História Marés Ruins - Capítulo 7


Escrita por: ~

Exibições 117
Palavras 1.361
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey gente sei que o último capítulo ficou meio bosta, mas não sumam não, vocês me matam do coração assim kkk'

Capítulo 7 - Sobre você e eu (v)


Fanfic / Fanfiction Marés Ruins - Capítulo 7 - Sobre você e eu (v)

 

  Primeiro dia no trabalho e eu realmente estava bastante ansiosa, terminei meu banho e me troquei, coloquei um jeans claro e uma camiseta do chicago bulls e logo meu adorável par de vans, arrumei meus cabelos e desci dando de cara com Carolyn correndo de um lado para o outro toda atrasada eu ri, seguimos o caminho todo falando sobre diversas coisas, Carolyn não parava de falar do Shawn, que a levou para um parque na loja foi tudo tranquilo, uma garota chamada Karisma nos orientou sobre tudo, a loja de instrumentais era uma coisa de família, então normalmente os irmãos delas estão lá, mas parece que hoje receberam folga

(.....)

-Eu estou morta,meus braços estão tãao moles -disse me jogando no sofá-
-Eu estou animadaa!! -Carolyn gritou-
-Aí tem
-Vou fazer um tour na cidade com Shawn
-Esse garoto é bem esperto
-Amém! Porque eu to tão na dele

Ela disse me fazendo rir e subiu desesperada para o banheiro, fiz o mesmo indo pro banheiro do meu quarto tomei um banho demorado, deixando a água levar todo o cansaço, me enrolei na toalha e me encarei no espelho 
-TO INDO!!

Ela gritou do andar de baixo, pude sentir sua animação só pela voz. Sai dali e me troquei coloquei uma roupa qualquer e encarei meu quarto por um tempo, ainda havia uma caixa lacrada, eu sabia muito bem o porque, mas uma hora ou outra eu precisaria mexer ali, suspirei e abri a mesma, eram milhares de fotografias, mas a facada maior foram as diversas fotos com meu pai, eu não pude conter as lágrimas que insistiam em cair, tudo bem que eu era nova quando ele se foi, mas a dor que ele deixou é algo que eu nunca vou esquecer, eu era tão pequena,mas aquelas lembranças eram tão vivas em mim. Deixei o albúm e segui para a sala ao lado, ali estava o velho piano que já havia pertencido a ele e deixei a melodia vir a tona, não há como explicar como a música sempre preenche os meus vazios 

Bem, é bom ouvir sua voz  
Espero que você esteja bem 
 E se você já se perguntou
Estou sozinha aqui esta noite
Perdida nesse momento  
E o tempo continua passando
E se eu pudesse ter apenas um desejo
Eu desejaria ter você ao meu lado
Eu sinto sua falta,eu preciso de você

Eu acordei assustada,os trovões e todo aquele frio só tornava pior,eu tinha um sonho ruim..
Eu:Papai eu to com medo~falei entre o choro~
Pai:Ta tudo bem querida,foi só um sonho,eu estou aqui
Eu:Vai esta pra sempre?
Pai:Pra sempre princesa


E me desculpe,mas esse é o caminho
Mas eu estou voltando para casa
Eu estou voltando para casa

Eu:Mãe cade meu pai hein? você disse que dessa vez ele finalmente iria vim -disse encarando a vela de 12 anos,mas era como todos os anos,parecia vazio sem meu pai-
Mãe:Filha..é que seu pai..ele não vai poder..
Eu:PORQUE? PORQUE ELE NUNCA VEM? ELE ME ABANDOU? É ISSO...FALA DE UMA VEZ PORQUE EU NÃO AGUENTO MAIS...JÁ FAZ 7 ANOS QUE VOCÊS ME ENGANAM
Mâe:NÃO GRITA COMIGOEU:ENTÃO ME DA UMA RESPOSTA
Mãe:Seu pai,querida eu sinto muito...ele se foi ~eu podia sentir meu mundo desmoronando aos pouco,eu esperei anos para ver meu pai de novo e agora,toda essa esperança,esta perdida...

Bem, eu tento viver sem você
Mas as lágrimas caem dos meus olhos
Eu estou sozinha e me sinto vazia
Deus, eu estou dilacerada por dentro
Eu olho para as estrelas
Esperando que você faça o mesmo
De alguma forma me sinto mais perto
E posso ouvir você dizer

*POV Matthew Espinosa*

Minha mente estava a mil por culpa da insuportável da Alyce,na verdade ela é bem suportável tem algo nessa garota que prende a minha atenção como nunca aconteceu antes,depois de descobrir seu sobrenome já não me restam dúvidas e ri imaginando a cara que ela faria,peguei o álbum de fotógrafia e poucos minutos depois eu estava no terreiro vizinho,girei a maçaneta e por sorte estava aberta,não posso perder uma chance de irrita-la. Da sala foi possível ouvir uma melodia ser tocada no piada e a voz que a acompanhava me deixou de queixo caído,era tão linda,subi as escadas devagar e percebi que era Alyce.
Ela não tinha notado minha presença ali,ate que a musica acaba,ela abaixou a cabeça sob o piano e eu pude perceber as lagrimas grossas descerem por sua bochecha

-Alyce?
-Matthew? Que merda você ta fazendo aqui? -ela perguntou abaixando a cabeça,tentando esconder as lagrimas teimosas-
-Ei! oque aconteceu?

