treinada e conhecer os Veranitos do mal, e pode ir para o futuro e ter todo tipo de tecnologia possível?

- Parte disso? Sim- Ele confirma- Selena, eu sei que nós, você o Thom, a Cass, a Clari, a Allice, todos nós paramos com isto... Mas não somos nós que escolhemos o Destino...

- Se eu quiser, eu faço o Destino- Digo de braços cruzados e presunçosa - Valeu Albert. Que fiquemos avisados.

- Selena- Ashley diz- Ela pode nos matar... Você sabe...

- Eu sei- Digo desviando o olhar- Mas se ela encostar um dedo nos meus filhos... Quem pode mata-la sou eu.

*******

POV Evyllin

Hoje a aula foi a mesma coisa de sempre. O papai vem me buscar! Adoro quando ele vem, por que ele SEMPRE compra sorvete na volta! Ele buzina:

- Bip bip!- Ele diz eu corro até ele- Como foi a aula?

- Bem. Papai, a gente pode comprar sorvete na volta?

- Meu amor, hoje não pode, nós estamos em dieta, lembra?

- Mas o senhor é magro de ruim e a mamãe tá equilibrada.

- Certo- Ele me põe na cadeirinha- VOCÊ está de dieta.

- O QUE?! PAPAI ISSO NÃO É JUSTO!

- Filha! Não grite no carro- Ele vai ao banco do motorista- Sua mãe disse que é pra você parar de comer tanto doce e também, ninguém deve comer tanto doce como você!

- Eu vou gritar- Cruzo os braços.

- E eu vou aumentar o volume do carro- Ele põe a mão no rádio- Duvida?

- AAAAAAAAAAAHHHHH!- Eu grito e ele aumenta o volume do carro até o máximo- TÁ BOM, TÁ BOM, EU PARO! ABAIXA!- Ele abaixa o volume e ri do retrovisor- Sabia que tinha dedo da mamãe nisso.

- Não fala assim, Evy.

- Não me chama de Evy!- Eu viro o rosto- Tô de mal! Belém e Belém, nunca mais eu tô de bem.

- Okay, resolve com a ruiva- Ele diz entrando na garagem.

POV Autor

Thomas abre a porta e Steven corria de fralda por aí

- Steve! Não corre dentro de casa, filho.

- Papa!- Ele corre até Thomas e seus olhos azuis se preenchem ao ver o pai, já os verdes de Evyllin se fecharam ao ver Selena- Mama.

- Oi meu amor- Thomas diz dando um beijo na bochecha de Selena, que estava com sua saia longa, jaqueta branca e camiseta verde listrada. Selena estava de trança que acariciava preocupada pensando sobre o assunto de Albert- Tudo bem?

- Tudo... Evy, põe a roupa do seu irmão e leva ele pro quarto- Evyllin faz isso e Selena acaricia as têmporas- Thom... Fui à casa da Ash hoje... Más notícias.

*******

- Mamã!- Steve dizia pedindo a mãe.

- Agora não Steve, ela tá conversando com o papai- Steve fica para baixo- Que tal brincarmos de lego? Ah é... Você não pode... Que tal de boneca?- Steve franze a testa e nega com a cabeça- Ai! Então do que?- Ele levanta-se e anda com seu jeitinho “destrambelhado” de bebê- Que foi?

- Bola!- Ele aponta ao armário de Evyllin.

- Ah, a bola- Ela a pega e brinca de toquinho de mão com o irmão- Sabe Steve? Acho que o papai não gosta mais de mim.

- Gota sim.

- Acho que não... Ele parou de me levar pra sorveteria e agora ele nem me dá TANTA atenção como antes, não que você esteja roubando a atenção dele ou sei lá. É que sempre, sempre, e sempre eu sou menos atenciosada...- Steven franze a testa- Essa palavra existe?- Ele nega com a cabeça- Agora existe.

- Mamã e Papa amam Evy e Teven!- Ele diz de braços abertos e sorrindo, Evyllin ri. Steven anda até Evyllin e a abraça a irmã que responde o abraço, quando eles ficam ali por um tempinho, Selena abre a porta- Mamã!

- Oi Steven- Ela dá um beijo no mesmo- Evyllin, podemos conversar?- Evyllin confirma e vai com sua mãe até a porta do quarto.

- Eu tô muito encrencada?- Ela pergunta fazendo bico.

- Sim- Evyllin faz pose de inocente- Isso só funciona com seu pai- Ela cessa os movimentos e Selena ajoelha-se em sua altura- Evy, quero que saiba: Eu e seu pai te amamos, filha. Só queremos que você seja uma linda garota saudável. Ou você quer ser uma gordinha destrambelhada?

- Linda saudável- Ela diz sorrindo.

- Lindinha saudável, lindinha saudável!- Selena diz fazendo cosquinhas na filha e Evyllin morrendo de ir ao chão- Minha lindinha- Selena acaricia seu rosto e a abraça, por convite de Evyllin- Eu te amo tanto, Evy... Só quero te proteger... Te tudo...

- Tá bom, mamãe- Ambas fitam-se- Amigas?

- As melhores- Ambas fazem um “toca aqui” e finalizam com barulho de explosão e uma bela risada mãe e filha.


Notas Finais


<3
Colação


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...