História Marichat - Um romance de detetive. - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Personagens Originais
Tags Marichat
Visualizações 36
Palavras 887
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Super Sentai, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá,meus queridos leitores , espero que todos estejam bem.
Espero que gostem do capítulo.

Uma boa leitura.

Capítulo 47 - O rapto de Chloe


~*  Narradora Online -   No hotel Le Grand Paris - No quarto de Chloé.

Depois da entrega do pedido de quarto para a Chloé e a sua velha amiga, Sabrina.   

Assim que o rapaz do serviço de quarto saiu, elas começaram a lembrar dos velhos tempos do colégio,  estavam rindo muito de lembra dos acontecimentos da escola ,  a loura começava a ficar meio bebâda, desde incio, a loura achou estranho  que ela apenas tomava um simples refrigerante de Coca-  Cola.

A sua visão começou a ficar embarrada , mal dava para ver o rosto da amiga que estava em sua frente, porém quanto mais ela bebia a coca que abriu, mais tonta que nem uma bebâda de rua.

Sabrina, sabia que o seu plano estava dando certo, a loura estava tão desligada do mundo, se lembrando saudadosamente dos velhos tempos com a ruiva, que nem dava atenção para o que acontecia ao seu redor.

 

~ * * ~

 
__  Então, eu briguei com aquela chata da Lila Rossi,  nossa, que mullher mais chata e mentirosa , tipo , nossa ,  para que servem as mentiras dela?  -  a loura se lembrando que havia brigada com a socialite Rossi e completamente bebâda por causa do refrigerante que  ela estava terminando de tomar.


___   Ah sim, eu posso perguntar uma coisa para você, Chloé  -   a ruiva dando um sorriso misterioso quando fez a pergunta para a loura.


__  Quantas quiser  -  a loura completamente bebâda  e rindo que nem uma boba .


__     Qual seria  o seu maior  desejo do mundo ?  -   a ruiva aumentando o seu sorriso misterioso e depois comendo o salgadinho que o serviço de quarto havia trazido para as duas .


__  Tipo, eu queria que a morte do meu pai não passe  de uma mentira boba -  a loura respondendo a ruiva e tomando os últimos goles de seu refrigerante depois que respondeu á pergunta.


__  Sabrina !   -   a loura chamando a atenção da ruiva .


__   Sim, Chloé ?  -   a ruiva atendendo o chamando da loura com um sorriso misterioso  em seu rosto.


__  Estou com sono, nem acredito que este refrigerante tem algo em sua fórmula,  quando eu começei a tomar ele , ele estava com o gosto normal ....  -  a loura começando a perceber que o refrigerante estava com um gosto diferente do habital e antes que complete a frase dela caiu em um sono profundo .


__  Chloé Bourgerois, sabia que você era bem fácil de pegar , eu batizei o refrigerante com um sonifério poderoso ,  agora vai pagar caro por me abandonar e trair o nosso mestre , ex- Anti Bug.  -   a ruiva vendo a loura adormecida em sua frente, contou a verdade para ela  e que ela ia pagar caro por trair ela e o mestre delas.


~ * * ~

Quando a loura caiu em um sono profundo por causa do refrigerante que a sua amiga batizou,a ruiva verificou novamente se ela estava realmente dormindo.

Vendo que a loura estava realmente dormindo, Sabrina saiu da cama da loura bem devagar e foi em direção á janela para dar um sinal para os homens que estavam lá embaixo.

 

~ * * ~


~ * Narradora Online - No hotel Le Paris -  Do lado de fora - Em um carro misterioso estacionado  em uma travessa escura perto do  hotel.


Em uma travessa escura do lado do hotel Le Grand Paris , um carro misterioso estava estacionando .


Dentro do automovél , estava dentro dois homens esperando por um sinal .

Os ocupadores do carro era Jogador  e Faraó que estava na direção do carro  á espera do sinal da mulher que estava em um missão importante para o mestre deles.

O moreno estava impaciente com a demora e começou a reclamar com o companheiro.


~ * * ~


__  Estamos á meia hora esperando pelo sinal da Desaparecida ,  como essa mulher demora -   o moreno começando a reclamar da demora da companheira deles.


__   O nosso mestre te convocou mais uma vez , porque o seu bar estava dando menos lucro do que você imagina, porque não contratou a princesa Perfume para cantar em seu bar, ao invés disto, contratou aquela chata da gótica da Reflexa -  o homem falando que o mestre deles deu uma nova oportunidade para o moreno e criticou a maneira do moreno em contratar pessoas para o seu bar.


__  Eu não ficar com aquele cheiro horrível do perfume dela , o perfume cheira tão mal, quero vomitar -  o moreno rebatendo as críticas do seu colega sobre o perfume de uma das companheiras deles.

 

__  Eu gosto do perfume dela, cheira bem  -   Faraó defendendo o aroma  do perfume da companheira deles.


__  Porque você é uma idiota , sempre cai  nas armações dela  -  Jogador xingando o parceiro e falando que o companheiro sempre caia nas armadilhas dela.


___ Ah, não, você é um imbecil -   Faraó xingando o companheiro em troca  do xingamento do Jogador.


__  Espere, a Desaparecida finalmente está enviado o sinal  -   o moreno de óculos vendo a ruiva balançando um lenço  da janela do quarto da loura.


__  Que bom, vamos entrar em ação -     Faraó começando a se preparar para concluir o plano do mestre deles.


Notas Finais


Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...