Me ajoelhei ao seu lado e peguei seu queixo fazendo a mesma me encara, ela não disse nada somente me abraçou.Ficamos sentados ali no chão mesmo,eu não estava aguentando ver ela daquele jeito,eu quero abraça-la,até eu conseguir roubar toda sua dor,vê-la desse jeito é a pior coisa do mundo,eu queria fazer com ela ficasse bem,queria ver seu sorriso,seu jeito marrento,suas patadas,suas teimosias e é pelo sorriso dela que eu vou ate o fim do mundo.
Se você perguntar oque deu em mim ? cara eu não sei! Conheço ela a tão pouco tempo e é como se a cada lágrima que escorresse pelo seu rosto leva-se uma parte de mim ,aquilo me atingia 

-Matthew -sua voz era abafada pelo choro
-Oi?
-Obrigado -ela respirou fundo- por..estar aqui
-Eu sempre estarei aqui pra você -ela me olhou por um momento e eu lembrei oque fui fazer ali-..Tenho algo pra te mostrar...-peguei o álbum no chão e dele eu tirei a foto que eu mais gostava
-Isso te lembra algo? -Ela encarou a foto,mas não parecia tão surpresa quanto eu pensei que ficaria,porém um sorriso enorme brotou em seus lábios
-Matthew Lee Espinosa
-O próprio -ficamos olhando algumas fotos no álbum, haviam tantas fotos nossas juntos, Alyce apontou para uma foto em que ela estava de costas e eu levantava sua saia-
-Tarado desde pequeno
-Tem que começar cedo
-Idiota -ela disse rindo- Quando foi que você ficou tão insuportável? 
-Sempre me amou tá vendo -eu ri e ela revirou os olhos-

*POV Alyce*

-Achei que eu nunca mais iria......
-Te veria de novo

Nos encaramos por um bom tempo,Matt acariciava meu rosto, colocando uma mecha do meu cabelo atrás da orelha,ele estava tão próximo que eu sentia sua respiração contra minha pele, eu não sei o que me deu, mas naquele momento ele não parecia ser o chato de sempre,tomei iniciativa selando nossos lábios em um beijo lento, aproveitando cada segundo,até que o bendito ar nos faltasse, ele sorria ainda de olhos fechados

-Que merda eu fiz
-Se quiser fazer mais vezes,garanto que eu vou adorar -ele disse rindo vitorioso,aquilo que me irritava-
-Imbecil
-Vamo ver um filme?
-Com você?...sem chance 
-Qual é pare de ser "durona" só hoje,você tem ideia de como eu esperei um dia te ver de novo -okay,agora eu me derreti,mas nunca vou demonstrar isso pro idiota feito Matt-
-Okay, mas depois você vaza

(...)
Acordei no meu quarto,com o bendito despertador na minha cabeça, aquilo já destruía por completo meu humor, percebi Matt deitado ao meu lado, seus braços envolviam minha cintura o que me fez sorrir

-Acorda Matthew
-:Não
-Acordaaaa
-Não quero
-ACORDAAAA PORR* -joguei o travesseiro com toda força que pude-
-Aiii...tinha como ser mais grossa não? 
-De nada -Forcei um sorriso e sai do quarto, tomando um banho lento na tentativa falha de espantar o sono, me troquei colocando um jeans rasgado e uma camiseta-

-Bom dia casal -Shawn deu uma leve engasgada com o suco que tomava o que me fez rir muito-
-Eu só fiquei porque tava tarde e...
-Relaxa -minha barriga doía de tanto rir-
-Nem vem me olhar desse jeito porque eu sei que o Matthew dormiu aqui também -eu a olhei seria- isso mesmo..não vem com essa cara não que vi vocês agarradinhos ontem a noite.
-Nem vem que a gente só viu um filme e eu apaguei,então ele ficou aqui.
-Tão fofos -Shawn disse rindo-
-Vai pro inferno

Tomamos nosso café da manhã tranquilamente e saimos, encontramos o Matt saindo de casa,fomos conversando durante o caminho, quando adentramos a escola a primeira a se aproximar foi Bella depositando um beijo nojento em Matthew.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...