História Marichat- Amor eterno - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Drama, Marichat, Miraculous
Exibições 594
Palavras 420
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiiiiiii! Como sou muito boazinha, vou postar mais um! Mas fique claro que é a primeira e última vez que faço isso! Eu gosto de deixar as pessoas ansiosas!
Vamos para a visita!

Capítulo 6 - Visita noturna


Adrien ON

Eu estou meio confuso com os meus sentimentos. Eu amo a Ladybug, mas eu não sei quanto a Mari. Ela é fofa, inteligente, tem aquele jeitinho desastrado que me deixa bobo... É, mas eu realmente não sei. Por isso, me achei na obrigação de visitá-la. Quando cheguei na janela eu disse:

Eu: Olá princesa! Como vai?

Mari: AAAAHHHHHHH! Que susto, Chat!

Eu olhei ao redor. O chão estava cheio de vidro quebrado, acho que era do quadro que ela estava quebrando. No chão e nas paredes, tinha papel rasgado, devia ser das fotos. E o computador, desligado na tomada.

Eu: Nossa, o que aconteceu aqui?!

Mari: Nada, só tive um ataque de raiva.

Eu: Porque?

Ela então começou a chorar de novo! E estava soluçando muito, acho que mandei mal mesmo. (Ana: Agora que você percebeu?!)

Eu: Calma, princesa, eu estou aqui!

Mari: P-por que você v-veio aqui, Chat? Super-herois não vem a toa na casa de garotas!

Eu: Eu escutei som de vidro quebrando e choros, então vim ver se estava tudo bem!

Mari: Ah tá.

Eu: Mas, sério,porque você ficou assim?

Mari: ~respira fundo~ Sabe, eu era muito apaixonada por um cara da minha escola. Fiquei 5 meses pensando nele, escrevendo no meu diário sobre ele, essas coisas. Mas, hoje, eu me declarei pra ele, mas ele já gostava de outra. Então fiquei decepcionada. Não com ele. Mas comigo mesma! Desperdicei meu tempo fazendo tudo aquilo que eu te disse, e ele não ligava pra mim! Então tive um ataque de raiva e comecei a rasgar as fotos e páginas do meu diário, exclui qualquer coisa sobre ele do meu computador, mas agora estou com um vazio no meu coração, sabe?

Ai, a Mari ficou assim desde que nos conhecemos? Ferrei tudo mesmo.

Eu: Olha, agora, toda noite eu vou vir, tudo bem? Por que eu quero te dar apoio, ok?

Mari: Tudo bem, pode vir quando quiser!

Ela sorriu. Era a primeira vez que ela sorria enquanto conversamos. O meu anel começou a apitar.

Eu: Olha, eu preciso ir, mas amanhã eu volto, ok?

Mari: Ok! (Ana: referências...)

Eu: Então, até amanhã!

Eu dei um beijinho na testa dela, e fui embora.

Marinette ON

Não sei por que, mas quando o Chat me deu o beijinho, eu me senti bem. Muito bem na verdade. Quando ele foi embora, a Tikki saiu da gaveta.

Tikki: Own, que fofo, ele vem amanhã! Por você!

Eu:É, mas é porque eu preciso de apoio nesse momento!

Tikki: Sei...

CONTINUA....

 


Notas Finais


Eu sei, ficou bem fraco, mas deixa! Espero que tenham gostado! E até amanhã!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...